Toscana de carro: um dia pelo Val d'Orcia (Pienza, Montalcino & cia.) 1

Toscana de carro: um dia pelo Val d’Orcia (Pienza, Montalcino & cia.)

Pienza

Se você só tem um dia para rodar pelo interior da Toscana, programe esse dia no Val d’Orcia.

Val d'Orcia

A região do vale do rio Orcia, ao sul de Siena, entrega (embrulhada para presente!) aquela Toscana que você tem na cabeça.


Visualizar Val d’Orcia em um mapa maior

 

O Val d’Orcia é puro deleite visual, sem intervalos comerciais. Entre uma cidadezinha e outra você não passa por nenhum arrabalde industrial. Não tem que cruzar nenhum bairro novo para chegar a qualquer centro histórico.

MontepulcianoMontepulciano

(Não que isso seja um problema em outras áreas da Toscana — mas quando você se dá conta de que passou um dia inteiro sem passar por absolutamente nenhum lugar feioso, não dá pra não valorizar.)

Montepulciano

Montepulciano

MontepulcianoMontepulcianoMontepulciano


Mas não só sou eu, ou quem me deu as dicas da região (obrigado, Lu Gomes! obrigado, Renato Carone!), que acha isso. A Unesco chegou um pouquinho antes — e desde 2004 classifica o Parco Naturale, Artistico e Culturale della Val d’Orcia como patrimônio da humanidade.

MontichielloMontichielloMontichiello

Espalhados pelo vale — e sempre a uma distância fotogênica um do outro — os vilarejos ou são pequeninos (Pienza, Montalcino, Montepulciano) ou minúsculos (tutti gli altri).

(A bem da verdade, porém, é preciso deixar claro Montepulciano vai incluído aqui por licença poético-geográfica; a cidade pertence na verdade a outro vale, o Valdichiana; mas entra muito redondinho num itinerário pelo vale vizinho.)


Laticastelli, Toscana
Para ficar mais

pienza-3

PienzaPienzaPienza

PienzaPienzaPienza


Não existe uma fórmula para explorar a região. O mais bacana pode ser simplesmente seguir qualquer placa marrom (que indica lugar de interesse histórico-artístico-turístico) para ver no que vai dar. Você dificilmente vai se decepcionar.

Castiglione d'Orcia

Roteiro Montepulciano-Pienza-Montalcino com desvio

Como eu só tinha um dia para passar na região (e precisava ter certeza de que o passeio daria um post, hehe), bolei um roteirinho super papai-mamãe: basicamente, fiz o eixo Montepulciano-Pienza-Montalcino, passando por Montichiello (um bibelozinho de cidade, e de onde se tem as melhores vistas de Pienza — aquela do alto do post) e fazendo um desvio até Castiglione d’Orcia (que ocasionou lindos pit stops em Bagno Vignoli e San Quirico d’Orcia).

Bagno Vignoli

Bagno VignoliBagno VignoliBagno Vignoli


Não se deixe enganar pelas distâncias. Este roteiro aí de cima tem menos de 60 km (incluindo o desvio!), e levou um dia inteiro para ser percorrido. Isso que a gente nem almoçou de verdade: como em todas as saídas desta viagem, lanchamos panini de mercearia feitos com crudo fatiado na hora e mozzarella fresquinha.

Val d'Orcia

Fale com qualquer pessoa que tiver feito esse passeio, e ela virá com uma lista diferente de lugarejos — e sobretudo com um “ponto alto” próprio (normalmente, um lugar de que nunca tinha ouvido falar, e que causou a melhor surpresa do trajeto). O que todo mundo vai dizer, e com razão, é que você não deve deixar de passar por Pienza, uma cidade inteiramente remodelada por Pio II, e por isso tida como o berço do urbanismo renascentista.


Piazza dei Miracoli
Toscana e Pisa, dobradinha esperta

San Quirico d'OrciaSan Quirico d'OrciaSan Quirico d'Orcia

MontalcinoMontalcinoMontalcino

O Val d’Orcia é um passeio mais cômodo de fazer a partir da região de Siena, mas fica puxado se você sai de Florença.

Roteiro basiquinho do Val d'Orcia a partir de Siena

Um bom roteiro circular é pegar a E 78 (Raccordo Siena-Bettolle) e sair da auto-estrada em Sinalunga, voltando de Montalcino por dentro. Dá 180 km no total.

(Vindo de Florença o trajeto percorrido quase dobra.)

Val d'Orcia

O Val d’Orcia também é excelente como base para uma viagem mais tranqüila, com hospedagem de charme, almoços demorados e passeios esparsos para descobrir os lugarzinhos onde nossos coleguinhas turistas não vão…

Val d'Orcia

Esta viagem teve o apoio de Pestana, Pousadas de Portugal, Accor, Mobility e Mondial.


Piazza Grande, Arezzo

277 comentários

Leandro,
Em setembro de 2010 estivemos na região e ficamos em Siena e fomos de ônibus para San Geminiano e Montalcino. Tem vários horários durante o dia. Não conseguimos alugar carro pois não reservamos com antecedência. A passagem é muito barata e se quiser pode comprar ida e volta. Não tem como descrever esses lugares, só indo lá mesmo

Lindo post e com dicas perfeitas. Obrigado mais uma vez!!

Minha dica seria passar umas noites na região ao invés de se fazer o típico bate-volta desde Siena. Fiquei 4 noites no verão passado na Villa Nottola http://www.villadinottola.com próxima a Montepulciano (5 minutos de carro). É uma localização perfeita para explorar a região e poder curtir a noite nas pequenas cidades, quando o fluxo de turistas diminui imensamente.

Pessoal,

irei para Italia em maio e dado os elevados custos de hotel em Firenze vou ficar alguns dias em Siena.

gostaria de saber se eh possivel conhecer Montalcino, Montepulcciano e a regiao de Chianti sem carro, usando algum transporte local?

obrigado,
Leandro

Fiz um roteiro parecido com este, em abril de 2011, montei base em Montepulciano por dois dias e fiz um giro até Montalcino.

Acho difícil dizer qual é o ponto alto, achei tudo muito legal, as vinícolas – a Cantina Contucci em Montepulciano tem mais de 1000 anos, com uma figuraça que te acompanha na visita/degustação, o Adamo – achei as estradas lindas, enfim, é um passeio fantástico.

Ah, em Montepulciano gostei demais do restaurante La Pentolaccia, ótima comida, atendimento super atencioso e um dos melhores tiramisus que já provei…

Muito oportuno. Passarei 6 dias na Toscana em maio. Aproveitando, estou em dúvida onde ficar (San Giminiano, Siena, etc.). Qual seria a recomendação em termos de localização/facilidade de locomoção (estarei de carro)? Obrigado

Relatei nosso passeio de um dia entre Casole d’Elsa, Montepulciano e Montalcino passando por Pienza (comprem muuuito Pecorino!!!) no meu blog. Eu amei o roteiro, mas honestamente não sei dizer se preferi um lugar a outro – achei a Toscana simplesmente fenomenal, principalmente de Florenca pra baixo 🙂 Tudo lindo, tudo cheira a lavanda, os girassóis que dão um show em junho. Imperdível.

Excelente Post Riq…
Enquanto nossa vida (próximo destino) não se define.. Só me resta aguardar os próximos capitulos.. Mas se acabarmos indo pra zoropa.. Uma viagem dessas pela Itália é uma das prioridades numero 1.
Bom final de semana

Belíssimo post. Deu vontade demais de fazer algo parecido. Está na lista.

Parabéns !

Minha nossa, isso é um sonho… estou indo para a Itália em maio, e vou ficar hospedada dois dias em San Giminiano! Acontece que toda hora descubro mais coisas interessantes nessa região e estou super na dúvida do que escolher. Tinha decidido por Arezzo e Cortona, e uma passada por Chianti na ida (de carro) mas agora já não sei mais… Afeeee essa Itália é um problema!

    Sim, a Itália é um problemao!

    Cortona é super bonita e vale muito a pena. E eu diria que a principal dica deste belo post é que cada um terá um ponto alto e normalmente algo fora dos guias.

    Viviane, em Outubro fiquei 1 dia rodando pela região de Chianti, 1 dia rodando por Siena, e no dia que fui a Arezzo e Cortona, fui também a San Giminiano. Cortaria Arezzo fácil, se alguém tivesse me dito que Cortona dá de 10 a 0. Já essa região do Val D´Orcia vai ficar para a próxima mesmo, Riq! Naquela não dava rsrs

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.