Como viajar sem despachar bagagem: a dica da Maria das Graças

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Mala de mão, 4 rodinhas, alça

O Riq acaba de passar um aperto danado -- fez uma viagem inteirinha sem a bagagem, que foi extraviada e só apareceu depois de ele ter voltado pra casa. Aproveitou para dar dicas de como resolver o problema e aproveitar a viagem mesmo com a bagagem perdida. Na caixa de comentários, uma leitora revelou nem se preocupar com isso: a Maria das Graças viaja só com bagagem de mão, sem despachar mala nenhuma. Uma lição de desprendimento, praticidade e, quem sabe, de origami:

Independente da duração das minhas viagens, levo apenas uma pequena mala de cabine (carry-on, nas medidas citadas no post), onde vão as roupas, e uma sacola de mão onde levo remédios, documentos, sapatos e as tranqueiras da modernidade. E a malinha não vai estufada, longe disso.

Viajar com mala de cabine é uma tranquilidade e um conforto sem igual. Nada melhor que chegar e sair direto para pegar o seu táxi. é um sonho realizável, mas requer desprendimento e senso prático.

Para começar, vamos entender como funciona. Temos direito de levar na cabine uma mala nas dimensões 55 cm x 40 cm x 20 cm e uma sacola de mão. Se a mala pesar o mínimo possível, melhor ainda. A minha pesa 2,5kg e tem quatro rodinhas. Uma beleza! O peso máximo estipulado parece-me que é 5kg. Mas, como a aparência da minha é de mala vazia, ela nunca foi pesada.

As roupas, de cores neutras que combinem entre si, que não amarrotem demais e que sejam fáceis de lavar e secar. As minhas são assim. Roupa íntima levo 3 peças, mas passo toda a viagem só com uma. Lavo à noite e pela manhã está sequinha. Minhas blusas também.

A mudança no visual fica por conta dos acessórios (bijoux, echarpes, etc). Sapatos e chinelo também levo o mínimo necessário na sacola de mão.

Não levo shampoo, creme dental e nenhum creme. O primeiro contato que tenho com o lugar de destino é sair para comprar esses itens. Pense no peso que deixamos de carregar. E, na volta, deixo tudo lá.

Viajamos eu e o marido e cada um leva a sua mala e apenas uma sacola de mão. Cabe tudo com folga.

Para começar, sugiro que na próxima viagem vá como sempre viajou. E observe o que usou de roupa e o que voltou intacto.

Outra coisa: quando viajamos de trem é que vemos a vantagem de carregar bagagem leve.

Que lição, Maria das Graças! Obrigada!


Leia também:

Como sobreviver ao extravio da sua mala em 4 passos

Volta (Crônica de uma mala extraviada)

Final feliz: ela voltou

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


106 comentários

Biessa
BiessaPermalinkResponder

Acho que minha maior dificuldade é justamte a roupa íntima. Sempre acho que não vai secar se lavar, tenho nojinho mesmo e pronto. Acabo sempre levando ao menos uma por dia e geralmente aidna compro por lá...

Maria das Graças

Voces nem imaginam a surpresa quando vi esse post. Se eu conseguir mudar o jeito de viajar de apenas um pessoa já vou considerar uma grande vitória.

Sarah
SarahPermalinkResponder

Maria, concordo com você!
Na minha última viagem levei 4 peças, lavava no chuveiro com sabonete ou shampoo e deixava secando no lugar mais arejado do quarto. De manhã, se a peça não estivesse bem seca, eu terminava o serviço com o secador de cabelo. A mesma coisa com as meias!

Renato
RenatoPermalinkResponder

Credo, ficar lavando roupa íntima no banheiro todo dia e secar com secador de cabelo???? Isso para mim não são férias!!

Quando viajamos já ficamos longe casa, e ainda vamos aturar esse tipo de desconforto? Siceramente, o custo benefício não paga.

A. L.
A. L.PermalinkResponder

Renato, descreveu bem meu sentimento.

Amanda
AmandaPermalinkResponder

Ai gente, por favor! Secar a peça íntima com secador é só se você for viajar logo de cara no dia seguinte. Se levar três peças dá pra esperar secar sem problema nenhum!! É tudo questão de senso!!
Maria das Graças, seu modelo de bagagem será o meu objetivo de vida!! Pensa numa pessoa que leva a casa dentro da mala!!! Afff....

Mariana
MarianaPermalinkResponder

fiquei impressionada com o desapego pra viajar com tão pouco da Maria das Graças, está de parabéns.. rs
mas o peso é só de 5kg mesmo, Riq? se não me engano, vi no site da KLM e da Air France que o limite é de 12kg, incluindo um acessório (camêra ou notebook ou bolsa de mão, etc)

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mariana! Aqui quem responde é A Bóia. Creio que a Maria das Graças está se referindo ao peso da mala sem roupas.

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Mariana,
Depende da cia área, mas normalmente, o peso permitido varia entre 8 e 10Kg. Na LAN, por exemplo,é de 8Kg.

Rossana
RossanaPermalinkResponder

O limite de 5kg é para viagens dentro do Brasil.

Maria das Graças

Eu não tenho certeza do peso total permitido e como eu disse a minha mala nunca foi pesada. A minha mala vazia pesa 2,5kg. A do marido é mais antiga e um pouco mais pesada (uns 3,5kg).

Luciana Bordallo Misura

A TAM me enquadrou nesses 5kg mesmo o meu vôo doméstico sendo parte de uma conexão internacional. Ódio mortal!

Maria das Graças

Luciana Bordallo Misura, na minha última viagem à Belém, no final de junho, na ida eu e o marido chegamos com as nossas duas malas, a uma sacola de mão, e, na volta, com mais uma cesta de palha, e eles nem nos olharam.

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Luciana,
Falaram aqui que mesmo em vôos internacionais a TAM só deixa subir com uma mala de 5 quilos. Ela é péssima!

Rafael Victor
Rafael VictorPermalinkResponder

Isso é verdade. Foia Miami pela TAM e eles queriam pesar a mala de mão dizendo que ele não tinha 5 kg. A empresa, mesmo em viagem internacional, usa os critérios da ANAC e não da autoridade local. No próprio Aeroporto de Miami existiam avisos quanto ao peso das malas de mão e estes apontavam para mais do que 5kg.

Guilherme - Viajando com Eles

Estou no final de minha volta ao mundo e fiz tudo com uma baita mala. Uma estupidez, desperdício!!!

Aprendi na pela os benefícios de bagagem leve e compacta.

Certamente farei diferente em minhas próximas viagens.

Até + !!!

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

Estou achando que a ordem seria origami (genial), praticidade e desprendimento. Mas eu ainda precisaria de outro item a meu favor, a mágica do encolhimento, porque tenho 1,80 e calço 39 e qualquer combo de calça + casaco de manga comprida + sandália já enchem qualquer malinha. Snif

Lali
LaliPermalinkResponder

Nossa, o dia que conseguir viajar assim... Sou o avesso disso. A minha última viagem foi p/ Paris, onde ficamos por 8 dias e consegui a proeza de levar 10 pares de sapato...rs. Juro que não havia contado, até desfazer as malas no hotel. É que a falta de tempo de arrumar a mala me fez ir colocando sem pensar, nem planejar. No final, nem me lembrava mais o que tinha posto. A lição que tiro disso é que uma mala pequena é inversamente proporcional ao tempo de arrumá-la, pois temos que pensar bem e visualizar toda a viagem p/ decidir o que merece ser levado. Qdo não temos este tempo, é mais fácil simplesmente transferir todo o guarda-roupa para a mala...rs. Foi quase o que fiz com meus sapatos. Voltei com o maior medo de pagar excesso de bagagem e com 8 pares de sapatos intocados durante toda a viagem. Usei apenas uma bota e um tênis... Na próxima, quem sabe aproveito estas dicas...

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Já tinha lido o ótimo relato da Maria das Graças e só me lembrava do mote da Sylvia (@sylviatravel)"Viajar sem despachar" wink
Outra que é craque em viajar sem despachar é a @camilanavarro.
Tô tentando entrar para o club!

Luciana Bordallo Misura

Eu quero entrar pra esse clube. Normalmente conseguia em viagens a trabalho!

Samira
SamiraPermalinkResponder

Eu depois de muito penar carregando malas aprendi e vim passar 42 dias de viagem na Europa e consegui a proeza de trazer somente uma mala média com 21kg e uma mala de mão que veio praticamente seca e para ser usada mais nas viagens de fim de semana que fiz entre os países da Europa. Roupa intima optei por não lavar e trouxe 60 calcinhas e 5 soutiens!! E já estou no 33º dia e não precisei lavar uma blusa sequer e nem repetir as roupas nas fotos wink)
Uffaaa ... acabei de chegar de Ibiza e Valência e vi as meninas desembarcando em Ibiza com malas enormes e pesadíssimas que olhava e achava um absurdo!! Enfim, asseguro que é possivel sim viajar com pouca coisa!! Mas dos meus creminhos ainda não consegui desapegar wink) Kakakakaa

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Aprendi com a Sylvia a levar 12 kg no inverno europeu. Mas a mala de mão sempre vai com algo entre 5 e 10 kilos (se eu tiver um motivo forte para levar 2 malas de rodinhas, uma na cabine e outra despachada pois não acho prático arrastar 2 malas de rodinha). Talvez na próxima vida eu consiga o que a Maria das Graças faz...rsrs

Sanchez
SanchezPermalinkResponder

Aprendi muito e hoje viajo só com mala de cabine mesmo para mais de 20 dias na Europa, máximo 10/12 quilos e sempre que o custo benefício permite, prefiro Air France. Minha esposa ainda não conseguiu essa façanha mas mesmo assim leva uma mala pequena, mas não de cabine.Acho que é uma questão de entender o objetivo da viajem. Para as mulheres é sempre mais difícil !!! Se você tem mais de 60 como eu, vai entender melhor os benfícios de uma mala pequena!!!!

Ila Fox
Ila FoxPermalinkResponder

Ótima dicas da Maria da Graça! eu sempre que arrumo a mala tento me concentrar em coisas importantes e o resto (o que eu esquecer ou não levar) compro no destino.

Também lembrei deste vídeo onde o cara consegue enfiar vários itens de viagem numa pequena mala de mão. Exemplo de organização! - http://www.youtube.com/watch?v=IR2Xg1aT0Tg

Andrea Bisaggio

Depois que fiz o Caminho de Santiago aprendi o desprendimento das roupas. Hahahaha
Depois disso, viajei 20 dias com duas calças de microfribra (daquelas que viram bermuda), duas camisas, uma de manga comprida, um jeans, um vasaco, um tenis e uma rasteirinha. Ta certo que passei um friozinho e tive que comprar mais um casaco na CeA.
Infelizmente eu não despacho pois sou uma consumidora assumida e confesso que levo a mala vazia para trazer cheia de bugingangas!
Mas caberia tudo numa mala de mão com certeza.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Nos links abaixo tem mais dicas prá viajar leve e/ou sem despachar

http://zigadazuca.blogspot.com.br/2012/02/dicas-para-uma-mala-leve-por.html

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

A Carmem orgenizou twites e fez um post sb viajar sem despachar
( isso foi em 2010 , mas continua valendo wink )

http://deunstempospraca.blogspot.com.br/2010_10_01_archive.html

yara xavier
yara xavierPermalinkResponder

Tenho uma mochila que nunca ultrapassa o peso. Vai comigo, embarcada. E cheia de roupas velhas - vou largando pelo caminho. Como não sou comprista, volto sempre com a mochila mais leve do que foi.

Nívia
NíviaPermalinkResponder

O máximo de desprendimento foi trocar a mala G pela M rígida, como a pretinha do Riq, uma lição que aprendi com o vídeo do Vnv. Três peças de roupa íntima? Impossível. E as viagens de inverno? Sei não, acho que prefiro a fila das bagagens.

Luquesio
LuquesioPermalinkResponder

Esse vai ser também o meu primeiro passo de um árduo e longo aprendizado...

Cândida Silva

Mas, como fazer nesses casos com a tesourinha de unha? Não sei vcs, mas eu não consigo viajar sem minha tesourinha! É tão útil. Corto as unhas durante a viagem, corto embalagens, etiquetas das roupas q porventura compre, enfim, viagem de mais de 3 dias tenho de levar minha tesourinha. Já pensei muitas vezes não despachar mala, mas a tesourinha... Ela sempre me obriga a mandar a mala pro porão!

DeniseKN
DeniseKNPermalinkResponder

Sabe que eu ja voltei da europa com um kit de costura (mini tesoura, agulhas) na mala de mao (por puro esquecimento, nao botei na mala pra despachar), e nao tive problemas... :p

Mas acho que foi sorte nao terem feito eu jogar o kit fora.

Mon
MonPermalinkResponder

Olha, acho que foi sorte mesmo. Uma vez tive que jogar fora uma parte do kit manicure para embarcar num vôo Maringá-Curitiba...

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Sorte mesmo. Uma vez, por descuido, levei a tesourinha na bagagem de mão e me deram duas opções: despachar ou jogar a tesourinha fora! Só que tenho essa tesoura desde criança, é praticamente de estimação =D , imagina se ia jogar?! Tive que despachar a bagagem, ainda assim morrendo de medo de que mexessem nela, pois não coloquei cadeado.

Mas já vi comissária da TAM, dentro do avião, com tesourinha. Ela deu uma disfarçada pra ver se não tinha ninguém olhando, mas eu estava bem na frente e vi. Então nós não podemos levar mas elas podem? Ah, tá!
Aliás, queria saber de onde surgiu isso de não poder levar esses objetos a bordo. Um psicopata pode tentar matar alguém com uma tesourinha? Zzzzzzzzzz

Nivia
NiviaPermalinkResponder

Sorte mesmo. Voltei com uma peça do Wii que não media mais do que 10cm e a moça do aeroporto em Madrid só gritava - No puede, no puede. E eu: - es video juego, es video juego. Só depois que chamaram um rapaz mais novinho ele entendeu do que se tratava a peça e liberou. Não é só na Bahia que o absurdo tem precedente!

M@rci@
M@rci@PermalinkResponder

Funciona mesmo!!! Viajo do mesmo modo. E isso permitiu que eu não perdesse minha viagem para Israel. Meu vôo do Rio foi cancelado na ultima hora e eu quase não consegui embarcar em São Paulo. Só consegui mesmo porque só tinha bagagem de mão ((mala pequena de rodinhas). Já pensou perder um vôo assim, outro vôo para Israel só dai a três dias... Desde então só viajo assim.
Já faz parte da viagem experimentar os cosmeticos locais e quanto as unhas uma lixa é sufiente. Tento não complicar e não uso esmalte colorido. As pequenas peças eu mesmo lavo no hotel ou se for o caso, quando meu filho vai junto, uma lavanderia resolve. Abs

RosaBsb
RosaBsbPermalinkResponder

Faço parte do clube da praticidade e desapego, Maria das Graças, só na roupa íntima que exagero, levo as peças mais usadas para poder descartar, levo Cafree que sempre é útil, e a minha mochila da Uncle K cabe muita coisa... Se precisar de alguma coisa, não vai faltar uma C&A, Zara e outras no meio do caminho.

Elis
ElisPermalinkResponder

Vou fazer uma viagem pela Europa de 19 dias agora em julho, com 2 filhos e marido, vou levar somente 1 mala de mão pra cada um, nunca fiz isso, mas era louca pra ter essa experiência, depois conto como foi.

Luquesio
LuquesioPermalinkResponder

Por favor, não esqueça de voltar aqui e nos contar!
Viajei recentemente com a minha esposa e meu filho de 4 anos. Levamos 2 malas tam G(nunca mais faço isso), da Primicia (nunca mais compro esta marca) e me arrependi do fundo da alma... apesar de ter passado 22 dias na europa, acho que duas malas tam M seriam suficientes, minha viagem teria sido bem mais leve... lavar umas roupinhas não é tão ruim assim. Cruzei com várias lavanderias automáticas pelas grandes cidades.
Abraço

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Não pretendo chegar a tal extremo, mas tenho o objetivo de diminuir a quantidade de roupas que carrego nas viagens. Bom saber que tem gente que faz isso tão bem...

André L.
André L.PermalinkResponder

Para mim, é impossível.

Só os meus apetrechos elétricos ou eletrônicos (notebook, smartphone, GPS de tela grande, máquina fotográfica intermediária, barbeador e os carregadores e cabos de todos eles) praticamente já tomam a mala de mão.

Luciana Bordallo Misura

André, eu tinha o mesmo problema mas às vezes consigo viajar com esses eletrônicos numa mochila e a mala de mão com roupas e sapatos. Mas isso só quando viajo sozinha, quando as crianças estão junto, já era...

Carla Baiana
Carla BaianaPermalinkResponder

Eu viajo so com mala de mao desde 2007, quando fui pra Italia. Na epoca havia uma crise enorme nos aeroportos italianos e muitas malas foram perdidas por la. Nao quis correr o risco e me lancei ao desafio de nao fazer check in. Quando as airlines americanas comecaram a cobrar check in eu ja nao precisava mais dele, estava devidamente adaptada a minha malinha pequena.
Mas alem do desapego de todo dia ficar desfilando um guarda roupa novo, a pessoa tabem precisa desapegar das compras porque nao sobra muito espaco.
Outra praticidade que adotei e' que eu nunca desfaco a minha bolsa de produtos de higiene pessoal. Tudo ali e basico pra viagem, dentro do padrao dos aeroportos, e nunca preciso deles quando estou em casa. Com a frequencia com que eu viajo, quebra um galho nao ter que ficar me lembrando das coisas.

Maria das Graças

Carla Baiana, compras em viagem não faz parte do meu programa. Não entro em free shop. Quando chego ao Brasil passo direto na alfandega e os agentes se surpreendem e até perguntam: só isso?

Annabelle
AnnabellePermalinkResponder

Preciso nascer de novo para me desapegar tanto assim das coisas... É uma vitória pra mim, numa viagem de 20 dias, sair da mala G e chegar ao tamanho M, em pleno inverno. Melhor ainda será no dia em que essa mala embarcar praticamente vazia... para retornar rechonchuda com eventuais comprinhas. Mas adorei a experiência da Maria das Graças. É o tipo de post que estimula, inspira. Parabéns!

Virginia Sampaio

Parabéns Maria das Graças! Esta é minha meta, e estou quase lá, cada viagem que faço diminuo o tamanho da mala. Contudo, deixo o registro que o limite da TAM, mesmo para vôos internacionais, é de 5 kg. E são rigorosos: recentemente, tive que transferir o equivalente a 2,5 kg da mala de mão para a embarcada, por exceder os 5 kg... Mas vou continuar perseguindo a minha meta, mesmo que tenha que incluir o critério "peso da bagagem de mão" na hora de escolher a companhia aérea!

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Bom saber que o limite da TAM é de 5 quilos até para vôos internacionais. Mais um motivo para não voar com ela! Nas outras cias esse limite varia de 8 a 10 quilos, o que acho muito mais razoável, já que só a mala de bordo vazia costuma pesar 2,5 kg.

Já tinha lido o comentário da Maria das Graças no outro post, e acho admirável viajar sem despachar. Não sou de levar muuuita coisa, já consegui ir diminuindo a bagagem com o tempo, mas também não sou desapegada a esse ponto quando se trata de viagens mais longas. Lingerie é algo que levo em grande número, não gosto de ficar lavando roupa durante viagem, gosto de desencanar geral mesmo, a não ser que seja algo mais longo ou que fique em casa de parentes ou amigos.
De todo modo, venho pensando em comprar uma mala de bordo e em começar a tentar viajar sem despachar, nas viagens curtas.

Maria das Graças

Jussara, asseguro-lhe que é mais fácil fazer uma mala para uma viagem longa do que para uma viagem de poucos dias. Por que? Simplesmente porque não tem sentido levar o guarda-roupa e, por isso, temos que incluir a lavagem de roupas. E lhe asseguro que lavar roupas íntimas todas as noites não chateia nem sobrecarrega. Lava-se, seca-se na toalha, pendura-se e na manhã seguinte está prontinha para usar.
Não faço viagens pingadas. Então ou incluo no orçamento da viagem a lavagem de roupas ou as lavo eu mesma. Só não uso lavanderia automática.
Se voce não gosta de lavar então é porque prefere carregar peso. É uma questão de escolha e cada um tem a sua.

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Maria das Graças,
Não gosto mesmo de lavar roupa quando estou viajando (isso pra mim significa ter que me aborrecer) mas isso também não quer dizer que eu goste de carregar peso. A coisa não é assim 8 ou 80, não. Mesmo despachando mala ela nunca vai pesada, nem me preocupo com a franquia porque não chega nem perto do limite.

Maria das Graças

Virginia, então a sua mala estava estofada. Veja o que disse a Eliane

Maria das Graças

Veja o que eu disse à Eliane.

rejane
rejanePermalinkResponder

Algumas questões:
E no caso do frio? como levar as roupas de frio que ocupam bastante espaço?
Já ouvi de gente que veste várias roupas uma por cima da outra para não ocupar espaço na bagagem, rsrsrs. Alguém já fez isso?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rejane! É um erro se vestir em camadas.

Veja:
http://www.youtube.com/watch?v=CgqpPtAq9u0

Mônica Coelho

O problema é quando os atendentes resolvem pesar a mala e ela ultrapassou o limite permitido ( 5 ou 10 kg), daí vc vê todo o seu esforço de fazer uma mala enxuta,para ir com vc no avião, rolando pela esteira de bagagem rumo ao setor de bagagens do avião...

Eliane
ElianePermalinkResponder

Isso aconteceu comigo. Paguei quase R$ 300 em uma mala pequena para não ter que despachar em uma viagem apertadíssima. A mala pesou 6kg e tive que despachar com quase tudo de mais importante que eu tinha!

Maria das Graças

Eliane, ela devia estar estufada, não? Os agentes tem experiência, e só de olhar já imaginam o peso. Na volta voce analisou e viu o que não usou? E o que concluiu? Na próxima dá para levar só a metade?
Pense bem: levar uma mala de cabine entupida, pesada, não é o objetivo. O objetivo é viajar com pouca bagagem e pouco peso.

Carlos
CarlosPermalinkResponder

Já meandei este post para minha esposa, vamos ver se ela consegue. Na última viagem a Europa eu quase tive un troço quando tivemos que carregar as malas na viagem de trem.

Daniela Pereira

Incrível !Um dia em chego lá !

Quanto desprendimento, arrumar mala pra mim é uma ciência, levo uma mala enxuta mas sempre tenho que despachar pois a minha mala é de tamanho M.

Jackie
JackiePermalinkResponder

MAs esse esquema da roupa íntima só serve pra qd vc vai só pra um hotle ne? Pq qd vc muda everyday nao dá tempo de secar não...a a não ser que seja alto verão. O msm vale pros itens de higiene. Pra quem vai pra vários destinos não dá pra ter tanto despreendimento com esses 2 itens.
Eu até sou economica e depois de um mochilão amei a praticidade de ter pouco peso (fiz 19 dias com 10 kg na mochila), incluindo os cosméticos. Mas é meu recorde até agora =)
bjs,

Arthur | Agora vai mesmo

Legal. Também sou adepto do menos é mais. Só viajo com uma mala de cabine e uma mochila (para usar no dia-a-dia), tudo para evitar o despacho. Se precisar de alguma coisa, compro, p.ex., camisas turísticas baratinhas, ou mando lavar no hotel - dependendo do que for mais barato. Lavanderia automática, já fico cansado só de pensar.
Mas já aconteceu de implicarem com minha mala, e foi exatamente pelo motivo que a Maria das Graças mencionou: estava muito estufada, então o funcionário sacou que o peso deveria estar acima do limite. Vou rever isso na próxima vez.

Juliana Rosa
Juliana RosaPermalinkResponder

Nossa, me deu muita vontade de tentar ser desprendida assim !!! Será q consigo ? Acho que vou tentar na próxima viagem !!!

s.pessoa
s.pessoaPermalinkResponder

O post acaba por tratar mais da questão das malas de mão do que da difícil (mas libertadora)arte do desprendimento. Dicas de quem de vez em quando se aborrece no check in com a ordem "despache" para a minha inocente malinha de mão:
- Leve uma bolsa bonitinha de TNT (estas que agora tem no supermercado), para levar as traquitandas (inseparáveis) para dentro do avião.

- Lembre-se na hora de encher a malinha que infelizmente em alguns aeroportos, nós temos que pegar ônibus e subir escadas para acessar aviões (isso sem falar em levantar e encaixar a mala no bagageiro), portanto 5, 8 ou 10 kilos podem ser um transtorno.

Por fim para secar as roupas íntimas dou a dica (além de torcer bem na toalha), posicione ela para secar perto da saída de ar/calefação do banheiro. Já fiz isso até com arco de cabelo e deu certo. Um cabide plástico pequeno (desse de lingerie) também é ótimo.

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Bem lembrado isso dos ônibus e escadas, e também da força que temos que fazer pra colocar a mala no bagageiro.
Significa que só vou viajar sem despachar em viagens ultra rápidas, já que viajar só com a bagagem de mão, e ainda por cima super leve, pra mim é pedir muito.

Ana
AnaPermalinkResponder

Quando eu crescer quero ser assim!
Ainda não consigo viajar desse jeito, mas quem sabe um dia...
Já melhorei muito ao longo dos anos!
Na mala/mochila de mão vai o stuff, eletronicos, carregadores, guias turisticos já maceteados e uma muda de roupa pro caso da mala sumir, coisa basica, roupa intima, camiseta e meia.
Na mala, procuro esquematizar as roupas pra combinarem entre si, roupa intima é pouca, pra ser lavada no chuveiro mesmo, e não precisa ser verão, no inverno se vc for pra um lugar c calefaçao é até melhor, sua calcinha/cueca torra se vc colocá-la sobre a toalha perto do aquecedor!! rsrsrs
Necessaire eu levo toda miniaturizada, transfiro os produtos pra aqueles potinhos de 60/100ml, os "certificados pra uso a bordo", lá vai shampoo, condicionador, hidratante, sabonete facial, vai a tralha toda! dica sem ganhar dindin, a natura tem uma necessaire ótima, já vem com os vidrinhos e tudo, tem gancho pra pendurar no banheiro do hotel, eu ganhei uma há tempos e a bichinha já rodou mundo comigo!
Outra coisa é a opçao por roupas em tecido tipo dry, se sua viagem não for tipo chiquérrima, as camisetas e calças nesse material são dez!! vc lava à noite junto com a underwear e amanhece tudo seco, pronto pra um bate e volta. E em relaçao às fotos com a mesma roupa, se vc economizou espaço no básico, sempre dá pra levar uns lenços diferentes, umas bijus transadas e "disfarçar" a camisa de todo dia.
Essas foram as minhas dicas, e olha que ainda não cheguei lá!!
A viagem é longa!! Abç a todos!

Luquesio
LuquesioPermalinkResponder

Estes dois vídeos são ótimos para mulheres que não querem despachar a mala. Minha esposa adorou!
http://youtu.be/i_zmrWKRXGI
http://youtu.be/b2pP1ZrOX40

Camila Torres - Colecionando Imãs

Nossa, parabéns pra Maria das Graças! A dica de pesar a mala antes é ótima, não pensei nisso antes de comprar a minha, agora não me deixam subir com ela de jeito nenhum... Tá que ela tem uma cara "gordinha" smile
Eu tenho preguiça de ficar lavando roupa no hotel, mas meu marido tem o esquema. Se a Maria das Graças usa uma roupa íntima só, ele faz a mesma coisa com camiseta: leva umas 3 dessas de nylon e praticamente usa uma só a viagem toda! Essas camisetas secam rapidíssimo, e são fáceis de lavar porque não absorvem o suor.
Já eu levo várias blusinhas pra usar por baixo e um casaco só. Levo uma calça além da que eu estou usando e uma pra dormir. vou usando um tênis bem confortável e levo outro que não chove dentro!

Lali
LaliPermalinkResponder

Me lembrei agora da viagem que fizemos, ano passado à Villa la Angostura (Com o aeroporto de Bariloche fechado, por conta do nosso querido vulcão)... O detalhe é que éramos 2 adultos + 3 crianças com, nada menos do que 8 volumes, entre malas, malinhas e malões, sem esquecer o carrinho de bebê e os casacões de neve que carregávamos nas nossas mãos, já que, tanto no avião quanto nos aeroportos não fazia frio suficiente para vesti-los. Voamos até Buenos Aires, onde fizemos a imigração, pegamos e despachamos novamente as bagagens. O destino era Esquel, a cerca de 4 horas de Bariloche. Lá chegando, tivemos que pegar todas a tralha mais uma vez e colocá-las no ônibus, que nos levaria à Bariloche. Em Bariloche, ainda tivemos que pegar TODOS os 8 volumes para colocar nos dois carros que nos levariam em mais uma hora de viagem à Villa la Angostura... ufa.. Estão cansados só de imaginar? Agora imagina a gente, tendo ainda que carregar o pequeninho no colo, em diversos momentos? A raiva maior foi que passamos a semana inteira usando apenas roupas térmicas e de neve, que alugamos (grande parte) por lá. Ou seja 80% de todas esta tralha foi absolutamente inútil e nem saiu das malas...

Maria das Graças

Lali, enquanto eu lia pensava: em Bariloche se aluga tudo. Carregar tudo isso, ulalá. Vivendo e aprendendo. É assim mesmo. E a sua experiência será exemplo para muitos.

Iara Silvia
Iara SilviaPermalinkResponder

oi Maria das Graças,onde vc comprou sua mala de rodinhas de apenas 2,5kg e que marca? Agradeço desde já! Farei uma viagem de 20 dias pra europa em maio e gostaria de umas dicas sobre o que levar. Já que andarei de trem para outros países, quero levar o mínimo necessário! Um abraço ...

Cris
CrisPermalinkResponder

Eu juro que não consigo ter tal desprendimento a ponto de levar apenas uma malinha de bordo! Eu até tenho tentado diminuir a bagagem a cada viagem, mas não consigo colocar tudo numa mala de bordo pequena. Para mim, já será uma vitória o dia em que eu conseguir colocar tudo na minha mala M rígida de 4 rodinhas, mas com até o máximo 12 kg (na última viagem eu consegui 16 kg).

Eu desccobri que para mim a questão não está na quantidade de roupa que eu levo. Apesar de eu não ser tão básica assim como a Maria da Graça (eu tenho uma necessidade chata de ter pelo menos uma pequena variedade de roupas em viagens), eu consigo alocar toda minha rouopa em digamos 60% da mala. O problema e o que mais que incomoda é toda a tralha restante (chapinha, secador de cabelo - porque nem sempre dá para contar com os secadores de hoteis - maquiagem, necessaire, medicação, escovas, acessórios, etc, etc. Olha, se não tivesse tudo isso, eu poderia levar uma pequena, sim ...(Maria da Graça, na minha última viagem, eu vi que das roupas que eu levei eu só deixei de usar uma blusa e algumas echarpes... Pode ser que na próxima eu diminua o número desses itens).

Algumas considerações:
1) Eu realmente DETESTO ter de enfrentar uma loja em viagem para comprar roupas. Como eu sou do time dos "fora de forma", não é qualquer roupitcha que serve em mim, e portanto, eu nem perco tempo em vitrines de roupas. Sério, a qualidade de roupa no exterior pode ser melhor, mas não vale o stress do "troca-troca" no provador, pelo menos para mim. Portanto, aquela máxima de ir com a mala vazia, só com roupas velhas para ir jogando fora na viagem, enquanto vai comprando outras roupas novas, totalmente não vale.
2) Também não tenho paciência para comprar produtos de higiene e beleza na viagem. Querro dizer, é claro que eu gosto de comprar maquiagens, mas essa sim é a compra que eu gosto de fazer para trazer, e não para já sair gastando, hehe. Mas já estou diminundo a quantidade levada na mala. Tudo em potinhos e embalagens pequenas. O que faltar, ou no caso de viagens longas, eu compro lá.
4) Sapatos: nesse quesito, eu estou bem disciplinada: ultimamente, eu só levo dois: um no pé e outro na mala.
5) Roupas íntimas: eu levo pouca, no máximo 45calcinhas, e eu uso sempre as de microfibra da Sloggi, que secam super rápido. Basta lavar no chuveiro, torcer com a toalha e se tiver se tiver aqueles secadores de toalha, secam em pouco tempo! E sutiã, dependendo da duração da viagem, eu levo só 2, um no corpo e outro na mala.
4) Meias: quando viajo para lugares onde é inverno, se torna um problema, porque geralmente levo meias mais grossas e essas são mais difíceis de secar. E se a viagem for longa, ainda pior. Esse é o único caso que eu vou me desfazendo e comprando novas pelo caminho. Mas também tem uma coisa: uma meia de qualidade não é assim tão baratinho no exterior, não. Dá para comprar um lote de meias "made in China" em qualquer mercadinho da vida por uns 10 Euros, mas são tão ruins quanto os lotes de 10 reais das Americanas, por exemplo ... kkkk
5) Tralha eletrônica como Ipad, câmera fotográfica, carregadores, baterias, pen-drives, cartões de memória, etc, eu levo na bagagem de mão, junto com uma blusa, uma muda de roupa íntima e um par de meias. O ruim geralmente é na volta: na minha última viagem, eu estava carregando, além dessa babagem de mão, um mapa antigo de Paris (que não podia amassar), uma caixa enorme da Laudrée (que não podia amassar) e o pacote do Free Shop.

Cris
CrisPermalinkResponder

Opa, não são "45 calcinhas", kkkk, era para ter saído "4 OU 5" no texto!

Andrea
AndreaPermalinkResponder

Isso pra mim é um sonho distante. Acabei de fazer uma viagem ao Mexico a trabalho e de la fui passear nos EUA. Fato que minha mala de ida foi transbordando e me arrependi amargamente. Tive que jogar roupa fora pra trazer as novas e por 1 grama nao deu excesso de bagagem.

MARISA
MARISAPermalinkResponder

Maria das Graças, será que você poderia estar ao meu lado, na hora de fazer a minha próxima mala para passar 15 dias na Europa, em Setembro? Só assim conseguiria esta proeza...

Patricia
PatriciaPermalinkResponder

O problema não é a ida, mas a volta!!! Como trazer compras da viagem desse jeito??? Teria que comprar uma mala a cada viagem que eu fizesse kkk e haja maleiro em casa!! Não dá, normalmente viajo com essa mala de cabine, porém vazia, pra trazer as compritchas...com os preços astronômicos do Brasil, e as liquidas lá fora, dá muito dó de voltar de mãos vazias...sem falar em itens de decoração e lembranças da viagem mesmo...

Nina
NinaPermalinkResponder

Amei!

A cada viagem eu levo menos bagagem, mas ainda preciso diminuir bastante! Não me preocupo com mudança de visual e look quando viajo. Vou no básico mesmo, azar de quem não gostar rsrs

Meu problema é sentir muito frio...Senti frio até no verão na Europa! Então acabo levando muita roupa para frio.

Patricia
PatriciaPermalinkResponder

Acho mais seguro levar a mala de mão de rodinhas + uma mochila.
Uma vez, num vôo San Diego - São Paulo com escala em NY, logo ao embarcar uma aeromoça informou que não havia mais espaço nos bagageiros e que as malas seriam acomodadas no porão. Perguntou o destino final e etiquetou a mala. Minha sorte foi que havia acontecido o mesmo com um amigo, por isso disse que desembarcaria em NY mesmo. Se tivesse ido direto a São Paulo, as chances de revê-la seriam pequenas porque lá estavam quase todos meus pertences de valor...

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Parabéns.
Achei a dica excelente. Também acho que numa viagem basta o essencial. Só um cuidado. Alguma companhias como a Easyjet só permitem um único volume como mala de mão. E não pode ultrapassar as medidas citadas no post.

Solange Guimarães

Gostaria da ajuda de vocês, se puderem me ajudar. Comprei um barco de controle remoto para meu sobrinho dos Estados Unidos, porém o barco chegou sem a bateria, acho que tiraram por questão de segurança. Como meu filho está nos Estados Unidos pensei em pedir para ele trazer, porém estou com receio, se quando eu despachei eles tiraram a bateria,pode acontecer a mesma coisa, alguem tem alguma dica para me dar de como trazer essa bateria, ou onde posso encontrar aqui no Brasil essa bateria o nome da bateria é New Bright 19.2V para uma lancha de controle remoto na New Bright.

cnocchi
cnocchiPermalinkResponder

Maria das Graças! Muito obrigada pelas dicas e incentivo de viajar com uma mala de cabine! Quando escrevi pedindo dicas de como faria isso, você respondeu com o que acabou se transformando em um post! E eu só tenho que agradecer porque foi a melhor e mais tranquila viagem que fiz! Não ter que passar pelo pequeno stress que a espera pela mala na esteira gera foi uma das vantagens! Achei que era só eu, mas, com o tempo, vi que muita gente pensa que a mala não chegou ao destino final, tipo "porque a minha mala é sempre uma das últimas a chegar?" . E como fiz o restante da viagem sempre de trem foi ótimo estar com pouco peso. Eu pensei em cada peça que ia levar e coloquei na mala só o essencial. Acho que fiquei próxima aos 8 kg permitido pela companhia e só não posso afirmar pq em nenhum momento minha mala de mão foi pesada. Tinha uma conexão TAM de Porto Alegre para São Paulo e depois um vôo TAP para Viena. Não tive problema algum no check in. Levei apenas roupas básicas e leves! Bem, é claro que ajudou o fato de viajar no verão europeu. Foi um experiência que espero repetir na próxima viagem! Um abraço, Claudia

Débora
DéboraPermalinkResponder

Na medida autorizada para bagagem de mão(55x40x20cm), contam as alças e as rodinhas? Tenho uma mala pequena, mas contando as rodinhas ela ultrapassa2cm na altura. Pode?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Débora! Sua mala deve estar dentro das especificações, sim.

Débora
DéboraPermalinkResponder

Valeu, Bóia! Então, vou ter que providenciar outra...Obrigada!

Wagner
WagnerPermalinkResponder

Débora,
antes de comprar outra mala, se atenha que a soma das medidas ( altura, largura e profundidade ) não podem passar dos 115 cm ). Se sua mala tem por exemplo 42 de altura, 20 de profundidade, mas na largura tem só 50, tens ainda de sobra 3 cm.

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Débora,
Não acredito que vão implicar com 2 cm. Até agora nenhuma companhia pesou nem mediu minha mochila-mala ( ela está dentro dos padrões), e já vi gente com bagagem de mão muito maior que a permitida.

Marina
MarinaPermalinkResponder

Gente, esse ano vou comprar malas novas e pretendo comprar 2 M. Aqui em casa somos 2 adultos, 1 criança de 3 anos e uma recem nascida! Ja temos duas P e duas G (as G vao pro lixo, gracas a Deus, estao acabadas e sao grandes demais!)!

Maaaas, queria saber, talvez a mulherada saiba responder com mais facilidade, onde posso encontrar aquelas necessaires que vem com potinhos vazios para shampoo, condicionador, hidratante... Cansei de levar necessaire grande, e depois das filhas nascidas a necessaire tem sido enorme, ate por conta da farmacinha que nos acompanha em viagens!

Bjs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marina! Marcas de acessórios para mochileiros costumam ter nécessaires bem bacanas, algumas já com os frasquinhos: Trilhas e Rumos, Curtlo, Deuter. A Natura tem. Na Imaginarium você também acha ótimos acessórios de viagem. Caso a que você gostar não venha com os frascos, procure em boas lojas de plásticos ou em boas farmácias. Algumas marcas têm sabonete, shampoo e condicionador em miniatura, como a Granado.

Jorge Otavio Gonzaga Reis

Isso funciona muitíssimo bem no verão,primavera e folgo a dizer outono na maioria dos continentes....aprendi na marra:Ibéria perdeu,isto mesmo perdeu uma mala de 20 Kg e extraviou por 03 dias outas 02 malas de minha família. Desde então sigo quase tudo o que m.Graças disse, qdo não lavo vou a um supermercado e compro cuecas, viajo de mochila e mala de bordo: já rolou USA, Canadá, África do Sul, Argentina....contudo no inverno não tem jeito: embarcar o casacão de neve( o sobretudo e outro levo na mão) e botas de neve fazem com que tenha de se despachar a bagagens, e, se as crianças vão idem há de sembarcar.
Por ex: agora vou para Moscou e a viagem levará um total de 39 dias, mala de mão fica impossível, neste ponto eu tenho uma ótica diversa de 99,99% dos turistas sempre alugo carro ou faço leasing se for o caso de muito tempo na Europa, o que me facilita o transporte sobremaneira visto que a mala GG não sai do porta mala, transfiro o que vou usar para mochila e só a uso mesmo no último dia da viagem para colocar as coisas de volta...família de 3 pessoas:01 embarcada basta no inverno, de 4 pessoas terão de ser 02, pois mulher nenhuma usará salto alto na neve, é bota mesmo e olhe lá, qdo muito leve um par na mala embarcada e só...de resto homens e mulheres o inverno pede só duas cores: pretinho básico...risos... e cinza chumbo, o resto a mulherado compõe nos acessório como muito bem colocado.

Norma Cabral
Norma CabralPermalinkResponder

Li alguns comentários, e quero registrar aqui uma experiência ruim, que certamente não acontecerá com vocês, daí meu objetivo ao relatar o fato.
Eu e meus filhos (18 e 13anos, na época) fizemos uma viajem à Europa. Roma/Paris e Londres, seriam os destinos. Porém, tivemos um problema de última hora, em Paris e chegamos atrasados ao aeroporto, faltando 15min para a decolagem. Conclusão, não pudemos ir à Londres, onde já estávamos com tudo pago, hotel,entrada para museu, roda gigante...se estivéssemos somente com bagagem de mão, teríamos embarcado. Acabamos não indo porque, só ficaríamos mais 3 dias na Europa e a grana já estava no final e, como era final de ano, pediram um valor absurdo para nos colocar em outro voo, pela manhã, e acabamos passando o reveillon em Paris. O fato acabou apagando o brilho de toda a viagem porque ficou aquela decepção. Ainda não fomos à Londres, e cheguei à conclusão que viajar somente com bagagem de mão é o ideal, por tudo que alguns relataram como, ficar carregando tralha, desnecessariamente, e também que, se estivéssemos somente com bagagem de mão, teríamos embarcado!!! Obrigada pelas dicas. Nunca mais despacho mala. Só vamos carregar agora, o mínimo necessário!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar