San Martín de Los Andes: Rota dos 7 Lagos e Paso Córdoba

Chegando a San Martín de los Andes

Depois de dois dias descansando, comendo muito bem e não se cansando de olhar para o lago em Villa La Angostura (não, ainda não postei sobre isso), pegamos o carro para ir a San Martín de Los Andes, vilarejo aonde se chega por algumas das estradas mais bonitas da região de Bariloche.

Na Rota dos 7 Lagos

Fomos por uma destas estradas, a Rota dos 7 Lagos, dormimos em San Martín e voltamos no dia seguinte por outra estradinha panorâmica, que atravessa o Parque Lanín e serpenteia pela Passagem do Córdoba (Paso del Córdoba).

Para quem está em Bariloche, a Rota dos 7 Lagos começa a 85 km da cidade, passando o centrinho de Villa La Angostura. O início da estrada é asfaltado, e passa ao longo de um braço do lago Nahuel Huapi e também do lago Correntoso.

Na Rota dos 7 Lagos

Mais adiante você vira à direita na Ruta 234, que tem 51 km de cascalho. É nela que estão os outros cinco lagões, mais alguns laguinhos que não entram na conta.


Atualização: desde 2015, a estrada da Rota dos 7 Lagos está totalmente asfaltada.

O cascalho

O ideal é fazer essa viagem num dia superensolarado, para ver a verdadeira cor da água. Eu não tive essa sorte — apesar da previsão ser de sol, o tempo foi nublando pelo caminho.

Na Rota dos 7 Lagos

Outra idéia bacana é trazer um farnelzinho (!) e fazer piquenique à beira de qualquer um dos lagos. Todos têm áreas de camping ou praias públicas indicadas na estrada.

Na Rota dos 7 Lagos

Na Rota dos 7 Lagos

Na Rota dos 7 Lagos

110 km depois de te Villa La Angostura (195 km de Bariloche) você chega a San Martín de los Andes, uma cidade simpaticíssima à beira do lago Lacar — o mais impressionante da rota, por estar espremido por um fiorde. Vou falar com mais detalhes de San Martín num post específico; este aqui é para falar dos caminhos.

Na orlinha de San Martín

No dia seguinte escolhemos voltar via o Paso del Córdoba mais para variar o caminho; não tínhamos muita expectativa pela paisagem.

Acontece que… gostamos mais desse caminho do que do outro :mrgreen:

Na Ruta 63

Primeiro, porque é bem menos percorrido — tem menos movimento (e, nessa época seca, menos poeira). E depois, porque lá pelas tantas começam a aparecer formações rochosas louquíssimas.

Atravessar o Paso del Córdoba é emocionante (e perigoso, também; se vier um carro a toda na outra direção, pode te jogar desfiladeiro abaixo). A foto não dá conta de passar o risco.

O Paso del Córdoba

O Paso del Córdoba

Por este caminho, são 61 km de cascalho. E a distância de San Martín a Bariloche, 160 km.

Na Ruta 63

Na Ruta 63

Na Ruta 63

Na Ruta 63

Tem também um caminho inteiramente asfalto, que vai por Junín de los Andes, em 260 km. Mas este não passa nem por lagos, nem pelas rochas do Parque  Lanín.

Leia mais:

123 comentários

Gostei do post pelo novedoso. Nunca vi fotos deste lugar. É uma descoberta, muito, muito interessante. O paisagem é puro espectáculo teatral. Amei!!! Gosto das praias, mas também adoro a natureza que nós deixa sem fôlego, boquiaberto.
Boa experiência para todos nós, ainda seja a través das fotos!!!!
Bjs

Riq…. Valeu a dica que eu lhe dei! Este é na minha opinião uma das viagens mais bonitas que se faz de carro…

Nunca imaginei a quantidade de roteiros interessantes a se fazer ao redor de Bariloche, que até então nunca tinha me encantado. Como uma mulher amante de vistas (e água!), babei com as fotos da rota dos 7 lagos…Linda viagem, Riq.

Quando fui a estrada ainda estava na terra, era um barro só a rota dos 7 lagos. Mas o passeio foi lindíssimo, mesmo tendo sido de van, saindo de Bariloche cedo, passando rapidinho en Angostura e seguindo para san Martin pela ruta. A volta, vem pelo Paso de Cordoba mesmo (acho… só me lembro das pedras).

Meio corrido, mas lindo demais da conta.

Adorei o ‘farnelzinho’, hehehe… minha mãe fala assim 🙂

Baita dica essa do Paso del Córdoba, dá pra notar sim pela foto o quão estreita é a estrada.

Nossa fui para San Martin logo que comecei namorar meu marido, já faz um tempinho…(!) fomos esquiar em Chapelco, tudo branquinho coberto de neve, lembro que era lindo, muito pitoresco!

Estava ansiosa por esse post, vou em abril a Bariloche e queria saber a sua opinião sobre esse passeio. Eu tinha lido sobre San martín de los Andes e fiquei encantada com o lugar. QUe bom que voce tenha gostado.

Ir de Bariloche a San Martin de los Andes pela Rota dos 7 Lagos está entre as coisas mais lindas que já experimentei na vida. Jamais me esqueço daquele dia de final de inverno, o caminho ainda com traços de neve, mas o céu absurdamente azul… Inesquecível.

Mal posso esperar pelos post sobre São Martin de Los Andes.. Estamos indo pra Bariloche em abril e faremos este passeio. Foste ao Vale Encantado? e ao El Tronador?
Tua viagem está me deixando frustada, pois iremos somente a Bariloche, ficaremos 4 dias e meio, então a idéia e fazermos dois passeios de dia inteiro, 2 passeios de meio dia pela operadora (Circuito Chico e Cerro Catedral),e cerro Otto. Depois 3 dias em Buenos Aires. Acompanho você faz muito tempo, so agora tive coragem de comentar..sou sua fã..Abraços

    Não se estresse, Eva. Tudo é bonito nesta região, então o que der para fazer valerá a pena, e o que não der, não esquente. O ideal é fazer um mix de vistas do alto (eu só fui ao Campanario), passeio de estrada e passeio lacustre. Não precisa ticar toooodos os passeios não :mrgreen:

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.