Fim de semana brazuca em São Paulo: haute cuisine nordestina no Mocotó e sambão na Praça Roosevelt

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Vila Medeiros: não precisa visto

São Paulo é uma cidade tão cosmopolita, que a gente muitas vezes esquece de procurar o Brasil que existe dentro dela. Pois neste fim de semana eu resolvi aproveitar a passadinha da carioca Mariana "de Toledo", a.k.a. Merél, para mostrar que isso aqui, ô ô, é um pouquinho de Brasil, iaiá...

Rodrigo Oliveira no salão do Mocotó

A primeira parada do dia foi em Vila Medeiros, um bairro da Zona Norte que foi posto no mapa dos moradores de outros quadrantes da cidade por um jovem chef: Rodrigo Oliveira, do Mocotó. (A Alexandra Forbes fala dele, do restaurante e do sucesso do lugar com os grandes chefs espanhóis que vieram visitar São Paulo.)

Survival kit: palito, farinha e pimenta

Depois de estudar gastronomia, o rapaz resolveu assumir o bar do pai, um pernambucano do sertão radicado havia três décadas em São Paulo. Manteve o nome e a especialidade (mocotó), mas reinterpretou as receitas (e a apresentação dos pratos) à luz da alta gastronomia. Resultado: da noite para o dia, virou o dodói da imprensa de gastronomia paulistana. Finalmente a cidade tinha seu equivalente aos grandes pés-sujos do subúrbio do Rio, a uma distância do centro que já dava para caracterizar como subúrbio de São Paulo. E o que é melhor: era um pé-sujo bastante limpinho...

Yes, nós temos subúrbio!

Vade retro, mixologia!

Com bastante atraso (como se alguém estivesse esperando que eu me manifestasse, quá quá), devo dizer que saí de lá com a certeza de que não é só hype, não: o lugar é bacana de verdade.

Os pratos são leves e saborosos -- e baratíssimos. Quase todos vêm em quatro tamanhos (mini, pequeno, médio e grande), sendo que a porção "grande" nunca é mais do que R$ 15. O negócio é vir de turma, pedir todos os petiscos e acompanhamentos que der, e um prato principal de carne para rachar. (No sábado tem uma costelinha desossada de porco com molho de mel de engenho que vou-te contar...)

Cubinhos de tapioca com coalho

Garapa Loca

A gente chegou às 15 pras duas, quando já tinha fila mas ainda estava confortável esperar no bar. Escolha uma caipirinha/roska (jabuticaba? caju?) ou um alguns dos drinks de cachaça (a Garapa Louca tem caldo de cana, suco de limão e outras mumunhas mais) e mande ver nos quadradinhos de tapioca com queijo de coalho e molho agridoce.

De repente apareceu um garçom oferecendo escondidinhos de carne de panela, e a gente precisou aceitar. Quando chegou a dobradinha (com a finesse de quem nasceu bucho, mas se educou e virou tripe), nossa mesa já estava pronta.

Escondidinho...

... de carne de panela

Ainda pedimos a mocofava (o signature dish do chef), mais um sarapatelzinho (o garçom perguntou se a gente sabia mesmo o que estava pedindo -- yes, we do: miúdos de porco), baião-de-dois (sequinho), um escondidinho de queijo de cabra e legumes (pro Nick, que tem problemas com quase todas as coisas arroladas até agora) e a tal costelinha.

Bucho é você!

Mocofava

Sarapatel

Baião-de-dois

Costeletas desossadas no mel de engenho

Tomamos muitas Original e arrematamos com um festival de doces caseiros -- que podem vir sozinhos (como esse de jaca) ou em seleções de quatro (feitas pelo freguês).

Doce de jaca

Cocada, ambrosia, banana, caju

Teve também um pudim de tapioca e, cortesia do Rodrigo, sorvete de rapadura. Com café e gorjeta, essa orgia gastronômica deu menos de 50 pilas por pessoa.

Mas a minha teoria é que não é apenas a qualidade da cozinha que fez o sucesso do Mocotó. Sem o Google Maps este restaurante continuaria no completo anonimato smile

Zaki Narchi + Conceição = Mocotó

Brincadeirinha: nem é tão difícil de chegar assim. Basta pegar a avenida Zaki Narchi (a primeira avenidona passando a rodoviária do Tietê na avenida Cruzeiro do Sul), passar pela antiga penitenciária do Carandiru (que virou parque; estará à sua esquerda) e seguir as placas para a Av. Conceição.

À esquerda na Reverendo Israel

Uma vez na Conceição, siga toda vida até aparecer uma rua Rev. Israel Vieira Ferreira (a placa grande dirá apenas "Israel") e então suba até a Av. N. Sra. do Loreto, que aparecerá à sua direita. Pronto, chegou.

Às quatro da tarde, espantamos a moleza e fomos para o segundo round de brazuquice explícita do sábado. Do subúrbio direto para o Centrão.

Chamando Glória Perez! Chamando Glória Perez!

Ali, na esquina da Praça Roosevelt com a av. Consolação (mas do lado oposto ao dos teatros), todo sábado acontece um sambão comandado pelo pessoal do Samba da Vela, de Santo Amaro.

Dancin' Afternoons

Quem me apresentou o lugar foi a Flavia, nossa LadyRasta, que bate ponto todo sábado e se movimenta com desenvoltura por lá. Na definição dela: "Não parece aquele lugar que sempre tem na novela das oito em que os ricos e os pobres se encontram?" (Leia mais aqui.)

Graça Braga, a diva

Mais do que isso, é um lugar inacreditável de se encontrar em São Paulo, e tão perto de casa.

O que nossa convidada Merél achou de tudo isso? "Puxa, até que enfim alguém me tirou da Augusta!"

Então já sabe. Quando você ficar em São Paulo no fim de semana e quiser dar um pulinho no Brasil, o roteirinho taí.

69 comentários

jean boechat
jean boechatPermalinkResponder

nossa. sensacional. e aquela costela. meu deus.

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Êêêêêê!!!! Eita sabadão bom esse chéri!!
Adorei!!
Ah! Faltou dizer que o sorvete de rapadura vinha com calda de catuaba!! lol

Beijosssss!

Arthur
ArthurPermalinkResponder

(A)provo tudo.

Maryanne  hotelcaliforniablog.wordpress.com

Oi Ric, pensamos em ir ao Mocoto varias vezes, mas desistimos sempre por causa da distancia. Alguem já foi la de noite? É meio barra pesada ou nao?

Tweets that mention Fim de semana brazuca em São Paulo: haute cuisine nordestina no Mocotó e sambão na Praça Roosevelt « Viaje na Viagem -- Topsy.com

[...] This post was mentioned on Twitter by Alexandre B.. Alexandre B. said: Mocotó, mocotó, mocotó. RT @riqfreire: Sabadão brazuca em SP: cozinha nordestina no Mocotó e sambão na Roosevelt http://migre.me/7Sb0 [...]

Merél, Mariana "de Toledo", @merel, como preferir...

QUE SÁBADO! Revivi cada sabor agora (as fotos ficaram incríveis, por sinal). O bacana do restaurante é que a tal "releitura" dos pratos não tira a autenticidade da culinária nordestina. A comida é lindamente apresentada, o tempero é delicioso, mas ainda é tudo bem roots! wink E bem servido, né, que isso também caracteriza o gênero. Meus favoritos: a mocofava (MEU DEUS!), o bolinho de tapioca (que grata surpresa), a costeleta, a compota de caju e o pudim-do-Nick. Obrigada mais uma vez pelo tour! (OBS: a cerveja era Bohemia, rapaz! Oxe!) Um beijo.

Tati Klix
Tati KlixPermalinkResponder

Dicas anotadas para os próximos sábados!

Merél, Mariana "de Toledo", @merel, como preferir...

PS: O samba me fez esquecer a perda do Invasão Sueca por algumas horinhas. Acho que isso é o melhor elogio que eu posso dar. smile

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Aaaaaaa!! Eu quero um mocotó desse no meu almoço de hoje! E agora, pra achar isso no Havaí, #comofas? grin

Aquela foto da cocada e do caju tb... afe! #morridevontade.

Kats
KatsPermalinkResponder

Riq, adorei o sambão! Preciso conhecer! Abração!!!

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Riq, só as fotos já me fizeram recuperar parte daqueles 10 quilinhos perdidos com muito suor... Agora imagine quando eu for lá. Porque eu VOU, claro!

Chris
ChrisPermalinkResponder

Ai que delícia Riq, não vou perder não.. Se já estava com vontade de ir, agora não tenho dúvidas. FDS me aguarde...

Júlio
JúlioPermalinkResponder

Desaprovo tudo.................queria era estar láaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaá

Júlio
JúlioPermalinkResponder

Mérel é a nosssa consulesa.Jà que a Embatriz carioca é a a nossa MAJÔ.Deve ter sido bãooooooooooooo.

Maria das Graças

Riq, vou passar uma semana em uma pousada na Rota Ecológica, depois do feriado do dia 02/11. Vou via Recife. Estou precisando de dica de hotel em Recife para passar uma noite na ida e uma na volta. Hotel em Recife é tão difícil! Ano passado me hospedei no Jangadeiros e não gostei. Se algum de voces puder me ajudar agradeço antecipadamente.

Ricardo Freire

A situação do Recife é difícil porque não houve renovação da rede hoteleira. Todos os investimentos se voltam para Porto de Galinhas. Não é como Fortaleza ou Natal, onde há muita concorrência e um padrão de qualidade mínimo constante.

O melhor hotel de Boa Viagem, disparado, é o Beach Class. http://www.atlanticahotels.com.br/atlantica/hoteis/Estrutura.asp?Numfuncionalidade=292&NumHotel=19

O Jangadeiros eu indico como melhor custo x benefício para ficar no melhor trecho da praia, que é o trecho do Acaiaca. E pedindo quarto renovado. http://www.jangadeirohotel.com.br/portugues/index.php

Um hotel bem correto é o Vila Rica http://www.vilaricahotel.com.br/ .

Eu fico muito no antigo Holiday Inn, que agora se chama LG Inn, mas se você não gostou do Jangadeiro talvez não goste dele também não. http://www.modesto.com.br/lginn/

Maria das Graças

Riq o Lginn é o antigo Holliday Inn?

Eu não gostei do Jangadeiro porque os quartos da frente são muito barulhentos (em uma semana eu troquei de quarto 3 vezes devido ao barulho, vazamentos e mal cheiro nos banheiros). Resumindo, a manutenção é sofrível. Os quartos e banheiros são amplos e a localização é excelente. Uma pena!

Ricardo Freire

Sim, é o mesmo. Fica a 3 quadras do Jangadeiro, exatamente na mesma região.

Maria das Graças

Muito obrigada pela sua atenção. Vou tentar reserva no LGinn.

yearwood
yearwoodPermalinkResponder

Riq, já que o assunto é São Paulo, alguma dica de hotel BBB próximo ao Estádio do Morumbi? Obrigado!

Ricardo Freire

O Morumbi fica numa zona residencial. Você pode até achar flats, mas acho difícil encontrar hotéis, ainda mais BBB.

Ao pesquisar, cuidado: Morumbi pode significar várias coisas -- entre elas, o entorno do shopping Morumbi, onde há muitos hotéis (inclusive BBBs, como Formule 1 e Ibis), mas que fica bastante longe do estádio do Morumbi.

Se você está pensando num projeto BBB de assistir a um jogo no Morumbi, venha com muito tempo sobrando e estude o transporte público. Táxi pra lá é bem caro.

Leia sobre ônibus aqui:

http://www.sptrans.com.br/sptrans08/home/

Beto
BetoPermalinkResponder

Aiépoca publicou a receita da costela. É cozida lentamente em banha. Light. Tô louco pra provar. Quando a gente for, vou fazer que nem o Riq: tomar várias Bohemia da Original. O post tá delicioso. Beijos.

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Pessoal, uma ajudinha, please.
Tenho uma amiga (mais marido e 2 crianças) que irá para Israel em dezembro, entre os dias 18 e 31.
Alguém conhece algum blog que fale de lá?
Ou alguém tem dicas? Eles querem dar um giro por lá, incluindo Tel Aviv e Jerusalém.
Precisam de tudo! Desde hotel até aonde comer...
Obrigada!!!

Ricardo Freire

Na fase Viaje Aqui teve esse post, com bastante comentário interessante:
http://viajeaqui.abril.com.br/indices/conteudo/blog/64083_comentarios.shtml?1311328

O post era pra Mirella, que usou as dicas na viagem e depois postou o relato no Mikix:
http://www.mikix.com/?cat=35 (tá meio fora de ordem, mas é só seguir os números romanos)

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Suuuper obrigada, Riq!
Já mandei para ela por e-mail.

Cássia
CássiaPermalinkResponder

aiê! eu não me conformo que tu não vá estar por aí durante a minha estada sad

Ricardo Freire

Dzculpaê eekops:

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

*suspirando pela tapioquinha, e ela foi só o início dos trabalhos*

Maria das Graças

Tenho uma lista enooooorme de restaurantes em São Paulo e o Mocotó está entre eles. Comida boa e barata é tudo que gostamos. Valeu Riq.

Gabi
GabiPermalinkResponder

Adorei Riq!!! E já anotei tudo porque estarei no Brasil em Novembro (finalmente depois de quese tres anos sem visitar a terrinha - isso devia ser proibido pela Constituíçao do Brasil!) e com certeza tenho que conferir! Otimas dicas, obrigadissima! beijos

Lili-CE
Lili-CEPermalinkResponder

Dica quentíssima. Como eu me identifico com o Nick, a começar pelos mariscos... smile

Eleonora
EleonoraPermalinkResponder

Ola Ricardo, poderia me dizer se 4 dias sao suficientes para conhecer Pipa?( já descartando ficar em Natal, por tudo que li aqui). Qual seria o meio de transporte ideal para chegar la? obrigada. bjo

Ricardo Freire

Sim, quatro dias estão de ótimo tamanho para Pipa.

Veja as opções de trânsfer com a sua pousada.

Na internet achei cotações de táxi a R$ 100 e R$ 120 o trecho. Para ir de ônibus você precisa pegar um ônibus local até o shopping Oceano e lá pegar o ônibus da Pipa que dá uma paradinha vindo da Rodoviária de Natal.
http://www.portaldepipa.com/como_chegar.php

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Eleonora, o preço do táxi é esse mesmo, que o Riq postou, mas você pode contactar a sua pousada para ver se ela não disponibiliza algum transfer para você ou se há algum motorista de táxi que presta serviços para a pousada. As vezes se conseguem melhores preços ou pelo menos um serviço mais confiável.

Ricardo Freire

Eu também acho mais interessante contactar a pousada justamente por esse motivo da confiabilidade. O taxista tem um vínculo com a pousada, não vai querer dar furo. E pode até rolar um precinho mais camarada...

Érica França

Puxa vida...vou ter de conhecer o Mocotó agora de qualquer jeito. Beijos.

Zayra
ZayraPermalinkResponder

Minha mãe faz um sarapatel ótimo. A primeira vez que o César comeu, devidamente informado sobre do que era feito, serviu um pouquinho só pra experimentar. Depois quase não parou mais de comer. wink Eu prefiro o baião de dois com a costelinha. E essas do Mocotó parecem ser divinas.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Quando tua mamãe vier a POA ( e virá com certeza grin ) , já nos convidamos para o sarapatel , viu Zayra ? wink

Zayra
ZayraPermalinkResponder

hahaha... boa, Sylvia. Quando ela está por aqui sempre rola nem que seja um café com quitutes nordestinhos. Podexá!
beijinhos!

