Curitiba: feiras gastronômicas, noturnas e outras feirinhas #ad

Feira do Largo da Ordem

| Feira do Largo da Ordem |

Especial Curitiba | Série PatrocinadaEm Curitiba, as feiras são uma deliciosa tradição e um programa turístico imperdível. Que coisa boa é fechar o dia com comidinhas gostosas e uma cerveja gelada nas feiras noturnas da cidade. E quanto artesanato bonito você encontra no Largo da Ordem e na Praça Osório! Nas feiras gastronômicas, o barato é experimentar os sabores da região com um toque de chef. Programe-se e aproveite!

–> Feiras noturnas: para comer bem e barato

Trailer da Casa da Pamonha, na feira da Praça da Ucrânia

[Trailer da Casa da Pamonha, na Praça da Ucrânia]

As feiras noturnas de Curitiba são uma atração que não pode faltar no roteiro dos amantes de comida de rua. As opções de cardápio vão muito além da dupla pastel e caldo de cana que se vê nas feiras por aí. Trailers e barraquinhas vendem especialidades de diversas regiões do Brasil e do mundo, feitas por imigrantes ou por quem adotou a culinária de outro local por afeição. Brasileiros fazem comida indiana, japoneses fazem bolinho de aipim, e isso é só mais um pretexto para um bate-papo com os sempre simpáticos feirantes.

Salteñas do Osvaldo, na feira da Praça da Ucrânia

[Salteñas do Osvaldo, na Praça da Ucrânia]

O calendário das feiras noturnas vai de terça a sexta-feira. Para quem está a passeio em Curitiba, a feira mais conveniente e bacana de visitar é a da Praça da Ucrânia, que acontece às sextas, de 17h às 22h – horário perfeito para fazer uma boquinha antes de ir descansar no hotel, ou para fazer o “esquenta” antes da balada. A feira é também conhecida por Feira Noturna do Champagnat e batem ponto por lá o célebre trailer do Tadeu, o rei do pierogi (que já foi até no programa da Ana Maria Braga), e a barraca do gente-finíssima Osvaldo, das salteñas bolivianas – ambos com mais de 20 anos de feira.

Pierogi do Tadeu, na feira da Praça da Ucrânia

Pierogi do Tadeu, na Feira da Praça da Ucrânia

[Pierogi do Tadeu, na Praça da Ucrânia]

As opções não param por aí: tem comida árabe, alemã, italiana e japonesa; acarajé, bolinho de bacalhau, empanada e pamonha; hambúrguer, espetinho e um bocado mais. Um lanche completo, com bebida e sobremesa, fica entre 15 e 20 reais. Só é difícil escolher apenas uma entre tantas gostosuras.

–> Feiras de artesanato:  garantindo as lembrancinhas de viagem

Feirinha do Largo da Ordem

Feirinha do Largo da Ordem

A Feira de Arte e Artesanato do Largo da Ordem é um programão por dois motivos: primeiro, pela infinidade de expositores – há barracas a literalmente perder de vista, com muitos artigos de qualidade. Segundo, porque acontece em um dos locais mais bonitos da cidade: o Setor Histórico de Curitiba, completando com muito charme o passeio.

Motivos Ucranianos da Nádia, na Feirinha do Largo da Ordem

[Motivos Ucranianos da Nádia, no Largo da Ordem]

A feira do Largo da Ordem acontece aos domingos, das 9h às 14h, e é bom chegar cedo para poder passear com mais conforto. Não deixe de conhecer a barraquinha da Nádia, que pinta louças com motivos típicos ucranianos e faz pêssankas delicadas usando ovos de verdade, como manda a tradição.

Feirinha do Largo da OrdemFeirinha do Largo da Ordem

São também boas compras os jogos e brinquedos infantis como antigamente: fantoches, quebra-cabeças e dinossauros de armar, feitos com muito capricho e vendidos em diversas barraquinhas.

Feiras especiais da Praça Osório e da Praça Santos Andrade

Feira da Primavera e da Criança na Praça Osório

[Feira da Primavera e da Criança na Praça Osório]

Se você não puder dispor de uma manhã de domingo para fazer suas comprinhas no Largo da Ordem, não desanime: há boas chances de estar acontecendo alguma outra feira na Praça Osório e na Praça Santos Andrade, no centro. Essas duas praças abrigam as chamadas feiras especiais, em quatro edições por ano: Páscoa, Inverno, Primavera/Criança e Natal.

Feira da Primavera e da Criança na Praça Osório

Feira da Primavera e da Criança na Praça OsórioFeira da Primavera e da Criança na Praça Osório

São também cheias de barracas com boas lembrancinhas da cidade para comprar, especialmente doces artesanais. Ficam montadas de segunda a domingo.

Nas feira do Largo da Ordem e nas feiras especiais também há barraquinhas de comidas variadas, como nas feiras noturnas.

–> Feiras gastronômicas: tem chef na praça

Doces da Fada Formiga, na feira Alto Juvevê Gastronomia

[Fada Formiga, na feira Alto Juvevê]

A moda das feiras gastronômicas já pegou em Curitiba. Que bom! Restaurantes locais montam barracas em praças da cidade e oferecem pratos a preços mais camaradas. As feiras gastronômicas não têm data fixa para acontecer, mas se você der a mesma sorte que eu, vai pegar alguma durante a sua viagem. É só acompanhar a agenda da Empório Soho, Alto Juvevê Gastronomia e Ao Gosto da Stresser.

Feira Alto Juvevê

Feira Alto Juvevê

[Feira Alto Juvevê]

Senhor Garibaldi, na feira Alto JuvevêPassei uma tarde ótima na feira Alto Juvevê. O clima é gostoso, com mesas sobre o gramado da praça, atividades para as crianças e música.

A comida estava bem boa. Achei uma graça os docinhos e bolos da Fada Formiga, e adorei o cachorro-quente com lingüiça artesanal do Senhor Garibaldi.

Os restaurantes podem variar a cada edição, mas são sempre das redondezas dos bairros vizinhos – Alto da Glória, Alto da XV, Juvevê e Cabral. É como se você estivesse participando de uma festinha da vizinhança.

Descubra o lado mais saboroso de Curitiba em CurtaCuritibaoAnoInteiro.com.br.

Leia também:

Curitiba: como montar o seu próprio city tour

Um roteiro cult por Curitiba

Parques de Curitiba: 5 passeios verdes

Nenhum comentário para “Curitiba: feiras gastronômicas, noturnas e outras feirinhas #ad”

  1. Lindo post, parabéns.
    Moro em BH e sou fã de feiras de rua. Frequento uma semanalmente para o happy hour.
    Além do clima descontraído, costumam ter os preços bem em conta.
    Em minhas viagens sempre procuro por feiras e mercados.
    Acho os melhores lugares para ter contato com as pessoas da cidade e conhecer de verdade o que se produz ali.
    Um abraço.

  2. Curitiba maravilha. Estarei em Curitiba, durante
    uma semana, no reveillon e aceito dicas. Me indicaram
    o reveillon do Magiore no Parque Barigui. Quem conhece ?
    Quais são as melhores ? Será que a boia pode ajudar ?

    1. Olá, Viajante! Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

      1. Brigadão, Boia.

    2. Viajante Oficial, como disse outro companheiro – o comércio fecha nos dias 31 e 1. Fica difícil até encontrar um restaurante aberto. Fui ao shopping Parque Barigui e vários estabelecimentos na praça de alimentação estavam fechados na hora do almoço.

  3. Adoro a feira do Largo da Ordem!!
    ô saudades de Curitiba…

  4. Viajante oficial, Curitiba não tem um réveillon super bacana, pois a cidade fica vazia, alguns comércios até fecham. Assim, se puder adiantar a sua viagem para as festividades do Natal – quando a cidade bomba – seria melhor. Neste caso poderia passar o ano-novo como os curitibanos: no litoral! Ex: ilha do mel
    Quanto ao Maggiore já tive uma oportunidade de conhecê-lo no ano-novo quando não pude viajar neste período. É uma festa beeeem turística, comida bem mais ou menos e com público voltado para a terceira idade. Eu não recomendo não!

