Barbados sem barbeador

6 dias em Barbados

Fiquei um tempinho sem blogar porque estava em trânsito: fui de Aruba para Miami (onde fiz visitas e comprei uma lente nova, que a da minha câmera arranhou). Acabo de desembarcar na última escala da Expedição Transcaribenha. Estou em Barbados, onde fico até sábado, pegando a volta do vôo inaugural da Gol. (Consegui com milhas; o lançamento de uma rota é uma ótima oportunidade para descolar passagens Smiles com milhas normais.)

Cheguei a Barbados sabendo ainda menos do que eu sabia antes de desembarcar em Punta Cana, no início da expedição. Em Punta Cana eu já sabia mais ou menos o que ia encontrar. Barbados ainda é uma incógnita. Sei o básico – os hotéis de luxo ficam na costa oeste, pra cima de Bridgetown; a parte abordável (e animada) da ilha fica no canto sul (a muvuca fica em St. Lawrence Gap); o interior tem “casas grandes” preservadas, jardins botânicos e estradinhas panorâmicas; a costa leste é para surfistas. Mas isso não significa quase nada enquanto não ver a ilha em perspectiva com relação ao Brasil e ao resto do Caribe com vôos diretos para casa.

Vou ter seis dias intensos por aqui. Como tem muita coisa pra ver (e tudo novo pra mim) optei uma estratégia diferente das outras ilhas. Em vez de pular de hotel em hotel (o que acaba comendo tempo e ocasionando problemas de ordem prática no meio do dia), vou ficar os seis dias num hotel só – um hotelito baratinho e bem-recomendado que descolei no TripAdvisor. Tenho a lista dos hotéis oferecidos nos pacotes e vou tentar marcar almoços neles. Ao contrário de Punta Cana, resolvi alugar carro. Talvez me arrependa, porque a direção é na mão inglesa e não sei como funciona o estacionamento; mas para essa semana de exploração preciso de mobilidade total (e para ir para o interior estar de carro faz a diferença).

Enfim… já li o relato do dia em que o Pato Econômico e a Cibele passaram na ilha, e também os posts e a matéria no Globo do Bruno Agostini. Se você já tiver visitado Barbados e quiser me dar umas dicas, por favor, a caixa de comentários é pra isso mesmo!

Ah, sim: esqueci o carregador do meu barbeador no-vi-nho em algum dos hotéis de Aruba. Só descobri isso ontem à noite, em Miami, quando a bateria do barbeador terminou. Tenho duas opções: não fazer nem a barba nem a careca por uma semana, ou comprar um outro Philishave só para usar o fio. Como hoje é domingo e as lojas da capital Bridgetown devem estar fechadas, tenho até amanhã para decidir.

Ficar sem barbeador em Barbados: será um bom sinal?


60 comentários

E, ai Riq como está a exploração em Barbados?

    Ontem fiz a costa sul, agora estou indo pra costa oeste. Espero postar ainda hoje.

Riq, vc esta me fazendo ficar com vontade de explorar o Caribe 🙂
abs

    E eu, Sylvia… 😉 Não consegui emitir com as milhas – daí trocamos o destino, e vamos pra Las Vegas!

    Sylvia, eu tb tô louca de vontade de Disney… principalmente depois que abrir o parque do Harry Potter. Vamo combinar? ahahahah

    E se a gente emendar o VnV2011 com Disney…Acho que já tenho uma perna nas milhas na AA…Sylvia, não conta para ninguém, mas eu continuo sem nunca ter ido a Disney, tendo ido a Miami 5 vezes. :-O

    Uhu !! Essa idéia é o máximo 😎
    Pin da bóia na Disney e em Vegas !
    Contem comigo 😀

    Ahh eu quero ir pra Disney, pra Vegas, etc etc.

    Vamos organizar logo uma excursão do Tio Riq, com camisetas padronizadas da bóia. Me ofereço a ser guia, com bandeirinha e tudo o mais !

    🙂

    Yess !! DaniG de guia é tuudo 😆

    Datas ?

    Primeira semana de dezembro deste ano pode ser?

    A Carla e a Cris vão ter que abrir uma conta no twitter pra gente poder conversar.

    TAG #disney+vnv

    Quem souber de fly&drive , só tkt , e/ou só hotel ( mas bem que podiamos alugar uma casa pra todos)
    avisa , tá ? #disney+vnv

    Ih, gente, eu vou estar em Vegas no início de outubro… No início de dezembro não posso ir a nenhum lugar, estou fechando o período na universidade… 😉

Alem do protetor de lentes que está na mão , sugiro caprichar no protetor solar fator 25 ( visse? 😳 ) e aproveitar a rara oportunidade pra deixar os pelos crescerem ,e fazer umas fotos prá não esqueçer este “momento-único”.

