À descoberta de Portugal, de pousada em pousada

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Pousada de Viana do Castelo

Pousada de Viana do Castelo - Monte de Santa Luzia

Criadas pelo estado na década de 40, as Pousadas de Portugal compõem uma rede formidável de mais de 40 pequenos hotéis espalhados pelo país.

A inspiração veio da Espanha, que começou a montar sua rede de Paradores pouco mais de uma década antes. Em Portugal, mesmo tendo nascido subordinadas ao Departamento Nacional de Propaganda salazarista, as pousadas serviam a uma boa causa: valorizar a hospitalidade e a culinária de cada região portuguesa.

No início as pousadas eram construídas do zero. A partir da década de 50, castelos, mosteiros, hospitais e palacetes começaram a ser incorporados á rede.

Em 2003, as Pousadas de Portugal passaram a ser administradas pelo Grupo Pestana, vencedor da privatização de 49% da autarquia Enatur. Nesses quase dez anos, algumas unidades foram desativadas e outras ganharam reformas vistosas, assinadas por arquitetos portugueses do primeiro time, compondo uma nova categoria -- a de "pousadas históricas-design". Uma das estrelas da turma é a Pousada Mosteiro de Amares, um mosteiro cisterciense repaginado por Eduardo Souto de Moura. O mesmo arquiteto é também autor do projeto da aguardadíssima Pousada da Serra da Estrela, que funciona num antigo sanatório dos funcionários da estrada de ferro.

Mesmo com a privatização, as diárias continuam palatáveis -- há muitas promoções na baixa temporada e durante a semana, quando é possível conseguir tarifas abaixo de € 100. A proposta dos restaurantes também foi mantida: todos servem especialidades portuguesas com ênfase nos pratos e vinhos regionais (e estão abertos a não-hóspedes). Menus do dia, com entrada, prato principal e sobremesa, custam desde € 25.

De Valença do Minho a Tavira, no Algarve, as Pousadas de Portugal cobrem todo o território português. Hospedar-se nas Pousadas é ter a certeza de encontrar um serviço amável e bastante profissional por onde você zanzar em Portugal.

O grupo Pestana e as Pousadas de Portugal apoiaram a etapa portuguesa do meu tour de carro pela Europa do ano passado. Inauguro, então, a série de posts da Terrinha com um relato das pousadas em que me hospedei. O monteiro foi montado a quatro mãos; disse as regiões onde queria montar base, e o grupo recomendou pousadas de diferentes categorias.

Vamos aos relatos -- na ordem em que me hospedei.

Pousada Mosteiro do Crato (Crato, Alentejo)

Pousada do Crato - Flor da Rosa

Pousada Mosteiro do Crato 

Em 2001, me hospedei numa linda suíte da Pousada Convento de Évora, em Évora, localizada em frente às ruínas do templo de Diana. Desta vez quis fazer minha base alentejana em Marvão, que não tinha visitado daquela vez. Apesar de haver uma pousada dentro das muralhas de Marvão, a rede me sugeriu ficar a meia hora de lá, na Pousada Mosteiro do Crato.

Pousada do Crato - Flor da Rosa

Pousada Mosteiro do Crato 

Deu para entender: desta maneira eu já iniciei a temporada direto numa pousada "histórica-design". A Pousada do Crato funciona num conjunto quinhentista, originalmente gótico, que serviu como castelo e mosteiro. Uma nova ala, de linhas minimalistas, foi adicionada pelo arquiteto Carrilho da Graça. O mobiliário contemporâneo proporciona um ótimo contraste à estrutura medieval.

Pousada do Crato - Flor da RosaPousada do Crato - Flor da RosaPousada do Crato - Flor da Rosa

Pousada Mosteiro do Crato

É uma pousada muito bem situada para explorar o Alto Alentejo: o vilarejo do Crato está a 2 km; Alter do Chão, a 15 km; indo em direção à Espanha, Castelo de Vide está a 30 km, e Marvão, a 42 km.

Já o Alentejo mais mainstream -- com a paisagem mais característica de sobreiros, as árvores de onde se extrai a cortiça -- fica um pouco mais longe: Estremoz está a 70 km, Elvas a 80 km, Évora a 105 km e Monsaraz a 115 km.

O Crato é uma boa base para quem quer prosseguir à Serra da Estrela pelo sul, entrando por Castelo Branco; Covilhã está a 140 km.

Pousada do Crato - Flor da Rosa

Pousada Mosteiro do Crato 

Outras Pousadas da região: Pousada Convento de Évora (Évora), Pousada de Marvão (Marvão), Pousada Castelo de Estremoz (Estremoz), Pousada Convento de Vila Viçosa (Vila Viçosa), Pousada Convento de Arraiolos (Arraiolos), Castelo de Alvito (Alvito), Pousada Convento de Beja (Beja), Pousada Castelo de Alcacer do Sal (Alcácer do Sal).

Pousada de Condeixa Coimbra (arredores de Coimbra)

Pousada de Condeixa-a-Nova - Santa CristinaPousada de Condeixa CoimbraPousada de Condeixa-a-Nova - Santa Cristina

Pousada de Condeixa Coimbra

A segunda pousada do meu périplo, a de Condeixa Coimbra, está classificada na categoria "charme". Ocupa um palacete reformado ao longo do tempo, e tem mobiliário bastante convencional. No verão deve ser muito gostoso descansar à beira da piscina circundada pelo belo gramado.

Pousada de Condeixa-a-Nova - Santa Cristina

Pousada de Condeixa Coimbra

Seu maior trunfo é a localização, bastante próxima à auto-estrada A1, que faz da pousada uma grande base para explorar de carro boa parte do centro de Portugal. As ruínas romanas de Conímbriga estão a menos de 3 km. Coimbra é uma escapadinha de 15 km, factível tanto de dia quanto à noite.

De lá você pode visitar as cidades litorâneas de Aveiro (68 km), Figueira da Foz (60 km) e Nazaré (107 km); os mosteiros da Batalha (77 km), Tomar (100 km) e Alcobaça (105 km); e o Santuário de Fátima (75 km). Óbidos está a 132 km.

Pousada de Condeixa-a-Nova - Santa Cristina

Pousada de Condeixa Coimbra

Outras Pousadas na região: Convento de Vila Pouca da Beira (Vila Pouca da Beira), Pousada Castelo de Ourem (Fátima), Pousada Castelo de Obidos.

Pousada de Viseu

Pousada de Viseu

Pousada de Viseu

Construída no século 19 para ser um hospital, a Pousada de Viseu foi convertida em hotel em 2009, com projeto assinado por Gonçalo Byrne e um spa completo.

Pousada de ViseuPousada de Viseu

Pousada de Viseu

O pátio interno -- "Claustro Mestre Grão Vasco" -- foi coberto e ganhou um bar. O resultado é um ambiente que se identifica com hotéis modernos (os corredores externos dos andares dão para um pátio interno com pé direito altíssimo), mas funcionando num prédio centenário.

Pousada de Viseu

Pousada de Viseu

Viseu, que não é uma escala comum em roteiros de brasileiros por Portugal, é uma cidade da maior simpatia. Nos arredores há ruínas romanas e, no centro da cidade, o tesouro da e o Museu Grão Vasco, que dá especial ênfase à obra de Vasco Fernandes, principal pintor quinhentista português.

A cidade é uma base conveniente para fazer um bate-volta à Serra da Estrela (um circuitinho básico: entrar na área do parque nacional, ir a Manteigas, então dar uma paradinha em Belmonte para ver o museu À Descoberta do Novo Mundo, voltando pelo caminho que passa pela estação de esqui de Torre).

Viseu também está perto do Douro: o Peso da Régua, no mais belo trecho da região dos vinhedos, está a 70 km, e proporciona tanto um bom bate-volta quanto um pit-stop em direção ao Porto.

Salamanca, na Espanha, está a 230 km.

Pousada de ViseuPousada de ViseuPousada de Viseu

Outras Pousadas na região: Pousada da Serra da Estrela (Covilhã) e Pousada de Belmonte.

Pousada de Viana do Castelo (Minho)

Pousada de Viana do Castelo - Monte Santa Luzia

Pousada de Viana do Castelo - Monte Santa Luzia

A localização da Pousada de Viana do Castelo é espetacular: no alto do monte de Santa Luzia, pairando sobre a Basílica, a foz do rio Lima, a cidade de Viana do Castelo e o Atlântico.

Pousada de Viana do Castelo - Monte Santa LuziaPousada de Viana do Castelo - Monte Santa Luzia

Pousada de Viana do Castelo - Monte Santa Luzia

Adorei a decoração: elegante e romântica, em perfeita harmonia com a arquitetura.

Pousada de Viana do Castelo - Monte Santa LuziaPousada de Viana do Castelo - Monte Santa Luzia

Pousada de Viana do Castelo - Monte Santa Luzia

A cidade ali embaixo é bonita e bastante organizada: há um mega-estacionamento subterrâneo embaixo da rua principal, conectado à estação e ao shopping.

Viana do Castelo é uma base conveniente para rodar pelo Minho sem precisar entrar e sair todo dia do Porto. Braga está a 68 km; Guimarães, a 83 km. Barcelos está a 53 km, Ponte de Lima a 32 km e Valença do Minho a 68 km. Funciona também como uma boa última escala em Portugal antes de escapulir para uns dias na Galícia espanhola; Santiago de Compostela está a 180 km.

Pousada de Viana do Castelo - Monte Santa LuziaPousada de Viana do Castelo - Monte Santa LuziaPousada de Viana do Castelo - Monte Santa Luzia

Vista da Pousada de Viana do Castelo - Monte Santa Luzia

Outras pousadas na região: Pousada Mosteiro de Guimaraes (Guimarães), Pousada Pousada de Valença (Valença do Minho), Pousada Mosteiro de Amares (Amares), Pousada do Gerês-Caniçada (Caniçada).

Pestana Palácio do Freixo

Pestana Palácio do FreixoPestana Palácio do Freixo

Pestana Palácio do Freixo

O Pestana Palácio do Freixo é a jóia mais valiosa do catálogo das Pousadas de Portugal.

Pousada do Porto - Palácio do FreixoPousada do Porto - Palácio do FreixoPousada do Porto - Palácio do Freixo

Pestana Palácio do Freixo

As áreas sociais (recepção, bar, restaurantes) ocupam o Palácio do Freixo, um monumento do barroco português, à beira do Douro, imediatamente ao norte da cidade.

Pousada do Porto - Palácio do FreixoPousada do Porto - Palácio do FreixoPousada do Porto - Palácio do Freixo

Com o tempo, a região deixou de ser nobre e passou por ciclos de industrialização e desindustrialização. Pois até isso foi aproveitado pelo inteligente projeto de David Sinclair: um moinho construído ao lado do palácio e posteriormente desativado é usado como ala de apartamentos.

Pousada do Porto - Palácio do Freixo

Pousada do Porto - Palácio do FreixoPousada do Porto - Palácio do FreixoPousada do Porto - Palácio do Freixo

Pestana Palácio do Freixo

Um dos armazéns foi transformado em spa. A piscina à beira do Douro é muito charmosa e se conecta com o píer do hotel.

Pousada do Porto - Palácio do Freixo

Pestana Palácio do Freixo

A localização é estratégica para quem está de carro. Chega-se à Ribeira, ao centro do Porto e até mesmo à foz pela beira-rio -- mas o acesso à rede de auto-estradas também é muito fácil, com uma avenida expressa passando a um quilômetro do hotel, e a ponte do Freixo levando à outra margem do Douro.

Da pousada até Amarante são 62 km; ao Palácio de Mateus em Vila Real, 105 km; ao Peso da Régua, centro da região mais fotogênica dos vinhedos à beira do Douro, 100 km. O Minho também está muito à mão: Guimarães e Braga ficam a cerca de 50 km, Barcelos a 65 km. Na direção sul, Aveiro está a 73 km.

A região de Trás-os-Montes oferece uma linda continuação de viagem, com pernoite (Chaves está a 150 km; Bragança, a 215 km).

Santiago de Compostela está a 230 km.

Pousada do Porto - Palácio do Freixo

Outras pousadas na região: Pousada Barão de Forrester (Alijó); e em Trás-os-Montes: Pousada de Bragança

Leia mais:

63 comentários

Patricia - Turomaquia

Já posso parar de babar?

Cintia
CintiaPermalinkResponder

Mais uma vez esse site me surpreende. Estou justamente decidindo a minha próxima viagem e quando acesso hoje para ver as novidades me deparo com essa maravilha de post de Portugal e ainda fico sabendo que vem muito mais. Não vejo a hora. Coloque mais!!! Quero mais! E com todos os detalhes da sua viagem para me ajudar na minha. Parabéns!

Beto Fernandes

Nossa adorei as descrições das Pousadas, que são belíssimas, e as sugestões de roteiros. Mas eu estava certo de que, antes de Portugal, viriam os relatos da Provence, que eu tanto aguardava para o planejamento da minha viagem em outubro. Será que virão na sequência?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Beto! Todos os assuntos estão sendo desenvolvidos em paralelo; a Suíça e a Toscana é que já estão no final. Da França já houve um post sobre as Corniches.

O segredo para a Provence é simplificar. Fique pelo menos 3 dias inteiros no Lubéron, num bom hotel, curtindo os vilarejos, a piscina, a gastronomia. Acrescente um dia para cada bate-volta que queira fazer.

Eric
EricPermalinkResponder

Caraca! Uma mais legal que a outra...

Isabe O., Portugal

Olá amigo
Mais um belíssimo post sobre as nossas coisas boas...

E com quem vou eu estar no fim do mês em Lisboa?

Com uma amiga sua - linda, alta, loura e poderosa...

Jinho

Marcie
MarciePermalinkResponder

wink

Kelly Cruz
Kelly CruzPermalinkResponder

Ano passado fiz um tour de 15 dias pelo norte de Portugal e fiquei hospedada em algumas destas maravilhosas Pousadas de Portugal! Foi tudo perfeito! Recomendo muito!
Kelly

Cristina L.
Cristina L.PermalinkResponder

impressão minha ou o vírus das mesas e cadeiras de plástico também pegou por lá???

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalinkResponder

Uau! Muito propício o momento. Vou embarcar para um tour pelas Pousadas de Portugal na semana que vem. Que venham mais relatos... Esse já foi um belo aperitivo! smile

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Que saudade de Portugal...

Marcie
MarciePermalinkResponder

Eu também, Mô!

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalinkResponder

Sinto saudades de Portugal tambem. Oh viagem boa!
Jantei na pousada dos Loios em Evora e almocei na pousada de Marvao, inesqueciveis...
Como nao conheci Porto e regiao de Peso da Regua, esta' anotado.

Danilo Fernando

Simplesmente Espetacular! Parabéns pelo Post! Acho que 30 dias em Portugal vai ser pouco.

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Eu quero fazer um viagem a Portugal e visitar issas pousadas. Vou anotar toudo, toudo! É completíssimo!!!

Sônia
SôniaPermalinkResponder

Ric
Adorei o post, as imagens e as informações úteis. Ficarei esperando os outros posts, como você mesmo prometeu. Fui a Portugal em 2011 e conto retornar em breve.
Sônia
p.s. um dos poucos momentos em minha vida em que eu me arrependi por não saber dirigir... mas fazer o que, não é? São as escolhas que fazemos ao longo de nossa jornada.
Parabéns sempre!!!

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Uau.... perdi a voz.... simplesmente bárbaro ! Parabéns pelo post.

Lena
LenaPermalinkResponder

Que lindo! E eu que nem conheço Portugal, fico só suspirando....

jb
jbPermalinkResponder

Fantástico!! De babar mesmo...

petter
petterPermalinkResponder

Huuum... anotado! Já sei onde ficar quando for visitar meus atenpassados de entre o Douro e o Minho!

ccguedes
ccguedesPermalinkResponder

Meu marido tem parentes em Guimarães e estamos querendo montar uma viagem de carro por Portugal, passando pelo Alentejo, Douro e Algarve, mas terminando ou começando pela região do Douro, para passarmos uns dias com a família. Estou ansiosa pelos posts sobre Portugal, mas gostaria de começar a montar um roteiro básico. Pode me ajudar?
Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, CCGuedes! Pense em chegar por Lisboa, ir a Évora, subir à Serra da Estrela pelo Alto Alentejo (região de Marvão), entrar no Douro por Viseu, continuar ao Porto, de lá ao MInho. Devolva o carro no Porto e volte de avião de lá.

ccguedes
ccguedesPermalinkResponder

Obrigada!! Sem querer abusar, tenho mais dúvidas: neste caso deveria pensar em fazer bases em Lisboa, Évora, Marvão, Viseu (seriam muito distantes estas duas bases??) e Porto?
Notei que vc não citou o Algarve, que tinha pensado em fazer a partir de Lisboa, e de lá seguir para Évora. Vc acha que seria muita coisa para uma viagem? Devo ficar cerca de 20 dias a rodar.. Devo deixar o Algarve para outra oportunidade? Se incluir o Algarve, onde montar base?
Obrigada novamente, gentil como sempre.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, CCGuedes!

O Ricardo Freire ainda não escreveu os posts de itinerários.

Baseie-se neste post genérico aqui:
https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-viagem/

Fernanda Leite

Ola, estou pensando em viajar do norte de Portugal ate a Galicia, pensei em Oviedo.... que cidades voce recomendaria na regiao. Minha base sera MAcedo de CAvaleiros em Portugal. Que cidades poderia visitar na regiao. Sendo que ja conheço Santiago de Compostela, Salamanca e Portugal em geral.
obrigada, Fernanda

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! Colocamos a sua pergunta no Perguntódromo.

Philipp
PhilippPermalinkResponder

Fernanda estive em Trás-os-Montes no Carnaval (2006 ou 2007, agora nao me recordo precisamente) quando morave em Lisboa. Fomos para ver os caretos, uma experiencia muito interessante (pt.wikipedia.org/wiki/Careto). A base foi em Montezinho ja quase na borda com a Espanha. Montezinho é um vilarejo com casas de pedra, muito bonito. As pessoas da regiao fazem uma mistura de Portugues com Espanhol, o verdadeiro Portunhol grin

Na altura, fui apenas para Puebla de Sanabria na Espanha, uma cidade medieval fortificada muito simpatica. Nao fomos além, pois na época estava nevando um pouco o que tornava as estradas perigosas (região serrana) e tivemos que ir com cuidado e bem devagar.

Na regiao, Braganca é destino obrigatorio, mas acredito que ja esteja na sua lista wink. Em Mirandela, voce poderá comer (ou comprar) in loco as famosas e deliciosas alheiras. Nao conseguimos ir até Miranda do Douro onde pode-se escutar o outro idioma falado em Portugal, o Mirandes, vai ficar para uma proxima visita.

Nao conheci Macedo de Cavaleiros, mas conheci a bela aldeia Podence que fica muito proxima. Em Podence o carnava dos Caretos é muito tradicional.

Já no Douro, passamos rapidamente por Murça para ver a porca celta. Mais para o Douro, Vila Real, Chaves, e Amarante, sao tambem opcoes interessantes.

Se me recordo bem, comemos um Javali com Amendoas delicioso em um restaurante que fica no Parque Natural de Montesinho, mas se encontrar em algum restaurante em Braganca, acredito que ja valha a pena.

Clara
ClaraPermalinkResponder

Philipp, o Seth Kugel fez uma reportagem muito legal sobre Trás-os-Montes e o mirandês no NYT.

José Luiz
José LuizPermalinkResponder

Fernanda, eu relatei no meu blog alguns passeios que fiz pela Galícia (e que até virou post aqui no VnV: https://www.viajenaviagem.com/2010/04/um-role-pela-galicia-com-o-ze-luiz )

Mais detalhes, pode consultar: http://www.viveraviagem.com/search/label/Galicia

Cândida Silva

Conheço Macedo de Cavaleiros, pois tenho família na cidade, que é muito bonitinha, limpa e organizada, porém sem maiores atrativos. Mas, pertinho de Macedo, existe a Barragem do Azibo, que no verão é bem animado, com praias artificiais, pescarias, esportes náuticos e um belo parque para pic nics. Bragança é perto e considero um passeio imperdível, pois a cidade é bonita e o castelo idem.

Aimara
AimaraPermalinkResponder

Oi Fernanda,

Vou repetir o que já vi comentado, reforçando minha experiência por lá:

- Cheguei de trem em Guimarães (hospedei num Ibis). Infelizmente não exploramos esta cidade, que parece muito interessante, e é berço da nação portuguesa... Portanto, recomendo! Lá alugamos um carro para rodar na região de Trás-os-Montes, de onde veio minha bisavó.
- Chaves é muito interessante, bonitinha e com ruínas romanas, além de uma torre medieval. Super recomendo!
- Nosso ponto de apoio foi a cidade de Vila Pouca de Aguiar - simpática, mas sem grandes atrações turísticas. Mas é um bom ponto de apoio, e de lá posso recomendar a Albergaria Aguiar da Pena.
- Dali fomos também nas Vilas de Bragado e Monteiros, essa última incrivelmente parada no tempo - mas aqui tratava-se de interesse familiar, não creio que valha a pena se não for este o caso... Mas se tiverem curiosidade, taí os nomes.
- Na região do Douro, partindo de Régua, vale a pena fazer um passeio de trem margeando o Douro. É um passeio turístico, com música típica a bordo e bela paisagem - pesquise no site da empresa de trens.

Bom passeio!!! Me alegro de poder colaborar com este blog que tanto tem me ajudado, e espero que sejam úteis as dicas!

Inês
InêsPermalinkResponder

Oi Fernanda, estive por essa região no ano passado. Na Espanha só fui a Santiago e Tui, já na fronteira com Portugal. Já em Portugal conhecemos várias cidades, se quiser ler meu relato visite meu blog

www.viajarsempreviajar.com

e BOA VIAGEM!!!!!

Márcio
MárcioPermalinkResponder

Olá.

Pretendo viajar para Portugal em dezembro, e gostaria de saber se neste período a neve pode atrapalhar trajetos de carro pelo norte.

Caso alguém já tenha ido nesta época, poderia dizer se chove muito ou se o frio é muito intenso?

Obrigado.

Márcio.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Márcio! Neve só cairá na serra da Estrela. O frio não é dos piores. A chuva é que pode atrapalhar, sim. O Norte de Portugal é bastante chuvoso no final e no começo do ano.

Márcio
MárcioPermalinkResponder

Obrigado pelas informações.

Eliane Pellaquim

Oi, estamos indo passar o final de ano na Espanha e Portugal( meu voo chega em Madrid), vamos fazer este trajeto de carro, como já conhecemos um pouco da Espanha (Barcelona), ela não entrará no roteiro, estamos pensando em ir para Marrocos de carro, gostaria de saber se é viável, seguro e se vale a pena...obrigada.
Eliane

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eliane! Para fazer Portugal de ponta a ponta, saindo de Madri, e ainda incluindo o Marrocos (!), você precisaria de pelo menos um mês de viagem para fazer o básico do básico. Ir de carro ao Marrocos com menos de 15 dias disponíveis é perda de tempo.

Use o Google Maps ou o Viamichelin.com para pôr seus deslocamentos no mapa e veja o tamanho da encrenca.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2007/07/14-dias-em-portugal-e-espanha-pra-carol/

Ana Paula Couto

Olá,

eu e meu marido estamos indo para Portugal agora em novembro e pretendemos ficar nas praias de Peniche ou Ericeira. O problema é que lá não consigo encontrar hotéis ou pousadas que realmente valham a pena como esses mostrados nesse post.
Será que vc teria uma sugestão.
Adoraria ficar em uma dessas pousadas de sonho, nem que precisasse viajar um pouco até as praias.
Obrigada desde já.
Ana Paula.

Fernanda Maria

Boia
Vale a pena andar de carro pelo Porto?
Ficarei no Palacio do Freixo e nao faço ideia de como me locomover no Porto...
Obrigada
Fernanda

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! Ficando no Freixo valerá a pena estar de carro, sim. Vá e volte da cidade pela beira-rio. Se for ao bairro da Boavista, vá pela via expressa interna.

Julia Barros
Julia BarrosPermalinkResponder

Olá! Maravilhoso sempre encontrar menções aos meus próximos destinos aqui!

Gostaria de sua opinião sobre um assunto muito especial: como eu e meu noivo nos conhecemos trabalhando com turismo internacional, estamos preparando um destination wedding para o outono de 2014 em Portugal. Buscamos um hotel de luxo, que tenha valor histórico e/ou que seja em meio a belas vistas naturais, combinado com uma cidade com características de patrimônio cultural. Já tinha pesquisado a Pousada de Viana do Castelo, com sua vista incrível e a linda catedral bem em frente para a possível realização da cerimônia. Mas como ainda não estive no local, receio que o acesso aos meus convidados seja difícil (todos teriam de fazer Brasil - Lisboa - Porto - Viana do Castelo, beeem demorado!). Outras opções para o casamento seriam Sintra (Penha Longa Hotel, da rede Ritz-Carlton) e Évora (Lands Vineyards Resort). Também com hotéis incríveis e em lindas regiões. O que me diz? wink

Muitíssimo obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Julia! Infelizmente não conhecemos os outros hotéis, mas temos certeza de que se chamaram a sua atenção, devem ser lindos.

O que podemos acrescentar é que não é tão difícil chegar ao Porto: há vôos diretos de São Paulo às terças e sábados, e do Rio às sextas e domingos.

Rita Carvalho
Rita CarvalhoPermalinkResponder

Oi Julia.

Sintra é bem bonito e sem dúvida que iriam adorar, mas lá chegar também não é tão fácil assim...

Quanto a pousada de Viana do Castelo, já estivemos um fim de semana lá acomodados e é divinal, como fica longe do centro da cidade, bem no cimo do monte, com a vista fantástica sobre a Basílica é bem mais sossegado que Sintra. Tem um óptimo atendimento e lindos jardim a cercar assim como piscina.

Pode sempre fazer viagem Brasil - Porto - Viana

Porto - Viana é cerca de 1h30m de carro.

Christine
ChristinePermalinkResponder

oi Boia, hospedar-se no Palacio dos Freixos e estar SEM carro - torna complicado o deslocamento da Pousada ate o centro ou os locais a visitar no Porto?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Christiane! Será uma corrida de 10 a 15 euros de táxi.

Josy
JosyPermalinkResponder

Oi,

Gostaria de saber como fica em termos de clima para pegar estrada nos meses de dezembro/janeiro, pela regiao do Alentejo, pois penso em fazer o trajeto Lisboa/Evora/Badajoz(já na Espanha). Sera que a chuva atrapalha muito.....
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Josy! A chuva é pior no norte de Portugal; o Alentejo é um pouco mais seco.

Mariene
MarienePermalinkResponder

Prezados,

Meu marido e eu, faremos uma viagem à Portugal agora entre os dias 31/10 e 11/11. Depois de passarmos, inicialmente, 4 noites em Lisboa alugaremos um carro e viajaremos em direção à Porto. Pretendo antes, visitar a Região do Alentejo, onde pretendo me hospedar na pousada Lóios, em Évora, e lá estabelecer base (duas noites) e passear pela região de carro. Subiremos, então, de Évora em direção à Porto. Aqui tenho uma dúvida, e gostaria da valiosíssima sugestão de vcs, é mais interessante, estabelecer base (tenho duas noites até o Porto) na pousada Viseu, em Viseu, e conhecer a Região de Beira Alta (Manteigas, Piodão, Monsanto, etc) ou na pousada Condeixa-A-Nova e conhecer a Região do Centro (Batalha, Alcobaça, Tomar, etc)?
Agradeço desde já uma luz sobre esta minha dúvida que está me consumindo.Kkkkk

um abraço
Mariene

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mariene! É uma "escolha de Sofia". As atrações mais próximas do litoral são clássicas e mais visitadas, enquanto a Beira Alta esconde tesouros menos conhecidos. A escolha é sua, infelizmente não temos como decidir por você.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Fiz um roteiro muito legal começando por Lisboa, subindo até Santiago de Compostela, passando por Porto e depois descendo de volta a Lisboa, passando por várias cidadezinhas lindas, mas não fiquei em nenhuma dessas pousadas, que parecem lindas! Quem quiser ver: http://taindopraonde.blogspot.com.br/search/label/Portugal

Noemia
NoemiaPermalinkResponder

Olá Bóia,
Dentro do tema, mas um pouco diferente. Estarei em Portugal de 9 a 26/12. Fico baseada em Lisboa de 09 a 14. Os planos são de 3 dias dedicados a Lisboa e depois alugar um carro e fazer Fátima, Batalha, Alcobaça, Óbitos e Sintra. Depois disso é que começam as minhas dúvidas:
Alentejo - me hospedando em uma das pousadas (Évora ou Flor da Rosa) visitando Setúbal, Évora, Arraiolo, Estremoz, Monsaraz. Dois dias serão suficientes? Meu receio é seguir para a Serra da Estrela nesta época do ano - há problemas com neblina? Qual seria a melhor opção para ir ao Porto? Gostaria de conhecer Coimbra. O que você me aconselha? Devolvo o carro e vou até o Porto de trem e lá alugo outro carro, depois de passear pelo Porto, para conhecer o vale Douro?
Obrigada pela orientação.
Um abraço.
Noemia

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Noemia! Não superestime a quantidade de lugares que você pode visitar num dia só. No inverno amanhece tarde e escurece cedo. Sim, pode haver neblina e neve na Serra da Estrela.

Infelizmente não temos como fazer roteiros personalizados.

Leia o que temos publicado:

https://www.viajenaviagem.com/2011/08/duas-semanas-em-portugal-do-norte-a-lisboa-o-relato-da-sheila/

https://www.viajenaviagem.com/2013/04/douro-roteiro-cruzeiros-dicas/

Felipe
FelipePermalinkResponder

Bóia,

inspirado por diversos relatos de amigos e outros tantos daqui do VnV, estou indo ao norte de Portugal em abril próximo. A ideia principal é conhecer a região norte e o Douro, a Serra da Estrela e no final algumas atrações perto de Lisboa que não tive oportunidade de conhecer em viagens passadas, sempre que possível ficando nas Pousadas de Portugal. A viagem começará com três dias na ilha da Madeira, seguindo depois pro Porto e demais cidades no roteiro. Alugarei um carro na saída do Porto e só devolverei no aeroporto de Lisboa ao final do périplo. Segue o esboço de roteiro que tenho, para o qual gostaria da sua valiosa opinião sobre a viabilidade do mesmo:

05/04 - chegada na Madeira (GIG-LIS-Madeira)
06 a 08/04 - ilha da Madeira e arredores
09/04 - chegada no Porto à noite
10 e 11/04 - Porto
12/04 - saída do Porto de carro logo cedo ou após o almoço, a depender do "rendimento" dos dois dias anteriores, em direção a Viana do Castelo, passando por Braga/Bom Jesus do Monte/Tibães,
13/04 - manhã e início da tarde em Viana do Castelo e saída para Guimarães, passando por Citânia de Briteiros
14/04 - manhã e início da tarde em Guimarães e saída para Peso do Régua (Quinta do Vallado), passando por Amarante
15 e 16/04 - Lamego, Régua, Vila Real, Pinhão, Cruzeiro, passeio de carro e de trem, etc., com base montada na Régua
17/04 - saída de manhã para a Serra da Estrela, passando por Trancoso e Viseu e chegando a Manteigas
18/04 - saída para Belmonte, Torre, Seia, Mata Nacional do Bussaco e chegando a Condeixa-a-Nova
19/04 - Coimbra e Conimbriga, com base em Condeixa-a-Nova
20/04 - Aveiro e Tomar, com pernoite em Ourém
21/04 - Alcobaça, Batalha e Óbidos, com pernoite no castelo em Óbidos
22/04 - Queluz pela manhã e início da tarde e devolução do carro no aeroporto de Lisboa

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Felipe! Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

Felipe
FelipePermalinkResponder

Obrigado, Bóia.

Silvio Carlos Cury

Olá Felipe.
Fiz um trajeto parecido. A Parte 1, inclui a Serra da Estrela. Na Parte 2 (enviei para ser publicado) relato a nossa experiência na região do Douro, Guimarães, Braga e Serra do Gerês.
A Bóia abriu um tópico sobre o Douro, muito bom. Valeria ap ena você consultá-lo.
Seu trajeto esta legal, embora um pouco corrido.

Marcia Dias
Marcia DiasPermalinkResponder

Boa noite, gostaria de obter informações dos preços aproximados das Pousadas Portuguesas, se possível
Um abraço.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcia! Você pode pesquisar tarifas no site das Pousadas de Portugal ou então em sites de reserva como o Booking.

Március Barreto

Olá Bóia e Freire,
Parabéns pelo post causador de inveja mortal (brincadeira. É na verdade um grande estímulo).
Pretendo conhecer Portugal em duas ou três viagens nos próximos 2 anos. Vou dividir porque só terei uns 25 dias livres por vez e porque não gosto de viajar com pressa.
Minha dúvida é: para quem viaja sozinho pela Europa, alugar carro torna-se caro demais, a ponto de ser desaconselhável? Pergunto porque sei que nem todos os países tem uma malha ferroviária legal.
Abraços, obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Március! Em Portugal o carro só não vale a pena dentro das cidades de Lisboa e Porto. Alugue o carro ao sair de Lisboa e, no Porto, deixe na garagem e passeie pela cidade de táxi.

Március Barreto

Anotado, Bóia! Obrigado.

Mauricio
MauricioPermalinkResponder

Ficamos na Pousada de Viseu e no Pestana Vintage(Porto) e posso usar só palavra: Incrível. Da chegada à saída- incríveis!!

Luiz Alberto
Luiz AlbertoPermalinkResponder

A rede é verdadeiramente sensacional, oportunidade única de se hospedar em prédios históricos de centenas de anos, repletos de história, com todo o conforto. Já tive oportunidade de me hospedar em vários da rede, e no post constam vários que não conheço e agora entraram na minha lista. Só discordo que o Palácio do Freixo seja “a joia mais valiosa”. Na minha opinião o Pestana Palace fica empatado nessa honrosa posição! Já me hospedei nos dois, e são igualmente maravilhosos...

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar