Check-list de viagem (parte 1): providências para tomar antes de marcar viagem

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Check-list de viagem

Você está preparado pra fazer uma viagem internacional amanhã? É melhor fazer um check-list. Neste post (e na continuação, que sai na semana que vem), vou enumerar todos os itens que precisam ser conferidos para evitar perrengues e viajar melhor.

Para começar, 5 coisas que você precisa providenciar mesmo antes de ter a viagem marcada. E no próximo post, 6 itens para checar na semana de embarcar.

  • Check-list: antes de marcar viagem

Muita gente espera até ter uma viagem marcada para só daí providenciar, de última hora, uma série de coisas indispensáveis para viajar. Algumas providências, porém, podem -- melhor: devem -- ser tomadas quando você nem marcou a viagem.

Estando com tudo OK, pode aparecer qualquer viagem inesperada de última hora, que não vai ter problema.

  • 1 | Passaporte

Passaporte é o documento essencial do viajante. Sem passaporte você só viaja dentro do Brasil e para mais 9 países da América do Sul.

Se você ainda não tem passaporte, faça já. Porque quando você precisar tirar seu passaporte com pressa, pode faltar papel, pode haver dificuldade de agendamento... já aconteceu várias vezes nos últimos anos, sob todos os presidentes.

E se você tem passaporte, me diga uma coisa: você sabe quando quando o seu passaporte expira? Então descubra agora. Porque se faltarem 8 meses para o seu passaporte expirar, já dá para tirar um novo. (Caso já esteja cadastrado na Polícia Federal, você vai receber um aviso por email da própria PF, quando faltarem 8 meses, para tirar um passaporte novo!)

Por que tanta antecedência?

É preciso renovar o passaporte com antecedência porque a maioria dos países exige que o seu passaporte tenha validade por pelo menos 6 meses a contar do dia da entrada no país. Assim, se no dia 1º de janeiro você quiser entrar no Reino Unido, no México, na Turquia ou na Tailândia, o seu passaporte precisa estar válido por mais 6 meses -- ou seja, até 1º de julho.

Já na Europa continental, os 29 países do Espaço Schengen têm uma regrinha diferente: seu passaporte precisa ter 3 meses de validade para além da data prevista para sair do Espaço Schengen. Ou seja: se no dia 1º de janeiro você quiser entrar em Portugal ou na Alemanha, e a sua passagem de saída do Espaço Schengen está marcada para o dia 1º de fevereiro, então o seu passaporte precisa estar válido até 1º de maio.

Os países da América do Sul também exigem 6 meses de validade -- mas se o seu passaporte estiver pra vencer dá pra entrar com o RG original. De todo modo, eu recomendo que você use o passaporte mesmo na América do Sul, tem um vídeo em que eu explico por quê, veja aqui:

Exceções à regra da antecedência: Estados Unidos e Canadá

Essa regrinha de xis meses de validade tem duas exceções: os Estados Unidos e o Canadá.

Nos dois países você pode entrar com passaporte prestes a vencer, contanto que o seu visto esteja válido. Mas o agente de imigração sempre vai conceder uma permanência que obrigue você a sair do país antes do passaporte vencer.

Assim, se no dia 1º de janeiro você entrar nos Estados Unidos ou no Canadá e o seu passaporte vencer no dia... 10 de janeiro, por exemplo, você vai ganhar permissão para permanecer por no máximo até esse dia.

E se você estiver adiando renovar o passaporte por causa do visto americano que você tem no passaporte atual, não se preocupe: o visto americano não perde a validade original mesmo se você precisar tirar um passaporte novo. Enquanto o seu visto americano estiver válido, você viaja com os dois passaportes: o passaporte expirado, que contém o visto americano válido, e o passaporte novo. Só quando o visto americano antigo estiver para expirar é que você precisa renovar o seu visto americano.

Mas atenção: isso só vale para o visto americano. O visto do Canadá expira com o seu passaporte.

E por falar em visto americano, vamos à providência número 2:

  • 2 | Visto americano

O visto americano é outra providência que você pode tomar sem ter nenhuma viagem marcada. Essa é uma recomendação do próprio consulado americano: primeiro obtenha o seu visto, depois marque a viagem.

OK, o formulário do visto pede um hotel ou um endereço nos Estados Unidos. Mas você pode preencher com o endereço de um hotel (ou de uma pessoa) numa cidade que você pretende visitar de fato quando for para lá.

Com visto americano válido, você pode planejar sua viagem com calma e aproveitar promoções.

Pedir o visto sem viagem marcada também é interessante porque algumas pessoas têm problemas por causa de homônimos, gente com o mesmo nome que o seu que já se meteu em confusão nos Estados Unidos, e isso faz com que o pedido entre em processo administrativo, que pode demorar meses. Então encaminhe seu pedido agora que você não precisa viajar, para estar tudo certinho quando você viajar.

Sem falar que visto americano no passaporte pega muito bem quando você for passar pela imigração na Europa. Além de dispensar a obtenção o visto canadense – com visto americano válido, você pode simplesmente tirar uma autorização eletrônica chamada eTA. Veja os detalhes neste post.

  • 3 | Febre amarela

Outra providência que, se possível, deve ser tomada mesmo sem viagem marcada é tomar a dose integral da vacina contra febre amarela e emitir o certificado internacional de vacinação. (Mas atenção: a dose fracionada, aplicada em alguns estados, NÃO dá direito ao certificado.)

Cada vez mais países estão exigindo a vacina de brasileiros, e a vacina precisa ser tomada pelo menos 10 dias antes da viagem, senão você não embarca.

Se no seu estado não estão exigindo passagem aérea pra aplicar a dose integral, aproveite e vacine-se o quanto antes. Se você precisar apresentar passagem pra se vacinar com a dose integral, lembre-se de se vacinar tão logo tenha a passagem na mão.

Para saber detalhes como que países estão exigindo a vacina e para saber como emitir o certificado de isenção, caso você não possa se vacinar, leia aqui ou assista ao vídeo:

  • 4 | Acessórios de viagem

Outra coisa que é mais sossegado fazer sem a pressão da viagem é renovar o seu equipamento.
Não está na na hora de comprar uma mala nova? (Tamanho M, por favor!)

E adaptador universal de tomada, você tem? E um hub USB, pra carregar celulares e apetrechos da turma usando uma tomada só do quarto?

E a doleira, você não tava pensando em comprar uma novinha?

E casaco para o frio, você tem? Compre uma dessas jaquetas de penas que são bem quentinhas e não pesam nada.

Você compra tudo isso com mais calma e fazendo melhor negócio longe da correria da reta final da viagem. Se você for se dando esses presentes aos pouquinhos ao longo do ano, quando for viajar vai estar com o kit zero bala.

  • 5 | Dólares

Se você vai viajar para o exterior e não quer sofrer os efeitos da instabilidade cambial, vá comprando dólares aos poucos.

Ou euros, se você for para a zona do euro na Europa. Ou libras, se você for para o Reino Unido.

Para os outros lugares do mundo, poupe em dólar mesmo. Ao comprar dólar ou euro aos pouquinhos, fazendo uma poupança a prestação pros seus gastos de viagem, você dilui os efeitos da instabilidade cambial e mantém o seu poder de compra.

Para quem não viaja com dinheiro vivo

Se você não gosta de viajar com dinheiro vivo (eu não gosto), pode fazer essa poupança num cartão pré-pago.

Mas veja bem: pesquise a corretora com a menor cotação da sua cidade e faça o pré-pago com ela. Cada cartão pré-pago só pode ser recarregado com moeda comprada da corretora ou do banco onde você comprou.

Leia mais:

35 comentários

Jurema
JuremaPermalinkResponder

Olha minha situação: meu marido, meus filhos e eu temos visto americano e tiramos o eTA para o Canadá, que visitamos no ano passado. Esse ano eu e minha filha fizemos novo passaporte, mas o visto americano continua válido no passaporte antigo. Pretendemos voltar ao Canadá no ano que vem. Eu e minha filha precisaremos pedir um visto convencional ou poderemos fazer eTA de novo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Jurema! Podem fazer um eTA de novo.

candida silva
candida silvaPermalinkResponder

Eu mantenho meus documentos sempre em dia. Nunca se sabe a hora em que vamos precisar...

Carolina Borges

Boa tarde! Uma dúvida: a regra dos 6 meses se aplica para passaportes de crianças também, certo? Ou seja, o passaporte de criança de 0 a 1 ano incompleto, que vale por 1 ano, na prática vale apenas por 6 meses? E o de 1 ano completo a 2 anos incompletos, que vale por 2 anos, na prática vale por 1 ano e meio e assim por diante? Muito obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! É uma pergunta bastante difícil, mas acreditamos que sim. Se quiser ter certeza, comunique-se com o consulado do país que você vai visitar com os pequenos.

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

No passaporte da criança já sai a validade.
Se o país exige 6 meses de passaporte válido, você subtrai os 6 meses da data de vencimento. Em tese, se o lugar que você vai exige 6 meses de validade, criança de 1 ano tem passaporte válido por 6 meses... infelizmente.

Sergimpeninha
SergimpeninhaPermalinkResponder

Um lembreye que me parece pertinente, a escolha e até a compra prévia do chip de internet local.
Dá até pta receber alguns deles em casa, antes da viagem, e são uma mão na roda.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sergim! Sim, é possível. Mas é bem mais negócio comprar o chip localmente. Os chips multipaíses são mais caros e vêm com pegadinhas -- têm muita reclamação.

De todo modo, essa não seria uma providência para tomar sem ter nem viagem marcada, como são as outras deste post.

Dauton
DautonPermalinkResponder

Eu também não gosto de viajar com muito dinheiro e prefiro usar o cartão de credito ao cartão prepago.
Para me proteger das oscilações da moeda estrangeira eu costumo ir aplicando em alguns meses antes da viagem em fundos do meu banco vinculados ao Dollar ou ao Euro (a depender do meu destino).
Assim, no dia do vencimento da fatura, faço o resgate do valor aplicado.
Já viajei em momentos de grande volatilidade do dollar e deu certo.

