América do Sul: RG ou passaporte?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Entrando no Uruguai com passaporte

Existe um acordo, começado no Mercosul e depois ampliado para todos os países da América do Sul com exceção das Guianas, que permite aos cidadãos circularem livremente pelas fronteiras portando apenas o documento nacional de identidade.

Ou seja: dá pra viajar (por ordem alfabética) pra Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Uruguai e Venezuela só com RG original.

A carteira de motorista só é aceita na fronteira de Foz de Iguaçu, mas permite viajar no máximo 30 km território argentino adentro. (Não há controle na fronteira entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este.)

Porém... a questão é cheia de pegadinhas. Para começar, a carteira de identidade precisa estar em bom estado. Você tem que estar reconhecível na foto. Há quem diga que só as carteiras emitidas há menos de 10 anos têm validade. (Esta parece ser uma lenda urbana, ou pelo menos uma regrinha válida apenas para argentinos em viagem.)

O grande defeito desse acordo é que a validade da carteira é decidida ao bel prazer de quem tem o poder de deixar você passar ou não. Desde o funcionário do check-in da cia. aérea (ah, não posso deixar a senhora embarcar com essa carteira velha não) até o guardinha da fronteira do país X com o Y que pode alegar isso ou aquilo pra descolar uma propinazita.

Minha recomendação: faça um passaporte. Renove sempre o seu passaporte antes de 6 meses do vencimento. Viaje sempre com o seu passaporte. Mesmo que seja pra Argentina ou pro Uruguai.

Um passaporte dentro da validade nunca é questionado. Um passaporte com carimbos vale mais na hora de você passar por uma imigração na Europa ou pedir visto pros Estados Unidos.

E viajando com o passaporte você pode deixar o dito cujo no cofre do hotel e sair na rua, aí sim, com o seu RG.

Resumindo: dá, sim, pra viajar pra qualquer lugar e atravessar qualquer fronteira na América do Sul (fora as Guianas) só com carteira de identidade. Mas vá com o passaporte. É muito melhor.

Leia mais:

383 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Sylvia
SylviaPermalink

Vi alguns passando na imigracao aqui em Lima com carteira de identidade, mas sinceramente : traga seu passaporte smile
E nao precisa carregar , deixe no cofre do hotel e saia com a carteira de identidade.

Fernando H Rosa
Fernando H RosaPermalink

Até queria, mas meu passaporte ficou preso no consulado americano pra renovarem meu visto B1/B2... Vou ter que arriscar entrar em Lima só com o RG mesmo.

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalink

Eu sempre deixo o passaporte no cofre do hotel. Saio com a CNH e xerox do passaporte. A CNH é o documento que uso quando me pedem uma identificação ao usar o cartão de crédito. Nunca tive problemas, até este mês em uma única loja em Buenos Aires, onde a caixa disse que não era válido e aceitou a xerox do passaporte. Foi a primeira vez que vi uma xerox ter maior valor do que um documento oficial. Nas outras dezenas de lojas que usei ninguém questionou.
Nunca uso RG. O meu está guardado no cofre de casa e só sai de lá quando é necessário para emitir algum outro documento.

Andre L.
Andre L.Permalink

A CNH não tem validade (fé pública) fora do país como documento de identificação pessoal, apenas como documento atestador de capacidade para conduzir veículo automotor.

silvia
silviaPermalink

Gabriel
Casa de cambio não aceita carteira de motorista como identificação
Já aconteceu comigo na Argentina

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalink

Casa de câmbio tudo sem, eu concordo. Mas de resto sempre foi aceito em tudo.

Rapha Aretakis
Rapha AretakisPermalink

Passaporte, sempre! A coisa mais linda que há é um passaporte beeeem carimbado! Sô vintage (eufemismo pra velha)! :*

Andrea
AndreaPermalink

Riq, já passei um grande sufoco com a minha mãe que estava com o passaporte vencido na época e embarcou com uma carteira de identidade muito antiga. Já em Ezeiza, na imigração, o funcionário não queria que ela entrasse de forma alguma. Fiquei mais de uma hora até convencer o chefe do sujeito de que a identidade era válida e a minha mãe poder entrar no país. Resultado: perdemos o transfer pro hotel e ainda tivemos que esperar pro funcionário da Aerolinas reabrir o guichê e podermos buscar as malas. Sem passaporte, nunca mais.

