Aluguel de carro em Cuba (pra Luisa)

Estrada La Farola, Cuba (foto: João Leitão)

Ai que inveja! (positiva! positiva!)

A Luisa, do exxxxxcelente Arquivo de Viagens, vai fazer uma viagem que está entre os meus maiores sonhos de consumo: quinze dias por Cuba, com hospedagem em casas particulares.

Só que, em vez de andar de ônibus, ela está pensando em alugar um carro. E, na falta de nomes conhecidos como Hertz ou Avis, está com dificuldade de escolher entre as locadoras locais (Rex, Cubacar, Micar, Havana Autos).

Fiz uma pesquisa rapidinha. Achei muitas reclamações contra a indústria de multas e propinas e um ótimo relato do viajante português João Leitão, que alugou pela Cubacar, gostou da experiência e tem uma lista de conselhos a quem queira ir pelo mesmo caminho.

Atenção todos os trips que já alugaram carro em Cuba! Compareçam à caixa de comentários! Gracias!

Leia também:

Pergunta do dia: Cuba sem pacote

85 comentários

Esse é o tipo de post que faz meus olhos brilharem… alguém sabe quantos quilômetros entre Havana e a “Salvador de Cuba”? (acho que é Santiago de Cuba né?

Nós alugamos um carro em Cuba há 3 anos e foi tudo delicioso. Claro, você tem que estar com o humor e expectativas sintonizados com o lugar. Não fiz a reserva desde o Brasil, preferi entrar nas locadoras e perguntar tudo e mais um pouco para não ter surpresas. Todas as locadoras são estatais, mas concorrem entre si, então têm pequenas diferenças. Os carros são péssimos e a gasolina pior, mas… andam. As estradas não têm sinalização horizontal (o fabricante desse tipo de tinta é dos EUA), quase todas as pistas são de concreto, o que as torna bem transitáveis ainda e como o trafego é quase nulo, fica tranquilo (DE DIA). Nas estradas tivemos que perguntar muito, mas isso também rendeu ótimas recordações, um convite para conhecer a casa e a família, outro uma escola e até para um “churrasco” na praia.

    Acho que essa postura é super importante. Nunca esperar o profissionalismo “ocidental” por lá. Sempre vai ter um perrengue, mas vai valer a pena :mrgreen:

    Estive em Cuba em janeiro de 2011 e aluguei um ótimo carro chinês (Emgrand), equivalente ou superior ao Sonata. E tive sorte: o carro era zero (tinha rodado apenas do porto à garagem)! As rodovias são muito remendadas, mas tem muito pouco buraco, de modo que geralmente vc consegue manter a velocidade máxima.

Riq e Luisa,

Aluguei um carro em Cuba, para fazer o trajeto de Santiago a Havana. Foi uma ótima opção, pois estávamos em 5 pessoas e o custo foi rachado entre as 5.

Se não me engano foi pela Cuba Car, mas não tenho certeza. Todas as agências são parecidas e pertencem ao governo, ou seja, vá na que melhor te atender.

As grandes estradas são tranquilas, mas não espere nada muito elaborado (não há divisão de faixas em diversos trechos, por exemplo). Nas estradinhas pequenas, siga as dicas do João mesmo: trechos irregulares, baixa velocidade, cuidado com noite/chuva e com animais que possam passar por lá.

A experiência de alugar um carro foi ótima, mas nós temos o perfil de ficar descobrindo mesmo. E a questão das placas é isso mesmo, quase não há. Mas quase não havia muito o que errar também.

Ah, uma curiosidade: fomos super empolgadas com a idéia do carro e compramos um monte de CD na viagem para deixar tocando no carro. Quando finalmente pegamos o carro, surpresa: o rádio era de fita ainda! Acabamos ouvindo por 10 dias as fitas que o moço da loja nos emprestou.

Como eu disse, estávamos em 5 pessoas e acabou dando nisso: http://migre.me/8xDA

Aproveite, Cuba é maravilhoso!

Um beijo

MaWá

Magníficas dicas de João Leitão! Gostei do relato.

Eu alugue um carro com Cubacar e todo fou bem.

Conselho: não corra com a carro, as pessoas caminhan pelo viário, estradas… Não há muitos carros somente “guaguas”.
Um saludo

Eba!!!
Obrigada Trips!!!
Quando voltar da viagem eu faco um post detalhado e deixo a dica aqui!

Abs
Dri Miller

Oi Riq, aproveitando a fase de posts ligeiros com dias dos Trips, tambem queria uma ajuda…
Vou pra Polonia semana que vem, Cracóvia e alem de algumas dicas da cidade, queria mesmo era saber qual a melhor (e mais rapida) maneira de passear em Auschwitz (a intencao é fazer um bate-e-volta no campo de concentração).

Jah catei o VnV de cabo a rabo, mas nao achei nada…

Abs!
Dri Miller

Como a Mariana disse, o maior problema são as taxas escondidas. Muito mais do que as péssimas estradas e a completa falta de sinalização. Esteja preparada para pedir informações o tempo todo e saiba que ao chegar em um pueblozito você pode ter de seguir alguém de bicicleta, que lhe mostrará o caminho para onde quer ir, mas vai querer uma “propina” ao final.

    Poxa, o sujeito deixa o seu próprio itinerário para guiá-lo de bicleta e te resolve um problema e vc reclama da gorjeta? O povo cubano, apesar de feliz, é um povo sofrido e passa necessidades. Nada mais justo que remunerar pelo seu trabalho.

Há dois anos, fiz uma viagem de carro por Cuba, indo de Havana a Pinar del Rio e, depois, de Havana a Santiago (depois voltei de avião até a capital). Sendo honesta, a experiência não foi das melhores. É caríssimo, como já disseram em outro comentário, a sinalização é mais que precária, ao ponto de te fazer perder horas e horas. Mas o preço e a precariedade já eram mais ou menos esperados. O pior mesmo foram as taxas escondidas e afins. Coisas que nunca vi em outro lugar do mundo e que acabaram me rendendo um bom preju. E aluguei pela Cubacar, mas na verdade não faz muita diferença, porque elas são da mesma cia. Pelo menos acho que é o caso da Rex e da Via.

Luisa e Riq tenho uma amiga que acaba de chegar de Cuba. Ela alugou e não teve problema com a polícia, mas disse que foi bem caro, 80 euros/dia, e que as estradas são bem ruins, é mais fácil se perder do que se achar (hehehehe)! Disse para não se fiar e pensar são só duzentos quilômetros! Porque 200 aí são muitos! Mas ela amou a experiência, mas apenas alugou por um dia.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.