Vancouver: quero mais

Vancouver

No final do mês, viajei a convite da CTC (Canadian Tourism Commission) para Whitehorse, Yukon, para participar do Go Media, um evento que acontece anualmente e busca promover os principais destinos e atrações do Canadá.

Esse texto não deveria ser um post, deveria ser um fotolog, um tumblr de fotos, um “ai meu Deus não vi quase nada na cidade mas quero dividir com vocês o pouco que eu vi”.

Eu passei menos de 24 horas em Vancouver entre uma conexão e outra antes chegar a Whitehorse. Visitei mais do que imaginava, entretanto muito menos do que eu gostaria. Assim que fiz o check-in no hotel, encontrei uma revista do Turismo de Vancouver que dizia “One day in Vancouver will have you wishing for more.” E eles estavam certos, saí da cidade querendo mais.

Vista de VancouverVista de Vancouver Stanley Park

Ruas largas, prédios modernos e muita área verde. Não, isso não é anúncio de um novo empreendimento imobiliário na sua cidade, mas sim uma descrição bem modesta de Vancouver. Uma bela e sofisticada metrópole que consegue agradar ao turista que procura por um roteiro de arquitetura, compras, gastronomia, esportes e até mesmo contato com a natureza, afinal, a cidade é cercada de parques incrivelmente verdes, montanhas e mar.

Granville Island Vancouver

Durante essa rápida escala, fiquei no Opus Hotel, único hotel boutique de Yaletown, o bairro crista-da-onda da cidade, repleto de bons restaurantes e galerias de arte. Os quartos são confortáveis e espaçosos, a vista da varanda é agradável e cada quarto ainda conta com um iPad, lençóis de algodão egípcio e amenities da L’Occitane. O hotel também disponibiliza bicicletas para os hóspedes que preferem conhecer a cidade pedalando. Uma ótima maneira de viajar e ainda queimar algumas calorias daquele jantar que você enfiou o pé na jaca 😛

Opus Hotel Vancouver

Um dos lerês mais bacanas da cidade é visitar o mercado público de Granville Island, uma região revitalizada, cheia de galpões transformados em mercado público, que divide seu espaço com outros restaurantes e lojas frequentadas também pelos locais. Aproveite para conhecer os diversos produtos regionais vendidos no mercado, pois a variedade é fabulosa.

Granville Market VancouverGranville Island Vancouver

Granville VancouverGranville Vancouver

Nessa visita rápida, a minha única imersão gastronômica foi um rápido almoço no Edible, um restaurante que valoriza receitas e produtos regionais e sazonais. E eles levam esse conceito bem a sério, vejam só o refrigerante que eu provei, achei fofo

Edible VancouverEdible VancouverVancouver

Não disse que a cidade era cercada de muito verde? O dia ensolarado só poderia terminar com uma visita aos dois famosos parques da cidade: o Queen Elizabeth Park e o Stanley Park. Segundo o guia que me acompanhou, o Queen Elizabeth Park foi um dos cenários da Saga Crepúsculo. Mas calma, calma, meninas! Não encontrei Jacob e nem o Edward, encontrei apenas algumas garotas vestidas para o baile de formatura o.0

Queen Elizabeth Park Vancouver

Passei rapidamente por Chinatown, que na costa oeste só não é maior do que a de San Francisco, e terminei meu express-tour-fiquei-com-gostinho-de-quero-mais no famoso Stanley Park.

China Town Vancouver

Fato: provavelmente você não vai conseguir conhecer todo o parque. O Stanley Park cobre uma enorme área da cidade e a melhor maneira de visitá-lo é pedalando, ou para os mais radicais, alugando patins. Diversas atividades esportivas e de lazer são oferecidas nessa região,. Mas fala a verdade, também não é um belo cenário para um piquenique no final da tarde?

Stanley Park Vancouver

Stanley Park Vancouver

E você? Já foi para Vancouver? Conheceu a cidade vindo de um cruzeiro que saía de Seattle e ia para o Alaska? Tem alguma dica especial para dividir com os outros leitores que vão para Vancouver pela primeira vez?

Stanley Park Vancouver

Encontre outras informações nesses blogs do #Linkódromo:

Vancouver no Mikix da Mirella Matthiesen

Vancouver no Rodei do Thiago Khoury

Vancouver no Viajar pelo Mundo da Claudia Liechavicius

Vancouver no Territórios da Carolina Rispoli Leal

Leia mais:

105 comentários

Nati , aconteceu exatamente o mesmo comigo , mas em Toronto.

Passei 24h numa conexão, e na primeira oportunidade que apareceu, voltei para passar um mes ( no verão, claro)e amei !

Não conheço Vancouver, mas sei perfeitamente que é um lugar perfeito para passar uma temporada ( 30 dias é um numero bonitinho).

    Sylvia,
    30 dias seria perfeitinho para explorar BC e Alberta no verão… um lugar mais lindo que o outro!!!
    (Suspirando de saudades do meu congelador… eheheh)

Olá,
fiquei 12 dias em Vancouver com minha filha que na época tinha 01 ano e meio. Adorei!!! A cidade é linda e nunca vi povo tão educado, não sei se o fato de estar com criança facilitava, mas sei que fui muito bem tratada. Nós duas passeavamos sozinhas porque meu marido estava fazendo curso de ingles e eles sempre foram muito solicitos comigo para dar informações, pedir táxi para mim, orientar no trasnporte público, ajudar com o carrinho e etc.
Lugares interessantes que não foram citados no texto são Canadá Place, o bairro antigo de Gastow com o relógio a vapor que ainda funciona e, se estiver com criança, o Science World.
Estando lá, Victoria também vale a pena incluindo o Butchart Garden que é tão lindo quanto o nosso Inhotim ;)E uma dica do blog da Mirela que experimentamos e adoramos foi a cervejaria Spinnarkers. Entusiasmamos e gastamos uma boa grana lá! Mas valeu a pena pois era nosso último dia de viagem!

Nati

Parabens pelas fotos e otimas viagens!

A cidade é bem interessante. Já fui como ponto de partida e me lembro de ter feito uma ótima descida de mountain bike de um parque de esqui. A Chinatown e a culinaria oriental são excepcionais, e a capilano bridge que parece a ponte do Indiana Jones. Vancouver Island, a uma hora de hidoravião também vale a pena.

Adorei as fotos, Nati! Morro de vontade de conhecer o Canadá. Espero que aconteça em Breve! 🙂

Minha paixão absoluta quando morei no Canadá, fiz a viagem de Edmonton a Vancouver de trem pelas Montanhas Rochosas, a pedida é também conhecer Victoria e Whistler, que ficam próximas!

Piscinas públicas limpas, organizadas e com vista para a baía. Precisa dizer mais? Ah, sim, vale o passeio de bicicleta do Stanley Park até Kitsilano Beach, tudo em ciclovias, com o mercado de Granville Island no meio do caminho. Um dia inteiro, lindo.

Se tem um lugar no mundo que eu largaria Vitória e me mudaria amanhã, esse lugar é Vancouver. Única exceção. =]

    Bruno, mesmo com invernos amenos, prefiro chegar no 15 de junho e retornar no 15 de setembro ; então pode deixar o quarto de hóspedes reservado, tá ?

    Estou contigo e não abro. Eu também iria. E, Sylvia, pelo inverno também, viu?! 😉

    Natalie, lindo post e lindas fotos!

    Combinado então, quando a Air Canada quiser patrocinar os voos fazemos uma coVnVenção em Vancouver e nós tres já ficamos por lá !
    [Elisa essa é pra vczinha.. e cada blog promete fazer um post prá cada dia,hehe]

    Me coloca nessa coVnVenção … eu até falo canuck, eh! 🙂

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.