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalink

Andrea,
Passei um perrengue parecido com minha mãe, também em Ezeiza. Para complicar, a carteira de identidade dela era antiga e NÃO tinha impresso "República Federativa do Brasil". Ela foi liberada, mas nunca mais viajamos sem passaporte!

José Luiz - Viver a Viagem

Vou relatar um fato que aconteceu comigo em Ezeiza mês passado...

Quando entrei na Argentina, foi dado uns papéis para a gente preencher sendo 1 deles entregue na hora da chegada e outra a gente teria que guardar para entregar quando saísse do país!

No dia da saída, não lembrava de jeito algum onde havia colocado o papel... aí avisei a uma mulher da TAM e ela me pediu o passaporte e vendo que estava tudo certo, me entregou outro papel para preencher!

No entanto, um brasileiro que fiz amizade no aeroporto também não trouxe o tal papel mas viajou apenas com o RG! Dessa forma ele foi obrigado a ir num posto dentro do aeroporto pagar uma multa de AR$ 100 para pegar o tal do papel de novo!!

Até agora não entendi isso direito! Tudo isso me pareceu mais uma forma de pegar dinheiro de turista do que qualquer outra coisa, mas enfim, está aí um motivo a mais para ter um passaporte em mãos! grin

Gabriel Dias
Gabriel DiasPermalink

Ao entrar na Argentina com o RG o carimbo é dado neste papel de saída. Ao entrar com passaporte o carimbo é dado no próprio.
Sem o carimbo não há uma prova da data de entrada no país. Pode ter sido por isso que esta pessoa teve que pagar a multa.

Minha dica para não perder documentos importantes é: deixe sempre junto ao passaporte.

Rosa
RosaPermalink

Passei pela mesma situação. Agora, só passaporte. RG nunca mais.

Alê Godoy
Alê GodoyPermalink

Estive em Buenos Aires em agosto com a minha mãe e minha tia. Eu e minha mãe, com passaportes, passamos pela imigração sem qualquer problema, rapidamente sem quaisquer perguntas ou estresse.
Já minha tia, que estava com o RG, ficou um tempão aguardando a mulher digitar mil coisas no computador (copiando do RG) e ainda recebeu um conselho (parecia mais uma bronca), muito do mau humorado, que ela não podia perder o formulário de entrada (aquela parte que fica conosco), que pagaria uma multa alta, blá, blá, blá, tudo isso de uma forma beeeem antipática.
Com passaporte é bem melhor a recepção...

Daniel
DanielPermalink

Riq,

Eu estive na Venezuela agora em janeiro com um amigo que não tinha passaporte e, ao nos informarmos a respeito da entrada com o RG junto à embaixada da Venezuela, a informação que recebemos foi que, apesar de aprovada a validade do RG recentemente, para valer de fato ainda precisava de uma ratificação de sei lá o quê e que o passaporte ainda seria necessário por agora. Daí o meu amigo fez o passaporte mesmo (e agora vai aproveitar pra usar mais longe he he).

Estou contigo que o melhor documento pra qualquer viagem ao exterior é realmente o passaporte - eu mesmo já passei a maior roubada em 2003 na fronteira do Uruguai pelo Chuí sem passaporte (e o pior: eu tinha o dito-cujo válido - foi uma bobeira total não levar).

De toda forma, por conta deste detalhe que nos passaram através da embaixada da Venezuela (nosso contato foi no meio de novembro/2010), para quem for pra lá minha recomendação é ter de verdade o passaporte ou em último caso pedir uma confirmação de que está valendo a entrada com o RG com algum órgão venezuelano (e levar uma cópia impressa desta confirmação junto se for o caso).

Cinthia Rangel
Cinthia RangelPermalink

Já viajei várias vezes a Buenos Aires só com o RG.
Mas depois da orientação do Riq de que é muito bom ter vários carimbos no passaporte, passei a usar só o passaporte.
Na boa, é infinitamente mais rápido na imigração.
Ter que preencher aquele permisso demora muito.
O passaporte é carimbado e, pronto, entramos no país.
Ab,
Cinthia.

PêEsse
PêEssePermalink

O documento de quem viaja é o passaporte. É (quase que só) para isso que ele serve. Uso o passaporte sempre, seja para onde for. Usei até nas várias vezes que cruzei a fronteira Brasil-Argentina em Foz do Iguaçu (às vezes indo e voltando mais de uma vez no mesmo dia).

