Como você armazena as fotos da sua viagem?

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

ISla Saona

Antes era fácil: alguns dias depois de chegar de viagem, era só levar uns dois ou três rolos de filme de 36 poses para revelar, buscar no dia seguinte e arrumar nos álbuns que a própria loja fornecia. Hoje, qualquer fim de semana na serra rende um sem-número de arquivos. Tiramos foto com câmera digital, com celular, com tablet. Algumas publicamos online instantaneamente, outras vamos deixando no equipamento enquanto o cartão de memória tem espaço, até que alguma fatalidade nos faça lembrar da importância do bendito backup. Quem já teve equipamento roubado, ou passou pelo sufoco de quase perder um HD, sabe muito bem do que estou falando!

Foi um desses sustos que me fez cuidar melhor dos meus arquivos. Agora tenho conta no Google Drive (embora ache que o serviço poderia ser melhor), subi algumas imagens para o Flickr e  guardei tudo que tenho em um HD externo. Descarrego o cartão de memória da câmera sempre na primeira oportunidade, mas ainda preciso criar o mesmo hábito com as fotos do iPhone. Mesmo cumprindo toda essa rotina, sou da velha guarda e acredito que imprimir ainda seja a forma mais segura de guardar o que houver de mais importante.

Queremos saber: como você organiza as fotos da sua viagem? Usa algum serviço de armazenamento? Publica álbuns online? Mantém o hábito de imprimir?

Aos comentários!

Leia também:

Apps para viagem: o que tem na sua telinha?


Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


78 comentários

Paulo Torres
Paulo TorresPermalinkResponder

Faço um backup das fotos "brutas" em HD externo e em DVD. E subo um álbum de fotos selecionadas/editadas para a web. Inicialmente, subia apenas para o Picasaweb, mas hoje compartilho tambem no Facebook.

E durante a viagem, criei o hábito de transferir as fotos da câmera para o notebook todas as noites, faço isso enquanto checo e-mails e vejo algo sobre o que farei nos próximos dias da viagem.

Heidi
HeidiPermalinkResponder

Em resposta ao Marcio Antonio, uma excelente maneira de fazer fotolivros é através do Blurb (www.blurb.com). Aliás, não são fotolivros, são verdadeiros livros de fotografia. Você pode baixar um software grátis e ir montando seu livro da forma como preferir. Existem várias opções e você vai testando até encontrar a que gosta mais. Depois faz o upload e seu livro será impresso lá nos EUA. O preço será de acordo com a quantidade de páginas, tamanho do livro, tipo de folha e forma de envio. Você também pode tirar idéias por outros livros abertos para visualização no próprio site. Gosto muito.
Quanto aos backups, depois que comprei um ipad, vou transferido para ele diariamente, com aquele acessório que copia direto do cartão de memória da máquina. Mas nunca apago o cartão de memória, pois ele vai ser sempre o meu "original". Quando chego em casa, transfiro tudo para o computador e faço uma seleção. Deleto as que estiverem tremidas, em duplicidade e as que, ao final, acabei não gostando. Se precisar, faço alguma edição de corte ou de iluminação, coloco as legendas, organizo em pastas e então faço outro backup num HD externo. Adoro! Viajo de novo fazendo isso!!! Com o tempo também quero ir fazendo alguns álbuns impressos do Blurb.

JORGE PAULO
JORGE PAULOPermalinkResponder

Heidi, faco como voce!
Mas aprendi ser mais facil retirar as fotos ruins, editar , cortar algumas fotos ja no dia q baixo para o Ipad, antes de dormir, descansando no hotel ou numa viagemm entre um ponto e outro
Achei melhor q fazer tudo no volta

Rodrigo Barneche

Todo ano faço um álbum FÍSICO de fotos das férias. Até ano passado eu imprimia e organizava as fotos num álbum comum, esse ano aderi ao álbum impresso, daqueles que a gente baixa um aplicativo, monta, compra e recebe pelo correio. Curti muito.

Durante a viagem vou só armazenando nos cartões de memória, e quando chego salvo no note e no hd externo.

Hosana
HosanaPermalinkResponder

Seleciono, imprimo as melhores (que acaba sendo muito mais do que deveria), monto o àlbum, pois acho mais prático para as pessoas verem e curtirem. O resto salvo uma cópia no computador e outra no HD externo. Da última vez ainda deixamos uma cópia no dropbox.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Eu adoro fazer albuns de viagens! Revelo as melhores, coloco em albuns e junto algumas coisinhas da viagem, como ingressos, mapinhas, etc. Tb faço cópia em DVD, mas já está na minha lista comprar um HD externo. A única coisa que não faço é um backup durante a viagem, mas depois dos relatos que vi aqui, vou começar a fazer. Morro de medo de perder as minhas "fotinhas".

Marilia Boos Gomes

Quando o momento permite, clico mais de uma foto do mesmo local com ajustes diferentes da máquina fotográfica.
Dependendo do tempo da viagem, levo mais de um cartão e mais baterias.
Ao chegar seleciono as melhores, faço alguma modificação no Photoshop, se necessário, e posto as fotos em um site de viagens (www.eujafui.com.br) e/ou no Panoramio. Ficam bem guardadas.
Cordial abraço para todos.

Sandra
SandraPermalinkResponder

Durante a viagem, baixo as fotos do dia no laptop, todas as noites.
Ao voltar, transfiro tudo para o hd externo, seleciono as melhores e mando revelar. Faço àlbum separado para cada viagem longa e um álbum comum para as curtas (com menos fotos, óbvio).

Patricia B
Patricia BPermalinkResponder

Quando chegamos de viagem descarregamos as fotos no PC, organizadas por mês/ano. Quando consigo dou uma "limpada" nas repetidas e de baixa qualidade. Contratamos um serviço de backup pela Internet chamado MozyHome. Automaticamente, de tempos em tempos, ele faz o backup de todos os seus arquivos, não apenas os de fotos.

Aline Miranda
Aline MirandaPermalinkResponder

Sempre no HD externo

Rafael
RafaelPermalinkResponder

O que faço em viagens curtas (de final de semana):
- Nada, mas deveria... rs uso apenas os cartões que levo comigo, levo vários. Quando acaba um, troco por outro. Neste caso uso uma possibilidade de minha câmera, que possui dois slots para cartões, então configurei para que o segundo cartão seja cópia idêntica do primeiro, funcionando como um backup.

Em viagens longas:
- Além das fotos serem armazenadas nos próprios cartões de memórias (guardados em uma carteira própria para eles), no final de cada dia faço cópias destas usando tablet + leitor de cartões + HD externo;
- HD externo fica no cofre do hotel (em Paris chegou a dar um probleminha de não ser mais reconhecido, acho que era porque o cofre ficava quente pois ficava acima do frigobar no mesmo "armário")

Obs.: No formato que fotografo (RAW) as fotos são enormes, cada uma com 15 MB, praticamente impossível de fazer backup "nas nuvens", só restando duas formas: HD e cartões.

Em ambos os casos, assim que chego em casa já baixo as fotos para um dos HDs dentro do computador, fazendo mais duas cópias: uma para um outro HD interno e outra para um HD externo. Como diz um velho ditado sobre backups: "Quem tem um, não tem nenhum", portanto quanto mais cópias em locais distintos, melhor.

Para colocar as fotos online uso o Picasa (bem razoável e gratuito, é fácil de compartilhar álbuns com familiares e amigos).

Algumas dicas:

- Tenha vários cartões de tamanhos menores do que apenas um ou dois de tamanho grande. Se der problema a quantidade de fotos potencialmente perdidas será menor. Ao invés de um cartão de 32 GB é melhor ir de 4 cartões de 8 GB. A probabilidade de dar pau em vários cartões é muito menor.

- Prefira cartões de marcas reconhecidas e de boa procedência, falsificações de cartões (e pendrives) são bem comuns. Perder as fotos por falta de qualidade no cartão é soda.

Essas são as que me lembro por agora... smile

Marcos
MarcosPermalinkResponder

Olá Rafael,

Qual Tablet você utiliza para fazer backup das fotos ? Estou pesquisando um tablet com entrada USB + entrada para o cartão de memoria, para poder passar as fotos do cartão para o HD externo. mas simplesmente não encontro nenhum tablet com essas características.

Muito Obrigado,

Marcos

Elizabeth
ElizabethPermalinkResponder

Alguém usa o Dropbox ou o Evernote?

Julio Corrêa
Julio CorrêaPermalinkResponder

Quem viaja comigo me acha louco, pois nunca durmo antes de jogar todas as fotos num HD externo por mais cansado que eu esteja. Sou desses que tem uma pastinha para cada lugar que visito e para cada dia de viagem. Recentemente, perdi um cartão de memória e fiquei tranquilim, pois já havia jogado no netbook e no hd.
Costumo também revelar as melhores fotos e colocar num álbum.
ab

Cleverson
CleversonPermalinkResponder

Eu resolvi o problema das fotos do iPhone com o Dropbox. Ele faz o upload das fotos do celular direto para as nuvens.

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Riq,
Eu esvazio o cartão de memória da câmera toda vez que a uso no fim do dia. Sem falhar nunca.
Eu passo as fotos pro PC ou Notebook (quando estou viajando), depois publico no picasaweb/google+ ou facebook.
Além disso, gravo tudo em dvd (costumo me embananar e ter o mesmo álbum em mais de um, mas vou melhorar isso e fazer um dvd para cada álbum).
Sou mega estressada, morro de medo de perder tudo como já aconteceu em um HD que deu pau.

Ana
AnaPermalinkResponder

Salvo as fotos no netbook durante a viagem, mas sem apagar do cartão. Quando chego em casa, passo pro computador e pra 2 hds externos que ficam em 2 casas diferentes: se pegar fogo em uma... Ok, sou paranóica, admito!

Lúcia
LúciaPermalinkResponder

Gosto muito de fotografar, e atualmente descarrego em Pen Drive, é muito prático, não ocupa espaço e seguro.
Havia feito um curso de fotografia e o professor falou que pode acontecer em sumir suas fotos no momento de passar pelo Raio X na hora do embarque, então tem que tomar certos cuidados no armazenamento das fotos. E também o professor recomendou comprar um leitor de cartão de memória para descarregar as fotos em qualquer lugar que estiver.

Fábio Jorge
Fábio JorgePermalinkResponder

Apesar de mais confiáveis que antigamente os HDs contém peças móveis e também são sensíveis a um pico na voltagem/corrente de energia elétrica, que podem causar sua queima.
Apesar de ocuparem um pouco mais de espaço, tenho mantido cópias em DVD das fotos. Perdi HDs internos e externos em quantidade suficiente para aprender essa lição.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar