Washington DC

Onde ficar em Washington DC: em que região se hospedar?

Washington DC

Já estive 3 vezes em Washington DC. Na primeira, fiz o desrecomendadíssimo bate-volta saindo de Nova York; não dormi na cidade. Na segunda, fiquei hospedada no deliciosamente extravagante Rouge, entre o centro e Dupont Circle. Na terceira, estive no Embassy Suites de Chevy Chase, um bairro residencial na divisa com o estado de Maryland, e visitei também o Four Seasons de Washington DC, que fica no meu pedaço favorito da cidade, Georgetown.

Se querem saber a minha opinião, o melhor lugar para ficar em Washington DC é… depende. :mrgreen:

Para até duas noites: Centro

Centro de Washington DC

Para quem vai visitar a cidade pela primeira vez, não dispõe de mais do que duas noites e pretende apenas bater ponto nos principais museus e monumentos, vale a pena ficar no centro, perto do National Mall. Dali você pode ir andando para a Casa Branca, para o Capitólio e para os museus Smithsonian, e consegue resolver o roteiro mais básico de forma bastante prática. Leve apenas em conta que as avenidas largas e os prédios comerciais e de governo dão ares mais sisudos a essas redondezas. No centro estão o luxuoso Willard InterContinental Washington, o elegante The Hay-Adams, e os mais abordáveis Hilton Garden Inn Club Quarters in Washington DC.

A partir de 3 noites: Dupont Circle

Para quem tem 3 noites na cidade, já é mais interessante se hospedar pelas bandas de Dupont Circle. Para visitar os monumentos e museus será preciso pegar o metrô, mas você aproveita uma vidinha mais de bairro e fica numa localização boa para visitar Georgetown e para curtir a noite em Adams Morgan. Aproveite os charmosos The Dupont Circle Hotel, The Melrose Hotel e Madera, ou então o One Washington Circle-A Modus Hotel, que tem um jeitão mais executivo.

Segunda vez na cidade? Georgetown

Georgetown, Washington DC

Em uma segunda vez em Washington DC, numa estadia de 3 ou mais noites, acordar no bairro mais charmoso da cidade é a melhor pedida. Georgetown tem um lindo casario histórico preservado e um comércio interessante que mistura pequenos cafés e livrarias, artistas independentes e grandes marcas internacionais. O bairro não é servido por metrô; os deslocamentos precisam ser feitos em ônibus ou táxi, e em DC o trânsito pode ser pesado. Mas, uma vez em Georgetown, imagino que acabem surgindo mil e uma desculpas para não sair do bairro… Ali estão os tradicionais Four Seasons e The Ritz-Carlton, e os igualmente bem cotados The Graham Georgetown e Capella Washington DC.

Seja no centro, em Dupont Circle ou em Georgetown, vale a dica: a hospedagem pode sair mais barata no fim de semana, quando os hotéis têm menor ocupação. A maior parte dos hóspedes viaja a Washington a trabalho, of course.

Você já esteve em Washington DC? Em que bairro se hospedou? Gostou do seu hotel? Conta pra gente!

Mariana viajou a convite de Capital Region USA, United e Simon.

Leia mais:

25 comentários

Após pesquisar as sugestões de hotéis aqui no site, optei pela hospedagem no Club Quarters Hotel. O preço pago em janeiro/18 foi de 370 dólares, por quatro noites. As vantagens deste hotel são inúmeras. A começar pelo fato de ter uma estação de metrô colada – sim, a porta da estação fica ao lado – do hotel. Isso facilita muito quem opta por vir de metrô do aeroporto.
O hotel não possui café de manhã, mas possui um restaurante anexo – o Café Soleil – que serve a opção desde que pago a parte. Aliás, há várias opções de café da manhã realmente muito próximas ao hotel, para os mais diversos bolsos: Le Pain Quiotidiein, Au bon pain, entre outros. Optei por um quarto standard, e fiquei surpresa com o tamanho e conforto. Há ainda diversas comodidades, como cafeteira e frigobar no quarto, garrafinhas de água grátis nos corredores, além de um espaço com refrigerantes, frutas e brownies à vontade para os hóspedes. Por fim, mas não menos importante, a localização: dá pra fazer praticamente tudo a pé. Na verdade, eu e meu marido só usamos metrô para vir do aeroporto e para pegar o trem com destino a NY, nossa próxima parada. A cidade é muito plana, muito agradável de caminhar, e a localização do hotel realmente facilitou demais.

Eu fiquei em Georgetown. Gastava $10,00 para ir ao Nacional Mall. De lá, me deslocava através do Old Toller. Fiquei no The River Inn. Hotel excelente, com cozinha completa, inclusive e bom preço.

Fiquei em Adams Morgan, em um hostel chamado High Road. O bairro é ótimo – vida de bairro, dá pra sentir um pouco da vida local. Há muitos restaurantes e bares e fica a uma distância a pé de Dupont Circle. O Uber compensa bem a falta de metro. E o Hostel é o melhor de todos em que eu já me hospedei. É novíssimo, limpo, organizado e sem clima de balada.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.