O RG eu perdi há uns três anos. Agora só quando sair a carteira de identidade nacional e unificada. Até lá, nas viagens nacionais, vou me virando com a CNH.

No exterior, o passaporte fica sempre no hotel, dentro da mala. Para andar sempre comigo uso a CNH.

Mariana - Hotel Querido

Alguns dos nossos hóspedes tiveram problema ao apresentar RG no embarque e acabaram perdendo o vôo. Nem adianta chorar nem se revoltar, pois as autoridades de imigração tem poder total de decidir se o documento vale ou não vale. E isso porque a imigração argentina (por exemplo) é super tranquilinha, não pergunta nada demais nem quer ver quanto dinheiro você tem mão (situações que já vivi em Londres e em Amsterdam). A única coisa que PRECISA estar nos trinques é o documento oficial com foto e data de emissão aceitáveis. Como o Riq já disse, com o passaporte não tem erro. Portanto, arriscar para quê? Como explicaram acima, o visto de entrada no país (turista) é carimbado no passaporte. Entrando com o RG o visto é carimbado no papelzinho que NÃO PODE ser perdido, já que ele que prova a data que você entrou na Argentina e que portanto, não é imigrante ilegal. Alguns bancos exigem o visto de entrada para realizar operações de câmbio (o passaporte ou no, caso, o tal do papel). O Buquebus exige o tal visto também, para quem vai sair do país para ir ao Uruguai. Outra coisa que pode ser complicada é ter algum acidente ou problema legal no país (bate na madeira 3 vezes) e não ter como provar que você não está a mais de 3 meses (período que vale o visto) por aqui como ilegal. Passaporte sempre!

Polliana
PollianaPermalink

Ao menos na fronteira da Argentina com Foz do Iguaçu, a CNH também é válida! Em setembro de 2010, viajei com um amiga e ela usou. O taxista disse que era uma reivindicação antiga deles que havia sido atendida recentemente.

Andre L.
Andre L.Permalink

Se isso estiver ocorrendo, é um "jeitinho" ilegal que deveria ser denunciado às autoridades argentinas.

Marcie
MarciePermalink

Eu já fui barrada em Ezeiza porque meu RG era novinho em folha. Nunca mais! Passaporte, sempre!

Alex Melo
Alex MeloPermalink

Cansei de ir pro Uruguai só com RG, e também já fui para Argentina, Chile e Paraguai só com ele. Mas... já vi gente sendo barrado suficientes vezes prá dizer que vale mais a pena não se arriscar e levar o passaporte sempre que puder.

Lili-CE (@lilianesonsol)

Sem falar que a capinha do passaporte serve p/ colocar o certificado de vacinação contra febre amarela, os telefones do Embratel Direto, papelzinho da imigração, o antigo papelzinho de declaração de bens da Receita... wink

Lili-CE (@lilianesonsol)

Provavelmente irei à Londres em julho, c/ um passaporte novinho em folha, mas penso seriamente em levar o vencido (que tem um visto americano válido), just in case...

Dani Cruz
Dani CruzPermalink

Não é opção. Vc TEM que andar com o passaporte antigo neste caso. wink

Caroline®
Caroline®Permalink

Eu fui pra Bs As. em novembro com passaporte. Primeiro, porque passaporte é documento pra viagem internacional, de que adianta ter e não usar? Segundo, porque meu RG tá velhão, e eu não ia correr risco. Terceiro, porque o passaporte era novinho, e eu queria uns carimbos nele. grin

Priscila [Inquietos]
Priscila [Inquietos]Permalink

Riq, eu sempre vou com o passaporte, justamente para ganhar mais carimbos (e pq meu RG é de 1993). Pode ser até lenda urbana, mas eu acho que os carimbos impressionam sim na imigração.

Eu nunca ando com meu passaporte na viagem, ele fica no hotel. Para me identificar, sempre usei a CNH e nunca tive problemas.

E realmente isso de RG é um sorteio. Numa viagem de fim-de-ano da empresa, uma das colegas foi só com a carteira de motorista (que não aceitaram) e não tinha passaporte. O que ela fez para embarcar? Foi na delegacia dentro do aeroporto, fez um termo que o RG dela foi roubado e embarcou lépida e faceira para Buenos Aires. Só com um mero termo, sem foto nenhuma!

Daniel Pinheiro
Daniel PinheiroPermalink

Prefiro o passaporte, sem dúvida. Até porque a chance de você acabar perdendo aquele papel que lhe entregam na entrada do país (com a carteira de identidade) e que deve ser devolvido na saída é maior do que perder o passaporte.

Riq, sem querer ser chato, mas na listagem dos países faltou o Peru.

Carolmay
CarolmayPermalink

Passaporte sempre, só na primeira vez em Montevideo que eu não tinha e foi uma compra por impulso que usei RG, depois disso não arrisco mais e coleciono carimbos da América do Sul. Muito mais cômodo e para as comprinhas apresento o RG.

Mari Campos
Mari CamposPermalink

Isso mesmo, passaporte sempre! Por segurança, por comodidade e pelo gostinho dos carimbos wink

Dionísio
DionísioPermalink

Sobre esta frase: "Um passaporte com carimbos vale mais na hora de você passar por uma imigração na Europa ou pedir visto pros Estados Unidos", me parece corretíssima.

Em dezembro, ao chegar em Lisboa, o oficial da imigração abriu por acaso o passaporte da minha esposa bem na página do visto americano. Notei que ele claramente leu o visto e então pegou o meu passaporte e checou se eu também o tinha. Como foi positivo, ele não nos perguntou nada além do hotel em que ficaríamos.

Fiquei com a nítida impressão de que o visto americano foi como uma chancela de confiabilidade em nosso favor.

Dani Cruz
Dani CruzPermalink

Para mim, é justamente isso. Vários carimbos de entrada e saída em outros países significa que você entrou e saiu várias vezes e não causou problemas, ou seja, a tendência é essa para o próximo país que vc está tentando entrar.

Samira
SamiraPermalink

Nós também sempre levamos os passaportes. Depois, durante a viagem deixamos no hotel e para passear levamos uma cópia colorida. Até agora, não tivemos problemas. Também acredito que quanto mais carimbos, melhor. Os funcionários da imigração sempre dão uma olhada neles.

Thémis
ThémisPermalink

Sempre viajo com passaporte. Além das facilidades relatadas, acho legal colecionar os carimbos das minhas viagens. Tb costumo guardá-ls no hotel. E qto à CNH, até nos USA já apresentei como documento de identidade na hora de passar o cartão de crédito. Nunca recusaram.

Ernesto, o pato
Ernesto, o patoPermalink

Para quem quer viajar para a Europa, a dica do passaporte e excelente.

Particularmente, eu levo para a America do Sul, apenas a identidade, que incomoda menos no "money belt", e ando com uma copia autenticada e a carteira de advogado.

Ser roubado de um passaporte não deve ser bom. Sugiro scanear passaporte e documentos, e deixar num e mail tipo g mail ou yahoo.

Ate agora nunca tive qualquer problema, mas como foi lembrado, papel da imigração não e para ser perdido.

Sandrissima
SandrissimaPermalink

Como o PeEsse falou, o documento para viajar para o exterior é o PASSAPORTE. Os depoimentos comprovam isso. Deve-se ler a legislação específica da cada acordo internacional desses...
A legislação de documento de identidade:
Decreto 7.166/2010 - Cria o Sistema Nacional de Registro de Identificação Civil (validade de 20 anos);
Lei 7116/83 | Lei nº 7.116, de 29 de agosto de 1983 - Assegura validade nacional as Carteiras de Identidade regula sua expedição e dá outras providências. (alguns estados como o Ceará diz que são 10 anos, alguns lugares - como bancos - aqui na BA tb só aceitam com validade inferior a 10 anos).
Carteira de Habilitação não garante entrada em outro país, assim como a Carteira de Identidade Profissional (Conselhos Profissionais como: CRM, COREN, CREFITO, etc) que são ESTADUAIS, não valem nem em outro estado.
Algumas empresas de turismo esquecem de mencionar esse tema ao venderem pacotes e assimilados.

Andre L.
Andre L.Permalink

Carteiras de IDentidade Profissional tem fé pública em todo o território nacional. A repartição ou empresa que recusá-las, exceto em casos que tornem difícil a identificação (documento deteriorado, foto irreconhecível), é ilícito recusar as mesmas. Vc pode até processar alguém que, podendo exigir, se recusar a aceitar sua CNH ou carteira do CREA.