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Que delícia de post, retratando a minha cidade. Além do samba da Roosevelt, já devidamente recomendado pela Flavia e a conferir, o Mocotó. Delícia de lugar: alto-astral, comida muito bem-feita a preços justos. Até a espera no balcão é um acontecimento, com uma boa bebidinha e os petiscos do dia.
E realmente, Riq, nem é tão difícil assim chegar lá.

Eu por aí | From Lady Rasta

[...] Nesse último fim de semana, por conta da vinda da Mérel a São Paulo, fomos ao Mocotó, restaurante hypado de São Paulo por n motivos (alguns deles, desconfio, inconfessáveis #dontask) e em seguida apresentei o “meu” Samba da Roosevelt pra quem ainda não conhecia. As impressões do Ricardo você confere lá no blog dele. [...]

Dri Setti
Dri SettiPermalinkResponder

Que vontadeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee! Menos mal que falta pouco para chegar em SP!

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Agora vou defender as desbotadas cores do Balneário: quando vierem ao Rio, não deixem de provar o mais famoso exemplar da haute cuisine de rua: o Angu do Gomes, que antes era vendido em carrocinhas pelo próprio e depois deixou seu legado para a Dona Ana, proprietária do Galeto 183, na Rua de Santana (Av. Pres. Vargas, perto da Central do Brasil e perto d'O Globo). A fantástica iguaria sai só às quartas, no almoço, e é bom chegar cedo. Há dez anos trabalhava ali perto e ia toda quarta; hoje, de vez em quando mato a saudade.
http://oglobo.globo.com/blogs/juarez/posts/2007/09/28/coluna-pe-sujo-bar-galeto-183-75203.asp

Cláudia O.
Cláudia O.PermalinkResponder

Fiquei surpresa quando o famoso crítico gastronômico francês François Simon mencionou o Mocotó no seu blog, junto com outros restautantes que ele visitou em São Paulo. Então, se ele foi um dos escolhidos, pouca coisa não deve ser. E agora, lendo esse post, a vontade só aumentou de ir lá rapidinho.
http://francoissimon.typepad.fr/simonsays/sao-paolo/

Deise de Oliveira

Ah! O samba da Roosevelt! Toda vez que vou me divirto muito com os sambas de Cartola e Geraldo Filme. Se você não gostar de muita multidão, a pedida é ir lá na sexta.

juliana amorim

Riq, acabei de chegar de SP. Fui ao Mocotó, de metro, e foi TUDO de bom!
Aproveitamos tudo! Uma delicia!
Obrigada pelas super dicas

Adriana
AdrianaPermalinkResponder

Olá...
Poxa, minha amada Vila Medeiros não é tao longe assim...
Dicas:
Metro Liberdade: onibus 2123 (Liberdade- Vila Medeiros) descer no ponto final e segue 1 quarteirão sentido Avenida Gustavo Adolfo.
Metro Tucuruvi: onibus 121G (Parque Novo Mundo- Tucuruvi), descer no ultimo ponto da Gustavo Adolfo.
Quem vem de carro pode vir pela Avenida Nova,até o Tucuruvi, pegar a Avenida Gustavo Adolfo quando cruza com a Nossa Senhora do Loreto.
Quanto a segurança, Vila Medeiros esta como todos os bairros de São Paulo.
Seja bem vinda ao Bairro onde as pessoas que aqui moram se conhecem e a muitos anos curtem o bom e agora reformulado e maravilhoso como sempre Mocoto.

Mariana "de Toledo" (@merel)

Ai, que saudade!

Alessandra Fiorini

Trips
Moro em SP e farei 17 anos de casamento no início de fevereiro. Como não temos férias (nem do trabalho nem dos filhos), queria passar um final de semana em um hotel por aqui mesmo, com uma bela vista da cidade, um jantar romântico e café da manhã gostoso no domingo.
Alguma sugestão?

