Dinheiro x cartões no exterior: minha fórmula

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Cartões x Dinheiro no exterior

ATENÇÃO: leia a versão mais completa e atualizada deste post aqui:

Clique: Cash x débito x crédito x VTM: prós e contras

Dinheiro vivo: levo pouco

Não carrego todo o dinheiro da viagem em papel-moeda em hipótese nenhuma. Primeiro, porque é perigoso carregar muito dinheiro. E nos lugares onde é preciso fazer câmbio, você fica escravo das cotações. Acaba fazendo desvios enormes e perdendo seu valiosíssimo tempo de viagem à procura da casa de câmbio com a cotação boa ou na fila do banco que tem câmbio justo.

Mesmo em Buenos Aires: é lindo poder trocar reais por moeda local numa boa cotação, mas não vale o perrengue da fila do Banco Nación. Repito o que venho falando nas caixas de comentários: carregar um monte de dinheiro vivo, seja na moeda que for, para o exterior é jurássico. É como comprar passagem no balcão da companhia aérea ou arrastar mala de hotel em hotel perguntando se tem vaga.

Pra que serve: como caixinha para emergências. O caixa eletrônico do aeroporto está fora do ar? Não dá pra pagar o transporte do aeroporto para a cidade com cartão de crédito? Beleza: tiram-se 100 dólares do bolso e procura-se o melhor câmbio à mão. Tenho uma poupancinha de 500 dólares que só servem para isso. Saio com eles no bolso, e o objetivo é voltar com eles intactos.

Saque em caixa automático: uso muito

Quando comecei a fazer saques internacionais da minha conta corrente em moeda local -- há mais de 10 anos -- este era um serviço limitado a alguns bancos, e a contas especiais. Hoje essa função está disponível em qualquer cartão múltiplo. Basta habilitar o saque internacional de conta corrente com o seu gerente.

A vantagem do saque é que, além de não carregar dinheiro vivo, você saca numa cotação muito próxima ao dólar comercial (bem melhor do que a cotação dólar-turismo que você consegue ao comprar dólar de papel). É muito fácil achar caixas automáticos e, no exterior, eles costumam funcionar 24 horas.

Pra que serve: uso para obter todo o dinheiro vivo que vou precisar em gastos miúdos.

Pegadinhas: a cotação é boa, mas existem tarifas envolvidas (de saque, e às vezes de uso da rede). Por isso sempre é bom sacar o equivalente a pelo menos 200 dólares (eu saco de 300 em 300), para que a tarifa seja amortizada (normalmente as tarifas são fixas -- sobretudo a da rede. Informe-se com o seu gerente sobre a tarifa do seu banco e da sua conta). Ao sacar, peço sempre um número picado (final 90) para ter troco à mão.

Perrengues: o caixa automático pode estar fora do ar. Uma das redes locais pode não aceitar o cartão do seu banco (é raro, mas acontece; nesses casos, tente outra rede). O seu limite de saque pode ser atingido (o limite não é igual ao seu saldo; de novo, informe-se com o seu gerente). Para esses casos, existe a caixinha de emergência em moeda forte  e o plano B (Visa Travel Money, um pouco mais abaixo).

Cartão de crédito: uso muitíssimo

É o meu meio de pagamento preferido no exterior. É indiscutivelmente o mais prático. O IOF de 6,38% encarece as transações, mas a cotação costuma ser melhor do que a do dólar de papel ou dólar-VTM (o que diminui um pouco esse número; com IOF, o dólar do cartão acaba sendo entre 3 e 4% mais caro). O cartão me dá milhas. Me poupa tempo e trabalho.

Pra que serve:

Para todas as compras e todos os gastos em lugares que aceitarem cartão. Simples assim.

Perrengues:

Há lugares que não aceitam cartão. O seu limite de gastos pode ser atingido. O seu cartão pode ter o uso bloqueado por questões de segurança (sempre avise o seu banco ou cartão que você está saindo de viagem para tais e tais lugares). Mas para essas eventualidades existem o dinheiro vivo e o VTM.

Visa Travel Money: meu Plano B (mas pode ser seu Plano A)

O Visa Travel Money é um cartão de débito internacional que você carrega com moeda forte e pode usar sempre que tiver saldo. É o traveler's cheque moderno: em vez de procurar uma agência que troque cheque de viagem, você vai até o caixa mais próximo e faz saques (até US$ 150 por operação) ou usa para compras e gastos em estabelecimentos que aceitem Visa. O mais interessante é que, se o seu limite estourar, você pode recarregar o cartão durante a viagem. Basta ligar (por Skype, por exemplo) e dizer que você quer recarregar o seu cartão com X dólares ou euros ou libras. O atendente dá o câmbio do dia e em seguida você faz a operação por internet banking, tirando o dinheiro da sua conta e depositando na conta do banco emissor do VTM. Em menos de 24 horas o dinheiro novo está creditado no seu cartão (que tem chip e senha). A cotação usada é a do dólar-turismo (semelhante à da compra de dólar de papel), mas é infinitamente mais seguro, já que você não viaja com um bolo de dinheiro no bolso.

