Niagara Falls como pit stop (entre Toronto e Buffalo)

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Cataratas do Niágara

Eu já tinha reservado um dia de Toronto para fazer um bate-volta a Niagara Falls, quando me dei conta de que não fazia muito sentido ir e voltar. Como eu seguiria viagem para a Califórnia, o mais sensato seria aproveitar para cruzar a fronteira com os Estados Unidos e voar a partir de Buffalo, de onde conseguiria vôos mais em conta para San Francisco (e não passaria pelo perrengue de voltar pelo mesmo caminho).

Vi então que poderia ir de trem até Niagara Falls, deixar as malas na estação de ônibus, passar o dia no lado canadense das cataratas e prosseguir de busão a Buffalo, a uma hora dali. E tudo ficou ainda mais redondo quando descolei uma passagem na United de Buffalo a San Francisco (via Washington) por US$ 150. Com taxas (incluindo US$ 25 para despachar cada mala) deu US$ 200 por pessoa -- mas para um vôo de 6 horas cruzando o continente, foi uma superpechincha.

Ao passo a passo, pois.

Comprei as passagens de trem na Via Rail canadense com um mês de antecedência. Consegui tarifa não-reembolsável de US$ 20 por pessoa -- excelente, para uma viagem de duas horas. À diferença do trem Montreal-Québec, porém, o wifi não funcionava. Nhé.

Union Station, Toronto

Trem da Via Rail

Saímos às 8h20, e às 10h30, com um ligeiro atraso (o trem parou por 10 minutos no caminho por algum problema cuja explicação não entendi) estávamos em Niagara Falls. A estação de ônibus fica em frente à de trem: basta atravessar a rua. Há lockers que funcionam com moedas de 2 dólares canadenses. (Deixei para tirar a foto dos lockers na volta, mas acabei esquecendo, desculpem.) A minha mala média coube no locker pequeno, deitada. Há também lockers grandes, mas só tinha sobrado um quando cheguei.

Niagara Falls, estação de ônibus

Não vale a pena comprar a passagem de ônibus antecipada: o bilhete vem sem horário determinado. Como são duas companhias operando o trecho (Greyhound e Couch Canada), o melhor é deixar para comprar na volta, para embarcar no primeiro ônibus que passar.

Niagara Falls: ônibus para as cataratasNiagara Falls: ônibus local para as cataratas

Para ir da estação de ônibus até as cataratas você pode pegar um táxi (é perto, deve ser baratíssimo) ou ir de ônibus urbano mesmo. Paga-se 2,35 dólares canadenses dentro do ônibus; o motorista não dá troco. Em menos de 10 minutos o motorista avisa e todo mundo desce. Pronto. Você estará a três quadras das cataratas do Niágara.

Niagara Falls, perto das cataratas

Na hora eu pensei que tinha feito um mau negócio, que o ônibus tinha deixado a gente longe demais. Afinal, aquele monte de museus de cera e bares temáticos e museu do Guinness e Acredite se quiser e torre de observação e Planet Hollywood e Hard Rock Café e roda gigante e cassino não poderia estar do ladinho das quedas.

Niagara Falls, pertinho das cataratas

Niagara Falls, pertinho das cataratas

Pois bem, gente: tudo isso está do ladinho das quedas.

Cataratas do Niágara

Passa uma avenida do lado das quedas! Uma avenida beira-quedas! (Quase tão chocante quanto a estradinha que passa no meio das Pirâmides.)

Cataratas do Niágara

Nas fotos é possível não enquadrar o concreto em volta e ao fundo das cataratas, mas ao vivo é quase impossível abstrair o circo ao redor.

Cataratas do Niágara

A sensação é de que as cataratas são apenas mais uma atração do parque de diversões. Um marciano que aterrissasse sem ter lido direito os guias antes (eu!) poderia achar que se trata de uma obra de engenharia feito o restaurante giratório da torre.

Cataratas do Niágara

Se a cidade em volta ainda fosse pelo menos grandiosa, mas não: é uma Las Vegas made in Paraguay, tadinha.

Cataratas do Niágara

De modo que -- não, não consegui entrar no clima de maravilhas da natureza. Fiquei indignado por deixarem as cataratas fazer o papel de chafariz de shopping.

Cataratas do Niágara

Enfim. A idéia era passar o dia fazendo os passeios do parque. Queria pegar o Maid of the Mist (o barco que leva até a beira das quedas -- como o Macuco Safari brasileiro e o Aventura Náutica argentino, só que num barcão, não numa lancha) e fazer o Journey Behind the Falls, que leva você para o chão, pertinho da catarata. É possível comprar os ingressos para cada atração individualmente, ou então comprar os pacotes de três ou quatro atrações vendidos em diferentes guichês.

Cataratas do Niágara

Maid of the Mist, Cataratas do Niágara

Maid of the Mist, Cataratas do Niágara

Acredito que esses passeios sejam bem bacanas e façam o visitante se desligar do concreto em torno. O problema é que (1) estava frio pra caramba e (2) eu não tinha previsto que qualquer coisa que a gente fizesse por lá ia nos deixar molhados. Quando você for, não esqueça de levar uma muda de roupa à mão.

Cataratas do Niágara

Cataratas do Niágara

Cataratas do Niágara

Sem fazer nenhum dos passeios, nossa visita acabou sendo grátis, porque não se paga nada para chegar aos mirantes. (Esta, a meu ver, a única vantagem das cataratas do Niágara sobre Foz do Iguaçu.)

Cataratas do Niágara

Cataratas do Niágara

Almoçamos, voltamos de bumba à estação e compramos passagem para o próximo Greyhound (US$ 13). Saímos às 15h25.

A "ponte da amizade" versão canadense-americana

A imigração americana fica do outro lado da ponte. Passamos sem problemas; usamos o nosso canhoto do formulário I-94.

Da fronteira até Buffalo o ônibus levou uma hora, com uma parada no aeroporto (perfeita para quem não quiser pernoitar em Buffalo).

Buffalo, NY

Buffalo, NY

Eu gostei de ter ido até Buffalo. Achei muito bonitinha a área em que nos hospedamos, Allentown. (E ainda pude comer Buffalo wings no lugar onde foram inventadas, o Anchor Bar.)

Buffalo, NY

Buffalo, NY

Foi a segunda surpresa do dia. Só que essa foi positiva smile

Leia também:

Guia de Foz do Iguaçu no Viaje na Viagem

Toronto no Viaje na Viagem

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

91 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
Kitty Viana
Kitty VianaPermalinkResponder

Pessoal, Estou fazendo o caminho contrário. Vindo de NY pela Delta ($104) para Buffalo. Vamos fazer um dia de outlet lá e partir no dia seguinte para Niagara Falls, Niagara-On-The-Lake (dica de Erico) e Toronto. De lá, mais 12 dias pelo Leste Europeu de Carro, voltando para o Brasil de Montreal.
Preciso de ajuda pra resolver como fazer... Alugo logo o carro em Buffalo e aproveito pra ir nele às compras e sigo com o carro toda a minha viagem? Ou esqueço Niagara-On-The-Lake e vou de trem pra Toronto e alugo o carro lá?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Kitty! Vá de trem. E perceba que não é uma boa idéia carregar compras durante todo o resto da sua viagem.

Kitty Viana
Kitty VianaPermalinkResponder

Eu estarei com as malas cheias... uma semana em Ny e o outlet... Além do mais, comprar no Canadá é mais caro.. O trem tem a opção de pagar excesso?
Como eu vou continuar o Leste Europeu de carro, talvez valha a pena pagar esses 175 extras de entregar no Canadá...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Kitty! Cada bagagem extra na Via Rail custa 40 dólares, mais taxas. Peso e dimensão das malas também influenciam nessa cobrança extra. Vale fazer as contas antes de embarcar.

Kitty Viana
Kitty VianaPermalinkResponder

Será que eu posso decidir no dia? Será que daria pra comprar a passagem de trem de Buffalo pra Toronto na hora?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Kitty! Comprar na hora sempre pode ser arriscado. Você pode não conseguir o horário e dia desejados e com certeza não conseguirá tarifas promocionais.