Iberostar Bahia, o resort que deslanchou a onda all-inclusive

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Iberostar Bahia

A rede espanhola Iberostar é uma das gigantes do mundo dos resorts all-inclusive. Foi a partir da inauguração do Iberostar Bahia, em 2006, que o esquema all-inclusive começou a deslanchar no Brasil. Até então era um sistema exótico, visto pelo consumidor brasileiro como uma marca registrada do Breezes, na vizinha Sauípe. Com o grande sucesso do Iberostar (impulsionado por preços bem atraentes praticados no início), a concorrência foi reagindo, e o sistema se alastrou primeiro pelo norte da Bahia, depois a Alagoas, até conquistar grande parte dos resorts que não se localizam dentro de cidades ou vilarejos.

O hotel recebe muitos estrangeiros; todas as atividades são conduzidas em português, espanhol e inglês.

No fim de 2008 o complexo ganhou um segundo resort, mais luxuoso, o Iberostar Praia do Forte (leia sobre ele aqui). Os hóspedes do Iberostar Bahia não têm acesso ao Iberostar Praia do Forte (mas os do Iberostar Praia do Forte podem freqüentar o Iberostar Bahia).

A localização

Iberostar Bahia

3 km ao norte do vilarejo de Praia do Forte. Há traslados de van pela manhã e à tarde (informe-se no stand de passeios, junto à recepção). De dia é possível ir caminhando pela areia (na maré baixa a areia está mais propícia à caminhada). O aeroporto de Salvador fica 58 km para o sul (a estrada está inteiramente duplicada até 5 km antes da entrada do complexo).

A praia

Iberostar Bahia

Iberostar Bahia

De mar aberto, de tombo, com ondas e repuxo freqüente. Não é calminha como na Praia do Forte, não. Neste trecho do litoral norte baiano a água costuma estar turva.

As instalações

Iberostar Bahia

No prédio principal, térreo, de pé direito altíssimo, estão a recepção e os restaurantes. Os mais de 600 apartamentos se distribuem em três blocos, posicionados de maneira perpendicular à praia, intercalados pelas piscinas.

O spa fica no caminho do Iberostar Praia do Forte. As quadras de esporte e o campo de golfe ficam na parte de trás do terreno -- mas a academia é perto do mar.

O bloco mais próximo da recepção e dos restaurantes é o Edifício 2. Mesmo ficando nele, prepare-se para caminhar bastante -- você vai precisar, para queimar as calorias incluídas...

Os apartamentos

Iberostar Bahia

Espaçosos, decorados em cores vibrantes. O frigobar vem abastecido, e está incluído. Têm sacada, mas não têm rede. Os apartamentos do bloco 1 e a ala esquerda (norte) do bloco 2 dão para a piscina tranqüila. Caso a sua varanda dê para a piscina animada, porém, não é grave: a música só começa a tocar às 10h. Se você não quer subir escadas, avise ao fazer reserva: os blocos não têm elevador.

Piscinas

Iberostar Bahia: piscina com música

Há dois complexos de piscinas. Você escolhe se quer agito ou sossego.

Iberostar Bahia: piscina com música

Entre os blocos 2 e 3 ficam as piscinas animadas -- com bar molhado, música alta e atividades o dia inteiro. É aqui que você vai entrar em contato pela primeira vez com o jingle do Iberostar, usado em todas as atividades. O refrão "animação é muito bom!" pega feito chiclete de ouvido.

Iberostar Bahia: piscina quieta

Entre os blocos 1 e 2 ficam as piscinas quietas, sem som alto nem animação. Por ali você só ouve eventualmente alguma algazarra de crianças, quando elas estiverem fazendo em atividade no kid's club. (Querendo sossego total, basta pegar um lugar na piscina quadrada de pólo aquático, junto à praia -- na foto abaixo --, onde não há barulho nenhum.)

Iberostar Bahia: piscina quietíssima

Kid's club

Iberostar Bahia: kid's club

O clubinho fica junto à piscina tranqüila e serve mais como ponto de encontro e dispersão. As atividades monitoradas são itinerantes, aproveitando a estrutura do hotel.

Copa do bebê

Tem papinhas.

Refeições

Iberostar Bahia: chef da estação baiana no jantar

Refeições

Os buffets são do tipo pantagruélico, com uma profusão de estações. (A mesa de doces é quilométrica; há também um buffet de sorvete com três sabores e coberturas). Na minha estada peguei camarões graúdos.

Iberostar Bahia: estação baiana no buffet de café da manhã

No café da manhã, destaque para a estação de iogurtes, variadíssima.

Iberostar Bahia: buffet do almoço

O almoço é servido no restaurante da praia. Perto da piscina tem baiana do acarajé.

As opções de lanche entre as refeições são variadas, com pizza, batata frita, cachorro quente, hambúrguer, bolos (tem saladas e frutas também).

