Atacama: madrugando para ver os geysers de Tatio

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Loh' guêisser'

Este é o passeio que te mandam deixar para o último dia. Você vai sair de San Pedro, a 2.400 metros acima do nível do mar, para chegar a 4.300 no campo geotérmico de Tatio (mais um substantivo composto para o seu vocabulário. Depois desse passeio, "campo geotérmico" vai virar algo tãocorriqueiro como "jardim botânico"), então é bom que seu organismo esteja mais habituado à altitude.

Para evitar o mal-estar de altitude (soroche), recomendam não tomar álcool nem comer carne vermelha na véspera. Mas o mais duro é precisar madrugar: é no amanhecer que o vapor é mais intenso e ocorrem os jatos d'água fervendo. E de San Pedro até o campo geotérmico dá uma hora de vaigem.

Por causa do terremoto o Chile ainda continua no horário de verão (não vejo o que uma coisa tenha a ver com a outra, mas foi o que me explicaram), então está amanhecendo mais tarde -- tipo 7h20. Com isso, ganhamos um soninho a mais. Em vez de sair do hotel às 4 e pouco, saímos às 5h45.

Chegando...

De longe a gente não dá nada pelo bicho. Mas chegando perto...

Geysers de Tatio

Pípols, essa é a fonte luminosa da natureza!

Geysers de Tatio

Geysers de Tatio

Geysers de Tatio

O espetáculo não dura muito. Os geysers funcionam 24 horas por dia, mas o vaporzão e os jatos d'água só são cinematográficos enquanto há um contraste marcante entre a temperatura da água (nesta altitude, entra em ebulição aos 80°C) e a temperatura ambiente (neste nosso dia, -2°C).

Geysers de Tatio

Geysers de Tatio

Geysers de TatioGeysers de TatioGeysers de Tatio

Assim que o sol aparece a temperatura ambiente começa a subir, e o bafo matinal da mãe Terra vai amainando.

Hora do café, então mrgreen

Para ver fotos boas de verdade, visite este post da Silvia de Oliveira no Matraqueando, ilustrado pelos cliques do Raul Mattar.

Passeio a convite do hotel Tierra Atacama..

Leia mais:

Todas do Atacama no Viaje na Viagem

56 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
Amélia
AméliaPermalinkResponder

Sabe que algumas pessoas mais sensíveis pode ter reação ao enxofre exalado no local e o mal estar ser (mal) associado a altitude?
No 1º contato uma sensação de bem estar total, mas depois sintomas bem desagradaveis!O mesmo pode acontecer em estancias termais e hidrominerais com aguas sulfurosas.

helo
heloPermalinkResponder

OI Ric, suas fotos já estão lindas, lindas...depois vou visitar da Silvia, parabens pelo belo post!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Tenho que descolar um destes pertinho de casa
ou , facinho de chegar.
Sou totalmente obsecada por geysers .
Sou tb completamente não-soroche.
Lindão cool

Arthur | Agora Vai

Sair do hotel de madrugada a -10°C (quando eu fui em maio/07) é complicado, mas os gêisers não têm preço. Se tivessem pedido a minha opinião quando da criação do mundo, eu teria estabelecido um horário mais civilizado, p.ex., meio-dia. Mas não me perguntaram nada, é isso que dá.
Outra recomendação séria: não façam uma noitada para ir direto ao campo, e sigam direitinho o guia pelos caminhos marcados. Muita gente já morreu caindo nas fontes termais. O álcool é potencializado pela altitude e a pessoa perde a noção.

Como de costume:
De nada.

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Valeu, Arthur, obrigada mesmo, pq foi a primeira coisa que eu pensei: fico na gandaia até de manhã e vou pra El Tatio direto. Não sei se a essa hora da madrugada eu consigo disparar o click da câmera sad

Arthur | Agora Vai

Nem pense em fazer isso, Meilin, sério! Bjs

Ricardo Freire

Facissunão garota smile

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Os golfinhos de Noronha apareceram às centenas no meu horário preferido - meio-dia. Será que os geiseres se comportarão assim qdo eu for? rsrs

Arthur | Agora Vai

Infelizmente não, Cristina wink

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Riq, as fotos do Matraqueando sao mesmo de matar mas as suas estao lindissimas! e concordo com o Arthur: madrugar e enfrentar o friozao negativo valem muito pelo que a gente testemunha la do alto. Sao minutos, mas sao inesqueciveis.

Silvia
SilviaPermalinkResponder

As fotos aqui estão boas e nos dão a nítida noção do que voce está nos contando. Atacama é uma das minhas viagens dos sonhos! Já tem uma noção do custo total de uma viagem destas, melhor época para ir e cuidados? Quando visitei o Valle Nevado tive problemas com a altitude, muitos enjôos. Quase perdi um dia, não fosse um médico que fazia parte do grupo em que eu estava. O que fazer neste caso?

Ricardo Freire

Além dos cuidados da noite anterior, eles recomendavam sempre tomar bastante água. Eu não senti nenhum problema (estava com medo porque tenho pressão alta); só uma levíííííssima tontura. No meu grupo ninguém enjoou.

É mais garantido -- e bem mais caro -- ir pelos hotéis que oferecem os passeios dentro das diárias (que começam, nesses hotéis, por volta de 700/800 dólares para dois). Os guias são supertreinados e eles fazem a gente tomar todo o cuidado (até demais).

Mas dá pra ir por muito menos; San Pedro é uma central backpacker e já tem hospedagem de padrão intermediário e confortável (dá uma olhadinha lá no Matraqueando, http://www.matraqueando.com.br/hospedagem-em-san-pedro-de-atacama ).

Carla
CarlaPermalinkResponder

Eu peguei -10°C no Tatio (era início de setembro)... Nunca tive uma sensação de frio tão intensa em toda a minha vida, embora já tivesse encarado essa mesma temperatura em cidades... Mas foi mesmo o ponto alto da minha visita ao Atacama, e todo o desconforto do frio, do sono, do cansaço e da altitude valem a pena! wink

gabebritto
gabebrittoPermalinkResponder

Eu peguei -7ºC.

Detalhe: eu estava de bermuda.

diogo
diogoPermalinkResponder

pegar -7 graus de bermuda é digno de #douradofacts!

Arthur | Agora Vai

Isso não é nada, o Capitão Nascimento passa todo ano um mês treinando cooper no Tatio às 4 da manhã só de sunga e depois mergulha num gêiser para refrescar do suor.

Dani S.
Dani S.PermalinkResponder

Arthur, você não existe! mrgreen

Carmen
CarmenPermalinkResponder

As fotos de Raul de Matraqueando são excelentes e as suas também, Ricardo. Amei a terceira foto é magnífica. Tem um ar de foto antiga...muito interessante...
Bjs

Hugo
HugoPermalinkResponder

Riq, para fazer os principais passeios em Atacama são necessários quantos dias inteiros?

Ricardo Freire

Quatro. Mas eu ficaria 5 ou 6.

Paulo
PauloPermalinkResponder

Ricardo, em junho é possível visitar o Atacama, ou estará um frio insuportável?
Abraço

Ricardo Freire

Estará suuuperfrio à noite e ao amanhecer, mas de dia você poderá pegar 30 graus.

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Olá Riq, gostaria das dicas do Hotel em Santiago. Estou para confirmar no Hotel Orly, mas depois dos seus comentários, vou esperar mais um pouco.

Ricardo Freire

Se você tiver pressa, o Orly é muito bem localizado.

Leticia Greco
Leticia GrecoPermalinkResponder

Bacana demais!!!! Deve ser muito legal presenciar essa maravilha da natureza!!!

Teté
TetéPermalinkResponder

madrugar + frio + altitude valeu super a pena!
fiquei curiosa sobre o cheiro... conta!

Ricardo Freire

Boa pergunta, eu ia dizer isso em outro lugar e esqueci. Não senti cheiro forte não. A rua em São Paulo é bem mais fedorenta do que o Taito mrgreen

Alex Melo
Alex MeloPermalinkResponder

Um dos lugares mais impressionantes que já fui. O Tatio vale todo o sacrificio de levantar as 4 da matina com -8

Acho que nunca vi uma foto feia desta região...

ElaineRego
ElaineRegoPermalinkResponder

Riq, minhas dúvidas são: melhor época pra ir, a ordem "ideal" dos passeios, já que vc disse que esse deveria ficar por último, e o custo total dessa "brincadeira" deslumbrante.

Obs; só posso tirar "férias" no período do carnaval e no máximo 10 dias. Será que dá?
Bjs

Elaine

Ricardo Freire

10 dias pra Santiago + Atacama tá óóóóóótimo. Eu fiquei três dias apenas, o que só não é pecado mortal porque eu tenho uma boa desculpa para voltar (quero fazer a integração Salta + Atacama + Uyuni).

Publiquei os passeios na ordem em que fiz. Dos importantões, faltaram o passeio às lagoas altiplanas e ao Salar de Tara, dois passeios de dia inteiro. Não encane muito com a ordem não -- apenas deixe os geysers para quando o seu organismo já estiver acostumado com altitude.

Gerson
GersonPermalinkResponder

Ric.
Quando lá estive(há 6 anos), não havia banheiros. Sempre tinha uma pedra ocupada. Tive que andar muito e olhando para o chão,até achar uma desocupada. Foi uma comédia. Gelava tudo.

Tiago
TiagoPermalinkResponder

Riq, vim em um outro post seu um comentário sobre Uyuni na Bolívia. Já é possível dar uma esticada até lá com um mínimo de conforto ou o esquema ainda é de mochileiro heavy metal?

Ricardo Freire

Acredito que as condições sejam backpacker hardcore, mas isso é só de ouvir falar.

Na minha próxima incursão quero usar um desses passeios apenas como traslado, e só num sentido.

Arthur | Agora Vai

Há agências em San Pedro do Atacama que vendem passeios de um dia para o Salar de Uyuni, de van. Mas não fiz esse passeio nem me informei mais. Creio que o hotel onde você se hospedar em SPA pode dar alguma dica.

Ricardo Freire

Bate-volta acho que não rola não, Arthur. Pelo que eu vi tem sempre pernoite...

Rafael Carvalho

Demais, Riq! Eu fui ao Chile e à Bolívia, pertinho daí, mas não deu pra visitar... Quero muito ir um dia.
Eu estive em Cuzco e La Paz e não senti o soroche, mas é melhor tomar os cuidados.
Abs e mande novas notícias!

Ana Paula Pinheiro

Eu amei os Geysers! É mais uma passeio daqueles imperdíveis. Agora eu senti um cheiro forte, mas nada que incomodasse.

Carolmay
CarolmayPermalinkResponder

Oi Riq, tava "quente" até quando você foi. Peguei -13ºC lá!!! Muito difícil ficar parada lá, ficamos caminhando e pulando para aguentar! E de biquini por baixo para depois ir nas Termas de Puritama...

Majô
MajôPermalinkResponder

Absolutamente fantástico !!! Fenômeno e fotos, valeu a madruga.

Marinês
MarinêsPermalinkResponder

Que inveja gostosa, lindas fotos!
Não tinha noção *de que era tudo isso*.
Valeu!!

Sheila Machado

Fui para o Atacama no inverno. Embora durante o dia a temperatura fosse agradavel, à noite, em San Pedro, caia para 0 grau. Em Tatio, deu -15, às 6h da manhã. Dava vontade de mergulhar num gêiser, hehehe

Leandro
LeandroPermalinkResponder

O Atacama é um deserto relativamente frio em sua maior parte, mesmo no verão não faz calorão como no Saara ou em alguns desertos dos Estados Unidos, em áreas altas o sol deixa uma sensação muito maior do que a temperatura durante o dia, sob o sol pode parecer estar mais de 30ºC quando na verdade a temperatura mal alcança os 20ºC, em lugares mais altos como o Tatio isto se acentua. As áreas de menor altitude são refrescadas pelo vento sempre fresco do mar, como entre Antofagasta e Arica.

PattyBraga
PattyBragaPermalinkResponder

Pessoal, tenho uma pergunta meio ridícula pra fazer, mas enfim...
Por acaso vocês sabem se em San Pedro existe algum lugar que alugue roupas/casacos para enfrentar o friozão da madrugada nos geysers (como costumam alugar nas pistas de ski)?
Eu tenho um mega casacão ótimo para o frio, mas estou pensando se vale a pena ficar carregando na mala a viagem inteira, pra usar só um ou dois dias no Atacama.
Dicas/sugestões são bem vindas! Thanx!

Ricardo Freire

Eu passei na cidade só uma tarde... meu hotel ficava nas redondezas, não deu tempo de reparar nisso. Se não aparecer ninguém para responder, te sugiro tentar trocar um email com o hotel ou pousada onde vais ficar; eles devem saber.

Luca
LucaPermalinkResponder

Patty,
Alguma resposta sobre isso? O que você fez? Tô na mesma situação.

Beatriz
BeatrizPermalinkResponder

Olá!
O Atacama parece mesmo insuperável...E que fantástico este campo geotérmico, hein!!!
Será um prazer tua visita em meu blog!
Beijos, Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Taisa
TaisaPermalinkResponder

Olá...
Parabéns pelo site, já está adicionado em minhas leituras...
Gostaria de convidar vc a visitar o meu também:
www.embarqueimediato.net
Abraços.

A viagens dos nossos (mais recentes) sonhos! « rotascapixabas.com

[...] Freire, do Viaje na Viagem: http://www.viajenaviagem.com/2010/03/atacama-madrugando-para-ver-os-geysers-de-tatio/ Posts relacionados :Um rio de contas e tradições! Vale do Capão: hippie, pero no mucho! Fruta [...]

rose lacerda
rose lacerdaPermalinkResponder

Parabéns a vc e a Silvia pelas fotos e clareza nas dicas e explicações. Estou progamando juntamente com meu marido viajar de carro da Bahia até atacama. Nossa previsão é para estarmos lá de 12 a 20/06/12. Vc teria informações a respeito dos acessos aos Passo de Jama e los Libertadores nessa epoca (início de inverno. Esperamos resposta, um abraço.

Giovanni
GiovanniPermalinkResponder

Boa tarde para todos, gostaria de saber se tem algum post como o de Santiago sendo dia a dia em atacama. Pois estou na duvida quantos dias fico por la
grato

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Giovanni! No post de Santiago o Ricardo Freire recomenda seis noites para fazer todos os passeios. Com menos noites do que isso você vai precisar selecionar os passeios que vai fazer, não vai dar tempo para todos.

Veja todos os posts do Atacama aqui:
http://www.viajenaviagem.com/category/atacama

Claudia Lima
Claudia LimaPermalinkResponder

Oi Rick,

Concordo com vc!!!! Este passeio é imperdível!

Também visitei este lugar. Te convido a dar uma passada no meu blog para ver o que conto deste lugar impressionante.

Geysers del Tatio e mais sobre o Atacama em:

http://escritinhospelomundo.blogspot.com.br/search/label/DESERTO%20DO%20ATACAMA

Abraço! Obrigada!

Ruy G S
Ruy G SPermalinkResponder

Olá pessoal, saudações.
Devo estar saindo de BH agora dia 24/08 vou passar por Atacama e depois subir até Machu Picchu e retornar pelo Acre/Rondônia.
Alguém quer me acompanhar?
Abraços

Camila Bianchi

Acabo de retornar do Atacama! Realmente o passeio do Tatio é imperdível, sem comparação! Eu e meu marido fizemos com a TurisTour, guias comprometidos, informados e pontuais! Fez -15°C, ou seja, muuuito frio, ainda bem que não ventava. Pés e mãos congelam MESMO! Portanto, cuide-se e use roupas térmicas para curtir esse passeio!
Não sentimos mal-estar pela altitude, pois já estávamos em SPA há 5 dias, mas insisto em dizer que foi o passeio mais gelado de todos!
O café da manhã servido no local, com o sol nascendo, é perfeito!

André
AndréPermalinkResponder

Acabei de chegar do Atacama e fiquei por lá 8 dias (tédio). Penso que se você realmente for, deve ficar no máximo 5 dias já que os passeios que têm, você pode fazer até 2 por dia. No meu caso, pra não ficar cansativo, fiz um por dia. Fechei com a Whipala (fazem pack´s que no fim das contas, sai mais barato), possuem café da manhã, almoço ou snack, dependendo do horário do passeio. Também fiquei no hostal Sumaj Jallpa, mas não gostei do lugar porque a gerente desligava tudo as 11 da noite e praticamente nos expulsava da recepção (estávamos no anexo), a estadia lá está CLP 45.000 (achei extremamente caro e sem café da manhã, que é pago). Para almoçar ou jantar, existem diversos lugares que oferecem o "menu do dia" por 5 ou 6 mil pesos. Valeu a pena. Mas pra gostar de encher o bucho, indico o "Delícias de Carmem (Calle Calama). Preço é bom e o prato é enorme. Dependendo, dá até para duas pessoas. Gostei de San Pedro e de todos os passeios que fiz, gostei mais do Lagunas Cejar. Recomendo não fazer o Salar de Tara. É caro e cansativo e você fica o tempo todo dentro do carro (jipe ou 4x4). Ah! Troque reais lá. Sai mais em conta do que trocar no Brasil.

Roderic
RodericPermalinkResponder

Acabei de fazer os geisers de Tatio e só tenho uma palavra para descrever o passeio e o lugar: S E N S A C I O N A L !!!