Por que você deveria assinar o Gabriel Quer Viajar 1

Por que você deveria assinar o Gabriel Quer Viajar

Assine o Gabriel quer Viajar

Fotos | Gabriel Prehn Britto

Ano passado, um dos blogueiros mais bem-sucedidos do planeta decidiu sair do portal que hospedava seu blog e parar completamente de vender publicidade. No lugar de anúncios, o blog propôs a seus leitores uma assinatura (US$ 19,90 por ano). O blogueiro é Andrew Sullivan, e seu blog, o mais influente do nicho de política dos Estados Unidos: The Dish.

Foi um movimento corajoso, já que o Dish tinha audiência suficiente para obter uma boa receita com publicidade; e também arriscado, porque nenhum outro blogueiro tinha tentado isso antes. A estratégia abriu um novo caminho para a monetização (desculpem, a palavra é essa mesmo) de blogs que não queiram (ou não possam) contar com publicidade, e-commerce, produtos editoriais ou poupança acumulada para custear sua operação.

Semana passada, um dos blogueiros essenciais da blogosfera de viagem brasileira, o Gabe Britto, também aderiu ao crowdfunding. Com a intenção de manter apenas um módulo de publicidade (no alto da página, acima da testeira), sem abrir espaço para motores de busca ou posts patrocinados, o Gabe lançou um programa de assinaturas do Gabriel Quer Viajar. O leitor escolhe o valor: são módicos R$ 2,50, R$ 5 ou R$ 7,50 por mês, pagos via PayPal ou PagSeguro.  Também dá para apoiar o blog com uma doação única, pelos mesmos canais.

Eu já assinei, e acho que você deveria assinar também. Por quê?

Coréia do Norte

Porque se você chegou a este post, em pleno fim de semana, é porque você curte não apenas viajar: você ama o assunto viagem. Você não é como a maioria das pessoas, que só busca informação sobre viagem quando vai viajar, apenas para o destino que planeja visitar. Não. Você é [email protected], não-conformista, quer aprender sobre lugares novos mesmo sem saber se um dia vai poder ir até lá.

Pois bem. Sem favor nenhum: não tem blog de viagem que entregue isso com o talento e a consistência do Gabriel Quer Viajar.

O Gabe é o cara que encasqueta com destinos que você dificilmente consideraria, e volta de lá com relatos que desmistificam qualquer preconceito. Foi assim na Coréia do Norte; foi assim no Irã; foi assim em Mamirauá, no coração da Amazônia.

Mamirauá

Mesmo quando ele vai a destinos mais, perdão, mainstream, volta com algum achado que nos deixa perdidos. No Chile, o Gabe deu um jeito de chegar até a cidade mineira de Sewell, uma prima fantasma de Valparaíso. Na Jordânia, mostrou o que ninguém mostra — a Reserva da Biosfera Dana, o maior projeto de preservação ambiental do Oriente Médio.

Mas o mais bacana é que a gente não precisa esperar que o Gabe viaje para ter posts instigantes. Entre uma viagem e outra, ele seleciona notícias que você não encontra em nenhum lugar (tipo: os países menos visitados do mundo), descobre grandes fotógrafos (como Hossein Fatemi), lista motivos para você visitar todos os destinos exóticos do planeta (tais como a Groenlândia), explica as diferenças entre lugares que não conseguimos diferenciar (por exemplo, as Guinés) e ainda produz matérias épicas, pesquisadas em uma dúzia de fontes diferentes (dá uma olhada nessa incrível história da tribo de adoradores de cargas em Vanuatu).

É um trabalho espetacular, que recompensa cada click seu com texto e imagens da melhor qualidade. Mas também é um trabalho que nunca vai atingir o tipo de audiência rentável para publicidade, e-commerce e produtos editoriais — que é justamente o grande público que só procura informação de viagem na hora que vai efetivamente viajar, para o destino que já tem na cabeça.

Dana, Jordânia

Ou seja: se você quer que blogs como o Gabriel Quer Viajar existam — para o seu prazer intelectual e deleite visual — é imprescindível dar o seu apoio. Pense nisso como uma causa ambiental. O ecossistema dos blogs de viagem precisa de um blog como o do Gabe.

Sem falar que a assinatura é uma pechincha — R$ 7,50 por mês é mais barato do que uma cerveja Original no seu botequim favorito. Só que, com trocadilho, o conteúdo do Gabriel Quer Viajar é muito mais original — e as conversas nas caixas de comentários fluem de um jeito mais gostoso do que em qualquer boteco.

Bora assinar?

Vai lá:

Assine o Gabriel Vai Viajar

41 comentários

Mais uma vez o VnV se supera em dar motivação aos que amam conhecer o mundo, quer “ao vivo e a cores ” quer através do momento mágico da leitura de um texto bem escrito. Não conhecia ainda o blog do Gabe, mas vou assinar sim, espero que minha humilde contribuição contribua (ai, credo!) para a continuidade deste trabalho que é claramente feito com amor e desprendimento. E, Sr. Ricardo, não existe a menor possibilidade de eu pensar em ir a qualquer lugar em termos de viagem, sem antes consultar seu trabalho, do qual sou fã e usuária desde os tempos imemoriais da coluna simples de jornal. E fica aqui minha proposta: Ricardo para Ministro do Turismo.

É uma IDEIA SENSACIONAL!!!

MANDA VER, GABRIEL!!!

Tenho que deixar minha opinião a respeito de alguns comentários:
– Inveja!!!
– Incompetência!!!
– Como eu gostaria de colaborar com sites como o VnV que ajudam tanto as pessoas que vão viajar ou simplesmente nos servem com leituras deliciosas e conhecimentos que estão além da nossa imaginação!!! Sem vírgula mesmo!!!
– Quando estive em MUNIQUE, pesquisei muito o site da Angela, o ALEMANHA! PORQUE NÃO?
Poderia ter viajado sem comprar o roteiro que ela vende pelo site, mas, fiz questão de comprar porque considerei a contribuição do site dela fundamental e de alguma forma queria “ajudar” para que ela continue e continue e continue!!! Detalhe: Ela está escrevendo um post por Dia… Recebo todos os Dias na minha Caixa de e-mail, assim como os do VnV!!!

Quero deixar público meu Agradecimento e Admiração por todos vocês, que são Artistas, Mágicos da Internet e nos levam a lugares nunca antes imaginados, de forma tão Concisa, Econômica, Clara e Divertida!!! MUITO OBRIGADO DE CORAÇÃO!!! Vocês são DEMAAAAAAAAAIS… 🙂

Muito SUCESSO nessa iniciativa,
Vladimir.

Já contribuí e acho excelente a ideia.
O conteúdo continua livre pra quem não quer (ou não pode) pagar com a vantagem de não ter a “poluição” de propagandas chatas e inconvenientes, que tiram o foco do texto.

Se meu blog tivesse o now-how do Gabe, faria o mesmo!

Abraços

Sou fã do blog do Gabe Britto! Ainda não assinei, mas com certeza irei fazer a minha contribuição.

Não vou assinar de momento, mas super apoio a iniciativa. Sei o quanto é difícil e trabalhoso ter um blog, e que esses R$190 hoje (esperamos que seja mais no futuro), não paga 2 horas de um professor universitário por exemplo.

Então, nada mais justo que remunerar às várias horas dedicadas a escrever um conteúdo imparcial e de tamanha qualidade. E que se chegar a R$2.000 ainda vai ser pouco para tanto trabalho.

Parabéns pela transparência, acho importante deixar claro para as pessoas o quanto está arrecadando. Prepare-se para cobranças também! Elas irão acontecer, então vai ser necessário paciência e compreensão, pois agora as pessoas estão “pagando” pelo seu conteúdo.

No mais, boa sorte!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.