Huilo-Huilo, a floresta encantada da Patagônia chilena

Natalie Soares
por Natalie Soares

Montaña Mágica, Huilo Huilo
Montaña Mágica Lodge

Figura carimbada nas listas de hotéis mais curiosos do mundo -- graças ao personalíssimo Montaña Mágica Lodge -- a reserva biológica de Huilo-Huilo revela um Chile diferente do que temos na cabeça.

No país dos vulcões do sul e dos desertos áridos do norte, Huilo-Huilo oferece a chance de viver uma experiência de floresta temperada -- com bosques exuberantes, rios, lago, cachoeiras e... neve, claro.

A fauna é um capítulo à parte -- a floresta de Huilo-Huilo é habitada por bichos como o pudú, o menor cervo do mundo (com 40 cm de altura), o kod-kod (também o menor do mundo, mas entre os gatos selvagens) e até um marsupial, conhecido localmente como "macaquinho de Monte".

Coloque nesse cenário um punhado de hotéis lúdicos, e fica difícil escapar do clichê: como definir este lugar, senão como a floresta encantada do sul do Chile?

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

Vencedor do prêmio da National Geographic World Legacy Awards, na categoria “Conservação do Mundo Natural”, Huilo-Huilo começou a desenvolver todo seu potencial turístico apenas nos anos 2000 -- e hoje já oferece uma excelente estrutura para descanso e aventura. No inverno, é uma excelente opção para famílias que busquem diversão na neve, sem necessariamente esquiar.

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

O que fazer em Huilo-Huilo?

Atividades de verão

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

Trilhas: algumas podem ser perfeitamente percorridas até o final por quem não está se preparando para as próximas olimpíadas; dá para fazer com ou sem o apoio de um guia. A mais famosa é a do Salto Huilo-Huilo, cujo caminho corta o Rio Fuy e te presenteia com uma cachoeira de 40 metros de altura. Outros belos cartões postais são as trilhas que levam até o Salto El Puma e o Salto La Leona. A rota “Sendero de los Espíritus” também é muito interessante e corta o bosque temperado contando detalhes místicos dos Mapuches, antigo povo andino que viveu na região.

Navegação pelo Lago Pirehueico: ainda na categoria mais light, é possível navegar pelos lagos patagônicos e aproveitar algumas praias e ilhas isoladas. Acredita-se que as águas termais da região tenham poder de cura.

Na categoria aventura Huilo-Huilo também faz bonito: é possível aproveitar diferentes passeios cheios de adrenalina como cavalgadas, circuitos de mountain bike, kayak, rafting no Rio Fuy, partidas de paintball, muro da escalada, passeio de bugue e arco e flecha.

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

Tirolesa: a reserva oferece três opções de tirolesa: infantil, com 40 metros de comprimento e 2 metros de altura; a convencional, com 35 metros de altura e 180 metros de comprimento e a mais radical - a tirolesa XL - com 90 metros de altura e 500 metros de comprimento.

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

 

Atividades de inverno

Bonecos de neve no Bosque Nevado

Quem visita a região durante o inverno encontra mais uma gama de atrações e passeios na neve. O Bosque Nevado de Huilo-Huilo, aos pés do vulcão Mocho-Choshuenco, é um centro de entretenimento na neve perfeito para quem procura um espaço para diversão abaixo de zero. Em 2015, a entrada custa 6 mil pesos para os adultos na alta temporada (pouco menos de US$ 10) e o trânsfer oferecido dos hotéis até a montanha custa 4 mil pesos por pessoa (US$ 6).

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

De julho a setembro, o Bosque oferece diversas atividades como tubing/tobogã de neve (5 mil pesos por adulto na alta temporada, menos de US$ 8), moto de neve (15 mil pesos por adulto na alta temporada, US$ 23), raquete de neve (15 mil pesos por adulto com guia na alta temporada, US$ 23) e passeio de darwinii, um tipo de jeep (6 mil pesos por adulto na alta temporada, menos de US$ 10).

Além das atividades lúdicas na neve, o Bosque Nevado também oferece a oportunidade de praticar esqui ou snowboard, comduas pistas para iniciantes e três para intermediários.

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

Fora da temporada de inverno, também é possível fazer trilhas, esqui nórdico e raquete de neve no topo da montanha do vulcão Mocho-Choshuenco.

Huilo-Huilo é o destino ideal para quem quer brincar e curtir programas divertidos na neve e ainda assim quer aproveitar os outros dias mesclando atividades diferentes como avistar as belas cachoeiras da patagônia, fazer trilhas ou se jogar na tirolesa. É uma programação perfeita também para quem viaja em família. Os cenários são belíssimos.

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

Muitas atividades típicas de verão também acontecem normalmente ao longo do inverno, por isso, não esqueça de fazer a pré-reserva dos seus passeios assim que chegar no centro de excursão na entrada do Nothofagus Hotel. Lá você vai encontrar a lista completa dos passeios, valores atualizados e suas disponibilidades para saídas em grupo ou individual.

Onde se hospedar em Huilo-Huilo

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

No quesito hospedagem Huilo-Huilo também bate um bolão. A reserva possui diferentes tipos de acomodação conseguindo receber muito bem desde o mochileiro até o viajante que busca mais conforto.

Na categoria luxo, o Nawelpi Lodge tem cabanas amplas e ao mesmo tempo aconchegantes, escondidas na floresta.

Para dormir envolvido pelo espírito mágico de Huilo-Huilo, escolha entre os hotéis temáticos: o Reino Fungi Lodge, Nothofagus Hotel e a Montaña Mágica.

Para quem viaja em um grupo maior de família ou amigos, o Club Huillín e as Cabañas del Bosque são redondíssimos.

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

Finalmente, quem vai com orçamento mais restrito pode escolher entre o hostal Salto del Puma e a área para camping Canopy Village.

Onde comer

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

O Nothofagus Hotel funciona como o ponto de encontro nas horas das principais refeições. Já o Nawelpi Lodge também oferece café da manhã, almoço e jantar para os seus hóspedes. Essa é uma boa oportunidade para provar temperos da região patagônica e conhecer mais sobre traços da cozinha herdada do povo mapuche. Em frente aos hotéis, a cervecería Petermann tem cervejas artesanais e pizzas bem-feitas.

No vilarejo de Neltume, a 15 km, você ainda encontra outras opções como a Cafetería Cruz del Sur e El Refugio del Maderero. Já em Puerto Fuy, a 3 km, o restaurante do hotel Marina del Fuy também recebe não-hóspedes.

Como chegar

Para chegar até Huilo-Huilo é preciso voar de Santiago a Temuco ou Valdivia (Lan e Sky operam voos frequentes nestas rotas) e de lá seguir até a reserva numa viagem que pode durar aproximadamente três horas de estrada. Os hotéis costumam oferecer traslado de Temuco por 140 mil pesos que podem ser divididos com até sete passageiros saindo do aeroporto de Temuco (20 mil pesos = US$ 31). Também é possível reservar esse serviço saindo de Puerto Montt ou Valdivia.

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

Se optar por alugar um carro, os primeiros trechos da estrada são duplicados e passam por dentro de algumas cidadezinhas. Depois, você passará por mais um pedaço da rota dos sete lagos e, por fim, seguirá em uma estrada terra até aos hotéis de Huilo-Huilo. Usando o transporte público, esse caminho pode durar bem mais de seis horas entre ônibus do centro de Temuco, até a baldeação em Panguipulli e enfim chegar até a reserva.

Projetos de preservação

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

Além da proposta hoteleira inusitada, outro aspecto interessante e reconhecido do trabalho de Huilo-Huilo é a preocupação com a integração da comunidade local e a preservação do meio ambiente.

A fundação busca fazer um trabalho constante com os povoados de Neltume e Puerto Fuy, como a oficina de artesanato para confecção dos seres mágicos e objetos em madeira e o projeto junto às escolas para preservação da memória e conscientização sobre a importância da proteção da reserva biológica.

Huilo-huilo também desenvolve várias pesquisas sobre como preservar a fauna e a flora locais, como o centro de conservação do huemul, um tipo de cervo em extinção - que já ganhou destaque internacional -, a reintrodução dos guanacos na selva e o resguardo dos sapitos de Darwin, uma espécie de sapo em extinção.

Daqui pra onde?

Huilo-Huilo combina muito bem com um roteiro diferente entre Santiago e a patagônia chilena. Querendo experimentar a vida na montanha, escolha entre seguir viagem para Pucón(150 km via Ruta 203), no Chile, ou cruzar de barco (de Puerto Fuy até Puerto Pirehueico em aproximadamente 1:30 de travessia + trâmites de imigração) para San Martín de los Andes, na Argentina.

Huilo-Huilo reserva biológica na patagônia chilena

Viajando durante a temporada de neve e querendo esquiar em um complexo maior, ainda é possível prolongar a viagem até o Centro de Ski Corralco na Ruta 181 em Curacautín (330 km de Huilo-Huilo).

Natalie viajou a convite da Reserva Biológica Huilo-Huilo.

Leia mais:

26 comentários

Oscar | Viajoteca.com

Muito legal!!! Esses dias estava lendo uma reportagem em inglês sobre Huilo-Huilo... Queria conhecer os bosques de Nothofagus dessa região..

Irene Sant'Ana

Estive em Huilo Huilo em outubro de 2012 e me hospedei no Baobab Hotel e Spa, maravilhoso! Um ótimo local para se desligar do mundo e descansar.

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Esse destino tá do jeito que eu gosto. Ir na primavera/verão, curtir paisagens deslumbrantes com esforço moderado (alguns falarão pouco esforço, mas pra mim já é esforço suficiente kkkk).

Adoro essa América Latina linda!

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Post excelente! Huilo Huilo é um dos lugares mais lindos que já conheci!
Mas só pra ser chato, essa definição geográfica dos limites da Patagônia é bem nebulosa. Se para os argentinos chega quase a Mendoza, para o Chile a Patagônia só começa ao sul de Puerto Montt. Nenhum chileno considera que Huilo Huilo, Pucón ou Puerto Varas, por exemplo, estejam na Patagônia.
Mas essa bobagem geográfica é irrelevante diante das maravilhosas paisagens da região. Recomendo ir de carro e combinar com San Martin de Los Andes, utilizando o ferry do lago Pirihueico. Logo pegar a Ruta de los 7 lagos até Villa la Angostura (dá pra esticar até Bariloche) e voltar ao Chile pelo Paso Cardenal Samoré, visitando o Parque Nacional Puyehue e a linda estação de esqui Antillanca.

MARIA LUCIA CANELAS

Estive em Huilo huilo há três anos, maravilhoso, fiquei uma semana lá. Fui informada lá que turistas brasileiros são raridade. Quando fui existia uma promoção apenas para brasileiros, todos as atividades na neve tinham um desconto de 50%, acabaram nem cobrando nada, foram muito atenciosos. Foi um dos lugares mais lindos que conheci.

Milena Ribeiro

Olá, boa tarde!!! Para quem já ficou em Huilo Huilo, poderia dizer quanto tempo ficou e se foi suficiente para aproveitar o local e as atividades?
Obrigada
Milena

Natalie Soares

Oi, Milena.

Acredito que três dias inteiros é um período suficiente para você descansar e fazer os principais passeios pela região: visitar as cachoeiras, fazer pequenas trilhas, curtir um dia no Bosque Nevado e quem sabe até fazer um passeio de barco wink

Milena Ribeiro

Obrigada Natalie! Eu estava achando isso também, que 3 dias seriam o bastante para passear e descansar.
Valeu smile

Fabricio Moura

Quando eu fui, eu era o único brasileiro lá. Não sei como as coisas estão hoje, mas é um lugar cheio de charme que eu quero muito voltar.

Mari Vidigal
Mari VidigalPermalinkResponder

Que delícia de post Nathy! Mais um pra minha bucket lista infinita!!!

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Estou planejando viagem para o Chile em outubro/2015 e quero incluir 1 dia em Huilo Huilo (partindo de Pucon). O que vocês recomendam fazer nesse dia? Qual a melhor maneira de se locomover dentro da reserva (vi que ela é bem grande)?

Sabem onde consigo informação sobre preço das atividades? No site deles só encontro preços dos pacotes fechados com estadia.
Obrigado!!

Natalie
NataliePermalinkResponder

Oi, Thiago.

A central de passeios de Huilo-Huilo fica na recepção/entrada do Hotel Nothofagus. Lá você consegue todas as informações que precisa sobre os passeios dentro da reserva, assim como contratar um guia e efetuar o pagamento do tour.

Como você tem apenas um dia disponível e as opções de atividades são vastas, eu sugiro que envie um email para reservas@huilohuilo.com confirmando a lista de passeios, valores e indicando seu interesse e data de chegada.

A pequena trilha que leva até o Sal Huilo-Huilo é linda, assim como a do Salto El Puma e a do Salto La Leona.

Você pode combinar o transfer com o pessoal do hotel ou seguir até a entrada das trilhas com o carro alugado wink

Haila
HailaPermalinkResponder

Estamos indo para Huilo-Huilo em setembro, queria dicas sobre transfer de Temuco (aeroporto), ida e volta. O valor do hotel está bem alto. Vale a pena alugar carro?!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Haila! De carro você terá mobilidade para fazer outros passeios, caso seja esse o seu desejo.

Eder
EderPermalinkResponder

Olá Natalie,
Parabéns pelo belo e informativo artigo. Ao coordenador do site meu reconhecimento e agradecimento pelas utilíssimas informações de qualidades que disponibiliza sobre os mais diversos destinos.

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Ola, Natalie
Há tempos eu tenho vontade de conhecer Huillo-Huillo, e pensava em fazer uma viagem para lá no verão, conjugado com Pucon e Puerto Varas.
Mas, lendo seu texto, tive outra ideia e queria perguntar sua opinião em algumas duvidas:
Recomenda para uma viagem no inverno, conjugada com San Martin de Los Andes?
Uma criança de 8 anos consegue aproveitar as atividades ao ar livre neste periodo de frio?
Tem neve?
E, ficando uns 4 ou 5 dias lá, vale a pena dividir a hospedagem entre os hoteis Nothofagus e Montaña Mágica ?
Obrigado e desculpe por tantas perguntas!

Natalie Soares

Olá, Guilherme.

É tranquilo fazer um roteiro entre Huilo-Huilo e San Martín de Los Andes no inverno.

Existem atividades que podem ser feitas com crianças como trilhas pequenas para ver as cachoeiras da região (Salto Huilo-Huilo, Salto El Puma e o Salto La Leona), as brincadeiras na neve no Bosque Nevado como tubbing (boia gigante) ou moto de neve, passeio com o novo teleférico de Huilo-Huilo, tirolesa e navegação pelo Lago Pirehueico.

Em San Martín, as principais atividades também são ao ar livre como o passeio pelo Cerro Chapelco, a Playa Quila Quina ou a Cascada Chachin.

Estando bem agasalhados, dá pra curtir bastante o frio e a neve wink

Nesse post você encontra mais algumas dicas de como preparar uma mala para a neve: https://www.viajenaviagem.com/2015/07/como-organizar-uma-mala-para-uma-viagem-de-esqui

Quanto aos hotéis, eles são vizinhos e você consegue visitar cada um deles.

Boa viagem!

Dionisio
DionisioPermalinkResponder

Ola Natalie, tudo bem. Estarei indo para huilo huilo em janeiro. Pelo recomendado seria um voo ate Santiago, depois para temuco e mais algum tempo de carro. A alternativa de ir por san martins de los andes nessa época seria interessante tambem??? Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dionisio! Sim, janeiro é uma época linda no lado argentino também.

Eduardo Monteiro

Oi Natalie, como faz para ir para San Martin de Los Andes de Huilo Huilo, em Novembro?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eduardo! Tem que pegar a balsa em Puerto Fuy.

Paula Alonso
Paula AlonsoPermalinkResponder

Vou pra Santiago no dia 20/12 e pretendo ir pra Huilo Huilo já no dia seguinte, seguindo de ônibus até Panguipulli e depois (também de ônibus) pelas linhas menores até Neltume. A questão é: todos os blogs falam como chegar a Huilo Huilo, mas ninguém explica como sair de lá sem carro, haha! Eu procurei por linhas de ônibus, mas não achei nada que me leve de Panguipulli até Pucon ou Valdivia! Alguém sabe o que fazer?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paula! Esses ônibus de cias. muito muito muito regionais estão fora do radar de sites como Recorrido.cl, que vende das cias. maiores. Consegui localizar ônibus entre Panguipulli e Valdivia:
http://www.terminalvaldivia.cl/interprovinciales/panguipulli/index.php

Ao chegar à rodoviária de Panguipulli você pode se informar sobre outros destinos. Se você preferiria ir de Panguipulli para Pucón em vez de Valdivia, pode também se antecipar e contatar o seu hotel em Pucón para que expliquem onde você vai precisar fazer as baldeações.

Paula Alonso
Paula AlonsoPermalinkResponder

Nossa, muitíssimo obrigada! Eu tava fuçando em tudo quanto é site e não tinha visto esse! Aproveitando a deixa, vc sabe como funcionam (se tem que reservar com antecedência ou rola fechar na hora, valores aproximados e tal)aquelas visitas autoguiadas pra quem não está hospedado dentro da reserva? Mandei email pro próprio site da reserva, mas não me respondem...
Obrigada mais uma vez!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paula! Infelizmente não sabemos.

Livia
LiviaPermalinkResponder

Acabei de visitar Huilo Huilo numa excursão de 1 dia partindo de Pucon, com a agência Pucon Aventura. É um pouco mais corrido mas vale muito a pena, até porque Pucon é uma cidade incrível, vibrante e muito agradável, que conta com vários passeios legais! Além desse fizemos as termas geométricas e a base do vulcão Villarica. Recomendo!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar