IOF: o que muda para o viajante

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

IOF de 6,38%: e agora?

ATENÇÃO: há um post mais atualizado sobre o assunto:

Clique aqui: ATUALIZADO: dólar x euro x débito x crédito x VTM

O que fazer depois da maxitributação do cartão de crédito nas compras internacionais?

Não há uma resposta simples para esta pergunta. Além da paulada do IOF de 6,38%, o turista ganhou um monte de cáculos para fazer.

Antes de mais nada, é bom ter uma coisa em mente:

- Não existe operação de câmbio em que você não saia perdendo.

Por definição, cada vez que você compra ou vende uma moeda, você está perdendo um pouco. Operação de câmbio é bom pra banco e pra cambista. O objetivo do consumidor é reduzir suas perdas ao mínimo possível.

- A questão não é só 0,38% x 6,38%.

Mal foi promulgado o decreto-lei e já apareceu emissor de cartão de débito internacional (tipo Visa Travel Money) dizendo que esta modalidade ficou "6% mais barata" do que cartão de crédito. Não é bem assim. Há outros números envolvidos. É preciso levar em conta qual a cotação usada para a venda. Quanto custa o dólar do cartão de crédito? Quanto custa o dólar do cartão de débito? Quanto custa o dólar cash? Esses números são tão importantes quanto a alíquota do imposto.

- Quanto custa o seu dólar? R$ 1,66? R$ 1,67? R$ 1,70? R$ 1,72? R$ 1,76? R$ 1,81?

Essas são as várias cotações do dólar apuradas esta semana. R$ 1,66 e R$ 1,67 são as cotações do dólar em cartões Itaú, Caixa e Banrisul. R$ 1,70 é como estão convertendo Banco do Brasil e HSBC. R$ 1,72 parece ser a cotação mais comum do mercado, adotada por Bradesco, Santander, Citibank/Diners e American Express. R$ 1,76 é o dólar-turismo, que é a cotação-base para venda de dólar cash e cartão de débito internacional (tipo Visa Travel Money); dependendo da praça, do banco ou da corretora, pode ficar um pouco mais caro do que isso. E finalmente R$ 1,81 é quanto está custando o dólar no mercado paralelo.

Um dólar de cartão de crédito a R$ 1,66 ou R$ 1,67 (+ IOF de 6,38%) custa exatamente o mesmo de um dólar de cartão cash ou de cartão de débito a R$ 1,76 (+ IOF de 0,38%).

A tendência é, pelo menos num primeiro momento, a cotação do dólar-turismo subir (já subiu 1,5% desde o anúncio da medida, enquanto o dólar comercial declinou 1%).

Bem-vindo ao maravilhoso mundo das contas

Acho importante ressaltar é que não cabe mais nenhum raciocínio generalista-simplista. Não é porque o IOF de uma modalidade é menor do que outra que o custo final seja necessariamente menor. Não é porque o site cobra em reais que seu preço vai ser sempre menor do que o site que cobra em dólar. Muita gente deve aparecer com essa história de 6% mais barato. Mas é preciso comparar preço a preço.

Pese os pós, contras e pegadinhas de cada um dos canais de compra e meios de pagamento:

DÓLAR, EURO OU LIBRA CASH

Prós: IOF continua em 0,38%. Você garante a cotação do dia da compra, sem sustos posteriores.

Contras: é vendido pelo dólar-turismo (mais alto, com tendência de alta). Não é seguro levar grandes quantidades. Se precisar trocar de novo no exterior, dá trabalho (e custa tempo) para procurar a casa de câmbio onde a perda seja menor.

SAQUE INTERNACIONAL EM CAIXA AUTOMÁTICO

Prós: IOF continua em 0,38%. Em muitos bancos a cotação é próxima ao dólar comercial (mais barata que a do dólar-cash, que usa a cotação turismo). Na maioria dos bancos você garante a cotação do dia do saque, sem sustos posteriores.

Contras: há taxas por operação, que variam de banco para banco, de conta para conta e de rede para rede (é difícil, porém, que representem mais do que a diferença entre a cotação comercial -- caso o seu banco use -- e a cotação turismo, do dólar cash). Mesmo quando a cotação compensa, não é possível custear uma viagem inteira só com saques no caixa automático: há limites de saques por dia, semana ou mês (conforme o banco); o limite de saques não é igual ao saldo em conta corrente.

CARTÃO DE BANCO USADO NA FUNÇÃO DÉBITO (Electron/Maestro)

(Tinha esquecido desta, obrigado por lembrarem!)

Prós. Continua com IOF de 0,38%. Alguns bancos, como Itaú, Caixa e Banrisul, praticam um câmbio próximo ao comercial. Para usar, basta habilitar seu cartão para saques internacionais; não é preciso fazer um cartão específico.

Contras. O limite é baixo (não é igual ao seu saldo em conta) e interefere no limite para saques de caixa automático.

CARTÃO DE DÉBITO (Visa Travel Money, Cash Passport Visa/MasterCard, Global Traveler American Express)

Prós: o IOF continua em 0,38%. Você garante a cotação do dia da compra, sem sustos posteriores. O cartão pode ser recarregado à distância, por internet banking (é o melhor plano B que existe para qualquer contratempo financeiro; ninguém deveria sair do país sem um desses no bolso). Em caso de perda ou roubo, é substituído durante a viagem. Em muitos países funciona com senha, o que aumenta a segurança. Pode ser emitido em dólar, euro ou libra.

Contras: é vendido na cotação-turismo e, uma vez comprado, só pode ser recarregado na corretora que vendeu o cartão (não dá para recarregar numa corretora que eventualmente venda a moeda por uma cotação melhor). Funciona melhor para compras do que para saques (há incidência de taxas a cada saque, e o limite por operação é baixo). Não funciona 100% em compras online. A conversão para outras moedas (diferentes da moeda que foi carregada) incorre em taxas maiores do que as dos cartões de crédito.

TRAVELER CHEQUES

Prós: o IOF continua em 0,38%. Em caso de perda ou roubo, é restituído. Nos Estados Unidos funciona como moeda corrente: qualquer comerciante vai aceitar e dar muitos estabelecimentos aceitam e dão troco em dinheiro vivo, sobretudo hotéis e lojas de departamentos.

Contras: é vendido na cotação turismo. Fora dos Estados Unidos, dá um trabalhão para ser trocado; encontrar quem troque sem taxa está cada vez mais difícil. Seu sucessor natural é o cartão de débito internacional.

CARTÃO DE CRÉDITO

Prós: alguns bancos, como Itaú, Caixa e Banrisul, praticam uma cotação próxima ao dólar comercial, que faz com que, mesmo com a incidência de IOF de 6,38%, o custo do dólar seja equivalente ao do dólar-cash. Pode oferecer recompensas, como milhas (e as milhas acumuladas durante uma viagem internacional podem ajudar a completar uma passagem-prêmio). Oferece a segurança do estorno de pagamentos por serviços não realizados.

Contras: o IOF aumentou para 6,8%. Pode haver variação cambial entre a data da compra e a data do vencimento da fatura. Alguns bancos, como Santander, Citi e Bradesco, praticam uma taxa de conversão pouco vantajosa, entre o câmbio comercial e o turismo. É preciso lembrar a todo momento que o preço que você está pagando terá um acréscimo de quase 7%.

SITES DE COMPRAS E RESERVAS

Em princípio, tudo o que for pago em real é mais vantajoso, porque não há incidência de IOF. Mas é preciso comparar os preços finais (na penúltima página, depois que todas as taxas são incorporadas). É possível que continue havendo ofertas vantajosas nos sites internacionais.

Mistura e manda

Mais do que nunca é preciso considerar todas as possibilidades. Como o meu cartão de crédito pratica um câmbio favorável, eu vou manter a minha fórmula: uma quantia fixa em dinheiro vivo para emergências, saques no caixa automático para o dinheiro do dia a dia, cartão de crédito para gastos maiores e cartão de débito como plano B.

And the winner is...

Pacotes all-inclusive para o exterior vendidos no Brasil...

Fique de olho:

A medida foi tomada de surpresa. Vale acompanhar não só o comportamento da cotação do dólar-turismo, como também a reação dos cartões de crédito: caso sintam o baque, podem acenar ao mercado com ajustes na taxa de câmbio praticada ou na proporção de milhas auferidas em compras no exterior.

Leia também:

Novo IOF: a análise do PêEsse

Novo IOF: a análise da Lena

Novo IOF: a análise do Fred

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire


200 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

André
AndréPermalink

Irei fazer compras de maquina fotográfica sony hx100, xbox 360, acessorios, etc... pela amazon. Qual o melhor dia de compra on line? Black friday ou cyber monday. Enviarei para o hotel, pois somente chegarei em NY no dia 03/12. Obrigado pela ajuda.

Viagem Afora
Viagem AforaPermalink

A nossa estratégia é: sempre quando chegamos a um país, fazemos um saque no maior valor possível, para diluir a taxa de saque e fazemos uma compra pequena no cartão de crédito e comparamos os dois rates ( do saque com debito em conta corrente e compra com cartao de credito) feita a análise, decidimos o que mais vamos usar. Até agora nesta nossa volta ao mundo, o saque com débito em conta corrente tem ganho de lavada, sempre tem o melhor rate. Por isto evitamos ao máximo cartão de crédito, até para compras grandes.
www.viagemafora.blogspot.com

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Viagem Afora! Excelente estratégia sobretudo agora em tempos de IOF de 6,38%.

Nem todo mundo, porém, consegue sacar no exterior tudo o que tem na conta -- na maioria das contas há limites. Mas quem puder sacar sem essas limitações realmente é excelente!

diego
diegoPermalink

qual e a diferencia e qual e melhor entre CARTÃO DE BANCO USADO NA FUNÇÃO DÉBITO (Electron/Maestro) e CARTÃO DE DÉBITO (Visa Travel Money, Cash Passport Visa/MasterCard, Global Traveler American Express)? Voce pode fazer compras no exterior (lojas, restaurantes) com cartao de banco na funcao debito?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Diego! Leia com atenção o texto; está tudo descrito com detalhes acima! smile

Gabriel
GabrielPermalink

Boa Noite!Estou indo pra Los Angeles semana que vem e vou ficar uns dois meses na casa de amigos e gostaria de comprar algumas coisas como um MackBook Pro, um Ipad e outras coisas...estou em duvida entre o Visa Travel Money e o American Express. O que voce me aconselharia para fazer? Retirar um dinheiro e deixar guardado pra efetuar a compra ou comprar com a função de debito por um desses cartoes? Com qual sairia no lucro?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Gabriel! Não aconselhamos levar dinheiro vivo, é muito arriscado. Veja qual é a cotação do dólar do seu cartão, acresça o IOF e compare com a cotação que você conseguir com o VTM.

Eni Pinho
Eni PinhoPermalink

Vou a um cruzeiro(1ª vez), até a Argentina. Qual seria a melhor opção?
Grata!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Eni! No barco você não precisará de dinheiro -- leve dólares apenas para jogar no cassino.

Veja o que fazer ao chegar ao porto em Buenos Aires:
https://www.viajenaviagem.com/2011/01/chegando-em-buenos-aires-pelo-porto-cambio-e-transfer/

Leia também:
https://www.viajenaviagem.com/2011/08/a-melhor-moeda-para-levar-para-o-exterior-seu-cartao-do-banco/

Tiago
TiagoPermalink

A bóia, bom dia! na Argentina e Uruguai, o VTM tem duas taxas fixas por operação, certo (IOF 0,38% + 2,5 U$ por saque). Pela sua experiência, qual a cobrança média por uso do caixa automático ou compras.

Se ponho 300U$...qu anto tenho disponível, em média? Quero ter esse plano B...mas quero saber quanto tenho p gastar nesse plano!!! heheh

Abraço. Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Tiago! Ao carregar um cartão tipo VTM você paga os 0,38% na hora da compra, então fica com todo o valor em moeda forte disponível. Daí vai ter essa taxa de saque, pode haver também taxas de uso do terminal bancário. Normalmente é possível acompanhar o extrato pela internet.

Alexandre
AlexandrePermalink

Boa Tarde, estou indo para europa fazer Amsterdam e Paris no final de janeiro, estou pensando em levar uma quantia no Amex Global Travel e uma quantia em euros, mais o cartão de crédito internacional que pretendo utilizar somente como plano B, o que vc acha conforme sua experiencia, estou agindo corretamente? vc acha que devo levar o mínimo de euros possíveis e carregar mais o Global Travel? tem um valor mínimo em espécie que tenha que levar por pessoa para as cidades que mencionei?
Desde já muito obrigado por suas dicas.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Alexandre! É isso mesmo. Você pode também habilitar o seu cartão do banco para saques internacionais. Assim você consegue sacar em moeda local em qualquer caixa automático, direto da sua conta corrente. Mais detalhes no texto wink

Mariana D.
Mariana D.Permalink

Muito cuidado com o cartão de crédito do Itaú. Antigamente eles cobravam uma taxa de conversão próxima ao dolar comercial, o que somados aos 6,38% do IOF em geral ficava parecido com o dolar turismo. No entanto, desde setembro eles estão cobrando taxas absurdas, mais próximas ao dolar turismo do que do comercial. Não tinha reparado ainda, mas depois dos alertas nos comentários daqui do VnV, fui checar as minhas últimas faturas do cartão (Itau Personnalite Mastercard):

Na fatura vencida em 06/12/2011, com fechamento em 23/11/2011, o banco cobrou (no fechamento) uma conversão de 1,92. Chequei a cotação do dolar comercial no dia 23/11/11 (pelo site do Banco Central) e vi que era de 1,84!!!!!!!!! Um roubo!!!!!
Na fatura vencida em 06/11/2011, com fechamento em 25/10/11, o banco cobrou a conversão de 1,83. No dia do fechamento, o dolar comercial fechou em 1,754. Neste mesmo dia o dolar turismo era de 1,83 (exatamente o que me cobraram)...

Alguém verificou se os outros bancos também estão fazendo isso? Não uso mais o Itaú no exterior.

Dinheiro no exterior « noruegando

[...] eu gostaria de recomendar o post do Ricardo Freire do blog Viaje naViagem que me abriu os olhos pra pelo menos entender que dinheiro no exterior não se resume à [...]

Henrique
HenriquePermalink

Olá Bóia, Riq. Queria compartilhar um detalhe importante que descobri hoje. O Itau que sempre utilizava o dolar comercial na conversão da fatura do cartão de crédito mudou e agora está utilizando um dolar mais alto, inviabilizando sua utilização . Ontem o dolar estava 1,79 e na minha fatura veio 1,85, somado ao iof de 6,38% chegamos a um dolar de 1,968. Pergunto, que vantagem levo de usar o cartão do Itau ? Passa a ser mais conveniente levar dolar em especie (ontem era possível comprar a 1,90) ou no cartão de debito ou ainda sacar no destino da minha conta corrente ...
Ganância dos bancos neste país parece não ter fim !

Amyr
AmyrPermalink

Um ponto que não ficou claro pra mim: usando o cartão do meu banco, seja para débito ou saques, o dólar será o comercial do dia ou os bancos arbitram um valor entre o comercial e o turismo?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Amyr! Os bancos arbitram o valor do seu dólar. Hoje em dia a maioria está adotando o dólar turismo, infelizmente.

Anderson Cupertino
Anderson CupertinoPermalink

Olá Pessoal. Parabens pelo site. Muito util pra quem vai viajar!! Então.. eu estou indo pra San Diego na California - USA em março. Estou justamente me programando com relação ao dinheiro que vou precisar lá e a melhor forma de levar e fazer compras. Tenho o cartão de debito internacional do Itau (alem de visa e master internacional) A minha dúvida: Pelas minhas contas, mantendo o cenário atual, está compensando bastante usar o cartão de debito para saques e compras lá nos USA. O Itau informa que cobra uma tarida de R$ 9,00 por saque no exterior. Esta tarifa é cobrada somente no saque ou se eu fizer uma compra em uma loja na função debito terei que pagar os R$ 9,00 a cada compra???? Outra dúvida, li em outro site que existe ATM nos EUA que não cobram tarifa de saque.. é verdade?? (Digo não a tarifa do Itau mas a tarifa de utilização do caixa eletrônico)..

Thiago
ThiagoPermalink

Irei viajar para cancun em março (03-11),

se puder dar algumas dicas ficaria imensamente agradecido.

Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalink

Alô, Thiago! Você encontra todas as dicas de Cancún a partir da página-guia: https://www.viajenaviagem.com/americas/caribe-a-z/cancun-ricardo-freire/

raquel
raquelPermalink

estou indo dia 01/03 para holanda, fiz global travel americanexpress pelo Uniclass, to com duvidas de se tem muita aceitação ou vc recomenda eu nao carrega-lo e fazer um VTM? OU POSSO FICAR TRANQUILA QUE A ACEITAÇÃO LA É NO MINIMO 90%.

GRATA

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Raquel! O Global Traveler, por ser Amex, é mais amplamente aceito nos Estados Unidos. Visa Travel Money funciona melhor na Europa.

raquel
raquelPermalink

ENTAO, OBRIGADA.

MAS GOSTARIA DE SABER SE EU FAÇO OUTRO OU POSSO IR COM ESTE MESMO(AMEX)?

:: Viagem ao Velho Mundo: Quanto Custou? « Rolé pelo Mundo

[...] IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) Herança Maldita do Papa Lula* [...]

Abdul
AbdulPermalink

Boa tarde Bóia,

Fui informada por uma gerente da Caixa que os cartões de débito da CEF nao podem ser usados como débito no exterior. O que me recomendam, procurar outro banco para ter um cartão de débito além dp Global Traveler?

tks

Júlia
JúliaPermalink

Verdade, Abdul, estou no mesmo dilema, falei com minha gerente na CEF e al disse que não posso habilitar débito no exterior...
Tenho também o débito mais crédito do BB, mas já li em algum lugar que os cartões débito com crédito andava gerando confusão nas compras no exterior, do tipo cobrar IOF de 6,38% mesmo em compras a débito.

Alexandre Borges
Alexandre BorgesPermalink

Julia, usei o meu cartão com função débito/credito na itália pensando que estava fazendo um débito mas quando veio a fatura foi feito no crédito.

jessy
jessyPermalink

oi estou indo para santiago-chile na última semana de julho.estou pensando en comprar um celular e uma camera lá,e tenho o santander e american express internacional,fica muito mais caro pagar esses itens com o cartão? o preço chega a ficar igual a o do Brasil?
outro dúvida compro um casaco aqui ou lá?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Jessy! Não é vantagem comprar eletrônicos em Santiago. Compre no Brasil, com garantia. Vale mais a pena.

Esteban
EstebanPermalink

Jessy,

Entrei neste post porque tenho viagem marcada pro fim do mês, e com esse dolar subindo estou procurando dicas de como me ferrar menos com o câmbio. Enfim, sobre sua dúvida, pode comprar sem medo (a não ser que a garantia seja algo primordial pra você). Tenho familiares morando lá em Santiago, e comprei meu iPad lá, saiu um pouco mais caro que se tivesse comprado nos EUA (por conta do sales tax e IOF, a diferença cai bastante entre EUA e Chile), mas bem mais barato do que se tivesse comprado aqui.

Junia
JuniaPermalink

Olá,

Estou no Japão e fiz dois saques em conta corrente. O banco descontou na hora o dinheiro do saque na minha conta corrente, porém agora está cobrando valores diferentes no meu cartão de crédito!!! Não estou entendendo, vou ter que pagar duas vezes???
Me ajudem...

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Junia! Entre em contato com o banco.

Silvia
SilviaPermalink

Olá Boia! Adoro o site! Apesar de voce não aconselhar levar cash para os EUA, gostaria de saber qual a quantidade máxima de dolares que posso sair do Brasil e entrar nos EUA.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Silvia! 10.000 dólares é o máximo que pode ser transportado sem declarar.

Caio
CaioPermalink

Estou com o nome negativado, posso fazer um vtm?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Caio! O dinheiro só cai na conta depois da compensação.

A Bóia
A BóiaPermalink

Leia o post mais atualizado sobre o assunto:

ATUALIZADO: dólar x euro x débito x crédito x VTM