Noronha: para onde vai a outra taxa

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Trilha para o Mirante do Sancho

Como se sabe, desde 22 de setembro de 2012 há uma nova taxa a ser paga ao visitar Fernando de Noronha.

Além da taxa de preservação, cobrada ao chegar -- de R$ 68,74 por dia de permanência (fevereiro/2017) -- agora há também uma segunda taxa, ou melhor, um ingresso para visitar a área do parque nacional marinho. Custa R$ 99 para brasileiros e R$ 198 para estrangeiros e é válida por 10 dias (maiores de 60 anos, menores de 12 anos, pesquisadores em serviço e moradores e seus parentes em primeiro e segundo graus estão isentos; preços de fevereiro/2017).

A início da cobrança da taxa/ingresso coincidiu com a entrega dos primeiros melhoramentos pela nova concessionária da visitação do parque, a Econoronha -- subsidiária da Cataratas S.A., que há 14 anos presta o mesmo serviço no parque nacional do Iguaçu.

A nova taxa, numa ilha já tão cara para o turista, provocou aquilo que antigamente se descrevia como "uma grita generalizada". Estive na ilha a convite da Econoronha, da administração da ilha e da Associação de Pousadas para ver o que está sendo feito e ouvir as explicações oficiais.

Qual a diferença entre a nova taxa e a antiga?

A taxa de preservação -- aquela que a gente paga ao chegar -- tem esse nome todo ecológico, mas não vai para o parque. É incorporada ao orçamento distrital para manutenção "urbana" da ilha; não contribui para a verba de manutenção do parque marinho.

A "nova" taxa na verdade já existia. Todos os passeios realizados dentro da área do parque nacional marinho (passeios de barco, mergulho, plana-sub, Navi) já incluíam em seu preço a taxa de ingresso ao parque. A nova taxa consolida essas cobranças pulverizadas num ingresso só -- e, isso sim é novidade, estende a cobrança aos que freqüentam a área do parque mesmo sem entrar no mar.

Sancho

Praia do Sancho

É possível ir a Noronha e não pagar a nova taxa?

Sim. Além dos visitantes isentos (maiores de 60 anos, menores de 12 anos, pesquisadores em serviço, moradores e seus parentes em primeiro e segundo graus), você pode escapar de pagar o ingresso limitando sua visita às praias fora do parque nacional marinho: Cachorro, do Meio, Conceição, Americano, Boldró, Bode e Cacimba do Padre.

(Saiba, porém, que as praias do parque -- Baía dos Porcos, Sancho, Leão, Sueste e Atalaia -- são o filé da ilha.)

Onde se paga a taxa? Onde se consegue a isenção?

O ingresso pode ser pago em três locais: no Centro de Visitantes da pracinha do Projeto Tamar, na vila do Boldró; na praça do Flamboyant, na entrada da Vila dos Remédios; e no PIC Golfinho-Sancho, no acesso às trilhas do Mirante dos Golfinhos e do Mirante do Sancho.

Dá para pagar em dinheiro (real, dólar ou euro) ou cartão (débito ou crédito). Você é fotografado e a sua foto fica armazenada no cartão de ingresso, que é magnético, e é lido pelas catracas (por isso o ingresso é intransferível).

Centro de VisitantesO ingressoO ingresso

Centro de visitantes | ingresso

A isenção só pode ser obtida no Centro de Visitantes da praça do Projeto Tamar, na Vila do Boldró. O visitante isento também ganha um cartão magnético com a foto armazenada.

O ingresso pode ser pago pela internet no site da Econoronha -- mas de todo modo será necessário ir até um posto para emitir o cartão com foto, então não vejo muita vantagem...

Então quer dizer que privatizaram o parque de Noronha?

Eu já usei essa palavra, mas não é correta. O parque continua administrado pelo ICMBio, o braço do Ibama responsável pela administração dos parques e outras unidades de conservação nacionais.

O que licitaram foi a coordenação da visitação -- ou seja, tudo o que envolve o turismo dentro da área do parque. A concessionária é subordinada ao ICMBio.

A favor das autoridades, diga-se que a vencedora da licitação tinha um grande case no currículo: a visitação ao parque do Iguaçu é extremamente bem organizada (basta comparar com a organização do parque argentino para ver que os caras sabem o que fazem).

E que melhorias já fizeram com a taxa?

As primeiras obras foram feitas durante um ano antes do novo ingresso começar a ser cobrado. A Econoronha declara o investimento de R$ 10,6 milhões.

O primeiro conjunto de benfeitorias a ser entregue foi o do PIC (Posto de Informação e Controle) do Golfinho-Sancho, construído onde havia antes um quiosquinho, na entrada para as trilhas do Golfinho e do Sancho. O piso do estacionamento ganhou um revestimento feito com material reciclado.

PIC Golfinho-Sancho

PIC Golfinho-Sancho

Só passa pela roleta quem tem o ingresso ao parque comprado. O posto tem lanchonete, armários, banheiro, chuveiros, aluguel de acessórios de praia e mergulho e lojinha de souvenirs.

LanchoneteLojinha

Lanchonete | Lojinha

ArmáriosChuveirosAluguel

Infra do PIC

Mapa das trilhas

Mapa das trilhas

Ali estão as obras mais vistosas da primeira fase do projeto: as trilhas ao Mirante dos Golfinhos (de 940m, saída pela esquerda) e ao Mirante do Sancho (340m, saída pela direita) ganharam uma passarela suspensa feita de "madeira ecológica" (um compensado de plástico reciclado com aspecto e consistência de madeira).

Trilha do GolfinhoTrilha do GolfinhoTrilha do Sancho

Sinalização

Passarela

Trilha-passarela ao Mirante dos Golfinhos

Mirante dos Golfinhos

Mirante dos Golfinhos

Mirante do Sancho

Mirante do Sancho

O percurso é todo sinalizado e adaptado para cadeirantes. Ficou uma beleza.

(Não mexeram, porém, na escadinha por dentro da pedra.)

Dois Irmãos

Vista do Mirante Dois Irmãos

Do Mirante do Sancho a passarela continua em direção ao Mirante Dois Irmãos (os dois disputam o título de mirante mais bonito de Noronha). Infelizmente a passarela acaba dez metros antes do que deveria, por problemas com o Iphan, que ainda não autorizou sua instalação por haver ruínas de um forte por ali. (Meu pitaco: é um absurdo o Iphan -- que não evita que nossos centros históricos desabem embaixo de nossos narizes -- embargue essa obra por causa de vestígios de um forte que mal se percebem. Brincar de arqueologia às custas dos cadeirantes?)

Trilha Golfinho-Sancho

Trilha Golfinho-Sancho

Entre o Mirante dos Golfinhos e o Mirante do Sancho a trilha de chão beirando a falésia foi restaurada e mantida em condições rústicas (ou seja, sem acesso para cadeirantes). Eu nunca tinha feito essa trilha, porque sempre fui aos dois mirantes em ocasiões separadas; o Mirante dos Golfinhos normalmente é visitado antes do café da manhã -- daí você volta à pousada e, caso retorne ao Sancho, já vai direto na trilha mais curta. Mas adorei conhecer esse caminho: ele proporciona uma oportunidade única de ver três postais de Noronha juntos no mesmo quadro: a praia do Sancho, os Dois Irmãos e o Morro do Pico.

Vista da trilha Golfinho-Sancho

Vista da trilha Golfinho-Sancho

Tanto para entrar como para sair do posto você passa pela lojinha da Econoronha, que é a outra fonte de receita da concessionária. Foram criadas logomarcas das principais praias de Noronha, que estão sendo aplicadas em souvenirs. (Na estação do Projeto Tamar da Praia da Forte também é assim.)

Que outras obras foram feitas?

Um segundo PIC já foi inaugurado, na praia do Sueste. O PIC da praia do Leão -- que será 100% sustentável, com água proveniente da captação de chuvas, energia gerada por meio eólico-fotovoltaico e reaproveitamento total de resíduos -- ainda não foi instalado por causa de questões com o IPHAN acerca de resquícios de uma construção histórica por ali.

O gerenciamento de resíduos sólidos de todo o parque também está a cargo da concessionária.

Ei! Você não vai falar mal da taxa? Vendido!

Desculpe decepcionar você, mas o fato é que gostei muito do que vi e ouvi. Comparo a chegada da concessionária de visitação à abertura de Noronha às pousadas de luxo/charme, no início da década passada.

Conforme eu tinha previsto na época, as novas pousadas acabaram influenciando toda a cadeia de serviços da ilha. Noronha ficou um lugar muito mais agradável mesmo para quem não se hospeda nessas pousadas.

Acredito que os experimentos e boas práticas da Econoronha dentro do parque nacional acabarão incorporados também pela Noronha "urbana". A partir do momento em que tudo dentro do parque seja 120% padrão primeiro mundo e sustentável, vai ficar cada vez mais difícil tolerar a enjambração fora dele.

Amigos: cara é a latinha de Skol a R$ 10 no Duda Rei.

Trilha Sancho-Dois Irmãos

Leia mais

117 comentários

Rossana Santana

Olá, gostaria de fazer uma correção! O ICMBio órgão gestor das unidades de conservação federais ( Parques, Estações Ecológicas, Resex, etc), não licitou a Coordenação de visitação do Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha. A licitação foram de serviços de apoio à visitação: cobrança de ingresso, lanchonete e loja de souvenirs.

araliany
aralianyPermalinkResponder

Olá! Amooo praia,o mar e tenho muita vontade de conhece Noronha. Agora eu queria saber é se eu só posso conhcer as prais filés se pagar a taxa? não posso ir de ônibus e chegar ao mirantes para vê-las. Quem não paga não tem acesso? E não podemos tomar banho de mar nas praias filés? Muito obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Araliany! Sem o ingresso você não tem acesso aos mirantes. Mas não vai ser a economia deste ingresso que vai tornar a viagem barata. Desencane, pague o ingresso e aproveite Noronha plenamente.

vera lucia
vera luciaPermalinkResponder

as praias tem barzinhos, cadeiras, enfim infra-estrutura? As praias pagas tem que pagar a taxa diariamente, ou ela é valida por um período? AS praias são distantes da vila, tem Ônibus, taxi ou dá para ir á pé? qual a praia mais movimentada?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vera! Dê uma lida neste post para ter uma noção das praias: http://www.viajenaviagem.com/2014/01/noronha-roteiro-praias/

Camila
CamilaPermalinkResponder

A taxa foi para R$ 81,00 para brasileiros!

Raphael Santos

Excelente tópico! Parabéns! Informações muito úteis...

Apenas para atualizar:
- A taxa de preservação por dia passou a ser R$51,40;
- A taxa para acesso ao parque foi para R$81 para brasileiros.

José Bueno
José BuenoPermalinkResponder

Olá, pode informar se é possível pagar a taxa de preservação ambiental(diária) na chegada e com cartão de crédito, ou só cash ou internet? Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, José! Pode pagar com cartão na chegada, sim.

Marisa Andrade

seus comentários, entre tantos e tantos que eu li e reli, foram os mais práticos e objetivos e que me ajudaram muito a obter as respostas que procurava. quero agradecer de coração pela ajuda e apoio. Estaremos em Noronha, o paraíso na terra, como costumo chamá-lo nos próximos dias e usaremos muitas das suas dicas. Agradeço a Deus o presente que Ele nos deu, A lua cheia em Noronha!!!

Welton
WeltonPermalinkResponder

Olá meus amigos, Estou indo no final de outubro/2015 para FN. Preenchendo, no final de agosto, o cadastro no link do governo de PE http://www.noronha.pe.gov.br/ , para SIMULAÇÃO DO VALOR DA TAXA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL, obtive um valor de 205,00 para 5 dias (41,00/dia). Pergunto se o valor baixo é devido a antecipação e se depois de pagar a taxa tenho um prazo limite para ir a FN.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Welton! Esta é uma outra taxa. Além da taxa de preservação, você paga a taxa de entrada no parque, se quiser entrar no parque.

SAMUEL NASCIMENTO BARBOZA

Eu e minha esposa visitares Fernando de Noronha, somos maiores de 60 anos, portanto isentos do pagamento da taxa de preservação. Qual deve ser nosso procedimento?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Samuel! Todos os passageiros passam pelo controle na chegada. Se você tiver direito, será isentado.

Não há nenhum controle no check-in.

Isabel Salvador

Muito boa

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Que xenófoba a cobrança da taxa em dobro para estrangeiros...Mais um motivo para um turista desistir de conhecer o Brasil.

Renata
RenataPermalinkResponder

Muito interessante esse post.. só fiquei com uma dúvida, a taxa de preservação é por pessoa ou por família?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renata! É por pessoa. Se fosse por família, a gente teria escrito "por família".

Maria Laura Biaco Gonçalves

Bom dia!! Parabéns pelo post, estaremos em Noronha nos próximos dias e suas dicas tem nos ajudado muito. Só tenho uma dúvida : a taxa da Icmbio tem validade de 10 dias corridos. Se eu pagar pela internet com antecedência, a validade começa a ser contada a partir do dia que eu efetuar o pagamento ou a partir da minha chegada na ilha? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Laura! Pagar pela internet poupa pouco trabalho. Você terá que ir aos mesmos lugares onde são vendidos os ingressos e trocar o seu voucher pelo ingresso. O ingresso vale por 10 dias a partir do momento em que é retirado.

Fabiana
FabianaPermalinkResponder

Boia - tudo bem?
estou indo para Noronha no dia 22/Abril, permaneço por 5 dias na ilha - estou tentando pagar a taxa de preservação mas o site oficial apresenta erro. Tem algum outro canal para pagamento desta taxa antecipadamente?
Ate mais
Fabi

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fabiana! Está muito em cima para pagar online; como tem feriado no meio, mesmo que o sistema estivesse funcionando você poderia ter problemas. Pague ao chegar (a fila dos que pagam in loco hoje em dia já é menor do que a dos que já chegam com a taxa paga).

Marcelo Silveira

Comprei um pacote na CVC para ir para Fernando de Noronha nos dias 25 a 29/06, e neste pacote foi me cobrado 325,00 de taxas pelos 5 dias, ou seja, 65,00 por dia. Pergunto: Este valor ja esta incluso todas as taxas?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcelo! Simulando no site oficial da ilha com chegada dia 25 e saída dia 29, a taxa de permanência sai R$ 257 (4 dias, não 5). O ingresso do parque marinho custa R$ 89 e vale por 10 dias. O total seria R$ 346.

Nestor
NestorPermalinkResponder

Sou estrangeiro, mas com visto permanente no Brasil, tenho que pagar taxa mais cara ??

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nestor! Estrangeiros residentes no Brasil pagam ingresso de brasileiro, desde que tenham RNE categoria PERMANENTE.

https://www.parnanoronha.com.br/vendas/vendaonline.aspx#tab-brasileiros

ilda guedes
ilda guedesPermalinkResponder

Estive esta semana na ilha de Fernando de Noronha, e realmente é maravilhoso!!!.Boas estruturas nas praias e parques. porém percebi que em várias ruas o alfalto está 100% danificado, muito buraco, muita água suja escorrendo no meio das ruas, muito lixo , muito entulho, muito pernilongo.. Acho que os habitantes da ilha mereciam uma cidade bem estruturada, limpa. as casas pintadas e bem coloridas.

Maria Tereza
Maria TerezaPermalinkResponder

Plenamente de acordo. Isso sim é um comentário humano. Estive varias vezes nesta Ilha antes de todas esta burocracias mafiosas e ao ler seu documentário, me assustei. Na época medados dos anos 86 - 90, já estava acontecendo este problema de decadencia ´com os moradores e a infraestrutura, ou seja, piorou com os anos dando espaço para os mafiosos desfrutaren da Ilha e ignorando os seus moradores, que Vergonha! Coisa de primeiro mundo?

Milena Maia
Milena MaiaPermalinkResponder

Estarei em Noronha de 14 a 16-09-2017. Ao preencher o formulário hoje, dia 30-08-2017, percebo ao imprimir o boleto, que a data de vencimento está para dia 13-09-2017. Haverá problemas? pois pretendo pagar esse boleto na chegada no aeroporto.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Milena! O boleto vale para pagar antecipado. Na chegada a Noronha você não vai precisar de boleto, só do formulário de entrada preenchido.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar