No ar: Vai por mim | Europa de carro

vai por mim: europa de carro

E já subiu o quinto e último episódio da etapa portuguesa da série de vídeos que o Viaje na Viagem produziu para o canal do Youtube do Visa Platinum.

Desta vez faço uma pequena videopensata sobre montagem de viagens de carro pela Europa. Algo que eu vou desmembrar em muitos posts depois de voltar 😀

Não, eu não arrisquei a vida dirigindo e falando para a câmera. A gente achou uma estradinha sem saída no Crato, bem pertinho da Pousada Flor da Rosa

Veja aqui antes dos telespectadores do YouTube :mrgreen:

Os carros desta viagem são alugados com todos os seguros pela Mobility Cars.

O grupo Pestana e as Pousadas de Portugal apoiam esta viagem.

O Mondial Travel é a assistência viagem oficial do #viajenaviagem no projeto Europa de carro.

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


59 comentários

Alguem sabe explicar o que eh o deductible ou franchise de um aluguel de carro na Franca? Em caso de acidente, raspar, bater ou dar uma enconstadinha no carro, o que fazer?

    Olá, Mari! Em caso de acidente é preciso um boletim policial; é pré-requisito para usar o seguro. O “deductible” é a nossa franquia — o que o segurado precisa pagar no caso de acidente. Há seguros que dispensam essa franquia, chamam-se super CDW.

Sou um Visa Concierge, qualquer dúvida liguem que nós esclarecemos. Caso não estejam satisfeitos ou não entendam as informações, peçam para falar com um concierge especialista que temos disponível.
Será sempre um prazer atendê-los.

Vou estar em Frankfurt em julho e estou pensando em ir até Paris de carro (espécie de bate e volta)Alguém já fez esse trajeto? Alguma dica?

    Olá, Carlos! Não dá para fazer bate-volta de Frankfurt a Paris. São mais de cinco horas de carro. Prefira ir de avião, e passar alguns dias na cidade.

O seguro do cartão existe e funciona. Porém é importante saber o que vc tem direito (Leia todo o contrato).
Faça sempre um seguro contra terceiros e propriedades (caso vc bata num poste e quebre o telhado de uma mansão em Beverly Hills) pela locadora (pois estes não estão incluidos no cartão).
Quanto o burocracia dita acima, pode ter certeza que mesmo com o seguro da locadora vc terá trabalho para utilizar.
Eu já utilizei o seguro médico da VISA em uma viagem para os EUA. Apesar de toda burocracia, recebi em 30 dias o reembolso de todas despesas médicas (incluindo os medicamentos).
Resumindo: Dá trabalho, mas funciona !

Infelizmente caí nessa de aluguel de carro pagando com o Visa para ter direito ao seguro.Aluguei um carro na Noruega e devido as chuvas tive um pequeno acidente batendo a lateral do carro.Como não impossibilitava a continuação da viagem fomos orientado pela locadora Hertz para prosseguirmos viagem e resolver quando da devolução do veículo.Tudo certo até aí.Chegando ao Brasil contatei o cartão Visa para saber dos procedimentos necessários e aí veio o grande golpe- você tem que abrir mão de QUALQUER seguro vinculado ao aluguel, entretanto não te entregam o carro se vc não fizer o seguro local, depois de me colocarem em contato com a seguradora Mondial, responsável por “esse seguro Visa ” fui informado estar CLARO? esse item no explicativo deste modelo de seguro.Então pediram para eu provar que o seguro já estava embutido no valor do aluguel do carro,fato que foi feito, porem que não foi aceito.Enfim não consegui nenhum ressarcimento do cartão Visa e o pior é que uma simples batidinha na Noruega quase me custou um carro novo —-7.000 euros.Estou em viagem e a partir de agora só faço seguro total na locadora, mesmo que seja caro

    nelson, infelizmente isso acontece com frequência. Eu não confio, jamais, em seguro de cartão de crédito para carros. Nem lembro que existe.

    Dado o potencial de isso gerar problemas, é melhor gastar um pouco mais, procurar melhor em sites agregadores e ficar mais tranquilo.

    Não recomendo a ninguém confiar em seguro de cartão para carros.

    Nélson, sinto muito pelo que aconteceu a você e deixo “no ar” uma pergunta simples para quem já conseguiu o contrário: existe algum site de locadora de veículos, pelo menos na Europa, que não inclua, como o mínimo na locação, o seguro com cobertura LDW, que é o que cobra franquia, muito cara por sinal, em caso de roubo ou perda total do veículo, considerando que a VISA, no cartão INFINITE, informa em seu prospecto que o tomador do serviço de locação deve recusar a cobertura da empresa e que se for incapaz de recusar, a cobertura oferecida por ela, VISA, passa a ser secundária e a franquia paga não será reembolsada?

    Olá, Alberto! Na Europa, a cobertura CDW é obrigatória na Itália e na Irlanda.

Muito obrigada pelos esclarecimentos, Dionísio, Augusto e Thiago!
Vou fazer uma pesquisa de condições. Se eu descobrir coisas interessantes, postarei aqui.

