Torre de Pisa: como chegar, como comprar, com o que combinar

Torre de Pisa

Livre dos andaimes que nas últimas duas décadas escondiam ora uma parte, ora outra de sua fachada, a Torre de Pisa voltou a exibir todo o seu — perdão — esplendor marmóreo. Quando fui pela primeira vez, na outra encarnação (1985, vocês aí estavam nas Pampers Turma da Mônica), a Torre era um monumento acinzentado pela poluição, aberto a quem quisesse galgar seus degraus. Hoje, além de restaurada, a Torre tem ingresso controlado: apenas trinta pessoas podem subir a cada vinte minutos.

Batistério, Camposanto, Catedral e Torre de Pisa

É um passeio muito fácil de ser encaixado no roteiro dequem está em Florença ou zanzando pela Toscana. Este post traz um pequeno menu de possibilidades :D

Opa, Pisa!

Subir ou não subir, ecco la questione

Caso você faça questão de subir na Torre de Pisa, vale a pena comprar seu ingresso com antecedência pela internet. Um terço dos ingressos (dez por slot de visitação) é vendido pelo site da Opapisa. Os ingressos entram no sistema com 45 dias de antecedência e ficam disponíveis até no máximo 15 dias antes da data.

Torre de PisaTorre de PisaTorre de Pisa

Quem não compra online pode comprar no local, para o horário mais próximo disponível. Como eu estava indo na baixa temporada, relaxei e só me liguei de comprar pela internet uns 10 dias antes, quando não é mais possível; então acabei comprando na hora. Consegui horário para subir uma hora e meia depois da minha chegada — o que foi ótimo, porque entre a compra e a subida eu encaixei o almoço. Esse intervalo também pode ser investido na visita às demais atrações da Piazza dei Miracoli, como a Catedral, o Batistério, o Camposanto Monumentale (cemitério), o Museu delle Sinopie (que expõe os rascunhos dos afrescos destruídos num incêndio do Camposanto) e o Museu dall’Opera (”da Obra”).

No alto da Torre de PisaNo alto da Torre de PisaNo alto da Torre de Pisa

Com o ingresso da Torre na mão, é preciso se apresentar com meia hora de antecedência no guarda-volumes, para deixar toda bolsa ou mochila. De lá você faz a fila na Torre. Se perder o horário marcado, babau. Cada grupo tem 30 minutos para subir e descer. São 300 degraus em espiral — num edifício com inclinação acentuada (lembra?). É preciso fôlego e resistência à tontura.

Piazza dei Miracoli

Subir é imprescindível? Claro que não. É só mesmo pelo fetiche de subir num cartão postal (e experimentar a sensação de andar num prédio inclinado). É bom lembrar que, a exemplo do que acontece em outros monumentos do gênero, a o alto da Torre de Pisa é o único ponto da Praça dos Milagres de onde você não pode contemplar a Torre de Pisa :D

Mesmo que você não queira/não possa/não tenha encontrado ingresso para subir na Torre, o passeio até lá super vale a pena. Não só pela torre inclinada: a Piazza dei Miracoli como um todo é de uma beleza taj-mahaliana; ao vivo, a inclinação da Torre deixa de ser uma curiosidade de enciclopédia e se torna o detalhe que deixa o conjunto ainda mais cativante. Que arquiteto clássico pensaria numa assimetria tão desconcertante? Vai por mim: a Torre de Pisa não é uma armadilha pra turista, não.

O ingresso para a Torre custa 17 euros pela internet e 15 euros no local. A visita à Catedral custa 2 euros (mas é gratuita entre 1º de novembro e 28 ou 29 de fevereiro). As demais atrações da praça custam entre 5 euros (visita a um monumento à sua escolha) até 8 euros (visita aos 4 monumentos — Batistério, Camposanto, Museu dos Rascunhos e Museu da Obra). A bilheteria aceita cartões de crédito. Os monumentos funcionam até 16h30 ou 17h no auge do inverno e até 20h no auge do verão; veja os horários por temporada aqui.

Ingresso para a Torre de Pisa

Visualizar Torre de Pisa em um mapa maior

.
–> Como chegar à Torre

A Piazza dei Miracoli — “Praça dos Milagres”, termo cunhado pelo poeta Gabriele d’Annunzio — fica estranhamente fora do centro histórico “central” de Pisa. É que no apogeu de Pisa como uma das Repúblicas Marítimas italianas, entre os séculos 12  e 14, o porto fluvial mais importante da cidade ficava para aquelas bandas, mais ou menos onde se encontra hoje a estação Pisa San Rossore. Só que o rio (que se chamava Auser) secou, e a cidade acabou se reacomodando ao longo do Arno, mais adiante. Só isto salvou a praça de estar no centro de um labirinto de ruelas, como é o corriqueiro nas cidades italianas.

Vindo de trem:

Os trens rápidos param apenas na estação principal, Pisa Centrale. Duas linhas de ônibus levam à Torre: a LAM Rossa (desça na parada Via Cameo/Piazza Camin) e a linha 4 (desça na parada Piazza Arcivescovado). Compre sua passagem numa banca de jornal ou tabacchi. O ticket válido por uma hora custa €1; o de 4 horas, €1,60, o ticket giornaliero, que dá direito a transporte público o dia inteiro, €3,05. Dá também para ir caminhando; são 20/25 minutos de pernada.

Os trens regionais param também em Pisa San Rossore — neste caso, você está em casa: são cinco minutinhos a pé.

Vindo de carro:

Pisa está a 100 km de Florença. De Siena são 165 km por auto-estrada ou 115 km por vias secundárias. Lucca está a apenas 25 km, e La Spezia, porta de entrada das Cinque Terre, a 85 km. Venha de onde vier, cuidado com o caminho que o GPS indicar: trafegar no centro da cidade não é permitido para não-residentes, e você vai levar uma multa eletrônica se entrar nos limites do centro histórico “central”. Na dúvida, siga as placas na direção de Lucca, e antes de sair da cidade aparecerão as placas para a Torre. Há vários bolsões de estacionamento nas proximidades da Piazza dei Miracoli.

–> ROTEIROS SUGERIDOS

TORRE DE PISA COMO BATE-VOLTA DESDE FLORENÇA

Não requer prática nem habilidade. Basta estar hospedado em Florença e dispor de uma manhã ou uma tarde livre. Pelo menos um trem por hora sai de Florença e pára na estação Pisa San Rossore menos de uma hora e meia mais tarde A passagem de ida custa €7,10 ou €10,70, dependendo do horário.

Os trens rápidos (€ 10,70) levam apenas 1h até Pisa Centrale, mas daí você precisa pegar o ônibus (veja acima, “Como chegar”) ou caminhar meia hora.

TORRE DE PISA + PISA

Essa é uma combinação que pouquíssimos fazem. Mas se você tem tempo, vale a pena passar a tarde na Pisa “de verdade” — graças ao fato da Torre estar longe do centro histórico “central”, esta é uma das suas melhores chances de passear por uma cidade histórica italiana em que os turistas não parecem estar em maioria na rua.

PISA + LUCCA

Uma dobradinha superfácil, que pode ser feita tanto de carro, quanto de trem.

De carro

A extensão a Lucca aumenta o seu percurso em menos de 30 km.

De trem

Há dois trens por hora entre Pisa San Rossore e Lucca; a viagem leva menos de 30 minutos e custa €3. Volte na linha direta de Lucca a Florença; a viagem leva 1h20 e custa €6,40.

PISA + SAN GIMIGNANO DE TREM E ÔNIBUS

Essa é uma viagem triangular esperta — e um pouquinho puxada — para quem está em Florença, sem carro.

Primeiro você pega um trem a Poggibonsi (1h05 de viagem, €6,40). De lá, um ônibus leva a San Gimignano em 20 minutos (veja horários aqui.)

Volte a Poggibonsi e pegue o trem a Pisa San Rossore. A viagem leva 1h30, com baldeação em Empoli; o trajeto sai €7,10.

De Pisa volte direto a Florença.

SAN GIMIGNANO + VOLTERRA + PISA DE CARRO

Este é um passeio perfeito de carro para quem está em Florença.

Florença-San Gimignano-Volterra-Pisa

De Florença a San Gimignano são 60 km; mais 30 km, e você almoça em Volterra; outros 70 km e chega a Pisa. Volte pela auto-estrada. No total são 260 km — conte em passar umas 4 horas na estrada.

Siena-San Gimignano-Volterra-Pisa

Se você está em Siena, o circuito fica bem mais puxado (408 km, voltando pela auto-estrada, via Florença — pelo menos 6 horas de estrada, o que é bastante cansativo).

PISA COMO PIT STOP A CAMINHO DE CINQUE TERRE

Logisticamente faz todo sentido aproveitar para dar uma paradinha em Pisa a caminho de La Spezia, porta de entrada das Cinque Terre.

Florença x Pisa x Cinque Terre

De carro

Não esqueça de deixar todas as suas malas totalmente escondidas no porta-malas; em lugar nenhum da Europa você deve dar bandeira de que deixou o carro com bagagem dentro. De Pisa a La Spezia são 85 km.

De trem

Saiba que só existe guarda-volumes em Pisa Centrale; não dá para deixar a mala em Pisa San Rossore. A viagem de Pisa Centrale a La Spezia leva de 50min. a 1h20 e custa entre €6,40 e €13, dependendo do tipo de trem.

Pesquise:

Passagens para Pisa no Mundi

Passagens para Roma no Mundi

Passagens para Milão no Mundi

Seguro de viagem na Mondial Assistance

Leia também:

Toscana de carro: um dia no Val d’Orcia(Pienza, Montalcino & cia.)

Toscana de carro: um dia entre Cortona, Arezzo e Lucignano

Florença: como escapar das filas da Galleria Uffizi e Accademia

Última Ceia, em Milão: acabou na internet? Tente por telefone

Veneza: como chegar e como se locomover

Capri no Viaje na Viagem

Os carros desta viagem são alugados com todos os seguros pela Mobility Cars.

O grupo Pestana e as Pousadas de Portugal apoiam esta viagem.

O Mondial Travel é a assistência viagem oficial do #viajenaviagem no projeto Europa de carro.

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email

143 comentários para “Torre de Pisa: como chegar, como comprar, com o que combinar”

  1. OLá!
    Li no post que há como deixar as bagagens em Pisa Centrale. Mas e em Lucca, alguém sabe me dizer se há com deixar as malas (grandes) lá na estação de trem?
    Obrigada,
    Lívia

    1. Oi!

      Em Lucca não tem guardaroba para deixar bagagens.

  2. Obrigada mais uma vez!!

  3. Gostaria de saber se é muito difícil ir para Florença, Siena e Pisa a partir de Roma. Pensei em fazer Roma como base e passar um dia inteiro em cada uma destas cidades. O que vc acha? O que é melhor neste caso, ir de trem ou de ônibus?

    1. Vc pode ir de trem a Firenze, mas Siena e Roma começam a ficar mais demorados (3h de viagem em cada sentido). Se vc quer visitar essas três cidades, melhor montar base em Firenze por 3 noites, e de lá visitar as outras duas.

  4. Ricardo,boa tarde.

    Peço sua sugestão:ficaremos,minha familia e eu 5 dias em Roma.Gostaríamos que vc nos desse algumas dias de lugares “imperdíveis” de se conhecer.E que o custo benefício tambem vale a pena. Obrigada
    Abraços
    Anny
    ***nossa viagem está agendada para 06.07.2013

  5. O meu grupo está no Navio Celebrity Equinox, que tipo de excursão é possível fazer? Estaremos em Pisa no dia 04/09/13 das 7:00 às 19:00 horas.E quanto fica e quantas horas?

    1. Olá, Katsumi! Infelizmente não temos esse tipo de informação. Quem lhe vendeu o cruzeiro deve ter como descobrir os passeios oferecidos.

  6. Ricardo,boa noite!!

    Tenho lido muito suas dicas de viagem para a Itália, estou ,no entanto , com muita dificuldade em fazer um roteiro que eu otimizar bastante meu tempo.
    Ficarei 10 dias.Bom, penso em chegar por Veneza ou Milão, ir para Florença e conhecer o bem a Toscana e partir de Roma.
    O que você acha em relação ao tempo? vale a pena fazer esse roteiro??
    Obrigado.

    1. Marcos Reis,

      Eu amo viajar pela Itália. País encantador. 10 dias é muito pouco para você conhecer tantas cidades em tão pouco tempo. Na minha opinião, somente a “cidade eterna” Roma merece a metade dos seus dias disponíveis, mas como você deseja otimizar o seu tempo, eu gastaria 3 dias em Veneza-Milão, 4 na Toscana e mais 3 em Roma, mas tão poudo tempo na capital italiana é quase uma afronta a tanto esplendor, história e riqueza cultural.

      Arnaldo Fiuza

  7. Estou pensando em fazer a combinação pisa+cinque terre em bate volta será se consigo.

    Pisa só quero subir na torre fazer uma foto e já vou embora, minha idéia é voltar da cinque terre antes do anoitecer será se rola um bate volta expresso. rs

    Ou é melhor ir de mala e cuia e ficar hospedado na cinque terre para visitar tudo com calma. Irei ficar 15 dias na itália, chegou por milão e volto por Roma.

    Cari Saluti.

    1. Olá, Ricardo! Cinque Terre só vale a pena se você dedicar um dia inteiríssimo a elas. Recomendamos inclusive dormir na véspera para aproveitar o dia seguinte desde cedo.

      Não tente fazer por conta própria roteiros com a velocidade the flash das excursões. Não dá certo.

      http://www.viajenaviagem.com/2012/04/cinque-terre/

  8. Olá Pessoal! Estarei em Roma em março/2014 e pretendo ir à Pisa. Pretendo, na verdade, fazer um bate-volta Roma-Pisa-Roma no mesmo dia. Minhas perguntas: vale à pena fazer esse tour? Março é considerado baixa-temporada na Itália? Devo ir de trem de Roma até Pisa. Alguma dica? Pelo fato de ser perto do mar em Pisa faz muito frio? Obrigado!

    1. Olá, Jorge! Março é inverno, faz bastante frio em toda a Itália. De Roma a Pisa você precisa fazer transbordo em Florença. Com o tempo gasto na baldeação, vai dar umas 3 horas para ir, 3 para voltar.

      1. Valeu pela dica! O site de vocês é muito legal1

  9. Ola Riq e Bóia, será que vale o bate e volta a partir de Milão?
    Andei pesquisando e os trens me pareceram caros. Alguma opção de ônibus. E, pela distância, daria para combinar mais alguma cidade?
    Obrigado pela ajuda! Sem dúvida o melhor blog de viagens!

    1. Olá, Danilo! Fica muito longe para bate-volta a partir de Milão; são pelo menos três horas de trem por trecho.

  10. Olá Ricardo…..gostaria de saber se compensa ir de Firenze para Pisa de trem de Alta Velocidade ou trem expresso que deixa mais próximo da torre e onde pego o trem expresso em Firenze????. E neste mesmo dia pretendo sair de Pisa e ir para Modena….qual a sua dica??

    1. Olá, Ricardo! Se você for de expresso, fará a baldeação em Pisa Centrale para Pisa San Rossore. De trem regional, não precisará baldear.

  11. Olá, Bóia,

    Tem algum dia da semana em que não é indicado ir a Pisa, Siena ou Montalcino? Aos domingos ou segundas, por exemplo, corro o risco de encontrar muitos lugares fechados?

    obrigado!

    1. Olá, Fernando! Apenas museus fecham às segundas-feiras. A Torre de Pisa abre todos os dias. Igrejas abrem todos os dias.

  12. Olá!
    Boa tarde!

    Gostaria de saber se tenho como me informar sobre as festas e eventos que ocorrem nas cidades da Toscana no mês de Junho (pretendo fazer meu roteiro com base nos eventos).

    Fiquei surpreso com a informação que não residentes não podem trafegar de carro em Pisa. Sabe informar se em mais alguma cidade da Toscana isso acontece?

    Muuuuito obrigado.

    1. Olá, Fernando! Acontece no centro histórico de praticamente todas as cidades italianas.

      Tente este site para eventos:
      http://www.discovertuscany.com/tuscany-events/

  13. Bóia,

    Em qual site posso comprar o ticket do trem regional de Florença para Pisa?
    Não estou conseguindo pela Trenitalia.

    1. Olá, Maurício! Passagens para trens regionais só estão disponíveis online 1 semana antes da data. A diferença de preço para compra antecipada de trens regionais lentos é insignificante, você pode comprar na hora.

      1. Bóia,

        Obrigado pelo retorno.
        Como vou viajar de Viena para Florença (4/1/14), estava pensando em deixar as malas nos lockers da estação de Florença S.M.Novella (check in do hotel é mais tarde) e seguir direto para Pisa para aproveitar o dia, já que ainda vou ficar mais 2 dias em Florença. Consigo comprar o ticket regional na hora?

        1. Olá, Mauricio! Você compra as passagens na hora, mesmo. Veja: http://www.viajenaviagem.com/2012/05/florenca-5-bate-voltas-de-trem-ou-onibus/

  14. [...] Pisa foi uma cidade muito rica na idade média, quando sua armada comandava o oeste do mediterrâneo e o comércio da época trouxe glórias e dinheiro que se refletiram nas construções da cidade. O Duomo foi iniciado em 1064 e representa a arquitetura Românica de Pisa e sua fachada com 4 camadas mescla colunatas e arcos fechados. Não deixe de entrar (veja quadro abaixo), para apreciar o púlpito de Giovanni Pisano e o mosaico Cristo Majestoso de Cimabue. Já a estrela do lugar, a Torre de Pisa, teve sua construção iniciada em 1173 e concluída em 1350. Já era célebre desde então quando recebia ilustres visitantes como Galileu que fez experiências com objetos em queda por lá (Veja o Box ao final do Post). A construção do Batistério iniciou-se em 1152, terminando um século depois por Nicola e Giovanni Pisano. Para subir na Torre (escada…) é bom comprar o ingresso com antecedência. É possível comprar na hora, mas em alta temporada não é garantido. O Viaje na Viagem ensina tudo aqui. [...]

  15. [...] passeio, vamos ler o relato. Assim encontramos o post maravilhoso falando de Pisa (para ver o post clique aqui). É um dos poucos que realmente dizem que o passeio vale a [...]

  16. Estarei em junho em um navio de atracará em Livorno. É Recomendável fazer Lucca e Pisa de trem em um dia, até às 18hs para retorno em Livorno? obrigada.

    1. Olá, Soraia! É possível.

  17. Ricardo,

    Fiz esta viagem, em junho do ano passado, de Florença a Pisa, de ônibus. Foi tranquilo. Em frente à estação de trem de Florença é a parada do ônibus. A viagem demorou pouco mais de 1 hora. Na parada em Pisa, pega-se outro ônibus local que leva a Piazza dei Miracoli onde fica a belíssima torre. No entanto, recomendo a se alugar um carro em Florença e aproveitar o passeio por outras cidades encantadoras da Toscana como Siena, Lucca, San Gimignano…

    Arnaldo Fiuza

  18. Subi a Torre pela 2a vez em Outubro de 2011, mesma época do Comandante. Na época esqueci de deixar a dica que na baixa temporada, eu e meu marido preferimos comprar na hora e foi exatamente 2hs depois que subimos. Deu tempo para almoçar, tirar fotos com a vantagem de ter certeza que o tempo ia estar bom. Mesmo motivo pelo qual eu passei horas na fila da Torre Eiffel – e se chove? E se fecha o tempo? Prefiro esperar e ter fotos lindas para lembrar depois.

  19. Boa tarde,

    estou indo para a Italia em Maio e pretendo ficar 4 dias em Florença. Queremos visitar algumas cidades próximas, que já vimos sugestão aqui no site, como Pisa, Luca, além de outras. Estou em dúvida se alugo um carro ou vou de trem de Roma para Florença, pois iremos com pessoas idosas e não sei se esse trajeto de trem é tranquilo de fazer para elas ou se fica muito cansativo. É muito complicado fazer esses trajetos a partir de Florença de carro? Obrigada!

    1. Olá, Caroline! O trajeto de trem é ótimo de fazer. Florença é uma base conveniente para viagens de trem e ônibus. Para passear de carro, monte base em Siena ou arredores.

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2012/05/florenca-5-bate-voltas-de-trem-ou-onibus/

      http://www.viajenaviagem.com/category/toscana

  20. Boia, é viável ir de Firenze a La Spezia de trem e passando por Lucca e Pisa? De La Spezia vou para a Toscana. Volto para Firenze pra pegar o carro ou posso ir direto para Siena?

    1. Olá, Andreia! A rota do trem é exatamente essa. O problema é fazer todo o trajeto com malas. Você perderá algum tempo a mais nas duas cidades para colocar e retirar as malas nos guarda-volumes. Em Pisa só há guarda-volumes na estação central. Não há guarda-volumes na estação San Rossore, que é a mais próxima da torre (e de onde daria para seguir a Lucca sem precisar voltar à Central).

  21. Oi, td bem? Vamos fazer uma viagem de navio em julho e ele vai ficar 1 dia (8hrs ) em La Spezia. Dà tempo de ir a Pisa e Florença? Vc aconselha alugar um carro ou ir de ônibus ou trem? Somos 4 pessoas.
    Obgd

    1. Olá, Rommy! A estação Pisa S. Rossore, que é a mais próxima da torre, está a uma hora de trem de La Spezia. Note que, se você não tiver o dom da desmaterialização, você demorará entre meia e uma hora para conseguir sair do navio e chegar à estação de trem. Entenda que talvez você precise esperar mais de meia hora, talvez até uma hora, pelo próximo trem. Considere que existe uma caminhada a fazer a partir da estação até a Torre, e depois para voltar. Lembre-se que mesmo quando viajamos existe a necessidade de fazer coisas como… comer.

      Ou seja: Florença fica para uma próxima. E é uma pena que vocês não aproveitem que estão ao lado de Cinque Terre (10 minutos de trem para a primeira vila) para visitar um dos lugares mais bonitos da Itália. Essa é a verdadeira oportunidade que essa parada oferece.

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2012/04/cinque-terre/

      1. Obrigada pela resposta.
        Tb achei interessante ir a Cinque Terre, mas dá pra fazer com segurança de horário(navio não espera!)de trem? Ida e volta a La Spezia. Dá pra alugar um carro? ou é melhor o trem mesmo?
        Obgd

        1. Olá, Rommy!

          Leia sobre Cinque Terre no post de Cinque Terre:
          http://www.viajenaviagem.com/2012/04/cinque-terre/

  22. Oi,

    Da para ir a Pisa saindo de La Spezia? Tenho apenas horas porque estarei em um navio que passa por lá. Queria apenas ir para tirar uma fotinho, visto que já estive lá.

  23. Boa noite, sou boaventura e estou indo a italia com minha esposa e nossas 2 filhas uma de 9 anos e a outra com 12 anos. Vamos estar em roma de 28 de junho a 02 de julho. Você acha que neste curto período consigo ir a pisa e veneza? As viagens dentro da italia sao muito caras?
    Desde ja agradeço a atenção,
    Boaventura

    1. Olá, Boaventura! Fazendo as contas, você só tem 3 dias inteiros em Roma. Fica apertado para ir para Veneza — a gente não recomenda, não. Aproveite as atrações de Roma.

      Leia mais aqui:
      http://www.viajenaviagem.com/europa/roma-ricardo-freire/
      http://www.viajenaviagem.com/2010/07/europa-quantos-dias-em-cada-lugar/

  24. Olá Bóia

    Dei uma lida no post sobre pisa e não consegui sanar a minha dúvida. Descobri que, saindo de Roma, terei que transbordar em Florença (Firenzi???) antes de seguir para Pisa. Descobri também que posso deixar minha bagagem na estação de Pisa Centrale. A minha ideia de roteiro é a seguinte: Estaremos em Roma e iremos para Milão de trem e a ideia é fazer essa parada em Pisa antes de seguir viajem. Minha pergunta é se dá para curtir o passou sem muito atropelo em relação a tempo?

    Obrigado

    1. Olá, Leonardo! Não é prático mas é possível. Deixe as malas na estação de Florença.

      O trajeto será Roma-Florença (1h30) – Florença-Pisa (1h) – Pisa-Florença (1h) – Florença-Milão (1h40)

      1. Maravilha Boia
        Não tinha pensando em deixar a bagagem em Florença, mas com certeza é melhor.
        Uma última dúvida: Posso comprar a passagem de trem de Roma-Milão, descer em Florença e utilizar a mesma passagem para continuar de Florença-Milão? Ou precisarei comprar Roma-Florença e depois Florença-Milão?
        De Florença para Pisa, é preciso comprar antecipado ou posso comprar na hora?

        Obrigado

        1. Olá, Leonardo!

          Passagens de trens rápidos (Roma-Florença e Florença-Milão) necessitam lugar marcado. Necessitando lugar marcado, você precisa comprar uma para cada trecho separadamente. Compre a partir de 90 dias de antecedência em http://www.trenitalia.com .

          Trens lentos e regionais (Florença-Pisa-Florença) não necessitam reserva e se necessário levam passageiros em pé. As passagens são válidas para o dia inteiro num mesmo sentido. Dá para comprar na hora porque não há economia significativa ao comprar antecipadamente. Alguns trens só ficam disponíveis online 1 semana antes da viagem.

  25. Salve, A Boia!

    De Roma a Pisa, direto, tem como, de trem? Valeu!

    1. Olá, Sussumu! Tem que fazer baldeação em Florença.

      1. Mas você sabe se eu comprar o Regionale Veloce quando chegar em Roma no preço já está incluída essa transferência? Valeu pela atenção!

        1. Olá, Sussumu! Compre Freccia Roma-Florença o quanto antes. Compre separado Florença-Pisa uma semana antes na internet ou na hora.

ATENÇÃO:
Desculpe, mas esta caixa está inativa e seu comentário não aparecerá. Estamos aprontando um novo Viaje na Viagem. No novo site a caixa de comentários voltará a funcionar. Obrigado pela compreensão!