Virada Cultural, o carnaval paulistano

Performance espanhola no Anhangabaú

Acabei de chegar de uma voltinha pelo Centro da cidade — tomada, pela sexta vez, por centenas de milhares de pessoas. Para qualquer lugar que você ande, logo encontrará alguma coisa acontecendo. Os curadores tentam contentar todos os públicos, mas pra mim o bacana mesmo é zapear com as pernas.

Não tive coragem de levar o celular nem a câmera boa, então não tenho fotos muito decentes para publicar, não. Também não pude ficar a noite inteira, porque viajo amanhã de manhã. Mas se você está em São Paulo e não tem aversão a povo, uma voltinha pelo centro vale por uma micareta.

A programação está aqui, e vara a madrugada. Os últimos shows começam entre 16h30 e 17h deste domingo (e estão entre os melhores de todo o evento).

Filé ao alho e óleo com brócolis

Sugestão para almoçar ou jantar: o espetacular filé do Moraes, na Praça Júlio de Mesquita (São João à altura da rua Vitória). O grande dá para três pessoas, o médio dá para duas, e se você pedir mal-passado o garçom corta com a colher. Nham!

Leia mais:

Guia de São Paulo

18 comentários

Como alguns já disseram, pegar um hotel é uma boa. Vai parecer ordem mas é dica: escolha o melhor hotel que couber dentro do que você quer gastar, leve duas garrafas de champagne de casa(é melhor do que ser explorado no hotel), peça muito gelo, taças e todas as coisas que ela gostar de comer do menu do room service. Se você fizer surpresa e não contar nada antes, pode ser uma boa desculpa para você montar uma mini mala com artigos de toalete novos pra ela, de repente com um perfume e maquilagens de presente. E flores, se ela gostar. Na minha singela opinião, casal apaixonado se basta e perde tempo se for ver o que está acontencendo fora do quarto. Boa festa!

Apoiadíssimo!
Mas, se o bolso estiver folgado, tente uma das muitas festas com convites pagos nos aptos de cobertura da Atlântica ou mesmo nos bares da orla, no clube Marimbás.Vai ter muito turísta mas muitos locais também. Afinal, não dá pra todo carioca morar em Copacabana.E depois do nascer do sol,um mergulho e um bom café da manhã pra revigorar.
Feliz Ano Novo!

Já contei isto aqui em algum outro post: por obrigaçao tive de passar o reveillon 2009/10 em Sao Paulo, por ter corrido a S. Silvestre e o L’Hotel me surpreendeu bastante. Ótima ceia, que inclui brunch no dia 1(mesmo para nao-hóspedes). E se está a um passo da Av. Paulista, pode-se ver os fogos e retornar.Uma boa idéia se vc nao conseguir sair de Sao Paulo.

Ricardo, Bom Dia.

Como, infelizmente, tivemos o azar de o dia 31 cair na Sexta Feira, e como a maioria dos paulistas, eu vou trabalhar no dia 31, não irei ter muita opção do que fazer no Ano Novo.

Alguém poderia me dar dicas? Ahhh, só para ajudar. Eu e minha namorada. Busco alguma surpresa para ela, já que ficaremos por aqui mesmo.

Abraços,

Guilherme.

    A maior surpresa é pegar uma ponte aérea no começo da noite e passar a noite em claro em Copacabana, voltando na primeira ponte aérea do dia seguinte.

    (Inclui um chá de cadeira inevitável no aeroporto, mas é uma grande aventura.)

    Adorei a ideia do Ricardo, Guilherme. Pensei tb no Unique, deve ter pernoite lá e do Sky vc consegue ver os fogos da Paulista. Ou algum hotel bacana da região da Paulista, vcs brindam na rua e depois comemoram comme il faut 🙂

Ajuda em pedida inusitada: Ricardo, terias como nos dar uma dica rápida de hotel ou região para passarmos o final de ano em São Paulo? Sei que parece maluquice, mas depois de Boipeba, Guarda, Rio, etc., bateu uma vontade de ver a maior cidade do Brasil mais vazia, ficar em um bom hotel, com todo o conforto, aproveitar padarias, mercadão, ruas e calçadas com ar de fim de ano.
Agradeço desde já.
Abraços,
Marcelo

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.