Ricardo:

Não entendo. O visa platinum internacional já não dá direito a seguro viagem?? Por que tenho que fazer outro seguro???
Att.

Cláudia

    Olá, Cláudia! Aqui quem responde é A Bóia, assistente do Ricardo Freire :mrgreen: Ao comprar a passagem com Visa Platinum você garante o Seguro Schengen. Ao alugar um carro com Visa Platinum, está garantido o seguro para conserto de avarias e substituição de veículo. Outros seguros podem eventualmente precisar ser pagos à parte, dependendo do país e do cartão, como seguro contra terceiros.

    Outra coisa: o seguro do Visa é o mínimo exigido para entrada na Europa. Os valores de cobertura são baixos. Se houver necessidade de procedimentos médicos complexos, esse valor pode rapidinho se tornar insuficiente.

Idoso, de uma maneira geral, tem o corbetura limitada a 50% do valor de cobertura a partir dos 75-80 anos, com coberturas básicas de até 250 mil dolares (ou 125 mil, no caso do idoso). As maiores coberturas que encontrei até o momento foram do World Nomads e Patriot (esse, pelo que entendi, só cobre EUA e Canadá), mas também limitam a idade máxima pra menos de 70 anos …

No meu caso, o interesse é um seguro para a Europa.

    Olá, Maria! Os seguros para a Europa têm cobertura bastante grande por causa das exigências do Espaço Schengen. Vamos pôr a sua pergunta no Perguntódromo, mas em princípio todos os seguro-assistência são bastante bons.

    MARIA, não sou especialista, mas já li muito e comprei seguros para viagens, então vou repassar algumas informações que tenho.

    Alguém já disse aqui no site alguma vez – acho que foi um médico – que os seguros convencionais têm cobertura muito baixa se considerarmos os altos custos dos serviços médicos na Europa e nos Estados Unidos. Qualquer cirurgia simples com internação supera os 30 mil euros mínimos do Espaço Schengen, por exemplo.

    Quando viajamos com seguros “mínimos”, devemos estar bem cientes que, na hipótese de um problema de saúde grave, a cobertura não vai dar para nada. E isso, claro, é mais sério quando o viajante é idoso.

    Os problemas: no mundo todo, os seguros são ruins para idosos. E, especificamente, os seguros oferecidos no Brasil (por exemplo, Mondial e Travel Ace) são caros e com coberturas muito baixas, independentemente da faixa etária do viajante.

    Tem um post aqui no VnV sobre seguros, e lá descobri o seguro World Nomads, que, se não me engano, já foi utilizado pela dri Setti, do blog Achados, muito satisfatoriamente. Eu já comprei o World Nomads para ir à Europa e à Argentina, mas nunca precisei usá-lo, então não sei dizer se é realmente bom.

    O World Nomads oferece coberturas altas, acima de 1 milhão de
    dólares, e até mesmo ilimitadas em uma determinada modalidade.

    O problema é que, pelo que vi no site, o World Nomads só está disponível para pessoas com até 67 anos de idade.

    Tem outro seguro internacionjal, o Patriot, que oferece seguros com 1 milhão de dólares de cobertura para pessoas de até 69 anos de idade. Mas, já com 70, a cobertura cai para 50 mil.

    Ambos World Nomads e Patriot têm preço iguais ou mais baratos que os nacionais, mas com coberutas muito, mas muito melhores e maiores.

    Então, não é uma tarefa fácil ter um ótimo seguro de viagem, com coberturas altas, para idosos, a não ser que haja uma outra seguradora por aí que eu não conheça.

    Além disso, naturalmente não conhecemos muitas pessoas que efetivamente tenham utilizado os seguros internacionais, para obter referências. Mas acho que a referência da Dri Setti sobre o World Nomads é confiável, e por isso é que eu o tenho sempre contratado, embora, repito, nunca o tenha utilizado. Irei aos EUA este ano e seguramente irei com World Nomads ou Patriot.

    Entao, primeiro, é saber as idades exatas dos idosos, pois isso implica em diferentes coberturas e prêmios (o preço que o viajante paga), e começar a cotar, sempre prestando atenção aos valores das coberturas.

    Em tempo: o seguro Travel Ace tem cobertura de 1 milhão de dólares para a Europa, mas o limite de idade é 70 anos e o prêmio é bem caro. A partir de 71 anos, o limite é 60 mil dólares.

    Já o seguro Mondial tem cobertura máxima de 30 mil euros, em qualquer idade. É uma cobertura que considero muito baixa e o prêmio é bem caro, principalmente acima de 71 anos.

    A idade é um fator a se considerar, entretanto não é o único. Outro ponto de atenção são as doenças pré existentes. Se você tem alguma doença crônica, a agudização (crise) desta situação pode não ser coberta pelo seu plano de saúde. Exemplo, se vc já apresentou um infarto cardíaco, um novo infarto ou crise de angina pode não ser coberto pelo seu seguro. Isto independe de idade, mas o idoso tende a apresentar mais doenças que um indivíduo jovem.
    Sugiro pesquisar com cuidado os planos existentes e ler as cláusulas de exclusão do contrato.
    Abcs

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.