Para que serve: no meu caso, serve para o caso de meus cartões de banco e de crédito derem crepe. Mas se você tem paúra de cartão de crédito (aquele medão da desvalorização entre a compra e a fatura), o VTM é o seu melhor Plano A.

Pegadinhas: o cartão é vendido configurado para uma moeda só -- dólar, euro ou libra. Todas as recargas serão feitas nesta moeda, a não ser que você faça outro cartão. (Mas qualquer que seja a moeda do cartão, os saques serão na moeda local, sempre.)


403 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Alex De Lima
Alex De LimaPermalink

Aê, blz?
Vou para Europa em Novembro.
Ficarei 20 dias (Paris(7) Dublin(3) Edinburgh(3) Londres(7))
Já comprei passes de turista, hoteis reservados e passagens entre as cidades estão pagas.
Pensei em levar 1200 euros e 1200 libras.
A dúvida é: levo tudo em dinheiro?
Vou precisar, praticamente, para Hotel e comida.
Os passes incluem metrô e ônibus.
Vlw!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Alex! Como você pode ler no texto (por favor leia!) Ricardo Freire não recomenda levar dinheiro em espécie, é perigoso. Leve uma reserva em dinheiro vivo (300 euros, 300 libras) para emergências. Faça um cartão de débito internacional tipo Visa Travel Money.

ANONIMO
ANONIMOPermalink

TEM UM CARTA QUE VC RECAREGA VARIAS MOEDAS EM UM PLASTICO SÓ. O SITE É DO BANCO http://www.starcash.com.br/o-que-e CRUZEIRO DO SUL.

Sandro
SandroPermalink

Olá Bóia,

Minha dúvida é a mesma do Bruno, adquiri um Visa Travel Money do banco Rendimento, igualzinho a foto do seu post. E não encontrei chip nenhum no cartão! Tenho ouvido dizer que o cartão sem chip é muitas vezes recusado na Europa! Tem chip mesmo? Será que terei problemas para o cartão ser aceito?

Sandra
SandraPermalink

Pessoal,

Alguem que ja foi sabe me dizer se o cartao Travel Money da American Express é bem aceito la em Punta Cana?
Qto é bom estar em dinheiro para qq eventualidade?
La em Punta Cana dá para pagar tudo com estes cartoes travel?
E o passeio Seaquarium é bom, vale a pena?
Vou ficar no hotel Barcelo Dominican, alguem sabe me dizer se é bom?

Nora Stein
Nora SteinPermalink

Olá Bóia,

Eu, meu marido e meus filhos (adultos) estaremos indo nesta próxima 5ª feira, dia 29 para Montevidéu para comemorarmos o aniversário do meu marido e, como sempre faço, leio e releio vários posts e todos os seus respectivos comentários.
Lendo um seu comentário acima, do dia 14 de agosto, para Cristiane, achei que deveria relatar o que me aconteceu e POR 2 VEZES!!! Ano passado, estivemos, eu e meu marido, em BsAs e na Patagônia Argentina, e como recomendado, fiz a liberação do meu cartão Itaú para uso na Argentina no período em que estaria lá. Qual não foi a minha surpresa, ao tentar sacar no caixa eletrônico, não consegui pegar NADA, e olha que o que não falta em BsAs é caixa do Itaú. O meu marido, usando o cartão do Banco do Brasil, o qual tbm liberei, sacava sem problemas. Não entendi o que houve, falei com uma pessoa de uma agência do Itaú de lá que me deu um telefone para que eu ligasse, mas como estávamos sem problemas com o cartão do BB, não usei o Itaú para saque, somente para crédito e deixei pra lá. Bem, neste ano, em junho, fomos para Santiago e Mendoza, e como já tinha acontecido isto, fui pessoalmente à minha Agência, relatei o ocorrido e pedi liberação do cartão de crédito e do cartão de débito, que tbm é de crédito, para que eu pudesse fazer saques nas duas cidades para onde iríamos. Foi liberado pela gerente, recebi inclusive um papel confirmando a liberação, mas a gerente me aconselhou a tbm liberar pelo telefone apesar de ter ido pessoalmente ao banco. Chegando em casa, liguei para o Itaú, naquele número que consta atrás dos cartões e pedi a liberação deles, tendo sido informada pela atendente que eles já estavam devidamente liberados. Assim que chegamos a Santiago, ainda no aeroporto, tentei sacar uns pesos com o meu cartão. NÃO CONSEGUI!!!!! Meu marido sacou sem problemas, no mesmo caixa eletrônico que eu tentei, com o cartão do BB. No dia seguinte, ainda tentei mais uma vez em outro caixa eletrônico e nada. Na segunda-feira, entrei numa agência do Itaú e tentei ver o que estava acontecendo. Um funcionário me orientou a usar apenas 4 dígitos na senha. NÃO FUNCIONOU!!! Aí falou para eu tentar novamente com 6 dígitos. NÃO FUNCIONOU. Aí me mandou procurar uma agência do Citybank, dizendo que eles, o Itaú, "não tinham linha com o Brasil" e o Citybank sim, e que lá eu conseguiria sacar. É lógico que não consegui!!! Resultado. Depois de tantas tentativas frustadas, bloquearam o meu cartão, inclusive o meu acesso a operações pela internet, o que me impediu de fazer pagamentos aos quais estou habituada a fazer, e só consegui liberar o meu cartão quando retornei de viagem e fui a minha agência outra vez. De lá de Santiago, mandei um e-mail para o banco, que telefonou para a minha casa, quando faltavam apenas 4 dias para o meu retorno (fiquei 16 dias viajando!) dizendo a meu filho que era pra eu ligar para o banco, aqui no Brasil, para a minha agência, que eles me passariam outra senha. Todos nós sabemos que ligar para qq banco, até chegarmos onde queremos chegar, ouvimos muita musiquinha enquanto esperamos, esperamos, esperamos... Eles é que teriam que ligar para mim, acho eu!!!!
Agora, liberei meus cartões outra vez, pelo telefone e pela internet e estou curiosa para saber o que vai acontecer quando chegar em Montevidéu. Tenho conta no Itaú desde 1983 e nunca tive problema algum com o banco, então nada justifica esta confusão.
Fiz este relato gigante para alertar que às vezes estes imprevistos acontecem e se eu não estivesse com o meu marido, e tivesse deixado para sacar pesos lá, teria ficado em apuros.
Não é nem preciso dizer, que depois de 2 vezes passar pelo mesmo problema, fui obrigada a entrar na justiça contra o Itaú. A audiência já tem data. Vamos ver no que vai dar.

Fernanda
FernandaPermalink

Nora,
seu cartao itau eh visa ou master card?
Sei que a principio isso nao deveria fazer diferenca para saques, mas com meu namorado acontenceu a msm coisa numa viagem que fizemos. acontece que ele tem 2 cartoes do itau, um master e outro visa, ambos vinculados a mesmissoma conta, porem o master nao funcionou para saque e o visa sim. Agora fiquei curiosa em saber se o seu tb eh master.
att

Joao Alberto
Joao AlbertoPermalink

Entre Dez/11 e Jan/12 estive em Santiago e Mendoza. Também, depois de ter liberado o uso do cartão debito e credito no Brasil, tentei utilizar a funçao debito para compra e saque. Infelizmente não consegui. O meu cartão é VISA. Liguei para o Banco e disseram que isto não era comum. Não resolveram o problema. Agora vejo que é mais comum do que disseram. Grato

Eliz
ElizPermalink

Olá trips,

tenho um Visa Travel Money Euro e vou viajar para Colombia,
tenho dúvidas se posso usar este travel em euro ou preciso
adquirir um Travel Money Dolar.

Grata,

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Eliz! Tanto faz. Quando você usa o Visa Travel Money em um país onde a moeda corrente não é o euro ou o dólar, ele faz a conversão para a moeda local segundo o câmbio do dia. É só mais questão de matemática para checar se um seria mais vantajoso do que o outro depois dessas conversões.

Eliz
ElizPermalink

Valeu bóia!!
A diferença é pequena, mas pelas minhas contas, hoje, o Euro
é mais vantajoso.

Eliz
ElizPermalink

Ops, me desculpe Bóia.

Anderson e Mariana
Anderson e MarianaPermalink

Olá Ricardo, Bóia e colegas viajantes. Como o Riq diz, tudo depende do seu banco. O Ciibank permite usar o próprio cartão do banco na Rede Cirrus no mundo todo e, dependendo do pacote, os saques saem de graça (e com IOF reduzido também). Acredito que nos bancos internacionais deva funcionar da mesma maneira. Boa viagem a todos !

Nora Stein
Nora SteinPermalink

Finalmente meu cartão funcionou, para saques e para pagamentos na função crédito em Montevidéu. Desta vez deu tudo certo.

Sonia
SoniaPermalink

Olá, gostaria de saber se eu tiver no meu cartão dólar e for usar em Londres já abate nele como libra?

Renata Thomaz de Lima Duz

Caro Ricardo,

Adoro oseu site. É muuuuuuiiiiiito bom!
Recomendo para todo mundo.
Abraços,
Renata

Raquel Isnard
Raquel IsnardPermalink

Oi, Ricardo e Boia, vou fazer um cruzeiro pela 1a vez com destino a Buenos Aires e Montevideu. Seguindo as dicas, levarei meu cartão do BB, pois ficaremos 1 dia só em cada cidade. Mas para fazer compras em lojas e restaurantes ele será aceito sem problema? Ao desembarcar tem algum lugar pra fazer o câmbio no porto, tipo pra uma graninha pra pagar um taxi, ou eu tenho q levar em pesos? Reais são aceitos em algum lugar? No navio tem cassino.Para fazer um joguinho no cassino do navio, levo dolar? Se sim, poderia pagar taxi e pequenas despesas com dolar? Por favor me ajude, não encontrei dicas de dinheiro em cruzeiros. Abçs!Raquel

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Raquel! A moeda do cassino dos navios é o dólar.

Cartões de crédito são aceitos facilmente no Uruguai e na Argentina. Em Montevidéu você pode ir caminhando à Cidade Velha. Em Buenos Aires leia aqui:
https://www.viajenaviagem.com/2011/01/chegando-em-buenos-aires-pelo-porto-cambio-e-transfer/

Para sacar de caixa automático é preciso que o seu cartão esteja habilitado para saques internacionais. Uma vez estando habilitado, pode ser usado no caixa de praticamente qualquer banco.

Rita Corrêa
Rita CorrêaPermalink

Estive em Buenos Aires, Montivideo e Foz, não tive problemas com o cartão Itaú, porém o da conta corrente tem que ser internacional, este detalhe passou despercebido quando fui ao Chile e vi minha amiga sacando e eu não,rs

Gilberto Correa
Gilberto CorreaPermalink

Muito boas as tuas dicas.Estou indo com minha esposa para Buenos aires em 07/12/2011, e sem dúvida seguirei teus conselhos. Valeu.

Tiago Ctba
Tiago CtbaPermalink

Olá Boia!!!
Te acompanho desde a coluna na Band News fm e aprecio d+ seus comentários.
Bem, eu e minha esposa vamos à Buenos Aires (10/12/11) e ainda temos duvidas sobre qual "dinheiro"(rsrrs) devemos levar. Esta claro que levar tudo em reais e trocar la (nossa primeira opção) não é a melhor. Então devemos comprar dólares ou pesos?? Ou ainda, faço o VTM com 80% do que temos??

Abraços e valeu!!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Tiago! Eu sou a Bóia, assistente do Ricardo Freire para perguntas.

Não vale a pena comprar dólares para levar a Buenos Aires. Só leve dólares se você já tiver na gaveta. Caso você não consiga se desvencilhar do hábito arraigado de usar casas de câmbio, leve reais.

Recomendamos sacar dinheiro diretamente nos caixas automáticos com o seu cartão de banco e fazer um Visa Travel Money para recarregar caso dê algum galho.

Leia mais:
https://www.viajenaviagem.com/2011/08/a-melhor-moeda-para-levar-para-o-exterior-seu-cartao-do-banco/
https://www.viajenaviagem.com/2009/10/chegando-em-buenos-aires-transfer-e-dinheiro/
https://www.viajenaviagem.com/2010/04/chegando-em-buenos-aires-pelo-aeroparque-dinheiro-e-taxi/

Eliete
ElietePermalink

Olá amigos,

Em Janeiro vou para Europa4 dias em Paris, 4 em Roma e 5 em Londres. Nos posts que leio diz para não levar tudo em espécie, porém, dizem que na imigração (principalmente em Londres) eles podem pedir par aver em espécie. Alem disso, em espécie eu consigo uma cotação boa com um amigo que trabalha em um banco, mas não tem cartão pré pago. E agora, o que fazer?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Eliete! Realmente não recomendamos andar com muito dinheiro em espécie. É até perigoso.

ecca
eccaPermalink

Essa questão de dinheiro é um tanto relativa... Há casos e casos. Meu sogro usou o Visa Travel Money do BB nos EUA e só teve dor de cabeça. Minha irmã usou o mesmo sistema na Europa sem problemas. Diante dos problemas enfrentados por meu sogro com o VTM nos States, eu ainda prefiro o Traveller's Check quando vou prá lá. O cartão de crédito tem agora a taxa de 6% da Dilma que faz com que a cotação final seja praticamente a mesma de quando você compra a moeda pelo dólar turismo. O imposto de 6% também torna desvantajoso o uso do cartão para milhagens. Sei do risco potencial de se levar uma grande quantia de dinheiro em espécie, mas adotei isso em minha última viagem à Europa e foi tudo tranquilo. Eu carregava sempre o dinheiro comigo na pochete dentro da calça. O risco de um furto existe mas de um assalto é bem menor, e só assim alguém conseguiria acesso ao meu dinheiro. Eu levo dinheiro em espécie em quantidade calculada para não usar o cartão e isso me traz a vantagem de permitir um planejamento melhor para não ficar pagando pela viagem depois de realizada, o que é uma grande frustração. Além disso, não fico sujeito aos perrengues associados aos cartões mencionados pelo Ricardo. Por isso, não acho a idéia de levar dinheiro em espécie jurássica, é uma opção com vantagens.

ana lucia
ana luciaPermalink

Ola Ricardo !
Estou indo para a Inglaterra e gostaria de saber qual a sua opinião de como levar o dinheiro, pois estou achando a cotação da libra muio alta nas casas de cambio ! Voce acha que está valendo mais a pena o cartão de crédito ou para saque ?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Ana Lucia! Aqui quem responde é A Bóia! Siga as recomendações do Comandante: https://www.viajenaviagem.com/2011/03/iof-o-que-muda-para-o-viajante/

Tiago
TiagoPermalink

A bóia, o cartão conta corrente BB VISA - PLUS habilitado para uso no exterior...posso usá-lo p função saque e débito em caixa automático e lojas, hoteis, etc?

Li, em alguns comentários, que somente o Master - Cirrus é que tem essa função, já o BB-VISA-Plus é só p crédito direto em C/C?

Obrigado, mais uma vez!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Tiago! Essas coisas não são tão uniformes assim. Informe-se com o seu gerente, só ele poderá descobrir o que vale a para a sua conta especificamente.

Cynthia
CynthiaPermalink

Bóia,
O Visa Travel Money carregado em Euro saca dinheiro em moedas bizarras também? Vou pra Europa e meus destinos finais são Praga e Budapeste, onde a moeda não será mais o Euro. Consigo usar o Visa Travel Money normalmente e sacar moeda local, sem precisar me preocupar em passar nas casas de câmbio?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Cynthia! Cada VTM é carregável com apenas uma moeda forte -- dólar, euro ou libra. Mas em qualquer lugar aonde você vá, o cartão fará saques em moeda local -- coroas tchecas na República Tcheca, florins na Hungria.

Patricia Martins
Patricia MartinsPermalink

Olá, vou para a Europa em Fevereiro e pretendo levar pouco euro em papel e o restante em VTM.
Gostaria de confirmar as moedas, vocês podem me ajudar?
- Berlim, Munique, Viena e Bratislava utilizam euro como moeda oficial, correto?
- Praga e Hungria possuem moeda local, mas poderei sacar essas moedas locais com o VTM carregado em Euro, sem necessidade de levar aqui de SP?
Muito obrigada e parabéns pelo blog.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Patricia! É isso mesmo. Na República Tcheca a moeda é a coroa tcheca; na Hungria, o florim húngaro. Você consegue sacar moeda local em qualquer caixa automático usando o seu Visa Travel Money ou o seu cartão de banco, desde que habilitado para saques internacionais. smile

jose
josePermalink

Olá, apenas para conhecimento, estive em Bs.As. e fiz compras usando os cartões na função credito, ITAU MASTER e BB VISA.
Os vencimentos de ambos são para o mesmo dia, fiz compra no mesmo dia nos dois cartões.
Ao chegar as faturas constatei que o custo do Dollar nos cartões eram diferenciados.
O Cartão do BB me cobrou em dollares R$ 1,87, enquanto o ITAU cobrou R$ 1,94, além do IOF que foi a mesma taxa.
No Uruguay a sua compra já é faturada em DOLLAR , e não tem a necessidade de duas conversões como na Argentina.

Rafael
RafaelPermalink

Olá Ricardo! Estarei em Buenos Aires dia 03/fev.2011 por dez dias, e tenho algumas dúvidas...tenho um VTM em peso argentino, mas a cotação é muito ruim sempre que coloco alguns pesos perco muitos "centavos"...enfim, olhando o que a maioria dos amigos do blog vem dizendo, vejo que a melhor maneira seria usar o Débito do banco para saque mesmo, porque a função crédito pode ser um pouco mais salgada no final, uma dúvida, se eu quiser usar o crédito pagarei em dólar as compras na Argentina, mesmo os preços estando em pesos argentinos? Desde já obrigado pela atenção, e parabéns pelo blog! abraços.

Rafael
RafaelPermalink

Ops*** só uma correção, estareim em Bs As no dia 03/fev.2012!!! \o/ !!!

Kely
KelyPermalink

Vou pra Europa 1o Itália e outros países depois vou pra Londres, já levo libras do Brasil ou troco lá antes de ir para Londres?
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Kely! Você pode fazer dois VTMs, um em libras e outro em euros. Se tirar dinheiro do caixa eletrônico com o seu cartão de banco, retirará na moeda local. Se comprar dinheiro vivo para levar, compre libras e euros para não pagar duas conversões.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2011/08/a-melhor-moeda-para-levar-para-o-exterior-seu-cartao-do-banco/

Taíse
TaísePermalink

Ricardo,
Me ajude em uma dúvida. Juntando um post a outro (imigração) não soube resolver. Eu e uma miga iremos à Madrid em junho, estávamos pensando em levar o cartão de créditos, pouco dinheiro em espécie e o VTM do BB (já que, além dos post, conheci mta gente que teve problemas com o Itau...meu banco). Minha dúvida seria: na hora da imigração, o extrato do banco dela, tendo a quantia das duas somadas, vale como comprovação de renda? Ou tem q ser comprovante separado?
Abraços

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Taíse! Aqui quem responde é A Bóia.

Cada viajante precisa comprovar ter 65 euros por dia de permanência individualmente.

Tatiane
TatianePermalink

Olá Bóia, agradeço a sua gentileza e do Ricardo em compartilhar conosco as experiências. Vou pra Buenos aires e me informaram que real é bem aceito lá? vcs confirmam essa informação, posso sacar pouco dinheiro local só pra pegar taxi etc e o resto restaurantes, mercados pagar em real?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Tatiane! Há um post específico sobre esse assunto, dê uma lidinha:

https://www.viajenaviagem.com/2012/01/que-moeda-eu-levo-para-a-argentina/

Marcio Antonio
Marcio AntonioPermalink

Essa coisa do dinheiro vivo é curiosa mesmo. Em 2011 fui pra Argentina levando 2 mil pesos (parece muito, mas é que o hotel em El Calafate cobrava 10% a mais de quem usasse cartão, então boa parte já ia ficar no hotel mesmo), e acabei precisando fazer vários outros saques já em Buenos Aires porque muitos lugares ainda não aceitavam cartão. O Citibank não cobrou taxa nenhuma, e o HSBC cobrou (tenho conta nos dois bancos).

Três meses depois fui pra Inglaterra (Londres e Cambridge). Levei 300 libras em dinheiro, e sobrou a ponto de eu ter que pagar com dinheiro uma compra no free-shop de Heathrow na hora de voltar pra casa, do contrário eu ainda ficaria com quase 100 libras na carteira.

Nos dois casos eu saí com o dinheiro comprado no Brasil, em casa de câmbio (por incrível que pareça, o Bradesco do aeroporto de Guarulhos tem cotações melhores que as casas do centro de Curitiba). Quando fui pro México, também no ano passado, mudei de estratégia, levei só um punhadinho de dólares e deixei pra tirar dinheiro local no aeroporto mesmo, e deu certo. Não precisei usar os dólares (ficam pra Aruba, pra onde vamos em maio) e a moeda local saiu por uma cotação bem camarada.

Cleiton
CleitonPermalink

Farei uma viagem em março para os Estados Unidos e estou analisando o que será mais rentável para mim.
Liguei para o atendimento do Santander e nenhum atendente sequer soube me informar qual o câmbio para saques em dólar, em modo débito ou crédito.
Alguns me falaram que quem dita o câmbio é a bandeira do cartão, até mesmo na função débito.
Outra arriscou dizer que no débito é utilizado dólar-turismo e cobrada a tarifa de R$ 10 por saque.
Na central de cartões, fui informado que no saque crédito eu pagaria somente o IOF, já que meu cartão tem o benefício de não cobrar nenhum tipo de tarifa (Santander Free).

Enfim, se elas estiverem corretas, o que eu duvido muito, no meu caso seria melhor sacar na função crédito valores até US$ 350 aproximadamente, após este valor utilizaria o débito para diluir a tarifa de R$ 10.

Alguém tem informações a respeito do câmbio do Santander atualmente?
Informações sobre a isenção da tarifa no caso do Santander Free?

Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Cleiton! No post linkado abaixo os leitores têm deixado as cotações que têm recebido. Note que nos útimos meses o real tem estado numa gangorra, o que está prejudicando as análises.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2011/08/qual-e-o-dolar-do-seu-cartao/

Micael
MicaelPermalink

ola pessoal,

Alguem ai ja usou o GlobalTravel do ITAU?? Estou indo pra ROma e Paris em Abril....mesmo se eu recarregar esse cartão em euro ele sera convertido para dollar no faturamento??...se eu recarregar em dollar e ir pra europa terei algum problema em sacar em euro??

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Micael! Você vai carregar o cartão na moeda dele (seja dólar ou euro) e sempre sacar na moeda local. O cartão fará a conversão caso a moeda seja diferente.

Edivaldo
EdivaldoPermalink

Micael,
Fiz uma viagem para Paris e Londres no ano passado e usei um cartão pre pago. Tudo funcionou perfeitamente, ele é bem aceito como um cartão normal e saquei dinheiro tanto em euros como libras, sem problemas. Na fatura você sempre vai pagar em dolares. É preferível você carregar em euros, porque a cada conversão há uma taxa. Mas o cartão vale a pena de qualquer forma. Uma dica: ao sacar no exterior nao saque poucos valores, por que há uma taxa de 2,50. Portanto é melhor planejar os saques.

Micael
MicaelPermalink

ok, valeu edvaldo.

Cleiton
CleitonPermalink

A Bóia, obrigado!

Estou nessa busca de informação de câmbio e taxas para saques, iniciei pelo Santander.
Resolvi desistir do atendimento ao cliente e ligar para o SAC, já que lá me fornecem um número de protocolo e com ele eu consigo chegar na ouvidoria, acredito que assim conseguirei a resposta.

Enfim, no SAC já fui atendido por uma pessoa mais capacitada, procurou a informação e confirmei a informação que encontrei no blog Valores Reais. Para saque na função débito, o Santander cobra R$ 13,50 por saque e mais 0,38% de IOF.

Porém, como sou cliente Van Gogh tenho o benefício de efetuar dois saques internacionais sem custo.

Na função crédito ela confirmou a informação do site, NÃO HÁ COBRANÇA de juros, somente o IOF de 6,38%.
Acredito que neste caso também é somente para cliente Van Gogh.

Ou seja, mudei de opinião, posso sacar uma quantia razoável no débito e no crédito, só estou tentando conseguir o valor do câmbio que está quase impossível, ninguém sabe!

Vou partir para a Ouvidoria e posto aqui.

Obrigado pelas ótimas dicas!!!!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Cleiton! Agradecemos o fidibeque grin

Cleiton
CleitonPermalink

Consegui o câmbio utilizado pelo Santander HOJE 10/02/2012, R$ 1,77.
Está quase no turismo que fechou ontem a R$ 1,78.
No saque a débito ainda não consegui.

Paulo Prado
Paulo PradoPermalink

qual o melhor cartão VTM (PLANO B)? deixa eu ser mais específico, qual o VTM com menores taxas? quais taxas geralmente as emissoras do VTM cobram?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Paulo! O xis da questão não está nas taxas que cobram, mas na cotação que oferecem. Faça uma cotação entre várias corretoras.

Ana Paula
Ana PaulaPermalink

Olá, irei passar 10 dias entre Madri e Paris agora em março. Já com todos os hotéis e passagem entre as cidades pagas, quero levar 1.500 euros, sendo 1000 no visa travel e 500 em cash. Terei problemas com a imigração? Posso tirar o extrato do VTM para apresentar? Está boa a divisão do dinheiro entre VTM e cash?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Ana Paula! É uma boa levar extratos, sim. O Ricardo Freire não recomenda viajar com muito dinheiro vivo -- você consegue sacar dinheiro na moeda local com facilidade em caixas eletrônicos. Veja como funciona:
https://www.viajenaviagem.com/2011/08/a-melhor-moeda-para-levar-para-o-exterior-seu-cartao-do-banco/

Camila
CamilaPermalink

Putz, nunca me arrependi tanto de não ter "dólares de gaveta"rs Viajo para a India no final do mês, e com o dólar em ascensão, estou com receio de deixar pra sacar lá, e o dólar estar mais de 2 reais. Todos os especialistas em economia estão falando que vai subir mais sad Geralmente faço como o Ric, levo pouca coisa em espécie, e uso bastante o cartão, seja para saque como para compras, mas como na India o cartão não é tão aceito como nos EUA ou Europa, a opção seria sacar no visa. Enfim, a menor cotação que consegui hoje, aqui no RJ, foi de R$ 1,87, o jeito vai ser entubar sad

geraldo silva
geraldo silvaPermalink

Olá Boia & Trips.
Com viagem agendada à Montevideo/URG, BsAs/ARG e Santiago/CL c/esposa e filho maior.Estou em dúvida se levo 1 (um) CARTÃO VTM/plano "B" (em dollar)ou solicito emissão de 1 (um) CARTÃO para cada familiar partilhando, assim, o valor que seria carregado em apenas um único CARTÃO VTM.
Desculpem (primeira viagem)se perguntei bobagens.....
Antecipo meus agradecimentos.
geraldo.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Geraldo! Pense se vocês estarão sempre juntos ou se em alguns momentos irão cada um para o seu lado. Pode ser uma boa ideia um cartão para o casal e outro para o seu filho.

Bruno
BrunoPermalink

Olá Bóia,

Vou viajar para a Colômbia e gostaria de saber se é possível levar o VTM em reais ao invés de dolar ou euro ou se é possível levar o VTM já convertido em pesos colombianos?

Abraço!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Bruno! Até pode ser que você ache alguma corretora que venda VTM em pesos colombianos, mas é preciso ver se a cotação que eles oferecem é boa (compare com o que você obtiver em http://www.oanda.com ).

Leve em dólar.

josie ramos
josie ramosPermalink

Ola, por favor vou para Cancun em maio e ainda nao decidi como pagar meus gastos.
Tenho cartao internacional visa e master da Caixa Ec. Federal , so um deles possui chip, é possivel fazer saque no exterior?
Pensei em levar dinheiro vivo ja do brasil em moeda mexicana para os pqns gastos , taxi, passeios, levar um valor (quase q total do q pretendo gastar) no cartao vtm, e so utilizar meu cartao pra saque ou compra em ultimo caso, mas agora ja nao sei..socorrroooo.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Josie! Não se compra moeda mexicana a bom preço no Brasil. Informe-se com o seu gerente sobre o funcionamento do seu cartão no exgterior.

Entenda Cancún:
https://www.viajenaviagem.com/2012/01/para-entender-cancun-playa-del-carmen-e-riviera-maia/

geraldo silva
geraldo silvaPermalink

Olá, boa tarde a todos nós aqui.
Pode ser considerada uma pergunta infantil, mas:
Os caixas eletrônicos (ATMs)em países como ARG/URG/CL, que permitem uso das várias bandeiras (VISA/MASTER), possuem a opção de escolha de valores (variados) de cédulas,por ocasião de saques das moedas desses países, a exemplo do que temos aqui nos diversos ATMs ???
Fico-lhes grato..
geraldo

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Geraldo! Já respondemos essa pergunta no outro post em que você perguntou. Os ATMs variam de rede para rede. A maioria não informa que tipos de células estão disponíveis. Comece tentando números quebrados para retirar troco.

Fabio NG
Fabio NGPermalink

E dando prosseguimento à contínua desconstrução do cartão Amex após ter sido comprado pelo Bradesco, não é mais possível transferir milhas para TAM, Gol e várias outras estrangeiras (British entre elas) antes disponíveis: hoje só é possível para Alitalia, TAP, Singapore e Taca.

Para hotéis está um pouco pior: você pode optar entre o Copacabana Palace, o Vila Rica (?) de Belém, Campinas ou Porto Velho e -- cereja do bolo! -- o Maksoud Plaza!

Quando eu achava que não tinha mais como piorar o atendimento ou o serviço, eles sempre me surpreendem...

Olha, dá desgosto. sad

Henrique Gomes
Henrique GomesPermalink

Tenho verificado a preocupação dos colegas quanto ao dinheiro, levar dólares, libras euros e etc..., a minha colocação e a seguinte: quando adquirimos moeda estrangeira seja ela qual for sempre pagamos uma cotacao mais cara do qua a do cambio oficial, isto e certo. Porém temos sempre duas opções assumir o risco de efetuar despesas no cartão de credito internacional, sem lastro , levar uma quantidade de dinheiro que torna nossa vida um visco ou poderemos fazer um "hedge" cambial de forma muito simples, por exemplo se você vai aos EUA e pensa em gastar U$ 2.000,00 basta fazer uma aplicação num fundo de seu banco atrelado ao dólar, ou a moeda a qual deseja fazer seu "hedge" assim se as coisas se complicarem vc estará tranquilo.
Isso realmente não tem preço, levo sempre comigo uns 550 dólares e gasto tudo que for possível no cartão ganho milhas, pago ,depois e não me preocupo com riscos de assalto e etc..., isso realmente não tem preço!
Abs
Henrique

jamile
jamilePermalink

Em tempos de valorização do dólar e euro, colocar grandes quantias no catão é para quem lida bem com investimentos de risco. Prefiro fazer um mix, usando espécie em locais que dão desconto em cash ou não aceitam cartão. Quanto a sacar em moeda local ou colocar no crédito, é uma dúvida que tenho que resolver de imediato, pois viajo esta semana para a Turquia. Algum economista ou conhecedor de câmbio, pode me ajudar?

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalink

Nesse link há vários especialistas: http://www.falandodeviagem.com.br/viewforum.php?f=4

Fran
FranPermalink

Olá, estou adorando seu site - parabéns...
bom, vou te fazer algumas perguntas e, desde já, agradeço a atenção.
- Eu e meu marido vamos para Buenos Aires, Montevidéu e Santiago no início do ano (2013):
1 - Tenho cartão visa e master do Banco do Brasil e vi que você trabalha com o Itaú... os meus cartões fazem a conversão mais indicada por você (cotação melhor) ou ^me indica ter outro cartão (tenho tbem o smiles - tbem do BB)....
2 - Qual a sequencia de visita destas cidades que citei... vc tem uma sugestão...
3 - quantos dias me sugere para cada uma delas
por fim,
4 - qual a ordem de beleza ou encantamento que teve dentre essas...
obrigada

A Bóia
A BóiaPermalink

ATENÇÃO: leia a versão mais completa e atualizada deste post aqui:

Clique: Cash x débito x crédito x VTM: prós e contras