    1. Olá Fabiana S,

      Praias não me atrai, irei passear durante um dia em Morretes, e só. Escolhi Curitiba tambem pela tranquilidade da cidade no período quando fica melhor curtir os parques e restaurantes. Procuro local para réveillon que tenha comida e musicas boas alem de animação. Brigadão.

  5. Adooooro as feiras gastronômicas!! Todas são boas, mas as promovidas pelo Batel Soho (não as conhecia com o nome de Empório Soho)são as que reúnem os melhores restaurantes e empórios das redondezas!! Se não estiver acontecendo, boa dica é também comprar massinhas gourmets congeladas no Rosmarino, na Praça da Espanha, que funciona de segunda a sábado e fazer no hotel, em casa, no apê….. Delícia!!!

  6. Eu e meu marido estivemos recentemente em Curitiba e aproveitamos o domingo para conhecer a feira do Largo da Ordem, bem grande, cheia e com muita variedade de artesanato e comida. Vale muito a pena! Pra minha surpresa, no meio da feira havia uma Mesquita Islâmica muito bonita e aberta para visitação. Para todos é obrigatório tirar o calçado e para mulheres, também é necessário o uso véu, que fica disponível gratuitamente para quem pretende entrar. Como nunca tinha entrado numa, aceitei o véu e entrei. Uma experiência muito legal. Recomendo a todos que estejam passeando na feira.

  7. Viajante oficial, então o Maggiore certamente não preenche todos os requisitos….
    Vou ficar devendo uma indicação precisa e testada! Sugiro, no entanto, procurar as festas promovidas por clubes (Graciosa Country e Curitibano são os melhores) e por grandes hotéis (Sheraton, Pestana, etc…).
    Abriu um restaurante panorâmico (La Terrazza) que não conheço, mas deve ter um visual bacana para ano-novo.
    Para boa mesa testada e aprovada indico:
    Comer come se fosse in Italia: Sapor Italia
    Italiano brasileiro: Ponte Vecchio
    Sanduíche: Madero
    Carnes: Batel Grill (rodízio), Badida e Fogo Forte
    Asiatico: Lagundri
    Japonês: Azuki
    Contemporâneo: Terra Madre, Zea Mais, Edvino, Porcini, dentre tantos outros
    Bom buffet de almoço: Il tartufo (comida boa a Kg) e Quintana
    Indiano: Swadisht
    Padarias: Família Farinha e Prestinaria
    Vou parar por aqui que já deu até fome…..

    1. Ok Fabiana S,

      Brigadão pela atenção e informações.
      Levarei em conta todas elas.

  8. Entao Viajante Oficial eu tambem sai a cata de informacoes para voce!!!
    Ninguem me deu boas referencias para o Maggiore.
    Ja foi muito bom mas agora e mesmo 3 idade. Minha sugestao e a mesma da Fabiana procure nos hoteis pois a cidade realmente fica vazia. Eu mesma nunca passei o reveilhon aqui.
    A festa no Curitibano e famosa. Tem uma pagina do face Curitiba Honesta que tem muitas sugestoes de locais bons e “baratos” para se comer entao de uma olhada ao fazer seu roteiro! Se puder inclua o Parque Vila Velha que fica em Ponta Grossa – Parque Estadual de Vila Velha | Prefeitura Municipal de Ponta Grossa – e se seu estilo for mais esportivo o canyion do Guartela e maravilhosos – http://www.tibagiturismo.com.br/guartela?.
    Bom proveito!

ATENÇÃO:
Desculpe, mas esta caixa está inativa e seu comentário não aparecerá. Estamos aprontando um novo Viaje na Viagem. No novo site a caixa de comentários voltará a funcionar. Obrigado pela compreensão!