Mariana
MarianaPermalinkResponder

Bóia, para o Reino Unido é necessário visto válido durante todo o período da viagem e não 6 meses.
https://www.gov.uk/uk-border-control

Felix
FelixPermalinkResponder

Olá, estou indo para a Espanha dia 09/08...sabe se consigo comprar um chip para Internet no aeroporto de Barajas?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Felix! Você consegue comprar um da Lebara, uma operadora de segunda linha, no terminal 4.

Ana
AnaPermalinkResponder

Adoro seu trabalho, seus conteúdos dos posts são show. Uma sugestão acrescentaria CNH internacional, aos tópicos. Complica bem em alguns países.
Abs

Bia
BiaPermalinkResponder

Olá, Bóia!
É possível comprar chip no aeroporto de Orly, em Paris?
Queríamos uma operadora boa e barata, que nos permita usar a internet em Paris, Amsterdam e Lisboa.
Abs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bia! Provavelmente tem chip Orange à venda nas bancas Relais. Das operadoras baratinhas você pode comprar um Lebara ou Lycamobile, mas não sabemos se funcionam bem no roaming.

Maria
MariaPermalinkResponder

Oi Bia,
Eu já comprei chip pré-pago da Vodafone no aeroporto de Lisboa e funcionou muito bem em Paris também.

Miriam
MiriamPermalinkResponder

Olá Bia,
estive no aeroporto de Orly agora em abril e lá não tem nenhum lugar para comprar chip. Consegui comprar num shopping perto do hotel.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Miriam! Você chegou a procurar numa loja Relay?

Dagoberto Costa

Excelente matéria!! Estou indo com minha família aos EUA em dezembro. Qual chip para internet vcs indicam e saberiam dizer se consigo logo ao chegar já no aeroporto de Fort Lauderdale?
Desde já, agradeço!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dagoberto! Não sabemos de nenhuma loja da AT&T ou ds T-Mobile no aeroporto, não.

Felipe Mortimer

O chip da Lebara funciona perfeitamente em roaming, pelo menos o da Lebara da Alemanha. Mês passado usei na Alemanha, Áustria, Grécia e Hungria sem problemas. O pequeno inconveniente é que não funcionou o 4G, apenas o 3G, mas com velocidade boa.

Gina
GinaPermalinkResponder

Olá, estamos viajando em familia, agora em agosto, para vários paises europeus (Portugal, Dinamarca, Alemanha, Estonia, Russia, Finlandia e Suécia). Estamos indecisos em adquirir um chip para celular que funcione a conexão com internet nesses países. Temos sugestões sobre o FlexiRoam que pode ser adquirido no aeroporto de Guarulhos. Alguem teria alguma informação sobre esse chip? Agradecemos!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gina! O Ricardo Freire está testando. Depois de um probleminha de configuração no início da viagem, está funcionando bem. Mas os preços dos planos são mais caros do que o site informa.

Neuza
NeuzaPermalinkResponder

Essas dicas são maravilhosas!
É só se programar que da tudo certo!
Amo Viajenaviagem.com

Lucia
LuciaPermalinkResponder

É necessário vacina da febre amarela para viajar p o Leste Europeu?
Budapeste. Praga, etc

Gildi Paixão Mattos

Muito importante suas informações. Nem sempre os agentes de viagens são tão claros nas informações. Tinha muita dúvida sobre a vacina internacional. Obrigada.

Priscilla Neves

Amo esse blog! Parabéns pelo trabalho!

Cristiane
CristianePermalinkResponder

Ainda sobre chip de celular: alguém já pagou o plano oferecido pela operadora para usar o número brasileiro nos EUA e na Europa? Parece vantajoso a princípio (o preço de um ano equivale ai preço do chip comprado aqui), mas tenho dúvida sobre a cobertura.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristiane! Você se refere ao plano da Claro? Depende da sua franquia no Brasil, é o que você vai poder usar lá.

Cristiane
CristianePermalinkResponder

Sobre a vacina de febre amarela: acho importante lembrar que, mesmo que o país de destino não exija a vacina, você pode fazer conexão em um país que exija. Por exemplo, o Panamá. E mesmo que no Panamá não seja cobrada a vacina em conexões curtas, ninguém vai querer pegar febre amarela a caminho das férias, né?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristiane! Você não entendeu o espírito da coisa. A febre amarela está erradicada no Panamá. O problema está no Brasil.

Maria Aparecida

Você saberia me informar sobre a duração dos vôos para a cidade de Santiago no Chile. Parece que tem promoções apenas para os vôos com paradas que duram até 23horas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Aparecida! Os vôos diretos têm 4 horas de duração, saindo de Rio ou São Paulo. Não compre passagens promocionais com itinerários malucos, jamais valem a economia.

Veja:
https://www.viajenaviagem.com/destino/santiago/como-chegar-santiago/

Norma Teixeira

Valeu!!! Vc sempre fantasticamente eficiente!! Obrigada por tudo

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar