Um pulinho em Bruges

Pelos canais de Bruges

Cidade-monumento, cortada por canais e pontilhada por belíssimos exemplares de arquitetura gótica, Bruges é um dos maiores ímãs de visitantes da Europa. Todo mundo quer dar um jeito de dar uma passadinha por lá. Vale a pena? Se a Bélgica estiver no seu caminho, claro que vale. Mas se o desvio no seu roteiro for muito grande, é melhor deixar para uma próxima. Bruges se esgota em poucas horas; é mais um passeio do que um destino. Conheça as melhores estratégias de visita.

O QUE VER

Frietmuseum

Evidentemente, é essencial fazer um passeio de barco pelos canais. Não descuide, porém, de algumas importantes atrações em terra firme. No caminho entre a estação de trem e o centrinho, procure o Begijnhof, uma espécie de convento para mulheres não-ordenadas, construído no século 13, que se espalha por casinhas brancas em torno de um parque. Na cidade, a Igreja de Nossa Senhora tem uma Madonna de mármore de autoria de Michelangelo. No capítulo curiosidades, ano retrasado foi inaugurado o Museu da Batata Frita (Vlamingstraat 33; €6). Apesar do aspecto de bufê de festa infantil, é um bom lugar para descobrir por que as batatas belgas são mais gostosas do que as outras (a saber: a escolha das variedades corretas; o uso de banha animal; o intervalo entre a pré-fritura e a fritura final). A melhor experiência gastronômica da cidade, claro, é almoçar a dupla moules-frites (mexilhões ao vinho branco e batatas fritas) num dos restaurantes da praça principal.

Begijnhof (ou Beguinage)

COMO BATE-VOLTA

Thalys

A maioria dos brasileiros que visita Bruges vem de Paris para passar o dia. Para quem não quer esquentar a cabeça com nada, um passeio organizado como este pode ser a pedida. Ir por conta própria pode ser mais barato e menos cansativo, já que os trechos entre Paris e Bruxelas são feitos em trem de alta velocidade. Compre com 120 dias de antecedência no site da SNCF francesa. (Faça duas simulações: primeiro, Paris-Bruges-Paris; depois, Paris-Bruxelas-Paris. Às vezes o trecho a Bruxelas está bastante descontado e vale a pena ser comprado separado; o trecho Bruxelas-Bruges-Bruxelas custa 28 euros ida e volta — no fim de semana, 15 euros ida e volta — e pode ser comprado no site da B-Rail ou mesmo na hora, porque os trens regionais belgas não exigem reserva de asssento.) A primeira etapa do trajeto, no trem rápido Thalys, dura 1h25 até a estação Bruxelles-Midi. Então é preciso fazer baldeação para um trem regional que leva mais uma hora até Bruges. Você não pode trocar os horários do Thalys, mas pode embarcar em qualquer trem regional do dia de validade da sua passagem. Se quiser, pode aproveitar a passada por Bruxelas e tirar uma hora para dar uma espiadinha na Grand’-Place (pegue o trem local — sua passagem dá direito! — e salte na estação Bruxelles-Central, que já é a parada seguinte).

Novidade: agora tem também um trem low-cost entre Paris e Bruxelas, o Izy, com tarifas desde 10 euros — vale conferir. Saiba mais aqui.

Moules-frites

COM PERNOITE

Só passe a noite se você estiver em muito boa companhia e curtir sossego total: depois que os turistas do dia vão embora, a cidade morre. Para dormir numa pequena cidade gótica belga cortada por canais e que tenha alguma vida noturna, a solução é montar base em Ghent, que fica a meia hora de trem (exatamente na metade do caminho a Bruxelas). Veja sugestões de hotéis bem-localizados nas duas cidades aqui.

Gent

COMO PIT STOP

Maleiro

Na minha opinião, o jeito mais prático de visitar Bruges é fazendo da cidade um pit-stop de uma viagem de trem entre Paris e Amsterdã. Pegue um trem que saia antes de 8h e deixe suas malas na estação Bruxelles-Midi. Há armários automáticos de vários tamanhos – com instruções até em português –, além de um guarda-volumes operado por atendentes. Escolhendo este jeito de ir a Bruges, normalmente sai mais barato comprar os trechos separadamente: Paris-Bruxelas e Bruxelas-Amsterdã em Voyages-sncf.com, e Bruxelas-Bruges-Bruxelas no guichê da estação. De Bruxelas a Amsterdã dá 1h50 de viagem.

Leia mais:

Passagens mais baratas para Bruxelas com nosso parceiro Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Allianz Travel

Aluguel de carro em Bruges na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões em Bruges com a Viator

384 comentários

Olá, Ricardo.

Estou com uma dúvida. Consigo comprar passagens de trem no site da Thalys via internet? Queria comprar uns meses antes da vagem minha passagem Paris – Bruxelas, para economizar e organizar minha viagem.

Abraços

Ola, Bóia.
Muito bom seu site. Valiosas dicas.

Viajo no meio do ano e pretendo passar uns 7 dias na Bélgica, visitando Bruges, Bruxelas, Antuérpia, Gent e com bate-volta em Luxemburgo.
Tenho duas dúvidas. Agradeço se puder me ajudar a decidir.

1) Ir em julho ou agosto? O que é melhor em termos de ´cidade lotada de turistas´, clima e preços?

2) Dá pra fazer base em Gent (conforme sua sugestão de hotel e vida noturna) ou melhor em Bruxelas, já que serão vários dias e bate-volta, incluindo Luxemburgo?

Favor responder com a sua experiência, inclusive de distância de estações etc.
Desde já agradeço a atenção.
Zé Newton.

    Olá, Zé Newton!

    Luxemburgo não é um bom bate-volta de nenhum desses lugares. Está a 3 horas de trem de Bruxelas.

    Gent é uma boa base. Está a meia hora de trem de Bruges e de Bruxelas, e 50 minutos de Antuérpia.

    Julho é menos cheio que agosto.

    Pesquise horários em http://www.bahn.de/international

Será que alguem pode me ajudar?

Vou fazer o trajeto Bruges-Amsterdan e gostaria de sair com todas as passagens já resolvidas.

Consigo comprar o trecho Bruxelas-Amsterdan ou Antuérpia- Bruxelas no site da Thalys e no rail europe.

Contudo, não consigo comprar o trem regional ligando Bruges a Antuérpia ou Bruxelas. Se coloco o trecho já completo, consigo comprar. Contudo a diferença entre os trens é de 5 minutos. Muito pouco tempo e posso perde-lo. Por isso estou querenco comprar os trechos separados.

Tem algum site que consigo comprar o trecho do trem regional? Fico com medo de não ter mais o trem regional se deixar para comprar na ultima hora.

Obrigada

    Olá, Jessica! como já respondemos diveeeeeeeeeeeeersas vezes anteriormente, não dá para comprar o regional pela internet. Compre na hora.

Gostaria de fazer algumas perguntas referente o roteiro paris-bruxelas-bruges-ghet-amsterdan-paris. Devo postar minhas perguntas por aqui? No aguardo. Bjs

    Olá, Maristela! Este é o lugar. Mas antes leia de novo o texto e dê uma olhadinha nas outras perguntas, por favor! É muito difícil que haja alguma coisa que a gente não tenha respondido por aqui. Obrigada!

Olá, Ricardo.

Em primeiro lugar, gostaria de dizer adorei o seu blog. Bem, em julho pretendo ir para Espanha com o meu namorado (Madri e Barcelona) e gostaríamos de passar uns 2 dias em Bruges. Gostaria de saber se é possível ir de trem de Barcelona ou de Madri para lá. Obrigada. Flávia Helena.

uma última pergunta e de Brugge para Luxemburgo ? está distante ? compensa ir ? tem transporte fácil ?

Obg Boia…. só uma dúvida já que perguntar sobre Brugges aqui pode…hehehe… comprei nessa madrugada pela Internet a passagem de BRUGE – PARIS pela SNCF, ele transfere vc para 2 opções, ir a versão nacional e a TVGEUROPE.com, fui para a TVG EUROPE, e lá comprei eu e minha esposa, cada um saiu por 41 euros somente ida, total 82 euros ida e volta , compensou ? é esse valor mesmo ? Imprimi como se fosse um bilhete pelo email, só essa impressão tem validade ? ou preciso pegar os tickets lá ? ele deu 2 opções, ticket impresso ou pelo correio, escolhi impresso pelo email, fiz certo ?

abraço e obg.

se quiser algumas dicas pequenas sobre os locais que fui…

http://www.decolarviajando.blogspot.com

    Olá, Helladio! Foi um bom preço, sim. Se o site ofereceu ticket para impressão, é assim mesmo.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.