Cartagena das Índias: uma muralha, tantas contradições (por Bruno Vilaça)

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Cartagena

Castelo de San Felipe, centro histórico e muralhas de Cartagena

O Bruno Vilaça acaba de voltar de Cartagena, onde alternou caminhadas pelas ruelas e sítios históricos com as delícias dos hotéis de luxo. Encontrou uma cidade cheia de contrastes, que descreve a seguir -- e ainda divide com a gente ótimas dicas de restaurantes e passeios. Vai pelo Bruno:

Texto e fotos | Bruno Vilaça

Essa pérola colombiana é complicada e tem suas mazelas. Chegue com calma, nem sempre a primeira impressão é das mais agradáveis e sua cabeça pode demorar a entender o que está acontecendo. Mas com pouco tempo você vai perceber que a cidade carrega grandes encantos, acredite.

Um cidade cheia de detalhes e nuances. É onde Paraty se encontra com um pouco da Espanha e um naco de Caribe, dá pra entender? São ruelas cheias de vida que formam um cenário bem pitoresco e levemente caótico para apresentar um povo feliz e hospitaleiro, que gosta de receber bem! E sempre, sempre abrem um sorrisão quando descobrem que você é brasileiro.

Cartagena

Cartagena viveu seu apogeu no século 18 (o então mais importante porto da América Latina). Mais tarde, se tornou um cidade provinciana decadente, e nos últimos tempos vem recuperando seu brilho. Apenas recentemente, depois de anos de abandono, começa a se revitalizar de verdade e a mostrar o seu charme, ainda assim às vezes tão escondido.

Aproveitei uma ótima promoção da Lan e fui finalmente conhecer o principal destino turístico da Colômbia, aqui tão perto da gente e nem sempre presente em nossa lista de desejos padrão. Uma vista rápida, de apenas três noites, mas o suficiente para conhecer o principal da cidade. Vem comigo com algumas dicas rápidas e frescas:

Os principais pontos turísticos estão todos próximos e podem ser descobertos com uma gostosa (e abafada!) caminhada pelo caos divertido da cidade. Entre uma arepa e outra, a comida de rua típica, a cidade vai apresentando sua graça e te fazendo encantar.

Arepas

Arepas

Penso que deveria ser compulsório a todos os visitantes comer uma arepa com queijo por dia, que coisa boa!

Castelo de San Felipe

Castelo de San Felipe

Uma caminhada sobre as muralhas é indispensável, inclusive para se refrescar um pouco com o vento constante que bate ali em cima. Também não dá pra deixar de ir no Palácio da Inquisição, Teatro Herédia e os Museus do Ouro e de Arte Moderna. Escolha sua praça preferida, pode ser a San Pedro, a Aduana, a Bolivar, a San Diego, a Santa Teresa ou tantas outras. Sente, descanse e tome um refresco. Um pouco mais longe, o Castelo de São Felipe também vale.

Baru

Baru

Apesar de Cartagena estar à beira-mar, as praias urbanas não merecem destaque. Nenhum destaque. As melhores opções estão a cerca de uma hora de lancha rápida, nas ilhas de Baru e Rosário, que cá entre nós também não são assim uma Brastemp (ops!), mas se tornam o paraíso para uma escapada rápida do calor médio de 30 graus que faz na cidade durante todo o ano. Mas tenha certeza que o verdadeiro charme de Cartagena está em sua cidade murada, que não à toa é patrimônio histórico e cultural da humanidade. Se o seu lance é só praia não perca seu tempo, vá direto para San Andrés ou qualquer outra praia do Caribe.

A hotelaria de Cartagena está em sua melhor forma e sim, é obrigatório se hospedar dentro da cidade murada. Sugiro não descumprir essa lei. grin

Hotel Quadrifolio

Hotel Quadrifolio

O Hotel Quadrifolio, onde me hospedei, está instalado em um casarão do século 17 e tem apenas oito quartos, todos diferentes e de muito bom gosto. Uma simplicidade sofisticada como eles gostam de dizer, se é que isso é possível.

Hotel Quadrifolio

O café da manhã gourmet é servido em uma mesa coletiva no átrio e os banheiros das suítes são quase mini-spas, com amenities Ferragamo. O hotel ainda tem uma lancha própria, exclusiva para os hóspedes, com passeios privados às ilhas. Mais intimista impossível. Adorei e recomendo.

Casa San Agustín

Casa San Agustín

Bem no miolo do centro histórico e também entre os meus favoritos está o Hotel Casa San Agustín, charmoso com sua bela piscina tropical e serviço exclusivo. São 30 quartos espaçosos e decoração chique-colonial em um casarão restaurado com primor, faz parte da Leading Hotels of the World, costuma ser o mais bem avaliado da cidade.

Sofitel Santa Clara

Sofitel Santa Clara

Badalado e sempre movimentado, o Sofitel Santa Clara é o hotspot local e está instalado em um antiquíssimo convento, no melhor ponto da cidade.

Sofitel Santa Clara

Os 122 quartos construídos no prédio contemporâneo em anexo oferecem todas as mordomias default da rede. Sua super piscina estilo resort e seus bem cuidados jardins são oásis no calor de Cartagena. O SPA é grande e bonitão, com vista para o mar e as muralhas. Não esqueça de tomar um drink no bar do hotel, é lindo.

Come-se muito bem em Cartagena, principalmente nos arredores da Plaza San Diego. A gastronomia peruana está em toda parte e meu favorito foi o La Cevicheria, leve e desencanado, peixes sempre frescos. Ali do lado, o Juan del Mar, instalado em uma linda casa republicana ricamente restaurada, tem bom serviço e pratos com sabores exóticos que podem servir bem até três pessoas. No anexo também tem uma pizzaria para refeições rápidas na calçada. Unanimidade na cidade, o Restaurante El Santísimo faz jus à fama que tem, com um ótimo ‘menu milagro’ como eles dizem, no estilo ‘all you can eat & drink’, por cerca de US$ 50 por pessoa, limitado à permanência de duas horas na casa. Pode parecer furada, mas pode ir sem medo que é bem bom. O Carmen, dentro do Hotel Anandá, e o Donjuán, na Calle del Colegio, também têm ótima reputação.

Querida Cartagena. Eu volto. Um dia.

Obrigada pelo relato, Bruno!

Leia mais:

53 comentários

presuntinho
presuntinhoPermalinkResponder

Recomendo o restaurante La Mulata, no bairro de San Diego...Ótima comida com ótimos preços. Cartagena é lindíssima, mas o calor eu nunca vi igual

Joana
JoanaPermalinkResponder

Bela Cartagena. Já sinto saudades. Uma cidade de contrastes, mas com um charme indescritível. A cidade amuralhada realmente está a pleno vapor, em cada esquina um hotel boutique e restaurantes deliciosos. Vale a pena encarar o calor (sim, muiiiiito calor) e caminhar sem pressa e sem rumo pelas ruelas.

KM
KMPermalinkResponder

Também acabo de voltar de lá, também pela LAN, e adorei Cartagena. Nos dias que estive lá a praia da cidade estava bem bonita, e as praias das ilhas idem, tudo bem bonito (inclusive vale um mergulho livre para ver os maravilhosos corais). Para quem gosta de cor, calor, descontração é um passeio incrível.

Luciana Betenson

Que delícia smile Está nos meus planos já faz algum tempo. Arepas <3 Fora que Cartagena é a cidade do Amor nos Tempos do Cólera <3 <3 Adorei o texto Bruno! Beijos,

Cristina Paiva

Excelente relato Bruno!! Cheguei em Cartagena nos primeiros dias de janeiro de 2012 logo após um réveillon mal sucedido em Punta Cana e pensei: porque não passei por aqui? Fiquei 10 dias divididos em 7 dentro da muralha e 3 fora. Não fiquem fora da muralha nunca!! Tudo acontece na cidade histórica.Agora estou voltando para passar as festas por lá e na volta conto para vocês.

Nívia
NíviaPermalinkResponder

Interessante, não percebi estas contradições. Ao contrário, achei a cidade até bem estável O o bairro de Getsemaní, em que esperava mais caos, foi ainda mais caribenho/histórico/pitoresco do que o Centro Histórico. Talvez porque Cartagena já fazia parte do meu imaginário há muitos anos, talvez porque já tivesse lido Do Amor e Outros Demônios umas 3 vezes, nada me assustou... Foi bom relembrar!

Silvia Andrade

Calor, ficar dentro da muralha sempre e a dica do barato e bem frequentado Restaurante La Mulata (pessoal jovem que se hospeda em hostel lotam o lugar, tornando a atmosfera barulhenta e colorida), foram as três afirmativas perfeitas para definir Cartagena. Faltou falar da bagunça da "Rumba em Chiva", um caminhão tipo "pau de arara" que leva uns músicos, um monte de turistas acompanhados de algumas garrafas de rum e algum refrigerante para "aquecer" a cantoria (na minha tinha um turma de argentinas meio loucas e até famílias com crianças). Ele roda pela cidade e vai até Bocagrande pegar passageiros e depois faz uma parada sobre a Muralha (na altura das Bovedas de Santa Clara), juntando o pessoal de outras Chivas, com a reunião dos músicos e muito batuque. Alias as Bovedas é durante o dia um lugar para as compras de artesanato. Fui e gostei tanto de Cartagena, que também voltarei para o Reveillon, que todos me disseram que é inesquecível.

Gina
GinaPermalinkResponder

Olá! Irei a Cartagena em dezembro e gostaria de saber que moeda levar. Levo dólar e pesos colombianos também? Preciso que me ajudem já que não gosto de usar cartões de crédito fora do Brasil. Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gina! Leve dólares, mas não deixe o cartão em casa. Andar com grandes somas de dinheiro vivo nunca é boa idéia.

Flora
FloraPermalinkResponder

Ótimo relato Bruno! Esta na minha listona...

Marcia Palhares

Que saudades de Cartagena, foi realmente uma surpresa pra lá de agradável!! Fique no Hotel Puerta del Reloj, muito bem localizado, vista pro mar. Gostei muito. Pretendo voltar breve!!

Karla
KarlaPermalinkResponder

Adorei o post sobre Cartagena, mas como estou indo passar as festas de final de ano surgiram algumas dúvidas. Alguém sabe me dizer se realmente precisa estar vacinado e com o certificado de vacinação para entrar em Cartagena ou no Panamá (onde faço escala)? Consigo alugar uma moto por la? Pois vamos ficar em boca grande, sei q ninguém aconselha , mas e onde podemos pagar...
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Karla! Não é necessária a vacina. Ainda não recebemos dicas de leitores sobre aluguel de moto em Cartagena e não encontramos dicas no Trip Advisor. Peça auxílio ao seu hotel.

Tati Rosa
Tati RosaPermalinkResponder

Voltei de lá há poucos dias, vi muitas pessoas, até crianças alugando motinhos dentro da cidade muralhada... Não sei se pode sair de lá para ir para bocagrande com essas motinhos. Tati http://filhotesviajantes.blogspot.com/2014/11/cartagena-em-dois-dias.html

Fátima Raitez

Recomendo o restaurante Socorro...Ótima comida com preços muito bons e o hotel sugiro Casa Lola, os funcionários são muito atenciosos....

Marcia Palhares

Ah, que saudade de lá... Amei! Fiquei na cidade murada, no hotel Puerta Del Reloj, ótimo. Gostei de tudo, quero voltar logo, logo!

Lisiane
LisianePermalinkResponder

Olá, estou indo para lá em março e gostaria de mais dicas sobre o passeio às Islas del Rosario. Na verdade, não queria fazer aqueles passeios típicos de turistas, com visitas ao oceanário nem nada. Só quero ir a uma praia bem linda e curtir o dia, alguma dica? Pelo que consegui pesquisar, Playa Blanca é linda mas extremamente lotada. Dizem que o mesmo acontece com Baru. Tem alguma praia particular de hotel que aceite visitantes de um dia (mesmo pagando)? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lisiane! As praias centrais de Cartagena são feias. Logo, todo mundo quer fazer passeio de barco às praias das ilhas. Para voltar no mesmo dia, só dá para ir às ilhas mais próximas. As ilhas mais próximas ficam lotadas. Simples assim smile

Naziene
NazienePermalinkResponder

Tem sim, Lisiane. Estou em Cartagena agora. Fomos hoje à praia particular do Hotel Gente de Mar, em Isla Rosario, uma hora de barco de Cartagena. Custou 160.000 pesos, com transfer até a Marina (táxi), o percurso de barco, almoço e caiaque. A comida é simples, mas gostosa. Não tem muvuca. No percurso de retorno pegamos ondas fortíssimas e a lancha balançava muitíssimo. Chegamos encharcados. A ida foi tranquila. Fica a dica.

Débora
DéboraPermalinkResponder

Como fica a cidade na épica de Carnaval? Vou agora dia 08/02 (uma semana antes do Carnaval) com marido e filho de 2 anos e, a princípio, reservamos no Hilton (que fica fora d cidade muralhada). Alguém conhece? Melhor mudar para alguma opção dentro da cidade, mesmo com criança pequena? E os passeios de lancha, são seguros para se fazer co. Criança? Obrigada, gente!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Débora! Cartagena tem carnaval, a cidade fica cheia. Tenha em mente que os passeios de barco duram o dia inteiro e não há como voltar no meio. Só você pode saber como seu filho vai se comportar.

josiane
josianePermalinkResponder

Olá! ! Pretendo ir em novembro, alguém sabe dizer se chove muito nessa época? Quanto em média é o custo pra ficar lá? Os passeios são caros?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Josiane!

Novembro é época seca em Cartagena:
https://www.viajenaviagem.com/2012/10/praiometro-nordeste-caribe/

Um passeio às ilhas do Rosário custa em torno de 40 dólares.

Alice coutinho

Boa noite
Gostaria de tirar uma dúvida! E indispensável levar dólar a Cartagena? Os hotéis sao pagos em dólar? E os restaurantes? Com o dólar nas alturas não valeri a pena trocar reais por pesos..

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Aline! Leve dólares.

Lívia Ribeiro

Sempre que perguntado à Bóia, dólar ou real? a resposta é imediata: leve dólar. Poderia explicar o motivo, eu não teria perdas na troca Real/Dólar/Peso Colombiano?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lívia! Ao desvalorizar frente ao dólar, o real desvaloriza proporcionalmente frente a outras moedas. E com a tendência aponta para mais desvalorização do real, as cotações nos lugares que trocam real ficam prejudicadas pela tendência de baixa. No momento, o real é uma moeda com viés de mico. Leve dólares.

Débora Nogueira

Olá! estive em Cartagena em maio (que calorrrrrrrrrrr), super recomendo o Hotel San Martin, que foi o que me hospedei. Fica na calle 2 com carrera 2. è um hotel sem luxos, mas, bem localizado no bairro Bocagrande. Fica pertinho de tudo, e, nos passeios, fomos umas das últimas a serem pegas e, umas das primeiras a serem deixadas. Ou seja, para quem não curte ficar rodopiando dentro de bus de turismo...rs É perto também de uma parada daquele bus turístico vermelho, o que anima bastante.
Quanto a restaurante, o 'gato pardo', que fica dentro do cassino 'Rio', (também em Bocagrande e na mesma rua do hotel citado acima) é muito bom: comida e atendimento bons, além de ter preços legais, pelo menos se comparado a restaurantes do mesmo 'naipe' por lá. Para os fãs de chocolate.. neste restaurante tem uma sobremesa chamada 'black jack'.. ma-ra-vi-lho-sa! É um brownie com sorvete, muito gostoso. E acaba rápido! Tínhamos que pedir para reservar assim que fazíamos o pedido da comida...rs O cassino em si também é muito legal!

Maria Tereza
Maria TerezaPermalinkResponder

Pessoal, gostaria de compartilhar um conteúdo que produzi para o meu blog sobre Cartagena das Índias.
http://partiubogota.com/2015/05/01/um-feriado-em-cartagena-dicas-de-passeios-restaurantes-e-localizacao-de-hospedagem/

Também já escrevi sobre San Andrés e Villa de Leyva, ambos cidades colombianas turísticas.

Equipe Viaje na Viagem, parabéns pelo site. Muito bom contar com as dicas de vocês.

www.partiubogota.com

Paulo de Tarso Baltazar de Souza Ferreira

muito bom, valeu... iremos(minha esposa e eu) no final de março, com certeza levaremos em conta suas dicas....

Maria Tereza
Maria TerezaPermalinkResponder

Olá. Moro em Bogotá e tenho um blog de viagens sobre a Colômbia, esse país de encantos. Sobre Cartagena, trago dicas de passeios, gastronomia, hospedagem. Dêem uma olhada.
http://partiubogota.com/tag/cartagena/
Espero que te ajude a montar o seu roteiro de viagem.
Abs,

Alexandre
AlexandrePermalinkResponder

Olá! Tenho tentado descobrir se é necessário a vacina(e certificado) contra febre amarela para viajar a Colômbia. Algumas informações se desencontram... Então liguei para o consulado, em São Paulo. Segundo a atendente, para Cartagena é necessária a vacina.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alexandre! Eu jamais pensei que pudesse escrever isso, mas o fato é que a atendente está errada.

Fernanda O. P.

Viajei pra Colômbia no ultimo dia 13/03 e esqueci de levar meu certificado de vacinação. O atendente no balcão da Copa disse que não era necessário para esse destino. Viajei sem problemas, fui a San Andres e Cartagena.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! Não é necessária vacina contra febre amarela para Colômbia, Peru, Panamá, México ou República Dominicana. É necessária para a Costa Rica. Pode ser pedida em Barbados, nas Bahamas e na Bolívia.

Ana Maria
Ana MariaPermalinkResponder

Olá, pessoal!
Alguém indica um bom restaurante em Cartagena para um almoço de aniversário em família( só adultos) ?
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Maria! Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

Patricia Santana

Ana Maria,
Recomendo o El Kilo que oferece frutos do mar embalados em sabor e bom gosto. O ambiente é lindissímo. Voltei 3 vezes! Você vai adorar!

Flavia Zenke
Flavia ZenkePermalinkResponder

Olá Ana Maria! Adoramos o restaurante que fica dentro do Hotel Santa Clara. O lugar é espetacular e alta gastronomia. Super recomendado! Abraços,

Miriam
MiriamPermalinkResponder

Oi Ana
Um dos restaurantes que visitamos em Cartagena foi um estrelado chamado Carmen que fica no hotel Anandá na Calle del Cuartel. O lugar tem várias mesas ao ao livre além de outras em ambiente climatizado e acredito ser um bom lugar para juntar até umas 8 ou 10 pessoas. Há opções da culinária colombiana e internacional mas com toque de alta gastronomia criativa. Ao trazer o prato escolhido o garçom vai explicar todos os ingredientes do prato que terá combinações pouco usuais em todos eles. Espere gastar cerca de 43.000 a 50.000 pesos por cada prato principal, uns 30.000 por cada entrada e 15.000 por cada sobremesa. Abraço!

Ana Maria
Ana MariaPermalinkResponder

Oi, Miriam,
Muito obrigada pela dica e por sua gentileza. Abraços

Alessandra
AlessandraPermalinkResponder

Ana Maria, fiquei noiva em cartagena, é muito lindo. Recomendo ir no Vera e o El Santissimo. Aproveite sua viajem!

Ana Maria
Ana MariaPermalinkResponder

Muito obrigada, Alessandra pelas dicas. Acho que vou gostar muito de Cartagena. Abraços

Débora
DéboraPermalinkResponder

Oi Mariana. Cartagena tem muitas opções se restaurante legais. Um que recomendo para um dia especial é o restaurante El Santíssimo dentro da cidade amuralhada. A comida é muito saborosa, porém com um preço um pouco caro (mas acho que vale a pena). Outro lugar bem legal é o restaurante Di Silvio no bairro Getsemani, que serve comida italiana e pizza com um preço mais em conta e ambiente bastante agradável.

Ana Maria
Ana MariaPermalinkResponder

Obrigada, pela dica, parece bom mesmo.
Abracos

Ana Maria
Ana MariaPermalinkResponder

Obrigada Patrícia pela dica. Abraços

Maria da Glória

Escrevi, relatando minha experiência na ida a Cartagena e o cruzeiro com o Monarch, um livro que gostaria de compartilhar no site, pois traz impressões tanto da cidade quanto das ilhas de Curaçao, Bonaire e Aruba. Deixo, abaixo, um deguste, pois vou publicá-lo no site www.clubedeautores.com.br
"Viajar é viajar em viagem porque nossa imaginação nos leva ao que planejamos, idealizamos com antecedência e que conseguimos realizar e que, no futuro, será uma recordação que nos trará momentos de felicidade."VIAGEM

Cada dia
Conto
Como um
Conto
Maria da Glória de Mello Topan Rüdiger

Silvia Andrade

Ana Maria, uma opção bem diferente de refeição na cidade amuralhada, é no pier do Club de Pesca (http://www.clubdepesca.com/#1), com direito a veleiros e iates ancorados (dá para chegar de barco). Tem um salão com ar condicionado e também mesas sobre as árvores (se não estiver muito calor é ótimo). Frutos do mar honestos. Comemos ceviche de entrada, risoto de langostinos (camarões) e uma grande panela de arroz com mariscos (tipo uma “paella” imagino que sirva 2 pessoas). Um restaurante com cara de privativo (só para sócios), mas que recebe muito bem os turistas e com aquela vista da cidade antiga. Faça reserva e boa viagem.

Patricia
PatriciaPermalinkResponder

Nós adoramos o Bruxas de Cartagena ,fica na cidade amuralhada , é um restaurante Peruano , a comida e o atendimento excelentes. Boa viajem .

Arlene Leal Maia

Gostaria de fazer um comentário - e alerta para as mulheres - sobre o "sempre, sempre abrem um sorrisão quando descobrem que você é brasileiro" dito pro Bruno neste relato. Passei por uma situação assustadora agora em Junho, na porta do Castelo de San Felipe, cercada pelo taxista (que não estava disposto a dar o troco da corrida) e 3 vendedores que ficam na entrada do Castelo. Como não caí no conto do "não tenho troco", o motorista saiu as gritos do carro gritando que eu era grosseira e que "só podia ser brasileira". Fui cercada por ele e 3 vendedores ambulantes que, mesmo sem saber do que se tratava, gritavam "brasileiras são grosseiras mesmo", "só podia ser brasileira" e outros xingamentos. Saí dali aos prantos. E mina raiva só aumentou qdo, ao sair, outros (os os mesmo, sem sei...) falavam "brasileira? amiga! Neymar, Ronaldo... meu filho faz futebol"... Cuidado com as palavras bajuladoras dos ambulantes colombianos, vivi na pele o que eles realmente pensam de nós. Ali eles só estão interessados em nosso dinheiro; a "simpatia" é falsa.
PS: Em nenhum momento fui grosseira com o taxista. Somente não aceitei o citytour que ele insistia em fazer, não quis que ele ficasse esperando para me levar de volta ao hotel na saída do Castelo, e arredondei a corrida de 7 mil para 8 mil COP, pedindo o troco.

Fábio
FábioPermalinkResponder

Saudades de Cartagena, andar pela ruas do centro antigo, pelas muralhas perto dos arcos, pena que não deu pra conhecer o teatro, estavam preparando uma cerimônia oficial, apreciar os casarões e a arquitetura colonial... Firam cinco dias de pura vida caribenha!!! E hospedem-se dentro das muralhas!! Vale a pena!!!

Maria Elisa Jorge Congro

Será que algum viajante poderia me indicar um local para se dançar ritmos caribenhos (salsa) à noite.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Eliza! Vá ao Bazurto ou ao Café Havana. Ambos ficam no bairro de Getsemaní.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar