Imagina (minha crônica no Divirta-se do Estadão)

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Ilustração: Daniel Kondo

Entre os meus hábitos mais bizarros está o de acompanhar, rodada por rodada, as séries B e C do campeonato brasileiro. Torço fervorosamente contra todos os times sem torcida, movidos a grana de prefeituras ou de empresários exportadores de mão-de-obra, que tiram o lugar de times populares do Norte-Nordeste.

Neste momento, por exemplo, estou abalado pel o fato do Guaratinguetá estar escapando de um rebaixamento que parecia certo, empurrando o CRB de Maceió de volta à série C. Juro.

Distraído com as divisões inferiores, contudo, não percebi que algo muito mais grave acontecia nas eliminatórias para a Copa de 2014. Na chave sul-americana, faltando seis rodadas, o Paraguai continua na lanterna, praticamente condenado a não vir para o Brasil. Puede, Arnaldo? Depois de participar de várias Copas consecutivas, os paraguaios vão ficar de fora justo agora, quando certamente seriam adotados como o visitante de estimação da torcida brasileira.

Mas o pior é que Chile e Uruguai também estão perigando não se classificar. E por que eu estou triste? Porque quanto mais vizinhos, melhor será a festa.

Anote aí: não vai haver caos aéreo na Copa. Você, eu e todos os outros brasileiros vamos ficar um mês sem programar viagem nenhuma, nem de negócios. Os preços altos afastarão todos os gringos do Hemisfério Norte que não vierem especificamente para a Copa. E virão poucos, porque há poucos ingressos, que estarão na mão dos patrocinadores.

Todo jogo será um pesadelo logístico – pense num show da Madonna a cada partida – mas os aeroportos só estarão conturbados na hora de cinco mil italianos se deslocarem de Fortaleza para Curitiba.

A verdadeira invasão vai ser rodoviária, protagonizada por hermanos sem ingresso, que virão pela farra e pela possibilidade de quem sabe descolar uma entrada por vias tortas.



É uma pena que as autoridades não entendam algo que eu sempre digo e que só a agência de publicidade da Brahma parece ter ouvido: durante a Copa, qualquer lugar do Brasil é uma festa. E durante a Copa do Brasil, todo lugar será especial. Até Guaratinguetá.

Ainda dá tempo, Paraguai!


Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


30 comentários

zuzu
zuzuPermalinkResponder

Riq
Adoro seu otimismo, mas...imagina na Copa??? sei nao!

gabebritto
gabebrittoPermalinkResponder

¡¡¡CLASIFICACIÓN AUTOMÁTICA DE SUDAMERICANOS YA!!!

(Desculpe a caixa-alta. É que estou gritando mesmo. =))

Júlio
JúlioPermalinkResponder

Estava pensando nisso esses dias:
Argentina, Chile, Bolívia, Paraguai, Peru são todos aqui ao lado.

Com muita raça e força (coisa que qualquer torcedor de futebol tem de sobra) é possível vir de ônibus desses países para o Brasil.

E aí vai ser um Deus nos acuda!

gabebritto
gabebrittoPermalinkResponder

Sobre o otimismo, se essa crônica tivesse sido escrita há algum tempo, eu discordaria dela retumbantemente. Mas depois de ver a abertura de dos JO de Londres e de ter visitado Pequim, assino embaixo.

Paulo Torres
Paulo TorresPermalinkResponder

O que mais vi nos aeroportos da África do Sul durante a Copa de lá: excursões cheias de tiozões sorridentes (de alemães, australianos, holandeses, e de famílias americanas completas com pais, "soccer moms" e filhos crianças e adolescentes) fazendo bate-voltas nos dias dos jogos de suas seleções, e voos lotados de... jornalistas!

Eu viajei muito de avião, por estar um pouco temeroso de dirigir sozinho, mas a maior parte dos torcedores desempacotados que encontrei pelos albergues e pousadas viajou de carro mesmo, encarando 700km de estrada de Joburg a Durban, outros 700 de P.E. ao Cabo.

Paulo Torres
Paulo TorresPermalinkResponder

E torço para que se classifiquem seleções que tragam grandes e numerosas torcidas para o Brasil. A classificação da Colômbia será super bem-vinda. E gosto da Suécia, mas torço demais para que a Irlanda tome a vaga deles nas eliminatórias europeias!

Maria Inês Vargas

wink Muito divertido!

Jose
JosePermalinkResponder

Torço para que a Copa seja um sucesso, mas se argentinos ou uruguaios ficarem em Porto Alegre, vai ser um Deus nos acuda.

Maíra
MaíraPermalinkResponder

Vai ser demaaaais! Chega de só nós invadirmos as cidades, praias e shows deles!

Cris
CrisPermalinkResponder

Acho que em função dessa invasão de hermanos, vou me exilar fora de Porto Alegre ... Imagina se a seleção argentina cair no grupo de Porto Alegre .... Meu deus ... Nada contra os argentinos, mas fazer qualquer coisa tipo "jantar fora" vai sair os olhos da cara por aqui ....

Bah, me esqueci me eu me inscrevi como voluntária para a Cpda do Mundo ... É acho que vou ter de ficar por aqui mesmo ...rs

Vladimir
VladimirPermalinkResponder

Isso Aqui Vai Ferver!!!

Teremos 3 eventos grandiosos pela frente:

- Jornada Mundial da Juventude no Rio, em 2013.
http://www.rio2013.com/pt

- Copa do Mundo na Terra Brasilis, em 2014.
http://www.copa2014.gov.br/

- Olimpíadas no Rio, em 2016.
http://www.rio2016.org/

É uma EXCELENTE oportunidade "dessa gente bronzeada mostrar seu valor"!!!

Vamos Que Vamos!!! Vai dar tudo certo!!!

Abraços,
Vladimir.

Livia Mochileira

Sou das pessoas não otimistas! Acho que vai ser o caos e a vergonha nacional!! E não estou falando do futebol, estou falando dos aeroportos mesmo!! Esse ano indo do aeroporto de Natal para o de Brasília, atraso de 1 hora no vôo e perda da bagagem por 3 dias. Isso em fevereiro, fora do carnaval. Em São Paulo, junho, atraso de um vôo doméstico com perda de conexão internacional. Agora em outubro, atraso de TRÊS HORAS no aeroporto de Natal. Impossível o jargão não passar pela minha cabeça: Imagina na copa??

Marcelo Jesus
Marcelo JesusPermalinkResponder

Olha, sem copa ou olimpíadas o fato é que a situação dos aeroportos está caótica há tempos, o aumento da demanda superou a capacidade de atendimento e a situação é feia...
Em julho voltando de Frankfurt esperei uma hora para que a esteira de bagagem começasse ao menos a se movimentar no Galeão, o pessoal da TAM disse que agora a responsabilidade de colocar a bagagem na esteira é das companhias aéreas e como havia chegado três voos simultâneos (dois dos EUA e o meu de Frankfurt) não havia pessoal suficiente e que a culpa era dos passageiros, porque nos voos vindo dos EUA eles trazem bagagem em excesso...

Maíra
MaíraPermalinkResponder

Ih, meu outro comentário não entrou.
Fiquei mega feliz com esse post. Acho que é o momento de curtir o país e aproveitar as oportunidades que teremos com os eventos.
Não me importa se ficará difícil andar de carro na cidade em dias de jogo, quero os estádios cheios e muita gente feliz.

LEANDRO
LEANDROPermalinkResponder

Vamos ter sim caos aéreo e rodoviário, a falta de estrutura vai estar escancarada, boa parte das obras de mobilidade não vai sair, a conta dos estádios vai ficar caríssima...
Mas que eu vou curtir muito, isso vou!

Gustavo  - Viajar e Pensar

Para os que desejam uma amostra disto é só passar pelas praias de Santa Catarina no verão.
Os gringos Paraguaios, Argentinos e Uruguaios adoram nosso país e se tiverem a desculpa de verem seu time vão invadir nosso trânsito.
Vai seu uma festa e um perigo andar por nossas BRs. Aparece cada carroça.

grande Riq

@GusBelli

A. L.
A. L.PermalinkResponder

Pelo menos há algumas notícias boas. Como a adoção de e-scanner de passaportes brasileiros em Guarulhos, o que deve agilizar as filas principalmente de entrada no Brasil de brasileiros.

Como será feito pela iniciativa privada que tomou conta do aeroporto, acho que sai a tempo

Aqui o link: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1175363-cumbica-tera-fila-expressa-para-viajante-com-passaporte-com-chip.shtml

"O aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (Grande São Paulo), terá filas expressas para brasileiros que entram e saem do país. A previsão é que o serviço comece em julho do ano que vem nos terminais atuais, 1 e 2.

Funcionará assim: serão instalados portões automáticos -conhecidos como "e-gates"- nas áreas de imigração e emigração. Nas cabines haverá um scanner no qual o passageiro colocará o passaporte e será submetido a um dispositivo de identificação.

O serviço atenderá quem tiver o novo passaporte com chip, disponível desde janeiro de 2011 em todos os postos da Polícia Federal no Brasil.

Esse passaporte é identificado por um chip na capa. Cerca de 3,5 milhões de passaportes com chip foram emitidos, diz a PF. Até o final de 2012 serão 4 milhões.

O chip contém a fotografia facial e impressões digitais do passageiro. Essas informações serão confrontadas com as do sistema da PF. Se os dados baterem, o passageiro é liberado para entrar ou sair do país. Agentes da PF monitorarão o processo on-line."

A. L.
A. L.PermalinkResponder

Boia me desculpe pelo post duplo.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Sem problemas wink

Vladimir
VladimirPermalinkResponder

Meu comentário otimista, afundou!!! razz
Vamos que Vamos!!!

Karla Larissa
Karla LarissaPermalinkResponder

E eu torço é para o ABC não ser rebaixado!=)

Thyago Portela

Posso dizer: esse comercial da Brahma é "FlOriDA"

Karla Larissa
Karla LarissaPermalinkResponder

O Riq é pé quente. O ABC acaba de ganhar de 3 a 0 do líder Goiás! : )

Karla Larissa
Karla LarissaPermalinkResponder

Ops me empolguei: 3 a 2! Mas foi de virada!! Kkk

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Depois de 13 anos sem vir a Fortaleza cá estou falando o idioma local e de carro alugado. Pergunto : cadê as placas da cidade ???
Gastaram tudo nas Hilux SW4 da policia local e não sobrou para a sinalização correta e eficiente da cidade para o turista.
Piada ...

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Concluindo, fiquei pensado o que será na Copa ...

João Paulo Chalub Macedo

Muito bom, Riq! O São Caetano mesmo é um que nunca me desceu... Ainda bem que foi castigado da forma mais dura: perdeu duas finais de Brasileirão e uma da Libertadores, e, a partir daí, tirando um título paulista mequetrefe, só ladeira abaixo!

É muito triste mesmo ver esses times de empresários/prefeituras tirarem as vagas dos tradicionais Remo, Paysandu, Sampaio Corrêa, CRB, CSA, ABC etc. (por mais que a incompetência/desonestidade na gestão desses times seja também uma das causas para o fracasso retumbante na história recente).

Quanto às eliminatórias sulamericanas, só uma pequena correção: faltam 08 rodadas, então são dois joguinhos a mais pros vizinhos de "parede e meia" conseguirem se garantir na nossa festa!

Abraços,

Chalub

A. L.
A. L.PermalinkResponder

Eu já acho que é um "bem feito" que times que tem torcidas grandes, o principal atrativo para patrocinadores, não consigam capitalizar seu sucesso de público montando equipes competitivas.

Tradicionais ou não, tenho a impressão que vários desses clubes poderiam estar em melhor situação se sua gestão fosse profissionalizada pra valer, se fossem transformados de passatempo de gente desinteressada e espúria em empresas com gestão totalmente profissional como na Inglaterra.

Para os empresários que despejam dinheiro no futebol, seria mais interessante investir em times que em um "branding" mais reconhecido, por assim dizer, se eles tivessem como comprar diretamente times como CRB, Paysandu e assumir o controle total da gestão do futebol, mas os dirigientes de vários desses times agem como se fossem líderes de gincana escolar no melhor dos casos, e mafiosos nos pior deles.

Vladimir
VladimirPermalinkResponder

Concordo com o A.L. em gênero, número e grau.

A realidade é essa, mas, parece que preferem manter essas instituições arrecadando da mesma forma que no século passado.

Sem grandes empresas por trás vai ser muito difícil. Vejam o caso do Fluminense, que tem ganhado muitos títulos... todos devido ao patrocínio da Unimed que não virou proprietária, mas, que banca tudo ou quase tudo no futebol!!!

Só acho que isso tem que ser feito de forma muito clara e com leis rígidas, pois, o Brasil não tem o controle que a Inglaterra tem. Lá, eles sabem exatamente o quanto e em que está sendo usado o capital da empresa. Acho que o medo aqui é que usem os clubes para caixa dois e lavagem de dinheiro... esse é o problema!

Abraços.

Alexandre Costa

Caro Ricardo, você acertou na mosca. Pesadelo logístico é o que a gente vive no nosso dia a dia em São Paulo. Copa do Mundo é festa - vide a procura histórica para ingressos para a Copa das Confederações. Imagina a festa!!!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar