#VnVBrasil | Pamonha (minha crônica no Divirta-se do Estadão)

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Ilustração: Daniel Kondo

#VnVBrasilDesembarquei no aeroporto de Goiânia tendo pela frente um longo (e calculado) intervalo até a hora de saida do meu ônibus. (Naquele dia não havia vôos diretos ao meu destino, Caldas Novas.)

Planejei passar esse tempo trabalhando no conforto do aeroporto – e não na balbúrdia da rodoviária. O aeroporto se revelou bem mais acanhado do que eu esperava, mas estava sossegado, e era o que importava.

Com o escritório instalado na praça de alimentação, resolvi dar um toque exótico ao momento: pedi uma pamonha. A primeira pamonha salgada (ou “de sal”, como preferem os goianos) da minha vida.

Quando a dita chegou à mesa, no prato, enclausurada praticamente a vácuo na sua palha e acompanhada de garfo e faca, fiquei sem ação. Como se abre uma pamonha no prato usando garfo e faca?

PamonhaPamonha

Acredito que seja uma questão de estirpe – uma habilidade que vem de berço, como destrinchar lagosta. Felizmente estava todo mundo vendo o Globo Esporte e não passei tanta vergonha assim. Veredicto: vale o esforço; e não importa o gosto que uma pamonha doce possa ter, a salgada é melhor.

Faltando uma hora e meia para o ônibus sair, fui para o ponto de táxi. Entrei, disse para onde ia, e só relaxei quando o motorista ligou o taxímetro.

Dezessete reais e cinqüenta centavos mais tarde, o táxi passava pela guarita do Shopping Araguaia. “Moço, eu queria ir pra rodoviária, não era pro shopping não!”. Mas o taxista não estava me engambelando. A rodoviária de Goiânia fica, sim, num shopping. E é muitíssimo mais civilizada do que o aeroporto. Eu poderia tranqüilamente ter ido direto para lá trabalhar e comer todas as pamonhas salgadas que quisesse.

Shopping Araguaia/Rodoviária de GoiâniaShopping Araguaia/Rodoviária de Goiânia

Achei num triz o guichê para retirar as passagens para Caldas Novas que tinha comprado pela internet -- e ainda usei o tempinho que restava para já comprar os bilhetes para as próximas paradas, na cidade de Goiás e em Pirenópolis.

Viação EstrelaViação Estrela

Apenas quando já estava dentro do ônibus é que fiquei sabendo a burrada que tinha feito: deveria ter comprado passagem no ônibus direto ao Rio Quente, que saiu meia hora antes. Um erro que acabaria me custando 80 reais de táxi.

Não é o que dizem? Você é o que você come.


Leia também:

#VnVBrasil | Vai começar o Rali da Bóia

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


46 comentários

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Hehe bom saber que meu guru é humano lol

val
valPermalinkResponder

hahahaha...
Riq, seu senso de humor é sensacional!

boas pamonhas!

Maria das Graças

Riq, senti o cheiro da pamonha quentinha. Salgada ou doce (com a quantidade de açúcar certa) é uma comida deliciosa.
Bobeou mas chegou no destino. Vivendo e aprendendo! rsrsrs

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalinkResponder

É o que eu sempre digo, viajando e aprendendo!
Boa viagem.
Ah, recebi ontem o meu exemplar da Charada. Obrigado!

Zé Maria
Zé MariaPermalinkResponder

Pamonha casa com café de coador.

Luiz Jr. (Blog Boa Viagem)

heheheh pamonha tem que se lambusar mesmo grin Recomendo muito na próxima oportunidade comer uma "a moda", com uma bruta linguiça de carne de porco e uma fatia gorda de queijo

Anna Francisca

Sem mais pamonhas pelo rali da Bóia, plis!

Thiago Ribeiro

Riq,

Vc estava aqui na minha cidade! Três observações: comer pamonha na palha é algo natural aqui. Sim, a pamonha de sal é muito mais gostosa do que a de doce. E nosso aeroporto é uma vergonha... Sorte que a Rodoviária salva! hehe
Boa viagem e curta a Pousada do Rio Quente!

Paulo Henrique

Riq,

Seja bem vindo ao Estado de Goiás.

Aproveite a Pousada do Rio Quente. Só não espere, muito, do atendimento, é fraquinho!!!!!!

Já em Pirenopolis, vá à Rua do Lazer, é muito gostosa!!!

Amelia
AmeliaPermalinkResponder

Se Hipócrates conhecesse as pamonhas .....

Camila Torres - Colecionando Imãs

Que isso Thiago, a de doce é muito melhor ! Mas concordo com o Luiz Jr. que a pamonha a moda é a mais goiana de todas.
E sim, o aeroporto é tosco !!

Bem vindo ao nosso Goiás, Riq ! Espero que aproveite todo o carinho que o povo daqui tem pra oferecer.

E, se for voltar por Goiânia, dê uma voltinha maior na nossa cidade, pra você ver que belezura. smile

Fran Hardy
Fran HardyPermalinkResponder

É isso, Riq. Goiânia tem um aeroporto que é uma rodoviária e uma rodoviária que é um aeroporto. Vá lá entender. Só goiano mesmo!
(Calma, eu moro em Goiânia e em frente ao aeroporto...hehehe)

Fernanda Leitão

Não esqueça de comer o tradicional empadão goiano!

Viajante Oficial

Verdade, o aeroporto de Goiania é muitíssimo acanhado. Mas Goiania é uma bela cidade. VEJA ABAIXO:

http://aviagemoficial.wordpress.com/2011/02/24/parque-vaca-brava-goiania-go/

Luciana Betenson

Tô rindo da pamonha rsrs... toda pamonha que se preze devia vir com um fiozinho de palha para desamarrá-la e assim comê-la facilmente smile

Mirelle
MirellePermalinkResponder

ai, que vontade de comer uma pamonha! Sou mineira e comi pamonha a vida toda. Tb prefiro a de sal, com um pedaço de queijo dentro. A sua tinha alguma coisa dentro, Ricardo? Pq em Uberlândia, minha cidade natal, tem até com calabresa (a preferida do meu marido).

ps: fiquei curiosa com uma coisa: existe outra maneira de servir pamonha sem ser enrolada na palha? o.O

Philipp
PhilippPermalinkResponder

O tenis verde e amarelo combina com o tour atual.

E agora fiquei com saudade de pamonha...

Eunice
EunicePermalinkResponder

Hahaha... E caso você fique viciado em pamonha, pode experimentar a do "Rei da Pamonha", em um posto de gasolina da Paralela, no sentido aeroporto-centro.

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

Ave, Eunice, eu pensei nisto, porque prefiro pamonha doce e cheeeeia de coco (essa só em casa)! Eu adoro Goiania e perdoo até o aeroporto.

Ana Paula
Ana PaulaPermalinkResponder

Gostei do "voce 'e o que come" rsrsrs.

Maria das Graças

Pergunto aos colegas goianos: o palmito guariroba, delicioso, é típico de Goiás? Está na receita do empadão goiano?
Riq, se for típico de Goiás e estiver na receita do empadão, ou em um prato com frango, não perca a oportunidade de experimentar. É uma iguaria e tanto.

Marcelo Lemos
Marcelo LemosPermalinkResponder

Maria, é sim wink

Leonardo
LeonardoPermalinkResponder

Popularmente chamado aqui de gueroba!
Mas não gosto muito...

Joao Lucena
Joao LucenaPermalinkResponder

A Pamonha comeu o seu Celebro entao?

Marcelo Lemos
Marcelo LemosPermalinkResponder

Eu sou um goiano que não gosta de Caldas Novas (só do Rio Quente Resortes) e música sertaneja, mas que AMA de paixão pamonha, empadão e pequi. Aliás, esse último vc tb não pode deixar de comer. Aliás, deixe para comer no Pouso do Frade em Pirenópolis. Lá existe até instruções aos turistas sobre como comer esse fruto do cerrado tão amado e odiado smile

Camila Torres - Colecionando Imãs

Oi Marcelo, compartilho da mesma opinião ! Exceto pelo pequi, que passo. smile

RosaBsb
RosaBsbPermalinkResponder

Eu gosto das duas versões da pamonha, como uma de sal e uma de doce, mas sempre tenho que ter alguém para dividir, já que não tem em tamanho pequeno e duas é muita gula. Já o empadão não me empolga.

bruna sampaio
bruna sampaioPermalinkResponder

Essa crônica tratou de uma paixão goiana - a pamonha - e uma desilusão - o aeroporto, uma verdadeira vergonha para uma Capital.
Na próxima coma a pamonha "a moda", é de sal, com queijo, linguiça e um pouco apimentada (as vezes muito)!
Em Goiás n deixe de comer o empadão, de preferencia o completo com guariroba, que é tipico daqui!
Em Pirenópolis tome uma caipirinha com picolé na Rua do Lazer, sorvete na sorveteria Colorê, com vários sabores, alguns frutos típicos do cerrado, meu sabor preerido é o de gengibre, super refrescante. E compre joias artesanais de prata, na feirinha do centro ou em qq das varias lojas.
Há...vc desceu no toboagua Vila das Almas no Hot Park? grin
Boa viagem pela minha terrinha!

Maria Helena de Oliveira

Pois eu não peguei o táxi p/ Rio Quente! Fiquei em Caldas Novas mesmo, q nem uma pamonha na água quente da piscina de um hotel bacaninha q tinha até... pamonha de sal no café da manhã! Sempre há uma primeira vez, me deleitei! Ah e o empadão goiano comi no aeroporto, per-fei-to (c/ erre de goiano). Boas viagens, Riq.

Marise
MarisePermalinkResponder

Sou uma goiana do contra: não gosto e gueroba e pequi. Meu marido (que é carioca) adora!!! E prefiro pamonha de doce, rs.
Indico o Restaurante Chão Goiano e a Confeitaria Richesse em Goiânia.
Experimente tomar um caldo, é um tipo de sopa, muuito gostosa!!!
Boa viagem!!!

Alex Melo
Alex MeloPermalinkResponder

huaaaaaa Se até o comandante faz umas destas de vez em quando, fica fácil da gente se perdoar quando algo sai errado hehehee

E pamonha eu comia muito quando era muleque, que minha vó (no interior de sampa mesmo) fazia no sítio. ôoo saudade! Faz mais de 15 anos já que ela se foi, e nunca mais vi uma pamonha fechadinha assim.

E tens razão: pamonha doce é uma delícia, mas a salgada é muito mais. Fiquei com vontade agora.

Paula*
Paula*PermalinkResponder

Ahahah...essas minifuradas q toda viagem nos reserva é que fazem a gente dar risada depois.
Agora pelo menos já sabemos que é muito melhor "dar um tempo" na rodoviária que no aeroporto; que existe um ônibus direto para o Rio Quente; que pamonha salgada é melhor que doce (nunca comi nenhuma das duas ;p)...e vamO que vamO wink

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Paula*, tirou as palavras da minha boca - assim muitos trips não comprarão a passagem errada wink Divirta-se comandante! E nada de comer muita pamonha para manter a forma. Recomendo arroz de pequi que provei em Montes Claros, norte de Minas. Pequi puro não! Arde! rsrs

jose
josePermalinkResponder

Existe diferença entre o tamale mexicano, a humita argentina e a pamonha salgada? Gosto muito de todas, mas sempre me pareceram variações sobre o mesmo tema. Enfim, o milho nos une.

Marcelo Jesus
Marcelo JesusPermalinkResponder

Não esqueça da cachapa Venezuelana... Moro em Goiânia, mas meu sangue é todo mineiro, ou seja, prefiro pamonha doce, ou, como se diz aqui, "de doce", em contraponto à "de sal", embora goste das duas, e realmente a pamonha "a moda", com linguiça e pimenta é muito gostosa.

Mariana Amaral

Muito bom esse comentário! hahahaha
Viva o milho!

Maria Helena de Oliveira

Comi tamales em San Diego, CA e achei gualin, gualin a pamonha!

vera maria
vera mariaPermalinkResponder

Morei alguns anos em goiania e penso muito em voltsr l http://linhadepesca.blogspot.com a sobretudo pra comer essas pamonhas que nao achei ainda igual em outro lugar! abr, vera

Lívia Nogueira

Riq, que legal essa experiência!!!
Sou goiana e morando no Rio, sinto uma saudade da pamonha goiana, a original "de doce" e "de sal", a "de sal" tem variações interessantes: simples, com queijo, com liguiça, com liguiça e queijo, com muita pimenta, com jiló, com guariroba... ahhh a gente come a pamonha com garfo e faca mesmo rsrsrs
E sim, experimente a guariroba ou melhor, como dizem "gueiroba", e o meu amado pequi, que amo tanto que fiz meu blog chamado de http://www.frangocompequi.com.br/, paixão goiana, fazer o que? Bom passeio e pelo visto, vai ao festival de Piri, aproveite!!!!
bjs, Lívia

Mariana Amaral

Que delícia esse texto! mrgreen

cibelli rosa
cibelli rosaPermalinkResponder

Valeu pela primeira experiência com a pamonha salgada... É bacana saber que o Riq também tem seus momentos, digamos, farofeiros (ou seriam pamonheiros?)em viagens. Muito legal!

Lili-CE
Lili-CEPermalinkResponder

Todo um mundo referente às pamonhas se descortinando para mim... É tipo a tapioca deles!

Goethe
GoethePermalinkResponder

Além de faturar uma pamonha, um pequi, e um empadão, resolveram também superfaturar o novo aeroporto. Daí botaram o pé no toco, e o novo aeroporto está até hoje com um pé no barranco e outro na canoa! rsrsrs...

Valeria
ValeriaPermalinkResponder

Sou goiana e amo pamonha de sal. É uma delicia, a pamonha a moda tambem. Aproveite para comer arroz com pequi e empadão goiano, como já comentaram acima. Estou feliz de ver meu estado aqui. Viva Goiás.

Dario Neves
Dario NevesPermalinkResponder

Ricardo te vi hoje saindo do Restaurante Chão Nativo. Voce tirou uma foto da fachada com o celular e depois foi embora. Falei pra minha esposa que achava que era voce. Entrei no site pra confirmar. Espero que prove alguma das dicas que o pessoal já te passou. Quando eu quero mais eu vou pra Goiás!

Ricardo Freire

Sim, Dario, era eu! Minha intenção era comer no Panela Mágica, mas tava cheio e eu já estava atrasado pra fazer o circuito art-déco... Mas almocei bem! smile

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar