De parque em parque em Curitiba: 5 passeios verdes

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Parque Tanguá

| Parque Tanguá |

Especial Curitiba | Série patrocinadaCuritiba é uma cidade muito verde. Ao todo, são 37 parques e bosques, além das mil praças e pequenos jardins que colorem qualquer caminhada. Motivo de orgulho para os curitibanos, os parques são muito bem mantidos e estão entre as principais opções de lazer da cidade. Para o visitante, são um delicioso passeio para ser feito sem pressa.

Aproveite o dia mais bonito da sua viagem para embarcar no tour da Linha Turismo e inclua dois ou três parques entre as paradas. A seguir, indicamos 5 parques de Curitiba que valem a visita. E o que é melhor: todos os parques da cidade têm entrada grátis.

Para ir com as crianças: Bosque Alemão

Bosque Alemão | Foto: Luiz Costa

[Bosque Alemão | Foto: Luiz Costa]

Visitar o Bosque Alemão é um gostoso passeio para fazer em família. Programe a visita para um fim de semana: contadores de histórias recebem as crianças em três sessões, às 11h, 14h e 16h, todos os sábados, domingos e feriados, na Casa da Bruxa. Sim, é isso mesmo – o Bosque Alemão tem uma Casa da Bruxa, e também uma trilha que conta a história de João e Maria (ou Hänsel und Gretel, no idioma dos Irmãos Grimm). Em qualquer idade, vale subir a Torre dos Filósofos para uma vista incrível, e aproveitar a visita para conhecer um bocadinho mais da colonização alemã no Paraná.

De ônibus: linhas Bracatinga, Primavera, Jardim Mercês-Guanabara e Interbairros II (anti-horário), ou com o tour da Linha Turismo.

Para fotos de cartão-postal: Jardim Botânico

Jardim Botânico

[Jardim Botânico]

Toda cidade tem seu ponto turístico obrigatório: o Jardim Botânico é a atração mais visitada de Curitiba, e definitivamente um dos locais mais bonitos da cidade. Não por acaso, se tornou o seu principal cartão-postal.

Jardim Botânico

Jardim Botânico

Prepare as câmeras para muitos cliques dos jardins em estilo francês, extremamente bem cuidados. Não tenha vergonha de posar em frente à famosa estufa, inspirada no palácio de ferro e vidro da Grande Exposição de 1851 em Londres. No Jardim das Sensações, deixe os flashes de lado: o barato é vendar os olhos e conhecer as diferentes espécies de plantas apenas pelo toque e pelo cheiro, e registrar esse aprendizado na memória.

De ônibus: linhas Centenário-Campo Comprido, Pinhais-Rui Barbosa, Cabral-Portão e Alcides-Munhoz, ou com o tour da Linha Turismo.

Para suar a camisa: Parque Barigui

Parque Barigui | Foto: Michel Willian

[Parque Barigui | Foto: Michel Willian]

O Barigui é o Ibirapuera dos curitibanos. Os moradores aproveitam as pistas planas e a imensa área do parque (1,4 milhão de metros quadrados!) para caminhar, correr e fazer ciclismo. Para os turistas que gostam de incluir um momento de malhação em qualquer viagem, taí uma opção para exercícios bem mais interessante do que a esteira do hotel.

Parque Barigui | Foto: Bruno Covello

[Foto: Bruno Covello]

O Barigui é atualmente casa de pelo menos um jacaré do papo-amarelo, célebre figura local que mereceu até estátua no parque. A visita ao Parque Barigui pode ser combinada com uma subida à Torre Panorâmica, de onde se tem uma visão 360º de Curitiba, a precisos 109,5 metros do solo.

De ônibus: linhas Bigorrilho e Savóia, ou com o tour da Linha Turismo.

Para um passeio cultural: Parque Tingui

Parque Tingui | Fotos: Luiz Costa

[Parque Tingui| Fotos: Luiz Costa]

O Tingui rende um passeio em dose dupla: o parque, em si, presta uma homenagem aos índios tinguis, os primeiros habitantes da região em que foi fundada a cidade. Anexo ao parque, o Memorial Ucraniano celebra a Ucrânia e os imigrantes deste país que escolheram o Paraná como residência.

Memorial Ucraniano

Memorial Ucraniano

[Memorial Ucraniano]

No memorial estão um portal, um campanário, uma casa e uma réplica da igreja de São Miguel Arcanjo, um dos principais símbolos da colonização ucraniana no Brasil; todos foram construídos em madeira segundo a tradição da arquitetura dos colonos. O museu, montado dentro da igreja, conta a dura história do povo ucraniano, e exibe uma pequena coleção de objetos tradicionais.

De ônibus: linhas Raposo Tavares, Vila Nori, Fredolin Wolf e Júlio Graf, ou com o tour da Linha Turismo.

Para um cenário inusitado: Parque Tanguá

Parque Tanguá

[Parque Tanguá]

O Parque Tanguá é exemplo dos esforços criativos que transformaram Curitiba em uma cidade tão verde: foi construído onde um dia existiram duas pedreiras, numa área que já serviu à reciclagem de lixo industrial e entulho. Moradores e visitantes ganharam, com a recuperação do local, um parque sem semelhantes em Curitiba.

Parque Tanguá

No alto do paredão de pedra está um lindo jardim em estilo francês, que presta homenagem ao artista plástico Poty Lazarotto (autor do mural do Teatro Guaíra e de muitos outros pela cidade). Esse cenário é considerado o melhor ponto para se assistir ao pôr do sol em Curitiba.

Parque TanguáParque TanguáParque Tanguá

No centro do parque foi escavado um túnel na rocha, para atravessar caminhando em uma ponte sobre o lago. Do outro lado do lago fica um mirante, e na parte mais baixa, as pistas de caminhada.

De ônibus: linhas Nilo Peçanha, Primavera, Interbairros II e Santa Felicidade-Santa Cândida, ou com o tour da Linha Turismo.

Descubra o lado verde de Curitiba em CurtaCuritibaoAnoInteiro.com.br.

Leia mais:

8 comentários

Viajante Oficial

CURITIBA: bela, limpa, segura e povo educado.

leticia z
leticia zPermalinkResponder

Estranhas generalizações nos comentários acima.
Ótimo post. Da próxima vez vou fazer a turista e pegar esse ônibus, sempre me dá vontade, mas nunca fui.

andre urso
andre ursoPermalinkResponder

comentários babacas e preconceituosos deveriam ser banidos daqui, não?

Cristina
CristinaPermalinkResponder

apoiado andre urso! Post legal, mais coisas que eu que já fui 3 vezes a Curitiba desconhecia

Ricardo Freire

Feito! De mais a mais, o assunto do post é Curitiba.

Viajante Oficial

Que povo sensível.

Daluzia Aparecida de Andrade

Lindos parque, amo a natureza,ela nos transmite paz,um bom lugar para refletir e passear com a família,e sentir a mais bela harmonia,que a natureza nos oferece,na oração e meditação,sentimos a mais perfeita obra do nosso Criador,contemplada pelos olhos de muitos.....Cuidem da Natureza ela agradece.....

carolina
carolinaPermalinkResponder

Quem vier a Curitiba, não deixe de visitar o Parque São Lourenço e ver de perto os patinhos nadando wink

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar