Sílvia Oliveira: Inhotim, tintim por tintim

Celacanto provoca maremoto, de Adriana VarejãoA querida Sílvia Oliveira do Matraqueando inventou um projeto sensacional: pegou um Passaporte Azul e durante dois meses separou dois dias por semana para dar um rasante em algum canto do Brasil. O projeto se chamou Expedição Brasil Express. E lá foi ela matraquear em lugares como Itupeva, perto de Campinas, no Premium Outlet; em Recife e Olinda; Maceió (com direito a um passeio à foz do São Francisco); Natal e Rio de Janeiro (onde rolou um curso com a Roberta Sudbrack!).

Em todos essas paradas a Sílvia cumpriu um roteiro pá-pum interessantíssimo, indo direto ao ponto que faz cada lugar diferente dos outros. Numa das escalas, porém, a Sílvia foi muuuuuuito além do essencial, e fez um guia supercompleto e, pelo que eu conheço, sem paralelo na internet. Falo de Inhotim, o (museu? centro de artes? galeria? instalação? você decide) que pôs Belo Horizonte no mapa dos modernos.

A Sílvia descreve pavilhão por pavilhão — e conseguiu licença para tirar fotos de ambientes normalmente não-fotografáveis por mortais. E tem todo o serviço mastigadinho como é o padrão do Matraqueando.

Leia:

Inhotim no Matraqueando, por Sílvia Oliveira

Todas da Expedição Brasil Express no Matraqueando, por Sílvia Oliveira

20 comentários

Acompanhei a Expedição Brasil Express, post por post.
Os relatos da Silvia são mesmo diferenciados, mas acho que ela atingiu o seu auge com esse do Inhotim.

Muito muito muito legal Silvia !
Amei Inhotim e vou voltar.
Recomendo pra todo mundo , não tem como não ficar boquiaberto com o projeto.
Teus posts estão lindões !!

Que lugar fantástico!!! lindo! Parabéns Silvia, pela criatividade do projeto, e pela qualidade do relato!!

O Brasil Express da Silvia esta fantastico, estamos acompanhando tudinho !! Muito bom mesmo !! Abraços

O Inhotim seria uma atração “5 estrelas” se estivesse instalado em qualquer lugar do mundo. E tem muita gente de BH que nunca deu uma passada lá.

Ah, e reforçando: a Sílvia fez mais 4 excelentes posts, além do “INHOTIM | Parte 1 – O complexo”, linkado pelo Riq.

INHOTIM | Parte 2 – Jardim Botânico
INHOTIM | Parte 3 – Cidadania e educação
INHOTIM | Parte 4 – Arte contemporânea

E o “Como chegar ao Inhotim?”.

Dica: Se tiver de carro, vale a pena também associar a visita ao Inhotim com uma hopedagem em pousada na região. Ou então com a visita a vilarejos como Macacos (São Sebastião das Águas Claras) ou Casa Branca.

; )

    Guilherme, todos esses outros posts têm links ao final do post que eu linkei. Por isso não pus os outros links…

    Era só para reforçar!
    As vezes passa desapercebido…

    ; )

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.