Viajanterj
ViajanterjPermalink

Um amigo meu foi impedido de embarcar para um dos países do Mercosul pelo fato de sua carteira ter mais de 10 anos. Pelo menos essa foi a explicação dada à ele. Com isso ele acabou perdendo o curso pago pela empresa...

ana
anaPermalink

acabei de voltar do chile e da argentina só com rg e no problem. cheguei a pensar que não ia conseguir entrar pq não vi ninguém com rg, toda a brasileirada estava com passaporte. mas com o preço do passaporte e validade de apenas 5 anos, vou deixar pra fazer o meu só quando for pra fora da américa do sul.
os 2 velhos passaportes que tenho tem carimbos o bastante pra apresentar em migração na europa.

Tadeu Zanoni
Tadeu ZanoniPermalink

Eu já usei passaporte para passar na divisa com a Argentina em Foz do Iguaçu. Meu RG ainda é o primeiro que tirei, anos 80, cada de adolescente....Fiquei com carimbo de entrada e saída com a mesma data...

Beatriz Mazer
Beatriz MazerPermalink

Se você ainda não tirou o passaporte e quer viajar para a Argentina , vá tranquilo com uma carteira de identidade com menos de 10 anos. Guarde o papel com o carimbo da imigração para entregar na volta!Esta é uma das vantagens de viajar aqui no Mercosul!
www.jovensdeespirito.com.br

Marcela
MarcelaPermalink

COMO DEVO AGIR E O QUE DEVO EVITAR PARA FACILITAR AS CHANCES DE MEU VISTO PARA OS EUA SER APROVADO ? ESTOU COM ENTREVISTA AGENDADA PRA ABRIL DE 2011 E GOSTARIA DE ALGUMAS DICAS A RESPEITO.
Obrigada

Cid Alexandre
Cid AlexandrePermalink

MArcela, esse nervosismo faz parte do roteiro do visto. MAs a dica é sempre a mesma, se comporte naturalmente e leve documentação de tudo que pode comprovar seu vínculo com o Brasil como extrato de conta corrente, IR, diploma de curso superior, holerith, carteira de trabalho, IR de empresa em seu nome se for o caso, comprovante de casamento com a documentação citada acima do seu marido.... Na verdade, esse monte de papel vai servir para te dar segurança, pq na hora eles não vão pedir absolutamente NADA disso. Vão só perguntar o que vc vai fazer lá, qdo volta e algumas perguntinhas bestas. A não ser que vc não tenha curso superior, more em Governador Valadares, seja jovem, solteira, de classe D ou E, insegura e sem saber responder qdo volta, o que vai fazer lá e onde vai ficar, sua chance de ter o visto aprovado é de 99,999999%. Relaxa. Só esse Caps Lock já denuncia que vc está muito nervosa.... Se vc não deve, vai por mim, relaxa.

Rosane
RosanePermalink

Tive que buscar ajuda diplomatica em Salto Guayra para entrar de carro no Paraguai e ir até a Posadas na Argentina. A imigracão paraguaia exigiu CARIMBO DE SAÍDA DO BRASIL em meu passporte. Em Encarnacion também exigiram o carimbo para sair. Não levei minha Cart. de identidade por ter mais de 10 anos, entretanto fui aconselhada pelo CONSULADO BRASILEIRO ,a levá-la, na proxima vez que retornasse aquele país. Achei um ABSURDO. Não precisa carimbar o passaporte no país de origem, ainda mais o Brasil que é um país livre.

Mayra
MayraPermalink

Estou pensando em ir com o passaporte, of course, e levar o RG para identificação, será que rola? Ou é melhor uma xerox autenticada do passaporte?

A Bóia
A BóiaPermalink

Alô, Mayra! O que o Comandante recomenda é o uso do passaporte, mesmo. Leia o texto com atenção! smile

Fábio Sales
Fábio SalesPermalink

Eu vou passar o São João no Chile e cheguei até essa página por conta da minha dúvida. Enfim, não possuo passaporte, mas sei que há esse acordo de 'livre acesso' pelos países da América do Sul. O que eu gostaria de saber é se quem possui RG Militares também podem usufruir desse direito. Minha carteira é da Marinha, pois meu pai é Sargento da mesma. Tirei uma SSP mas parece que não ficará pronta até o dia da viagem.

E então, corro o risco de ser barrado com minha RG Mari-SSA?

Fábio Sales
Salvador-Ba

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

O melhor a fazer é consultar a cia. aérea. São eles que em última instância deixam você embarcar com o documento ou não.

Andre L.
Andre L.Permalink

Legalmente, os comandos militares são análogos às SSP para emissão de documento de identificação. Não é como o caso de conselhos profissionais, que possuim equivalência, mas sim um poder delegado direto.

A questão é verificar os detalhes com a cia. aérea

Fernanda
FernandaPermalink

Ajudem-me, por gentileza!
Vou a Foz e queremos ir À Puerto Iguazu. A viagem é semana que vem. Somente hoje vi que minha identidade simplesmente sumiu!!! a pergunta é:
consigo entrar no paraguai e em puerto com minha CNH? Alguém passou por essa situação?
Li que existe um acordo entre os países em questão que aceitem a cnh, mas gostaria muito que alguém me falasse se passou por isso na prática e o que ocorreu. Abraços e obrigada.

zuzu
zuzuPermalink

Em Puerto Iguazu agora pode, com certeza. No Paraguai, nao sei. Sugiro que vc mande um email ou telefone para o Wladimir, olha aqui
https://www.viajenaviagem.com/destino/foz-do-iguacu/#comment-147811

Ele com certeza sabe, porque nao sai de lá, e , ademais , é um ótimo guia.

Carla
CarlaPermalink

Minha sogra esteve lá na semana passada e não conseguiu entrar com a CNH, Zuzu. Eu acho melhor não arriscar.

Carla
CarlaPermalink

Não. Para entrar na Argentina, só vale RG (de preferência com menos de dez anos, ou com foto de você já adulto) ou Passaporte. Sem eles, você não entra nem no free-shop da fronteira. No Paraguay eu não sei, porque faz muito tempo que eu não vou, mas até uns seis anos atrás ninguém nunca me pediu nenhum documento para entrar.

Vinicius
ViniciusPermalink

Paraguai, com certeza, afinal não pedem nada para entrar, é como se não tivesse aduana, eles não param ninguém. Puerto Iguazu, talvez. Quando eu fui haviam pessoas somente com Habilitação que conseguiram entrar, mas não é a norma.

Andre L.
Andre L.Permalink

Cuidado com o caso Paraguaio. Mesmo que não te peçam documentos na entrada, podem te pedir na saída. E aí, vc tem um problemão para resolver...

wladimir
wladimirPermalink

Fernanda,
Boa tarde, bem como voce vai ate a cidade de puerto iguazu nao havera problema sua CNH, pois se voce prescisar viajar por exemplo: Buenos Aires ou outra cidade argentina com mais de 40Km ou permanencia de mais de 72hrs no pais vizinho. Voce tera que fazer um pedido de permisso que libera voce oercorrer tudo isto via aerea ou terrestre, porem para fazer este pedido voce tem que estar com o RG, ou o Passaporte todos originais e com sua validade em dia.
Passaporte ( data de vencimento)
RG ( no maximo com 10 anos apartir da data de emissao)

Desejo desde ja boa Viagem
se acaso nao programou sua estadia em foz com transporte e passeios, fico desde ja a disposiçao.

45 9132-4841 vivo
45 9974-3278 tim

receptivo_vipfoz@hotmail.com

wladimir simoes amaral

Rodrigo Barneche
Rodrigo BarnechePermalink

Em Puerto Iguazú não se entra com CNH. Experiência própria.

Marilia Marconi
Marilia MarconiPermalink

Oi, Fernanda.
Eu estive em Foz na Semana Santa e, embora tenhamos entrado todos com a identidade "comum", o taxista que nos levou a Puerto Iguaçu comentou que já eles aceitam a CNH.
Parece que deu um rolo com um dos nossos congressistas, que queria entrar mas estava sem a identidade, e passaram a permitir a CNH. Coisas do Brasil... wink

Thiago Silva
Thiago SilvaPermalink

Moro em Foz do Iguaçu então posso te passar essa informaçao, existe um acordo e agora estão aceitando a CNH, mas apenas para idas a Puerto Iguazu, além de Pto Iguazu apenas com Identidade ou Passaporte

RosaBsb
RosaBsbPermalink

Eu estava com identidade e o marido com CNH, o marido foi barrado e voltamos. A informação não é atual, isso ocorreu em 2002.

Fernanda
FernandaPermalink

Oi Rosa:
Obrigada pela informação! entretanto se alguém tiver uma experiência mais recente (ocorrida depois desse acordo que citei datado em dez2010) eu agradeço também! rsrsr.
Boa semana para todoss!!!

Polliana
PollianaPermalink

Serve sim, Fernanda. Em setembro do ano passado fui com umas amigas para Puerto e Paraguai (saindo de Foz) e uma das minhas amigas usou a CNH. Não sabíamos que podia, mas o taxista disse que um acordo recente autorizava isso.

yara xavier
yara xavierPermalink

Olá Fernanda,
Minha filha foi com amigos de carro para a Patagônia e foi na fronteira com o Uruguai que o amigo motorista se tocou que não havia levado o RG nem o passaporte. E não teve jeito: uma outra amiga despencou de São paulo para levar o documento. Mas, tudo bem, eles passaram e a gentil moça seguiu junto com eles.

José Vicente
José VicentePermalink

A CNH não é aceita como documento no Mercosul. Mas, em geral, não é exigido nenhum documento para entrar no Paraguay por Foz. E quando é exigido, ele o é somente do lado brasileiro, pela Pol. Federal, mas mesmo assim, muito raramente. E neste caso, a CNH vale. O mesmo não vale para entrar na Argentina por Foz. A Aduana argentina é super rígida, exige documentos sempre e não aceita CNH de jeito nenhum. Se você fizer compras, e voltar de a pé, passando pela Aduana brasileira, o que você deverá ter em mãos é o seu CPF.

wladimir
wladimirPermalink

Boa tarde Joao vicente,
bem deixa eu so atualizar suas informaçao, o sistema entre os paises paraguay e brasil esta mudando o pedido de documento agora esta mais frequente, porem pode ser usado RG, CNH E PASSAPORTE. menores somente acompanhado do pai ou mae, ou o responsavel que acompanhar com uma autorizaçao que tem no site da policia federal assinada pelos pais ou pea pessoa ausente na viagem.
agora na argentina esta sendo aceita a CNH porem somente a viagem ate puerto iguazu nao mais de 40km, entao se quer ir nas cataratas pelo lado argentino pode usar rg, cnh e passaporte.

atencisosamente.
45 9132-4841 vivo
45 9974-3278 tim

receptivo_vipfoz@hotmail.com

wladimir simoes amaral

Cesar
CesarPermalink

Fernanda, infelizmente o acordo para entrar na Argentina com a CNH foi de apenas 3 meses (Nov. Dez. e Jan. se não me engano) e parece que não foi renovado. Sem o RG só se for com o passaporte.

MARCIO ALEXANDRE
MARCIO ALEXANDREPermalink

Moro em Mato Grosso do Sul, portanto, próximo da fronteira com o Paraguai e Bolivia. Também não é longe de Foz do iguaçu, partindo do sul do Estado de MS (Mundo Novo). Todos deram opiniões respeitáveis. Dá pra ver que tudo é muito complexo quando se trata dos nossos "hermanos", tanto argentinos, quanto paraguaios e bolivianos. RG serve, mas "dependerá" do humor do agente fronteiriço. CNH pode até valer, mas vc correrá um risco tremendo e, como disse uma colega num dos posts acima, dependendo vc nem entra no duty free de Puerto Iguazu. Em Ciudad del Leste, então, se prepara para ser abordada a todo o instante. Lá tem sempre alguém querendo uma propina. O melhor é pegar um taxi em Foz e marcar hora pro taxita de pegar no fim da tarde. Não arrisque a viagem. Leve um passaporte válido. Ah! Para entrar de carro na Argentina ainda tem a frescura de uma tal "carta verde", que é só pra arrancar dinheiro dos turistas brasileiros. Engraçado que eles entram no Brasil sem qualquer problema!!

Lucia
LuciaPermalink

Marcio, a carta verde tb é exigida dos hermanos quando entram no Brasil. é um seguro do Mercosul. Informaçoes no site da Federação das Seguradoras. www.fenaseg.org.br/main.asp?View=%7BA0BA8F3D-D325-48E5-B7A5-BA3CA3F2B4F5%7D

Andre L.
Andre L.Permalink

A carta verde é um certificado de seguro internacional, para garantir que se vc causar danos em veículos no estrangeiro, não sumirá, simplesmente, deixando o prejuízo para os locais. O que ocorre é que em geral ela é incluída em todos os seguros argentinos, mas nào em todos os brasileiros.

Lucia
LuciaPermalink

Marcio Alexandre, a carta verde não é frescura, é um seguro obrigatório que todos os paises do Mercosul solicitam. Os argentinos e uruguaios também tem de pagar a Carta Verde para ingressar com seus carros no Brasil. A União Europeia também solicita um seguro de 30.000 para o ingresso de turistas em seu território. Acho que o nome é seguro Schengen.
Nas normativas e deliberações do Mercosul foi estipulado que o documento de ingresso é o passaporte ou carteira de identidade. CNH e carteira de identidade profissional ( tipo OAB) não são considerados documentos de ingresso.

Rafael Carvalho
Rafael CarvalhoPermalink

Provavelmente não. O único documento válido no acordo do Mercosul - além do passaporte - é o RG com foto recente. Abs

Martha
MarthaPermalink

Vou pra Buenos Aires daqui uma semana e nem o passaporte, nem o RG novo ficarão prontos até lá, meu RG tem 11 anos, consigo entra na Argentina com ele?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Martha! Essa lei dos 10 anos não existe. Mas as companhias aéreas podem pegar no seu pé. É isso que o texto diz, releia com atenção.

Valéria
ValériaPermalink

E para quem vai alugar apartamento em Buenos Aires (ou seja, sem hotel com cofre pra deixar o passaporte), como faz, sai na rua com o passaporte mesmo? Ou arrisca deixar na mala trancada pra sair com a cópia?

Marcelo
MarceloPermalink

Bem pessoal..apesar do R.G valer como documento..a impressão que tive a primeira vez que fui na Argentina em 2009 foi que o pessoal de Aeroporto,Casas de Câmbio não gostam mto do RG.Tentei trocar real por peso no Banco de La Ciudad de Buenos Aires que fica dentro do Aeroparque e o pessoal da Agencia meio que fez cara feia com o RG. Ano passado voltei com o Passaporte e parece mais tranquilo.Outra coisa não percam de forma alguma o papel com o carimbo da Imigração Argentina quando passar por ela..eles vão pedir de volta o mesmo papel quando passar na imigração na volta para o Brasil.

Lucas
LucasPermalink

Alguém sabe se eu posso entrar na Venezuela (por avião) só com RG? Tenho que ir pra lá no mês que vem e meu passaporte está vencido.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Lucas! O texto acima responde sua questão wink

jorge
jorgePermalink

fala lucas, sim pode mano vai tranquilo tu tem que ir dereito na aduana da venezuela ali se chama "saime" tu vai mostrar teu rg vai receber um dcs temporal tipo uma folha papel carta que tem ate 90 dias habiles ai tudo legal e certinho!

Tullio Scolari
Tullio ScolariPermalink

galera o que faço? ganhei uma viagem para buenos aires para o feriado, que acontece na semana que vem e e minha identidade tem mais de 10 anos, como faço para nao perder a oportunidade e conseguir entrar em buenos aires, como ja esta tudo marcado nao tenho como nao ir, será que arrisco?

Patrick
PatrickPermalink

Eu, se fosse você não arriscaria. Ainda mais para Buenos Aires. Lá eles adoram um passaporte, imagina o que vão achar de uma identidade vencida? Você deveria ter providenciado isso logo que ganhou a viagem. Já poderia estar com a identidade novinha em folha.

Artur Rabelo
Artur RabeloPermalink

Gostaria muito de obter uma informação que para mim é de suma importância: tenho um histórico de entradas e saídas de vários países da Europa dentro dos prazos pre estabelecidos e sem qualquer problema... quando meu passaporte vencer e eu renovar para um novo passaporte, perderei todo este histórico que conta a meu favor, entregando meu passaporte velho na PF??? Penso que se for assim, poderia haver uma forma de preservar minha história de bom cidadão cumpridor de meus compromissos!!!!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Artur! Não precisa entregar não... peça para cancelarem e o antigo e fique com ele. Quem tem visto americano no passaporte antigo continua viajando com o antigo.

Se não tiver visto americano válido nele, porém, o passaporte antigo só vai servir de recordação mesmo.