Toscana de carro: San Gimignano, Volterra e Vale do Elsa

San Gigmignano

[San Gigmignano vista de fora das muralhas]

San Gimignano (diga: Djiminháno) está no topo da lista de lugares incontornáveis de quem vai à Toscana. Dá para chegar de trem e ônibus, como expliquei neste post . De carro, porém, San Gimignano fica fácil de combinar com outras cidades do Vale do Elsa, como Monteriggioni e Colle di Val d’Elsa, e também com Volterra, que é a dobradinha mais usual.

Mas veja bem: o roteiro completo, de quatro cidades, só funciona para os mais irrequietos, e que pulem da cama cedo (e façam o roteiro entre maio e setembro, quando há mais horas de luz solar). A dupla San Gimignano + Volterra toma fácil o dia inteiro. Se for fazer o tour completo, pense em Monteriggioni e em Colle apenas como paradas para esticar as pernas e enriquecer o álbum do seu Facebook.

Ah, sim: é possível também combinar San Gimignano com um passeio pelo Chianti. Falarei disso no post sobre a Chiantigiana, a estrada que ziguezagueia pelo Chianti.

–> SAIR DE ONDE: SIENA OU FLORENÇA?

A minha receita de Toscana ideal, para quem tem de 7 a 10 dias para investir na região, é dividir a estada em duas bases. Uns dias em Florença, para curtir a cidade e fazer bate-voltas de trem e ônibus. E o resto da temporada instalado num hotel ou agriturismo nas cercanias de Siena (como este aqui, onde fiquei e recomend0), para fazer os passeios de carro. Siena está mais bem localizada para a maioria dos passeios panorâmicos. No caso de San Gimignano e de Volterra, porém, a saída de Florença aumenta só meia horinha no trajeto de ida e outra meia horinha no de volta; o trânsito em volta da cidade chateia mas não inviabiliza o passeio.

O circuito saindo de Siena

[O circuito saindo de Siena]

Saindo de Siena (F, no mapa), o percurso total dá 125 km (tempo total de estrada estimado pelo Google Maps: 2h40). Recomendo ir primeiro a Monteriggioni (B, 17 km), de lá a San Gimignano (C, 23 km), prosseguindo a Volterra (D, 30 km) e dando uma paradinha final em Colle di Val d’Elsa (E, 28 km). De volta a Siena (F) são mais 27 km.

O circuito saindo de Florença

[O circuito, saindo de Florença]

Saindo de Florença (F, no mapa), o percurso total é de 175 km (3h15 de estrada, segundo o Google Maps). De lá eu iria direto a San Gimignano (B, 52 km), seguiria a Volterra (C, 30 km), passaria por Colle (D, 28 km) e Monteriggioni (E 12 km). A volta, direto pela autopista, dá 55 km (F).

–> MONTERIGGIONI

Visível da auto-estrada entre Siena e Florença, Monteriggioni só perde em encanto para as do Val d’Orcia justamente por estar assim tão devassada para quem passa em alta velocidade. Uma vez dentro do borgo, porém, você esquece do asfalto. A muralha, perfeitamente circular, é das mais bem-preservadas da Itália. Há inclusive jardins, que na Idade Média foram usados como horta durante sítios à cidade.

–> SAN GIMIGNANO

San Gigmignano vista do caminho para Volterra

[San Gigmignano, vista do caminho a Volterra]

É a Manhattan italiana — nenhuma outra cidade construiu e conservou tantas torres. Erigidas pelas famílias ricas durante tempos particularmente prósperos na Idade Média, as torres de San Gimignano chegaram a ser 72. Destas, restaram catorze (as outras foram destruídas durante batalhas), que formam o skyline mais famoso da Itália.

San Gigminano

San GimignanoSan GigmignanoSan Gimignano

[San Gimignano]

A cidade vale pela arquitetura, mas fica devendo em ambiente; por ser tão visitada, San Gimignano é demasiadamente voltada ao turismo, dando pouco a perceber de vida local. O lugar é imperdível, mas vai por mim: acho que você vai curtir mais a próxima parada, Volterra.

–> VOLTERRA

Volterra

[Volterra]

Mesmo que a cidade não fosse tão bonita, a ida a Volterra já se pagaria pelo caminho. As estradionhas são as mais bonitas que você vai encontrar nessa latitude toscana. As auto-estradas passam longe, e você naturalmente entra no clima slow travel.

Estrada de San Gimignano a Volterra

Volterra não tem a fama de San Gimignano, mas tem mais substância. Em vez de torres, oferece bons museus, como o Guarnacci, dedicado a tesouros etruscos, e a Pinacoteca. Vale a pena entrar na Catedral.

Volterrra

Volterra

VolterraVolterraVolterra

[Volterra]

Um bom plano: chegar, almoçar, e então fazer a digestão batendo perna pela cidade.

–> COLLE DI VAL D’ELSA

Colle di Val d'Elsa

[Colle di Val d'Elsa]

É fácil desdenhar Colle: da estrada, a cidade é feiosa. Entrando, a coisa não melhora muito — você passa por um arrabalde industrial e chega a um centrinho insosso. Não desista: o que vale a pena ver está escondido acima do seu nariz: a cidade murada fica no alto da colina, e é originalíssima.

Colle di Val d'ElsaColle di Val d'ElsaColle di Val d'Elsa

[Colle di Val d'Elsa]

A Colle di Val d’Elsa que você não percebe dali de baixo é um borgo comprido, cortado praticamente por uma rua só. Não, você não pode entrar com o seu carro por ali; só os moradores. Use um dos estacionamentos do lado de fora da muralha e dê uma passeadinha.

Por estar tão perto da auto-estrada Siena-Florença, Colle rende também uma boa base para explorar a Toscana de carro.

Leia também:

Toscana de carro: um dia no Val d’Orcia

Toscana de carro: um dia entre Cortona e Arezzo

Pisa: como chegar e com o que combinar

Florença: 5 bate-voltas para fazer de trem e ônibus

Vai por mim: Cinque Terre

Os carros desta viagem são alugados com todos os seguros pela Mobility Cars.

O grupo Pestana e as Pousadas de Portugal apoiam esta viagem.

O Mondial Travel é a assistência viagem oficial do #viajenaviagem no projeto Europa de carro.

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


295 comentários para “Toscana de carro: San Gimignano, Volterra e Vale do Elsa”

  1. Estou indo para a Itália em setembro com meu marido. Chegaremos em Roma dia 13 e retornaremos de Milão dia 28. Calcule 05 dias em Roma, alugaremos um carro e iremos Siena, San geminiano, Florença, Bolonha, Veneza, Verona e Milão. A Dúvida é o tempo em cada cidade. Preciso de sugestões.
    Brigadão.

ATENÇÃO:
Desculpe, mas esta caixa está inativa e seu comentário não aparecerá. Estamos aprontando um novo Viaje na Viagem. No novo site a caixa de comentários voltará a funcionar. Obrigado pela compreensão!