Marcia Kawabe
Marcia KawabePermalinkResponder

Eu só passei na porta mas o Unique parece ser tão especial smile

http://www.hotelunique.com.br/splashpage/

Ricardo Freire

Se couber no seu bolso, eu tentaria o Unique. Como segunda opção, o Hyatt (mas daí use o spa e o restaurante do hotel, pra não precisar sair pela Berrini...)

mario
marioPermalinkResponder

Aproveitando que os conselhos foram na linha high end, eu adicionaria o Fasano. Tem piscina coberta no topo do prédio, com vista, aconchegante. À noite pode ir caminhando até a Figueira e jantar lá, depois voltar ao hotel e ir no Baretto ouvir música ao vivo suave e de primeira e beber algo antes de subir, perfeito pra fazer a dois. No outro dia, café da manhã com coisas gostosas, preparadas na hora e do jeito que você preferir, em uma varanda.

Luis Zapatta
Luis ZapattaPermalinkResponder

Independente do hotel (além dos já citados eu recomendo o Emiliano entre os 5* ou algum próximo da Av. Paulista para vocês terem opções de atividade no final de semana) é legal perguntar por pacotes de lua de mel ou similares. Quase todos os hotéis tem e às vezes são bem vantajosos pois podem incluir decorações especiais, café da manhã dentro do apto, etc.

Gus
GusPermalinkResponder

Hotel Unique, sem sombra de duvida! www.hotelunique.com.br

Mocotó do Brasil | Destemperados

[...] em absolutamente TO-DAS as aulas das duas edições do Food Experience, é o Mocotó. Lembro bem do Riq Freire escrever maravilhas sobre ele, tempos [...]

Maria Fernanda Brando

Olá Alessandra, o hotel Renaissance pode ser um pouco caro, mas geralmente de fim de semana eles tem uma tarifa especial, em um apartamento com vista bonita, café da manhã incluído e geralmente o ingresso para o teatro no sábado (acho que se chama tarifa cultural, melhor ligar lá para confirmar). Já trabalhei lá alguns anos e muitos casais procuravam por esta promoção. O hotel é um luxo, com staff atencioso e comida deliciosa. Para um jantar romântico em São Paulo recomendo o Ruella, no Itaim, à luz de velas e instalado numa ruazinha charmosa ou também o Carlota, em Higienópolis, sempre cheio, mas com um menu impecável! Parabéns pelo aniversário!
Mafê

Marcia D. Sejopoles

Eu e meu marido estivemos em dois hoteis de primeira. O Renaissance é otimo pegamos um quarto numa tarifa um pouco mais cara mas com hidromassagem e uma vista bem legal de SP.
O outro é o L´Hotel, o hotel super bonito, atendimento otimo , tem um spa da L´Occitane e o cafe da manha de domingo é tudo de bom.
Para jantar recomendo o A Figueira , otima comida e visual lindo.
Aproveitem

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Eu voto no Unique, embora só conheça de lá o restaurante.
Mas se não couber no bolso, sugiro um simplezinho mas interessante: Central Park Jardins - http://www.cpark.com.br/site/conteudo/index.php
A vista das suítes luxo (andares mais altos - de fundo) é bem bonita. Há também uma suite especial de núpcias, mas eu não conheço.
E o restaurante é simples mas fica no último andar, com uma vista bem bacana.
É claro que não chega nem aos pés do Unique e de outros citados aqui, mas pode ser uma ideia.

George
GeorgePermalinkResponder

Suite Madison do Hotel Renaissance,dançar no Havana Club,que fica no próprio hotel,comer ali mesmo.Na manhã seguinte aproveitar o excelente café da manhã.A tarifa de 6ª para sábado ou de sábado para domingo não é tão cara.Outra opção mais cara é o Fasano,que não tem muita diferença na tarifa.Ou mesmo o Unique,que tem o bar Skye no último andar com uma bela vista da cidade.Parabéns.

Alexandre Giesbrecht - AVIVIXE

Como eu sou fanático pelo Centrão, já fiz algumas vezes de pegar com minha mulher um dos hotéis decentes que por lá existem, como o Mercure Downtown (que mudou para Comfort Inn, se não me engano), na Rua Araújo, ou mesmo o Pergamon, na Frei Caneca, que é um pouco mais longe. Há ainda o Normandie, mas a esse eu nunca fui. Abriu ainda um, que parece muito bonito, na Avenida Ipiranga, sobre o Cine Marabá. Não se comparam ao Renaissance, Unique ou Hyatt, mas estão muito próximos das áreas antigas e dos passeios bonitos que por lá existem. Todas essas opções são válidas, claro, apenas para quem acha o centro de Sâo Paulo romântico e não pretende ficar exclusivamente no hotel.

Alessandra Fiorini

Pessoal
Obrigadíssima pelas dicas. Vou começar a orçar e depois passo aqui para contar como foi.

Domingão fazendo jus ao nick Lady Rasta | From Lady Rasta

[...] lá pros lados da Estação Conceição do metrô. Explico: todo mundo sabe que eu frequento uma roda de samba na PraçaRoosevelt todo santo sábado, chova ou faça sol (sério, pra eu deixar de ir lá tem que ter um motivo muito [...]

Nivia
NiviaPermalinkResponder

Olá Ricardo e navegantes, estou indo a um seminário em SP, dias 18 e 19 de março, na UNICID que fica em TATUAPÉ. Estou com sérias dúvidas quanto a hospedagem... Não sei se procuro um hotel próximo (vi apenas 02 possibilidades) ou se fico em um lugar mais agradável, já que a faculdade está próxima do metrô. Existe um flat ou hotel bb que vcs recomendem?

Val
ValPermalinkResponder

http://www.cpark.com.br/site/conteudo/index.php

ficaria aqui..pertinho do metro

Sundaycooks – Cozinheiros de Primeira Viagem » Blog Archive » Mocotó – uma folia gastronômica da melhor qualidade

[...] e referências de profissionais e pessoas queridas que eu acompanho há muito tempo como o Riq Freire, os Destemperados, a Ale Forbes e o Edu Luz. E todos teceram muitos elogios ao trabalho do jovem [...]

Iris Marvila
Iris MarvilaPermalinkResponder

Olha, antes mesmo de ver esse post eu já tinha ouvido falar muito bem do Mocotó e dos pratos servidos (principalmente daquele pudim de tapioca!)

Estarei em São Paulo semana que vem. Infelizmente, estarei sozinha, com pouco tempo e muita coisa para fazer - mas eu estou tentada a arrumar uma brecha e experimentar aquela costelinha desossada que me deu água na boca às 22h58!

Me hospedarei no Formule 1 da Consolação. Qual a estação do metrô que para (perto) do restaurante?!

Obrigada! smile

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Iris! O Mocotó é bem distante. De Metrô, a estação mais próxima é a Tucuruvi, mas você ainda teria que pegar um ou dois ônibus (segundo o site SP Trans, seria a linha 1720-10 JD. GUANCA e depois a 172Y-10 METRO BELEM. O Google Maps deu como opção a linha 121G-10, mas seria recomendável confirmar).

Apesar de ser um excelente restaurante, acho que é um passeio que vale mais a pena quando você não estiver com a agenda apertada, até porque não vale a pena ir com pressa wink Um carro cairia muito bem, também!

http://www.sptrans.com.br/

Murilo Rezende

Olá, Pessoal!

Nunca comentei nada por aqui, embora use o site de vez em quando. Estou com uma dúvida. Qual hotel vocês acham melhor em SP: L'Porto Bay ou Tívoli Mofarrej? Muito obrigado. Abraços. Murilo

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Murilo! Ambos hotéis ficam a uma quadra da Avenida Paulista, cada um para um lado, mas praticamente na mesma região. O Tivoli foi recentemente renovado, o L'Hotel é mais clássico. O Tivoli é maior. Entre nos sites e escolha o que tiver o estilo que lhe agrada mais, são dois ótimos hotéis com certeza.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar