City-tour x ônibus hop-on/hop-off x nenhuma das anteriores

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Barcelona Bus Turístic

Quem me conhece sabe da minha implicância com city-tour. Sim, eu sei que é prático. Sim, eu sei que rentabiliza o tempo. Sim, eu sei que o tour pode servir como uma ótima introdução à city, permitindo que você se localize mais rápido e possa voltar com calma aos lugares que mais chamaram a sua atenção.

Na vida real, porém, o city-tour tende a reduzir a experiência do visitante a um slide show em 3D -- com a janela do ônibus fazendo o papel de monitor. Tá bom, tá bom. Vou tentar não ser tão radical. Há city-tours e city-tours, turistas e turistas.

City-tour convencional

Você e seu grupo sobem num ônibus, que faz algumas paradas durante uma manhã ou uma tarde. O modelo é bastante limitado. Como todo o grupo sobe e desce em todas as paradas -- o que toma tempo -- as escalas costumam ser poucas e espaçadas entre si. Esse tipo de passeio já entrou em desuso, e hoje resiste sobretudo para cumprir tabela como uma cenourinha a mais na composição de um pacote (7 noites, café da manhã, traslado e city-tour). Costuma servir também (para a operadora de receptivo) como uma oportunidade de venda de outros passeios -- esses, normalmente, melhores.

(A propósito: não vamos confundir todo passeio de ônibus em grupo com city-tour em grupo. Existem bons passeios de ônibus em grupo que vão direto ao que interessa e servem muito bem a quem tem pouco tempo ou disposição para perrengues. A minha crítica é aos roteiros dentro das cidades, que não têm como não ser over-simplificados.)

Ônibus hop-on/hop-off

Desculpem o palavrão -- mas ainda não foi cunhada uma tradução brazuca, e muitos de vocês já estão usando o termo com uma naturalidade espantosa grin

Para quem nunca ouviu falar, os roponropofes nada mais são do que aqueles ônibus panorâmicos, geralmente de dois andares (em algumas cidades, com o andar de cima aberto), que percorrem todo o circuito de atrações turísticas, passando em intervalos determinados.

O esquema é bastante superior ao city-tour tradicional, porque você pode descer onde quiser, ficando o tempo que precisar. O bilhete vale o dia inteiro -- e costuma haver tickets válidos para dois ou três dias. O roteiro é narrado por meio de fones de ouvido em diversos idiomas. E o deck aberto é um lugar sensacional para fotografar a cidade.

A maioria das cidades muito visitadas oferece o serviço: Londres, Nova York, Paris, Barcelona (o de Madri não está operando mais), Lisboa, Buenos Aires, Berlim, Budapeste, Santiago...

Mesmo com todas essas qualidades, o modelo não me entusiasma. Entendo perfeitamente quem curte, mas eu só recorro aos ropons em lugares onde pegar o transporte público vai trazer mais perrengue do que descobertas. Usei o esquema em Curitiba e em Dubai -- e curti. Ainda quero experimentar o de Salvador. (O do Rio, que existiu no finalzinho da década de 90, era bárbaro -- mas não deu certo.)

Duck Tours

Uma variante engraçada do city-tour: usa veículos militares anfíbios adaptados para o turismo, combinando sightseeing terrestre com um passeio pelo rio, lago ou canal que banhe a cidade. É oferecido em lugares como Nova York, Boston, Londres e Cingapura. Não substitui o circuito ortodoxo, mas vale como uma sessão de parque de diversões.

Por conta própria

Em toda cidade que oferecer transporte público fácil e civilizado, esta é a minha recomendação. Por quê?

Porque o city-tour organizado -- seja ele convencional, seja hop-on/hop-off -- não tira você da redoma. Atrações turísticas, em sua maior parte, são apenas isso: lugares que atraem turistas. São pontos de peregrinação. Atraem à sua volta todo comércio artificial voltado para os forasteiros. Lojas de souvenir. Restaurantes com menus ao gosto dos visitantes. Cafés over-careiros.

Costumo dizer que as atrações turísticas (e nessa incluo muitos museus) devem ser tomados como indicações de percurso. A viagem na verdade acontece entre um lugar e o próximo. É nesse caminho que você vai ser apresentado à cidade de verdade, vão acontecer as coisas mais memoráveis, a história particular da sua visita vai acontecer. É chato voltar para casa apenas com as gafes dos outros colegas turistas para contar.

Sempre que possível, vá com as suas próprias pernas: garanto que é mais colorido.

Tours alternativos

Para quem gosta de visitas guiadas, vale muito a pena pesquisar tours alternativos ao city-tourzão padrão. Há a barreira da língua, mas mesmo perdendo parte da explicação você acaba andando por cantos que talvez não percorresse, e conhecendo pessoas potencialmente mais interessantes do que as do deck do ropon. Caminhadas guiadas normalmente rendem passeios excelentes -- no mínimo, você vai acabar parando em frente a lugares que poderiam passar despercebidos. Uma grande fonte para passeios não-caretas são as recepções dos albergues/hostels. Dê uma espiada mesmo se você não estiver hospedado grin

Leia também:

Passeios: reservo agora ou deixo para quando chegar?

Viaje melhor: o beabá do viajante

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire


121 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
Vilson Castelo Branco

Oi a todos desse blog,

Estou fazendo um trabalho academico para a Universidade Federal de Brasilia como estudante de Administracao. Utilizei as infos postadas aqui por todos os usuarios desse blog para embassar meu trabalho. O objeto do meu trabalho e justamente sobre um transporte alternativo dentro da aerea de turismo.
Obrigado ao Ricardo Freire e os demais.

Turista na Espanha

Ricardo,

Irei para Madri e Barcelona em setembro de 2012, gostaria que vc me informase se existem onibus panoramicos turistico nas duas cidades e onde posso comprar os bilhetes pessoalmente assim que chegar nas referidas cidades.
Muito obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Turista! Existem. Pode comprar em qualquer ponto.

http://www.barcelonabusturistic.cat/web/guest/home

http://es.gomadrid.com/madrid-vision/

Silvia
SilviaPermalinkResponder

Olá turista, estive em Madri em maio, e vç pode comprar o passe próximo a todos os pontos, que estão bem marcados nas ruas de Madri. Ao contrário do Bóia, eu aproveitei bastante o tour, peguei dias lindos de sol, e fiz várias fotos interesantes. Na Madri antiga realmente acredito que perder-se por ela é de longe muito melhor, mas o Tour foi bem vindo, deu-me uma boa noção. Vai adorar Madri, ainda mais se seguir as dicas da Bóia de onde ficar e curtir, fiz tudo e garanto, quero voltar a Madri todos os dias desde então. Aproveite.

Flávia Pan
Flávia PanPermalinkResponder

Olá. Irei para NYC no final de Junho e ficarei somente 2 dias lá. Me hospedarei no Brooklin. Pensei em fazer o tour com o hop on hop off nos 2 dias, pelo fato de não conhecer NADA lá e pensando em economizar tempo. É muita "roubada"? Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Flávia! Com transporte público você chega a todos os lugares também.

Luciano
LucianoPermalinkResponder

Qual é a melhor opção de onibus panoramico turistico em Paris?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciano! Esses ônibus se equivalem.

Andrea
AndreaPermalinkResponder

Parabéns aos organizadores do site. As dicas mudaram meu ponto de vista sobre viagens e hoje curto tanto a preparação quanto a viagem em si. Estive em Toronto há dois anos e usamos o hopon-hopoff por ter pouco tempo na cidade e por poder ter acesso a alguns pontos distantes. Gostei bastante, por ter tido uma melhor visão da cidade e ter usado o tempo escasso a nosso favor. Para ir a Niagara Falls alugamos um carro e foi ótimo, fizemos tudo por nossa conta, e pudemos voltar bem tarde de lá.

Diana
DianaPermalinkResponder

Também não curto city tour de jeito nenhum, mas acho os "roponropoffes" (adorei, rs) úteis em determinadas situações, como: (1) pessoas que não se sentem confortáveis usando o transporte público, seja por não falarem o idioma local, sem em função da idade (os metrôes de Paris, por exemplo, tem muita escada); (2) pessoas que estão de "passagem" por uma cidade, com pouco tempo para conhecer, e que assim conseguem ter uma "visão geral" dos pontos mais importantes; e, por último, (3) WASHINGTON, até hoje, das cidades em que estive, essa é a única que me parece "feita para" os hop-on e hop-off, principalmente para a parte dos monumentos (aos presidentes, aos soldados etc.), que não são longe o suficiente para serem interligados por metrô, mas também não são perto o suficiente para se caminhar (na realidade, o problema maior é que entre um e outro se faz, na maioria das vezes, uma caminhada "desinteressante"), fora que neles não se leva muito tempo, então é perfeito descer do ônibus, conhecer, pegar o próximo e tal. Parabéns pelo blog, entro sempre!

Nova Viajante
Nova ViajantePermalinkResponder

Eu gosto da ideia do "Ônibus hop-on/hop-off" pra ter uma visão geral da cidade, sentir o cheiro e se tocar "nossa, estou mesmo aqui", e depois descer e bater perna pra sentir a cidade de verdade. Mas acho legal pra um primeiro contato, e é até pra ajudar a depois quando for bater perna se "localizar".
Estou pensando em fazer isso no primeiro dia em NY, um tour rápidinho de 2h pra ter uma geral e depois ir me perder pelas ruas, o que acham?
Abraços

Pâmela
PâmelaPermalinkResponder

Não sei se alguém já comentou, mas tem um free tour super legal em algumas cidades da Europa (e outras cidades também).
Eu fiz em Londres. Muito bom, recomendo.
O tour dura 2h30 e tem guia em inglês e espanhol. Os guias são jovens e divertidos.
Como o tour é a pé, é legal que você conhece coisas que nunca conheceria caminhando sozinho ou em um city tour.

http://www.newlondon-tours.com/daily-tours/royal-london-free-tour.html

Pâmela
PâmelaPermalinkResponder

Ahhh, o tour é grátis, mas no final quem quiser pode dar uma contribuição.

Giovana
GiovanaPermalinkResponder

Olá! Estarei em Paris para o REveillon de 2012/2013 e gostaria de saber se é fácil comprar os tickets para o esse ônibus? Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Giovana! É.

FABIANA
FABIANAPermalinkResponder

Usei o serviço de guia brasileiro (Veja relato no link GUIAS neste blog) + passeios pela PARIS CITY VISION (Cityrama). Gostei de ambos. O City tour comprei pela internet com antecedência e ocorreu da forma indicada no site. Em relação a ser mais barato não posso informar. Mas, em relação a ser mais prático, com certeza. Sobre o passeio com o GUIA também foi ótima opção, conforme relatei neste blog.

FABIANA
FABIANAPermalinkResponder

Em Madrid optei pelo onibus TOUR e encontrei os tickets para vender em vários lugares. Até no meu hotel estava a venda. Por fim, acabei comprando numa banca de jornal, sem problemas. E, fiz uma rota completa e no outro dia, fiz picado, descendo nos pontos de interesse. Gostei muito. Em Paris, optei pela empresa de turismo PARIS CITY VISION e por um guia em Portugues, da empresa V A I, em Paris. Muito bom.

Renata
RenataPermalinkResponder

Acho pratico pra ter uma ideia da cidade quando vc tem pouco tempo. Usei em Paris, Londres, Toronto e Montreal.

Nallu
NalluPermalinkResponder

Ola!
Fui para NYC em novembro/2012 e utilizei o CITY SEIGHTS, e detestei. Já tinha usado em Portugal ( Lisboa, Porto e Braga) e foi ótimo.
Em Portugal o passageiro recebe um fone de ouvido e seleciona o idioma que quer escutar a narração do passeio.
Em NYC recebemos o fone, que a propósito, não serve para nada,pois não há opção de escolha de idioma, e em todos os ônibus há um guia narrando o passeio. E fomos premiadas com um guia berrando em nossos ouvidos.
Éramos em 03, muito melhor, e mais barato pegar um táxi e circular pelos pontos turísticos.

Gabriela Fernandes

Não existe “Ônibus hop-on/hop-off” não existe em todos os periodos? Estou indo no final de maio e não acho esse mes para comprar...

Gabriela Fernandes

esqueci de complementar... é pra Paris!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gabriela! Dá pra comprar na hora em qualquer destino onde você quiser usar. Não se apoquente com isso.

Daniele
DanielePermalinkResponder

No inverno os ônibus hop-on/hop-off de Paris e Londres são cobertos? Pois acho que no final de fevereiro ainda é muito frio.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniele! Sim.

Jose Genesio B Tiburcio

Bom dia,

O onibus hop-on/hop-off em Nova York oferece quatro roteiros (rotas) durante 48hs.
Gostaria de saber se posso utilizar as quatro rotas com o mesmo bilhete, ou se eu escolher uma poderei utilizar somente ela durante as 48 ou 72 hs.

Grato, Zegenesio.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Zegenesio! Há vários operadores. Normalmente você pode usar todas as linhas de um mesmo operador durante a validade do seu passe.

Josinaldo
JosinaldoPermalinkResponder

Olá! Primeiro de tudo, parabéns pelo seu excelente trabalho.

Estou programado para ir a Paris no final de julho e não sei se seria mais barato comprar o city tour pela internet o lá seria mais barato. Poderia me dar alguma dica em relação a essa questão?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Josinaldo! O Les Cars Rouges dá 10% de desconto para compras online. Os outros devem ir pela mesma linha, consulte seus sites.

http://www.carsrouges.com/content/transverse/faq.php

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

ola, estou indo a Paris e gostaria de saber se o ônibus hop-on hop-off deixa a pessoa no mesmo local em que você pega? sei que a pessoa pega na torre eiffel, mas onde desce...é a dúvida!
desde já agradeço, abraços!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! As rotas são circulares. Você pode subir e descer em várias paradas ao longo do percurso.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

sendo assim posso descer tb no ponto em que eu peguei o ônibus, não é?! pois o hotel fica próximo ao ponto onde pego ele.
obrigado pela atenção

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! Pode, sim.

Isadora
IsadoraPermalinkResponder

Olá!

Londres:
Na primeira Vez que fui à Londres, fiquei uma semana. Fiz um Tour Hop on Hop Off (Big Bus Tour). Achei incrível. O unico erro foi não ter feito no primeiro dia. Por mais que o metrô de Londres seja a coisa mais fácil do mundo, o tour realmente ajuda a pessoa a entender mais da cidade. E para viajantes desorganizados como eu, facilitou a parte de esquematizar o roteiro. Além disso, eles oferecem alguns walking tours beeeem legais (Harry Potter achei horroroso e saí no meio, mas o dos Beatles mudou minha viagem). Acho que, se você tem tempo no destino,e tem muitas coisas para ver,vale a pena gastar um dia com isso,para decidir o que interessa ou não.

Madrid:
Em madrid foi o contrário: Eu tinnha menos de 24h na cidade.Optei pelo Hop on Hop Off, mas por causa do cansaço pós avião, e da depressão pós-intercâmbio, não me animei a descer em lugar nenhum. Mesmo assim aprendi coisas interessantes sobre a cidade.

tito
titoPermalinkResponder

Olá, primeiro lugar parabéns pelo site. Usei todas as dicas da Itália em 2012 e foi super tranquilo !
Irei para NY e ficarei apenas 2 dias, e de lá irei para Filadelfia. Minha duvida é : qual a melhor maneira de me deslocar de NY a Filadelfia ?

Marília Lucena

Bóia, meus pais vão passar 12 horas rsrs no Rio de Janeiro. Quera que eles fizessem o city tour. Sabe qual a cia que faz? Você acha uma boa opção?? Obrigadinha smile

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marília! A cidade agora tem uma linha hop-on hop-off, mas é preciso comprar o ingresso em agências conveniadas.

Esta página traz todas as informações:
http://www.cityrioturismo.com.br/tickets

Alternativamente, veja o que dá para visitar de metrô:
http://www.viajenaviagem.com/2012/07/rio-turismo-de-metro/

Marília Lucena

Muito obrigada pela informção. Mas pelo que entendi, a pessoa não pode ficar descendo e subindo no ônibus. Tem que começar e iniciar o percurso do mesmo lugar. Está mais para aqueles ônibus de city tour mesmo. Tirei essa parte do site: "Oferecemos uma conexão em São Conrado para facilitar o acesso do turista. Caso haja o embarque em Copacabana, por exemplo, o cliente pode realizar o Circuito e no fim pode embarcar novamente em São Conrado para voltar ao seu ponto de origem. "
Eu entendi errado ou pode mesmo subir e descer nas paradas que pessoa quiser??
Obrigada mais uma vez. smile

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marília! Em princípio parece que é isso mesmo. Você pode entrar em contato com uma das agências que vendem o passaporte para confirmar. Note que visitas ao Corcovado e ao Pão de Açúcar tomam cada uma pelo menos 2h30, talvez 3h, do seu tempo disponível.

Marília Lucena

Bóia, foi como eu te falei. Entrei em contato com a empresa e o serviço não é hop-on hop-off. É um ônibus de passeio de Sightseeing, infelizmente. Já está na hora do Rio de Janeiro oferecer passeio hop-on hop-off, né??

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marília! Com certeza sad

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Olá,
Vou fazer conexão de 6h no Panamá e gostaria de saber se compensa fazer esse citytour *hop on hop off*. Li que os taxistas de lá são pouco criteriosos e tenho medo de perder meu voo.
Se eu entendi bem, é um bilhete único com validade de um dia, é possível descer em q/q ponto e subir no próximo ônibus q passa de hora em hora(deve ser possível iniciar o tour de q/q ponto tb)...só não encontrei o tempo *em média* q leva para dar uma volta completa no circuito mostrado.
Obrigada
P.s.: Vi um link de uma dica pra quem tinha conexão de 7h, mas o link não funcionou =(

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! Ter seis horas de intervalo significa ter, na prática, umas quatro; há procedimentos de imigração para sair e retornar ao aeroporto.

Você vai precisar ir até o shopping Multiplaza e torcer para que a saída seja próxima à sua chegada. Para ir ao shopping Multiplaza você vai precisar de táxi -- ou seja, não vai se livrar dos taxistas...

http://www.city-sightseeing.com/tours/panama/panama-city.htm#tourlandingposition

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Bóia,
Sabe me dizer se essa "duração" q fala no site é o tempo q leva pra fazer o percurso completo?
Acho q 4h dá pra fazer o percurso sem descer do ônibus, né!?!
Não é possível comprar o ticket desse ônibus e embarcar em outro lugar q não seja o tal Multiplaza!?! *Se eu posso descer em q/q lugar e depois embarcar de novo, não é!?!
E pq diz ter duas rotas se só mostra uma!?!

Duration:
Panama City Route - 60 mins
Panal Canal Route - 120 mins

Frequency:
Panama City Route - Every 60 mins
Panama Canal Route - Every 60 mins

Obrigada =D

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! A duração é do passeio completo. O site do tour não é muito claro mesmo. Entre em contato com eles para saber detalhes: info@citytourspanama.com

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Olá Bóia, Muito obrigada!
Ainda tô na dúvida se saio para cidade. Agora me falaram q tem q paga nova taxa de embarque, se eu sair do aeroporto na conexão. =/

Carolina Marcondes

Olá! alguém já fez o tour privado com um local de buenos aires do site www.elotroporteno.com? É seguro? obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Ficar em casa não é 100% seguro.

Veja como aferir a reputação online de empresas:
http://www.viajenaviagem.com/2012/08/5-passos-viagens-sem-roubadas/

Carolina Marcondes

Olá Bóia! O site wwww.elotroporteno.com não é sobre aluguel de casa, é um site que contratamos um guia local para fazer um passeio mais personalizado. Gostaria de saber se algum leitor ou vc mesmo já ouviu falar.. obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Você perguntou se era seguro. Por favor não nos peça para garantir coisas que não podemos.

Veja o que dizem no TripAdvisor:
http://www.tripadvisor.com.br/Attraction_Review-g312741-d3386400-Reviews-El_Otro_Porteno-Buenos_Aires_Capital_Federal_District.html

Dicas | Viajar sozinho: vantagens e dicas para se aventurar! | Quero Fazer Intercâmbio

[...] descobrir a cidade e, também, conhecer pessoas. (Leia mais sobre passeios turísticos em City tour x ônibus hop-on/hop-off x nenhuma das anteriores)  Outra dica interessante é se registrar em sites como o CouchSurfing.org e [...]

Joao Paulo Cursino

Riq, há anos venho usando seu saite como superfonte de dicas para viagens. Em 2011, já até dei retorno aqui sobre Bariloche antes do vulcão (está no meu saite), e continuo agradecido por tudo que já li por aqui.

Sobre Duck Tours, tenho a acrescentar: tem em São Francisco também. O veículo é um DUKW -- apelidado de Duck pelos seus primeiros usuários, lá na guerra, em 1944 -- não só porque anda na terra e na água, mas porque o nome oficial do veículo realmente era DUKW.

http://en.wikipedia.org/wiki/DUKW

... E daí o nome dos tours.

Valeu,

Naila Soares
Naila SoaresPermalinkResponder

Olá a todos:

alguém teria uma agência que oferecesse ônibus do tipo hop-on/hop-off para indicar em Paris? Terei apenas uma tarde(infelizmente) e terei que otimizar meu tempo...

Desde já, obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Naila! Existem vários ônibus assim. (Dica: sempre procure "hop on hop off" como nome da cidade.)

http://www.parislopentour.com/paris-accueil.php?lng=gb

http://www.pariscityvision.com/en/paris-l-open-tour

http://www.grayline.com/tours/paris/paris-hop-on-hop-off-open-top-bus-boat-tour-2-day-pass-5875_144/

O único efeito de uma tarde em Paris é você ter certeza de que vai precisar voltar para passar mais 7 tardes pelo menos.

Como tour hop on hop off charmoso de Paris, o Ricardo Freire indica o Batobus, um barco de linha que vai e volta pelo Sena.

http://www.batobus.com/

Rilder
RilderPermalinkResponder

Caros amigos viajantes, alguém aí tem dicas de receptivo e/ou passeio para um grupo de oito pessoas em Lisboa, Roma e Paris?

Abraços em todos, Rilder

Do’s & Dont’s – Flashpacking « Chicken or pasta?

[...] Hop On Hop Off Desculpe, hop on hop off nunca é aceitável. Se fizer, não conte para ninguém. Não poste no facebook. Tire a bateria do [...]