8 coisas que você não deve esperar a próxima viagem para providenciar

Certificado internacional de vacinação

Tomar vacina contra febre amarela

Outro dia uma alma aflita me procurou no Twitter porque tinham informado na Gol que era necessário certificado de vacinação contra febre amarela para viajar a Barbados. Eu respondi que não sabia disso, e que ninguém, em nenhuma das seis ilhas que visitei nesse giro pelo Caribe (incluindo Barbados), procurou pelo certificado no meu passaporte (eu tenho, válido até 2013).

Logo em seguida a coisa se esclareceu — o certificado seria necessário para quem saísse da Região Norte. Mas essas coisas são obscuras, mesmo. De vez em quando aparece gente que fala da necessidade de vacina contra febre amarela para ir à Colômbia. Quando fui à Venezuela, em 2003 (fazer a foto da Bóia, haha), precisei da vacina — mas não que a Venezuela exigisse. Voltei via Manaus, e a vacina seria necessária para voltar ao Brasil. Ou pelo menos foi assim que me explicaram.

Por essas e por outras é que eu sempre digo: pessoal, bora tomar a maldita vacina antes que seja necessário. É só passar num posto da Anvisa. É preciso se cadastrar no site da Anvisa (obrigado, Adolfo!); no cadastro você saberá quais postos estão aptos a aplicar a vacina.

A vacina só começa a valer 10 dias depois de tomada — mas depois continua válida por 10 anos. É melhor tomar agora, que você não precisa, do que cair nesse papo-aranha, em que muitas vezes a gente topa com um funcionário mais realista que o rei, que descobre pêlo em ovo e outros lugares-comuns ainda piores.

A exemplo da vacina da febre amarela, há várias providências que você não deveria esperar pintar uma viagem para tomar:

Ter um passaporte com mais de 6 meses de validade

Alguns países só permitem a entrada de visitantes com passaporte válidos por pelo menos 6 meses depois da chegada. Não é o caso, por exemplo, dos Estados Unidos, que deixam você entrar mas limitam a permanência à validade do passaporte. Mas quem diz que todo atendente de check-in sabe disso? Em alguns aeroportos a moça não vai deixar você embarcar. E a fila do check-in não é o momento mais adequado para discutir legislação. Então não deixe o seu passaporte ficar próximo de vencer. Agende a renovação o quanto antes — até porque ultimamente a coisa anda enrolada.

A propósito: ter um passaporte

Muita gente aproveita o fato de poder viajar para os países do Cone Sul com carteira de identidade para não fazer passaporte. Na minha opinião, é um erro. Quanto mais carimbos você tiver no seu passaporte, mais tranqüilo é passar pela fronteira de países com imigração encrenqueira. E a tal da carteira de identidade sempre corre o risco de ser recusada por atendentes de check-in ou funcionários de aduana que não achem que você é a mesma pessoa daquela foto de onze anos atrás. Passaporte já!

Visto americano

Não espere aparecer a oportunidade de viajar para os Estados Unidos para solicitar seu visto. Na última hora é um deus-nos-acuda — o Brasil inteiro está querendo visitar a Flórida. À diferença do que muita gente pensa, não é necessário ter viagem marcada para pedir ou renovar o seu visto americano. Se você não mora numa cidade com consulado americano, fazer antes de precisar faz ainda mais sentido: você aproveita um feriado local ou pede uma segunda ou sexta de folga e faz uma viagenzinha a São Paulo, Rio, Brasília ou Recife para fazer o visto. Às vésperas de viajar, além de difícil de agendar, o procedimento acaba encarecendo a viagem aos Estados Unidos. Antes de precisar tirar o visto, dá para contabilizar o gasto como uma viagem de lazer. Agende já!

Mala boa

A gente só se dá conta de que está precisando de uma mala decente na hora de viajar. Mas aí costuma ser tarde demais. Aproveite a entressafra entre viagens e invista naquela mala bacana de quatro rodinhas (minha recomendação: compre o tamanho médio, de 65 cm de altura com a mala na vertical). Mala boa custa caro, e é bom você fazer esse crediariozinho meses antes de viajar.

Adaptador universal de tomada/cadeado TSA

Dois itens indispensáveis, e que na última hora são complicados de conseguir. Da próxima vez que você fizer compras online, procure esses dois itens e inclua na sua cesta. Poucas coisas são mais chatas do que chegar num lugar e ter que ir atrás de adaptador (pela lei de Murphy, a recepção do seu hotel sempre vai ter acabado de emprestar o último dos adaptadores do estoque).

Pay Pal

Para alugar apartamento ou fazer reservas com fornecedores alternativos, um PayPal (sistema internacional de pagamento entre contas de cartão de crédito) é fundamental. Demora algum tempinho, porém, até que a sua conta seja verificada e validada. Por isso, não espere precisar para abrir uma. Leia como fazer isso neste post aqui.

Esqueci alguma coisa? O que você recomenda que não se espere até a véspera da viagem para providenciar?

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire


480 comentários

Tenho 67 anos estou com viagem marcada para Paris e Portugal.não tomei a vacina da febre amarela.Eles vão exigirem?

    Olá, Maria José! Para a Europa não exigem, só para países tropicais. E você pode pedir um certificado de isenção para o seu médico.

Bom eu queria saber se presiso tomar a vacina. Em agosto saio de brasilia,faco escala no panama e sigo para nassau?e necessario? O meu marido também?ele tem 65 anos?

Nao votei as 2 eleicoes e n justifiquei, posso ser barrado pela pf de viajar?

    Olá, André! Isso só é verificado na feitura ou renovação do passaporte. Quando for renovar seu passaporte, você precisará antes regularizar a situação no seu cartório eleitoral (pagar multa baratinha).

    Exatamente. E o valor da multa é ridículo, uns R$3,50 por cada turno de votação que a pessoa não compareceu e não justificou.

Vou viajar para Londres em 15 de julho, meu passaporte brasileiro vence em dezembro(5meses),tenho passaporte Italiano, sempre entro com ele, preciso renovar o brasileiro?

    Olá, Lucia! Você vai sair e entrar no Brasil com seu passaporte brasileiro, entrar e sair da Europa com o seu passaporte europeu. O Brasil evidentemente não pede nenhum excesso de validade a brasileiros nem para sair nem para voltar, basta o passaporte estar válido. De todo modo, não é inteligente ficar com passaporte perto de expirar. Se você se descuida, o passaporte perde e validade e você pode deixar alguma viagem escapar porque não tem como sair do Brasil.

Boia, eu tomei vacina contra febre amarela em janeiro (pois eu ia trabalhar no meio da selva amazônica) mas tá no meu cartão de vacina normal, só em português. Só esse serviria em uma eventual comprovação ou tenho que ter a carteira internacional? Obrigada.

    Olá, Roberta! Tem que ter o certificado internacional para entrar em países que exigem a vacina.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.