Para jantar, além do restaurante principal, há dois restaurantes à la carte -- um de teppan-yaki, o Sakura, e outro de comida mediterrânea, o Mare Nostrum. Os hóspedes têm direito a um número limitado de reservas nos restaurantes à la carte, de acordo com o número de noites da sua estada. Quem fica até 3 noites pode fazer uma reserva; de 4 a 6 noites, duas reservas; de 7 a 10 noites, três reservas. As reservas são feitas na mesa de Relações Públicas (tem uma em cada prédio e outra perto da recepção), das 8h15 às 17h (faça o quanto antes, os lugares são limitados).

Bebidas

Iberostar Bahia: chopp

Na época de nossa visita, as cervejas eram Sol e Kaiser, e os refrigerantes, Coca-Cola. Se este for um item essencial à sua decisão, recomendo comunicar-se diretamente com o hotel para se informar sobre o acordo vigente. O whisky, Red Label. Há vodka Smirnoff, mas você precisa pedir; o default dos barmen é usar Natasha ou Raissa. Há frutas frescas para caipiroscas. Os vinhos são espanhóis; o espumante, Terra Nova brasileiro (especifique brut se não quiser que sirvam demi-sec). Água de coco é servida em copo nos bares; perto da praia tem um quiosque para quem quer tomar no próprio coco.

Entretenimento noturno

Iberostar Bahia: shows

Toda a noite é mostrado um show diferente, muito bem produzido, apresentado por artistas que também fazem parte da equipe de animadores. Depois do show abre a boate. Teatro e boate têm bares abertos, dentro do sistema all-inclusive.

O spa

Tem sauna seca e a vapor e tratamentos de banhos quentes em piscinas de diferentes temperaturas, além de massagens e salão de beleza. Tudo isso é cobrado à parte.

Golfe

O green fee é cobrado à parte. É possível também fazer aulas de golfe.

Um cantinho

Iberostar Bahia - sala de ginástica

A academia de ginástica com vista para o coqueiral e o mar.

Passeios

Uma agência de receptivo (a Grou) tem um stand onde você pode comprar passeios como o tour histórico a Salvador, passeio a Mangue Seco, passeios de quadriciclo na Reserva de Sapiranga ou no Castelo Garcia d'Ávila . O traslado à Praia do Forte é feito duas ao dia, em vans. Alugando um carro você pode ir facilmente à Praia do Forte (3 km), Imbassaí (8 km), Itacimirim (15 km), Arembepe (35 km ao sul)à praia nudista de Massarandupió (32 km ao norte) e Mangue Seco (160 km). O Pelourinho está a 85 km.

Iberostar Bahia

O hotel Iberostar Bahia, na Praia do Forte...

  • É para você: que quer se esbaldar na farra all-inclusive, comendo, bebendo e aderindo às brincadeiras sem pensar em dieta ou nos micos. (E quando quiser dar um tempo, a piscina calminha está sempre à disposição.)
  • Talvez não seja pra você: que faz questão de uma praia mansa, ou que não curte tanto estímulo à animação, ou que procura uma experiência mais brasileira, menos internacional.

Leia mais:

168 comentários

Flávia
FláviaPermalinkResponder

Fiquei 1 semana com minha familia, agora em setembro, no Iberostar Bahia, fui com meu marido e nossos 2 filhos (de 10 e 7 anos). O resort tem instalações impecáveis com a manutenção em dia, piscinas deliciosas (animada e calma), lindos jardins inclusive dentro dos 3 prédios de apartamentos, mesmo que não seja o seu bloco vale a pena dar uma passeada (no bloco 3 tem um pequeno labirinto verde e no bloco 2 lindos caramanchões) O quarto é espaçoso e arejado, fiquei num quarto com 2 camas de casal, mas estas são pequenas (tamanho menor do que a de casal convencional), tem uma sacada espaçosa e o banheiro é clean com ducha, não tem banheira. O café da manhã é farto e diversificado, mas o almoço e o jantar tornam-se muito repetitivos na estadia de 1 semana. Fiz reserva no restaurante japones, muito bom, tinha de entrada sashimis e sushis e depois numa chapa o sushiman faz os pratos quentes na sua frente. O mediterrâneo também vale a pena. O francês não aceita crianças. A recreação é animada, todos os dias têm show a noite. Os funcionários (garçons etc) tentam ao máximo agradar, mas percebe-se que estão sobrecarregados. Se quiser coco peça na barraca perto da praia que é a fruta, nos bares serve-se água de coco de caixinha. A praia na maré baixa é muito agradável. Para ir ao projeto TAMAR e vila da Praia do forte fomos caminhando pela praia, mais ou menos 40 minutos (na maré baixa) e depois voltamos de taxi. Perguntei na recepção sobre o outro resort (Iberostar praia do forte) e eles me informaram que a diferença está na alimentação (do outro tem melhor qualidade). Voltaria com certeza, mas pretendo primeiro conhecer o outro.

Antonio Vitor
Antonio VitorPermalinkResponder

Um local de ótima estrutura porém vejo uma falta de higiene, pois nos restaurantes o que mais tem são gatos, inclusive no local das comidas, quando reclamamos aos colaboradores ele alegam que é normal o gato nas dependências do restaurante que a muito tem se falado de um projeto de redução dos animais porém nenhum resultado.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar