Já viajou com bebê? Conte a sua experiência!

Iberostar Praia do Forte

Confesso muitas vezes já ter pensado “Que coragem!” ao ver mães e pais entrando em aviões com bebês a tiracolo. Um post no Viajando com Pimpolhos, no entanto, me convenceu de que viajar com bebês não é tão complicado quanto parece. A Sut-Mie explica que eles demandam mais bagagem que crianças maiores e uma rotina bem definida. Por outro lado, não são pesados e podem ser carregados pra lá e pra cá, dormem bastante, e a alimentação não é trabalhosa, principalmente se ainda estiverem sendo amamentados.

Muitos outros pais pensam como a Sut-Mie e encontramos relatos de viagens a vários tipos de destino. Entre os leitores, os resorts de praia são favoritos para uma primeira aventurinha com os filhos. Copa do bebê, quartos espaçosos, acesso descomplicado e atrações para toda a família são bem-vindos pelos pais estreantes, principalmente por aqueles sem muita experiência de viagem. Em blogs, achamos depoimentos de famílias que levaram nenéns para Foz do Iguaçu, Caribe, Roma e até Tóquio. São histórias inspiradoras, que listamos logo abaixo.

Não sou mãe, mas peço licença para pitaquear: repetir um destino pode ser uma ótima idéia. Os pais ficam mais seguros por conhecerem bem onde vão, e ainda têm uma nova experiência de um lugar querido.

Queremos saber: para onde você já viajou com bebê? Que adaptações precisou fazer no seu estilo de viajar? Contou com a ajuda dos avós, ou de babá?

Aos comentários!

VIAGENS COM BEBÊS

–> Brasil

Santa Catarina, no Coisas de Mãe

Foz do Iguaçu, parte 1 parte 2, no Coisas de Mãe

São Miguel dos Milagres, no Coisas de Mãe

Itaipava, no Viajando com Pimpolhos

Porto de Galinhas, no Viajando com Pimpolhos

Praia do Forte, no Viajando com Pimpolhos

–> Europa

Lisboa, no Viajando com Pimpolhos

Óbidos e Alcobaça, no Viajando com Pimpolhos

Roma, no Gira Mundo

Europa com bebê, no Aprendiz de Viajante

–> Estados Unidos

Miami e Orlando, no Amigos de Fraldas

–> Caribe

Playa del Carmen, no Colagem

–> Ásia

Tóquio, no Colagem

Tóquio, no Aprendiz de Viajante

–> Dicas práticas

Como escolher o hotel, no Gira Mundo

Viagens econômicas, no Viajando com Pimpolhos

O que levar na mala do bebê, no Matraqueando

Cias. aéreas e crianças, no Viajando com Pimpolhos

O aeroporto, no Gira Mundo

O bercinho do avião, no Gira Mundo

Como viajar com bebês, no Gira Mundo

–> Pensata

Quero viajar com meu bebê, será que devo?, no Matraqueando

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


97 comentários

Ahh continuando sobre alimentação, até 6 meses era leite materno exclusivo, então zero de preocupação com alimentação dela… Depois com as frutinhas fácil em qq lugar, já a comidinha eu nunca dei de potinho até agora, mas não acho que um dia se precisar fará mal… todos os lugares que vou desde que ela começou a comer eu faço e levo congelada, inclusive no avião… semana que vem ela com 9 meses vamos p Praia do Forte na Bahia e faremos da mesma forma… Como ela ainda não come sal nem temperos prefiro levar e ai não me preocupo com isso na viagem… Para conseguir beber uma cerveja ou qq outra coisa alcoolica, eu tiro leite e tbm levo congelado… dá trabalho, mas na viagem é so relaxar e curtir com a minha família fazendo oq mais gostamos de fazer! 🙂

Nós viajávamos muito antes da Manu nascer e quando engravidei decidimos que iamos manter nossa rotina e incluir ela nela.. quando ela nasceu foi um furacão ela teve muita cólica e achei que seria impossível, mas com 2 meses as colicas passaram e começamos a pensar em testar ela numa viagem… Com 2 meses e meio fomos para Campos do Jordão, depois com quase 3 meses para Riviera de São Lorenço em SP. Com 3 meses fomos para o Rio de Janeiro e testamos ela no avião, com 4 meses fomos para Monte Verde, depois de todas essas concluídas com sucesso passamos para o grande teste, NY com um bebê de 5 para 6 meses!! rs Foi uma delícia de viagem, ela dormiu o voo todo que era direto e noturno (detalhe importantissímo) nas viagens sempre tentamos mantemos o ritmo e rotina dela assim ela não fica chata e tá sempre feliz, horarios de comer, mamar, dormir e brincar… Com 8 meses voltamos com ela para o Rio de Janeiro. Acredite todas as viagens foram muito tranquilas e gostosas… Com certeza precisa de muito mais preparo, mais organização, mas é possível e com certeza ao contrário do que falam é uma delícia tbm para o bebê, afinal que bebê não gosta de ficar 24 horas grudadinho com os pais com muita atenção, novidades e carinho?? A minha adora! Ah eu ainda amamento em livre demanda, então sempre que ela quer o passeio tem uma parada estratégica. Com certeza nossas viagens são muito mais emocionantes agora! Super recomendo viajar com bebês!!

Quando engravidei pensei que ficaria um bom tempo sem viajar, mas não aguentei…
Depois que ele nasceu, fiz algumas viagens em cidades próximas, depois um resort e com nove meses nosso bebê foi pela primeira vez para Europa.
Hoje ele está com três anos e demos entrada em seu terceiro passaporte. 😊
Cada vigem tem sido bem diferente da outra, em outubro será o primeiro vôo longo sem fralda… 😬

Quando nossa filha tinha 7 meses fomos para Florianópolis, depois dessa até 1 ano e 10 meses fomos para hotéis de praia no litoral de SP e hotéis fazenda no interior. Com 1 ano e 10 meses fomos para Orlando e Miami, onde ficamos 20 dias. Com 2 anos e 6 meses Argentina e dai não paramos mais…

Olá.
Estamos pensando em fazer uma viagem para esquiar… Ushuaia, em agosto/2015. Nossa bebê estará com 1 aninho. A idéia seria nos revezarmos com ela, quando cada um fosse para a neve… É muita “viagem” da nossa parte? Rs
O que acha?

Viajei com a Manu pra Gramado, quando ela tinha 4 meses. Depois aos 6/7 meses fomos para Miami. Com 1 ano fomos para Fortaleza e Jericoacoara. Agora em Janeiro vamos novamente pra Miami e Orlando (Disney). Leio muuuuito antes de viajar e sigo todas as dicas de quem tem mais experiência no assunto.
É trabalhoso e nem sempre as coisas saem como planejado. O importante é manter a calma e procurar a solução. Recomendo sempre uma boa organização e tranquilidade no dia da viagem e nos dias fora de casa. Agora já estou começando a pesquisar sobre a Europa com bebê. Provavelmente meu próximo roteiro!!!!

Bem, estou indo com meu marido e minha filha para Interlaken e cidades vizinhas agora no final de dezembro. Inverno. Nunca viajei para cidades nesse clima. Será a primeira vez. Gostaria de saber se levo ou não o carrinho quarda-chuva da minha filha. Ela tem 3 anos. Em outras viagens pela Europa tenho levado ele e só assim consigo andar bastante. Já nessa viagem não sei se valerá a pena. Não sei nem se o carrinho ‘”anda” por conta da neve ou se as ruas ficam limpas para que se possa caminhar….pode me ajudar! Obrigada.

    Olá, Rosane! Nos lugares em que você puder caminhar você também vai poder passar com o carrinho.

Boa tarde, caso existisse a possibilidade de alugar o carrinho no destino não seria uma melhor opção? ou outra coisa, caso existisse uma empresa que aluga carrinhos pelo período que o bebe utiliza, 1ano, 1,5 anos ou até menos, vocês deixariam de comprar um carrinho? Vocês acreditam que o aluguel pode se estender a andador, cadeirão ou outros?

    Olá, Gabriel! Quando se viaja com crianças pequenas, ter o carrinho sempre com você, desde o aeroporto, é um conforto. Sim, você pode conseguir alugar carrinhos e cadeirões, dependendo para onde vá viajar. É só pesquisar. 😉

Olá.
Sempre gostei e viajar, e depois que tive a Sarah em 2012 continuei viajando e levando ela a tiracolo. Quando ela estava com 4 meses fomos para a Europa (17 dias) com mais dois casais de amigos. Foi super tranquilo, lógico que a organização é maior, mas nada impossível. Na época ela mamava na mamadeira e dormia bastante durante o dia, então preparávamos uma mochilinha com as coisas dela e saíamos todos os dias cedo do hotel e voltávamos no final da tarde. Tomávamos banho e saíamos novamente para jantar. Andávamos o dia todo, revezava entre canguru, sling e colo. Fomos para Paris, Londres e Liverpool. Tivemos imprevistos sim, por exemplo, o xixi vazou da fralda enquanto esperávamos pela troca da guarda em Londres, e tive que sair a procura de um banheiro publico para trocá-la. Ou quando íamos a algum lugar que não tinha trocador, o jeito era improvisar com três pessoas para trocar a Sarah em pé no banheiro… coisas desse tipo, mas que hoje damos risada 🙂

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.