O primeiro e o último dia da viagem: não conte com eles 1

O primeiro e o último dia da viagem: não conte com eles

Au revoir

Eu já toquei nesse assunto algumas vezes. Sobretudo quando falo de viagens picadinhas — porque a gente tem a mania de se iludir com distâncias e horas de vôo, achando que um lugar está a “só duas horas” de outro. Quando a gente acha que um lugar está “a duas horas” de outro é porque são duas horas só de vôo, ou duas horas só de estrada — sem contar  todos os trâmites entre a saída de um hotel, a saída da cidade, a chegada em outra cidade e a chegada ao outro hotel. E nessas, perde-se pelo menos meio dia — e muito mais energia do que se imagina.

Ainda mais delicada é a situação do dia de chegada e, sobretudo, do dia da saída de uma viagem internacional. É mais feliz quem não arranja motivo pra se estressar nesses dois dias.


Coisas para não fazer no primeiro dia da viagem
I-95, Flórida

  • Depois de uma viagem noturna internacional, não emende uma viagem longa de carro. É dar sopa pro azar.
  • Não marque jantar ou show caros. Pode bater um cansaço e dar vontade de desistir.
  • Ticar lerês. Se você tiver uma lista de obrigações para cumprir imediatamente após desembarcar, é porque você programou dias de menos nesta escala.
  • Marcar conexões no mesmo dia com vôos ou trens que não estejam vinculados à passagem transatlântica. Mesmo que tudo dê certo, o stress não compensa.



Coisas para não fazer no último dia de viagem
Fila na Galleria Uffizzi

  • Viajar de carro até a cidade onde você vai pegar o vôo de volta. Há tantas coisas fora do nosso controle — engarrafamentos, problemas mecânicos, desatualização de GPS, errinhos bobos — que quaisquer 200 km podem trazer uma enorme dor de cabeça. De novo: mesmo que tudo dê certo, ninguém merece se estressar tanto no último dia de viagem. Melhor vir na véspera e pernoitar na cidade de onde parte o seu vôo.
  • Ticar lerês. É melhor fazer as últimas compras do que fazer os últimos museus.
  • Marcar conexões com no mesmo dia com vôos ou trens que não estejam vinculados à passagem transatlântica. Na volta, combinar low-cost ou trem com o seu vôo de volta ao Brasil é ainda mais perigoso do que na ida — porque perder o vôo de volta sai muitíssimo mais caro e há muito menos opções de jeitinhos e gambiarras. Só faça isso se os vôos tiverem vínculo — aí, em caso de atraso, você pelo menos tem direito a assistência/remarcação pela cia. aérea.

O que fazer no primeiro e no último dia da viagem internacional

Pense no dia da chegada e no dia da partida como câmaras de descompressão. Simplifique. Desencane. Deixe acontecer.

Na chegada, comemore o fato de ter chegado bem. Ou vingue-se dos perrengues do vôo de ida (essa hipótese é mais provável). Estique as pernas. Saia sem câmera, fotografe só com o celular (esse é o dia em que você está mais suscetível a mãos-leves). Tenha na manga lugares para comer que não exijam reserva (assim você só vai se der vontade). Nesse dia, mais importante que o melhor jantar é o melhor sorvete. Deixe o destino surpreender você. No dia da chegada, tudo o que vier é lucro.

Na partida, desacelere. Arranje tempo para parar e lembrar das melhores coisas da viagem enquanto você ainda está viajando. Não vai bater tristeza, não — é mais provável que sorva os últimos momentos com mais intensidade, que tudo pareça mais colorido. Faça só o que você mais gosta. Sem perrengues. Sem stress. (O melhor mesmo é começar isso umas 48 horas antes, mas daí, eu sei, já é sugerir demais.)

Leve um  livro de casa. O livro que você mais esteja a fim de ler no momento. Chegue cedo ao aeroporto. Faça o check-in e comece do primeiro capítulo. Boa viagem.

Leia mais:


Dólar & euro

88 comentários

Minha dica é’ não faça nada previamente marcado tipo teatro ; restaurante etc.. No mesmo dia da chegada , depois de um voo noturno .
Normalmente você chega morto e tem que se adaptar ao fuso horário ( p/ Inglaterra uma vez peguei um fuso de -5h e não conseguia ficar em pé no 1o dia )
Também literalmente ” não corra contra o relógio” no dia da volta . Voltando p/ Rio num domingo à noite de Paris estava tranquilo pois já tinha feito este trajeto de trem p/ CDG varias vezes e …. A linha férrea estava em manutenção o domingo inteiro e não tinha aquele trem naquele horário que eu usei antes e passei maior sufoco , fazer baldeação c/ malas e’ complicado

Riq achei um comentário meu de 2010 quando eu era jovem e não fazia besteira. Alguma coisa eu aprendi como aproveitar p dormir a tarde toda, sair ao entardecer em Paris que eu já fui n vezes e flanar p só pegar um trem no dia seguinte. Chegar em Frankfurt e ficar num hotel ao lado da estação dormindo horas após uma semana de trabalho p pegar o trem no dia seguinte (e jantar na estação). Mas as voltas… Meu Rick já me fez quase perder voo voltando da Toscana p Roma p o voo para o Brasil por causa do GPS. Não recomendo mesmo p curtir c os amigos até o final. Outro foi fazer tour em Cuzco no dia que chega – Pq tava no programa – nem vai – só conheci um templo e os demais passei mal no ônibus.

Olá Ricardo, quando vamos pra Europa em geral gastamos da saída de casa até o hotel em média de 25 horas. De Juiz de Fora para um dado local da Europa pagamos taxi pra rodoviária, de lá ônibus que leva ao Galeão, passando pela rodoviária novo rio e assim segue…até o destino final. Mas sempre vale a pena essa maratona de troca de transporte e esperas.

Ricardo, sou aposentado e tenho todo o tempo disponível para uma viagem aérea para Europa (Lisboa) com retorno via Genova de Navio. A famosa travessia. A intenção e passar uns 40 dias viajando por Portugal, Espanha, França (Paris) e Itália (Genova). A Itália já conheço (pero no mucho). Que roteiro voce me aconselharia e como me descolar entre as cidades. A idéia de fazer cidades-bases e bate-volta é muito interessante. Incluiria obrigatoriamente Fátima, Santiago de Compostela, Barcelona e Paris. Grato

Ó nóis aqui outra vez!
Bóia querida;
Ja aprendi que vôos desvinculados não são uma boa. Mas…
Minha volta Miami – Brasil é as 16:30. Saindo 8:30 de NY em um vôo desvinculado (previsão de chegada as 11:30 em Miami), tenho um tempo relativamente seguro para embarcar para o Brasil? Ou NO Way Isadora, te convence a ficar em Miami de uma vez por todas?

Obrigada, prometo parar de incomodar em breve!

    Olá, Isadora! É um intervalo seguro. Você só perderá o segundo vôo em caso de cancelamento ou fechamento do aeroporto de que sai o primeiro.

Olá!
Estou com uma dúvida a respeito da volta de Paris. Meu voo é às 22:20h e o horário do checkout no hotel é 12h. Vocês acham que vale a pena incluir mais uma diária para poder aproveitar mais um pouquinho? Estou pensando em sair para o aeroporto às 17h. Será que é suficente(Quartier Latin – aeroporto CDG)ou é melhor sair antes??

    Olá, Elisa! Se a grana não fizer falta, é um luxo bacana poder tomar banho antes de sair para viajar. Mas se achar que o banho ficou caro demais, é só deixar as malas no hotel e voltar para buscar na hora de pegar o táxi. Você precisará estar no aeroporto às 19h30. Pode sair do hotel às 18h30.

    Obrigada, Bóia! Estou pensando mesmo na possibilidade! Além do banho, acho que eu ficaria mais tranquila para passear durante o dia!

Depois da minha primeira viagem para a Europa qdo a TAP remarcou a conexão para Barcelona e só conseguimos chegar lá depois da meia noite e o hotel não quis segurar a reserva, eu sempre considero que o primeiro dia é perdido. Ficar puxando mala em Las Ramblas com um adolescente de 16 anos de madrugada não é um programa agradável.
Gosta de estar na cidade do voo da volta pelo menos 2 dias antes e no dia da viagem aproveito para torrar o resto do dinheiro e chego bem cedo no aeroporto.
Mesmo com todo planejamento já tive problemas, em janeiro de 2009 no dia da volta caiu uma nevasca em Londres e só consegui chegar no aeroporto contratando o irmão da recepcionista do hotel. Em junho de 2009 a KLM cancelou o voo Amsterdam-SP e nos colocou num voo para Roma para voltar pela Alitalia ( a pior companhia de aviação do mundo), mas foi legal pq deixamos as malas no depósito de bagagens do aeroporto e aproveitamos as 5 horas lá para conhecer o Coliseu, e o Vaticano, saímos no lucro.

Amigos viajantes,

vamos (eu e o respectivo sr. Namorado) para a Espanha em junho/ julho. Vamos visitar Madrid + 4 cidades + Barcelona, voando Ibéria *medo*.
Não conseguimos vôo de Barcelona pra SP (ficava MUITO caro!), então teremos que voltar de Barcelona para Madrid, onde pegamos o vôo as 0h10.
Pensamos em fazer o trecho Madrid – Barcelona de trem no dia anterior, de tarde. Assim aproveitamos a manhã em Barcelona, almoçamos e aproveitamos a paisagem na volta. Chegando em Madrid as 19h, ainda temos bastante tempo pro check-in.
Será que fica muito corrido? Devemos voltar um dia antes? Estar em Madrid um dia antes do vôo?

    Olá, Sarah! Não sei se entendi bem: vocês iriam para Barcelona passar apenas a noite e uma manhã?
    Não vale a pena. Barcelona merece pelo menos quatro dias inteiros da sua viagem. Vai ficar cansativo e vocês não vão conseguir aproveitar nada da cidade.

    Não, dona Bóia!
    Vamos fica 4 dias em Madrid, rodaremos algumas cidades do sul da Espanha em 8 dias, e depois mais 4 dias em Barcelona!
    Ficaria assim:
    http://g.co/maps/j2caf
    A questão é: não conseguimos o vôo saindo de Barcelona (entramos e saímos por Madrid). Nosso vôo de volta sai as 0h10 do dia 10/07.
    Pensei em sair de Barcelona dia 09/07, na hora do almoço, e ir para Madrid de trem. Mas não sei se seria melhor ir dia 08/07, para não correr riscos…

    Não, dna. Bóia!
    Ficaremos 4 dias em Madrid + 8 dias rodando o sul da Espanha + 4 dias em Barcelona.
    Não conseguimos o vôo de volta pra SP saindo de Barcelona, então teremos que voltar para Madrid para pegar o avião.
    O vôo sai as 0h10 do dia 10/07. Pensei em sairmos de Barcelona umas 11h da manhã do dia 09/07, de trem.
    A questão é: fica muito apertado pegar o trem, ir pro aeroporto e pegar o avião, mesmo com bastante tempo entre umas coisa e outra? Deveríamos ir um dia antes para Madrid (08/07)?

    Olá, Sarah! Sempre é menos estressante vir na véspera quando não se tem conexões vinculadas.

Ricardo e Bóia… acabei de ter uma grande decepção e estou inconformado! Tinha programado uma viagem para Chile e Argentina e escolhi ótimos horários para aproveitar parte do primeiro (Chile) e último (Argentina) dia de viagem. Chegaria no Chile por volta de 14h00 e sairia da Argentina por volta de 18h00. Acontece que acabei de receber e-mail da Pluna alterando os horários do voos… e horários muito ruins… a empresa pode fazer isso? Eu tenho algum direito? Posso reclamar ou tentar outro voo? A viagem será em Maio/Junho.
Obrigado!

    Olá,Roberto! Companhias aéreas, sobretudo as low-cost, fazem isso o tempo todo. Você pode tentar cancelar a reserva sem pagar multa.

Eu já fui de quebrar essas regras. Mas acho que estou aprendendo. No dia em que chegamos a El Calafate (era começo de tarde), fizemos o check-in, fomos à agência marcar o passeio no glaciar, demos um rolê pela cidade e só. Na volta (já em Buenos Aires), como o voo era tarde da noite, fizemos check-out, fomos dar uma passeada leve na Reserva Costanera, mas chutamos o balde no Siga la Vaca na hora do almoço, haha. Vimos uma igreja que não tínhamos conseguido ver outro dia, voltamos ao hotel para pegar as malas que estavam guardadas lá e fomos pro aeroporto na maior tranquilidade.

Mas em 2010 meus pais, eu e minha namorada ficamos presos em Paris por causa do vulcão islandês. Era para voltarmos a SP num domingo à noite, mas cancelaram e remarcaram para uma sexta (via Amsterdam ainda por cima). Quando a situação começou a melhorar, deixamos as malas sempre prontas no hotel (felizmente pudemos continuar no hotel), e meu pai e eu íamos à Air France toda manhã ver se havia voos. Na terça-feira conseguimos antecipar a viagem, para aquela noite mesmo. Voltamos pro hotel e almoçamos. Meus pais preferiram descansar naquela tarde, mas eu e minha namorada ainda quisemos fazer um último passeio. Vimos o museu do Exército, a tumba do Napoleão, e depois voltamos pra encontrar meus pais e ir pro De Gaulle. Mas sem irresponsabilidade — nos programamos para chegar ao aeroporto com bastante antecedência!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.