Já pensou? Vais ganhar mais uma hora no teu dia 😀

Riq compre um protetor UV pra essa lente urgente! Não influi na foto e protege! Arranhar dói o coração… rsrsrs
beijo!

Oi Riq,

É a 1ª vez que te escrevo mas faz um tempão que acompanho o teu blog aqui e na viajeaqui. E hj resolvi te escrever em vista da perda do teu carregador do barbeador. Já aconteceu comigo de perder o carregador do celular em viagem ao exterior. E me disseram para ir em loja de coreanos ou chineses de eletrônicos que se encontra de tudo. Eu encontrei lá um carregador genérico pro meu tipo de celular, mas vi que lá tem de tudo um pouco, quem sabe tu achas uma dessas por aí e compra só o carregador do teu barbeador.
Há e se não encontrar, relaxa, faz de conta que estas de férias e não te preocupas com a barba e a careca. Que por sinal eu amo!
Bjão.

    Acho que é mais fácil numa cidade grande, mas vou dar uma olhadinha agora no centro. Obrigadíssimo pela sugestão!

Ai que saudades!!!
Adorava meus dias em Barbados!
Crane Beach é imperdível. Gosto de Accra também. E, como tripulante de navio, ia ao Boatyard – sugiro ignorar, mas a praia ao lado é muito agradável durante o dia, e, acredite, tem areia cor-de-rosa. Acho que só gostava tanto por isso… E por ser ao lado do centro de Bridgetown, relativamente perto do porto!

Eu achei a excursão da caverna legalzinha, sim, apesar de ser tourist trap. Armadilha mesmo é destilaria de rum, mas cada um, cada um!
Aproveite muito! Poste fotos!

Minha nossa, blogueiro amador é isso mesmo, faz um tempão que não passo por aqui pra alimentar-me de cultura e geografia e me divertir um pouco com seus bem humorados posts. Em fim, já vendi barbados mas só em cruzeiros, todos ficaram encantados, principalmente um casal que estava em lua de mel, um arraso!

Quanto ao berbeador, relaxa, quem sabe esperimentar um estilo mais “despojado” já que está tão usual pelos marmanjos das passarelas. Acho que você não vai curtir a sugestão, mas mesmo assim foi dada.

Abraço e ótima viagem.

Riq

O passseiio de barco com avistagem das tartarugas é imperdivel.

Outros passeios bonotos são as praias, onde dá para fazer snorkel.
Grande parte da ilha pode ser visitada de onibus comum, que é barato e eficiente.

Uma volta pela ilha, com Taxi, ou com excursão também vale a pena.

Já a caverna, eu acho algo bem “pega turista”.

Se voce curte aviões e história da aviação, sugiro chegar um pouco mais cedo no aeroporto, e visitar o museu do Concorde, que é do lado do Aerporot.

Riq, trate de comprar já também um filtro protetor da lente, pra não arranhar a sua nova aquisição: em caso de acidente, arranha só o filtro, que você substitui rapidinho, sem doer muito no bolso! 😉

    Também havia achado estranho o arranhão diretamente na lente. Agora entendi. Pergunta: a “B&H de Miami” ficou mesmo sendo a BrandsMart da beira da estrada para Miami Gardens?

    Eu tava querendo ir na Wolf do Dadeland Mall, mas o GPS me levou a um Dadeland Mall menorzinho, entrei numa Best Buy e liquidei a história. Eu DETESTO compras. Pra mim é tortura chinesa.

    Mas para quem vai comprar com força produtos ligados a fotografia (e que, por isso, precisa cacifar bons preços), você recomenda a BrandsMart da beira da estrada para Miami Gardens mencionada no outro post ou essa Wolf do Dadeland Mall que você ia agora?

    A Brandsmart me pareceu melhor, mais completa e mais barateira. Mas na época não me ocorreu de procurar lentes.

    Dá pra pesquisar todos os produtos nos sites das lojas e depois ir na certa.

    Curiosidade fotográfica. Qual é a nova lente que vai nos fazer viajar na viagem?

    Uma 18-200. A outra lente era a 18-45 da câmera, que arranhou de tanto eu ficar trocando com a tele (que ia a 300).

    Uso uma 18-200. Para fotografia de viagens acho ideal, só em poucas oportunidades você precisa de mais. Mas quando precisa, faz falta. Devo comprar uma 70-300 em breve.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.