Bogotá: como é se hospedar na Zona T, o coração da Zona Rosa 1

Bogotá: como é se hospedar na Zona T, o coração da Zona Rosa

Zona T

Texto e fotos | Sylvia Lemos

“A vida está nos olhos de quem sabe ver” (Gabriel García Márquez).

CandelariaCandelariaCandelaria

Gabriel Garcia Marques, o Gabo, está presente e eternizado por toda Bogotá, uma cidade feita na medida para quem gosta de movimento, de uma rica vida cultural, comer bem, de poder fazer umas comprinhas interessantes e sem gastar muito. São poucas as capitais que ficam mais vivas nos finais de semana; em Bogotá as ciclovias, os parques, os museus, a feira de domingo em Usaquén, e a Zona Rosa ficam agitadas.

Desembarcamos no novo terminal do Aeroporto El Dorado num sábado a noite no final de março 2014. Os procedimentos foram rápidos , pegamos um táxi amarelo comum e em 20 min chegamos na Zona Rosa.

A primeira impressão ao chegar perto do hotel , foi a de que estava ocorrendo um evento muito especial (como a virada do ano em Copacabana) tal a quantidade de jovens nas ruas. Fiquei surpresa e empolgada; tive a certeza de ter escolhido o lugar certo! Bogotá é a terceira capital mais alta do mundo, a 2640 m, atrás apenas de La Paz e Quito — mas é muito provável que se houver, os efeitos da altitude sejam amenos, e passem a não existir após 36 horas.

A capital da Colômbia é hoje um local bastante seguro, e policiado ostensivamente nas áreas turísticas. O clima é ameno, com temperaturas médias anuais de catorze graus. Pra fugir das chuvas, vá de dezembro a março, mas leve sempre um quebra-vento para o dia e um agasalho mais quente para as noite . Abril, maio, setembro e novembro são os meses mais chuvosos .

Nada do pouco que li sobre o aeroporto Bogotá, existe mais. O novo terminal flui perfeitamente, há um ótimo free shop na chegada, o único câmbio do terminal foi justo, e tinha muitos táxis disponiveis (sem necessidade de qualquer burocracia, tarifas determinadas etc). Com taxímetro, espere pagar 25 mil pesos até a Zona Rosa, em torno de 30 reais em março de 2014.

Escolher a região da hospedagem num lugar que não conheço, é sempre a tarefa mais dificil do planejamento, mesmo com todas as informações disponiveis na rede . Escolher passeios, lerês, restaurantes é molezinha e a chance de errar é mínima .

Gosto de estar bem perto do agito, mas não no meio dele. Gosto de sair pra jantar sem ter que me preocupar com transporte. Gosto de estar na rua ao anoitecer, participar da movimentação local, e me sentir segura . Gosto de dormir com silêncio, e de ao acordar ter lugares próximos para caminhar, tomar um café, observar as pessoas indo para o trabalho.

Gosto de estar próximo de uma praça, de ter o verde em volta. Gosto de surpresas, de propostas inovadoras; gosto também do classico, do tradicional, e sou apaixonada por design .

Busco sempre que possivel atender ao maior número destes requisitos do-que-gosto ao escolher uma hospedagem. Acredito que no mínimo 50% do sucesso de uma viagem é acertar na escolha do local onde a gente vai dormir.

Seguindo o padrão de sempre, fiquei dividida entre dois hotéis na Zona Rosa: o super clássico Sofitel Bogotá Victoria Regia, e o também tradicional Morrison 84. Segundo os mapas, o Sofitel e o Morrison 84 ( tem outro na 114) ficam frente a frente, mas as resenhas dos hóspedes sobre o barulho excessivo do Morrison me fizeram desistir.

Ao chegar, entendi tudo: os mapas estão errados e os hotéis ficam a uma quadra um do outro. Fica aqui a primeira dica para andar de táxi: mostre sempre por escrito o endereço completo. Táxis amarelos são abundantes e as tarifas são amigáveis (baratas se pensar em Sampa); mas o trânsito pode ser paulistano. O interessante é que os motoristas de táxi podem perguntar qual o caminho que quer fazer; o que eles querem saber é se o passageiro quer ir pelo mais rápido e longo, ou o mais curto e demorado 🙂

A hospedagem de sábado a terça foi no elegante Sofitel Bogotá Victoria Regia. (Depois nos mudamos para o Click Clack, na região do Parque de la 93, resenhado aqui.)


San Andrés dicas: praia Spat Bright
Novo e atualizado

Como é se hospedar no Sofitel Bogotá Victoria Regia

Localização

Zona TZona TZona T

Impecável! O Sofitel fica numa quadra tranqüila, a poucos passos da agitação da área de pedestres (a Zona T) , está juntinho de bons restaurantes, como a Cevicheria Central e o italiano Di Lucca, e a poucos passos do Hard Rock Café, do Wok, do Crêpes & Waflles, da sorveteria La Palleteria,  do Juan Valdez Café e de muitos pubs, livrarias e aé um cassino. Na área também se encontram o supermercado Carulla, o shopping Andino, (com lojas de todas as marcas conhecidas)  e das lojas de rua ZaraStradivarius, Bershka e Forever 21, apenas para citar algumas.

Ah, sim: uma filial do aclamado (e divertidíssimo) Andrés Carne de Res DC vale a visita a qualquer hora (vai por mim, pegue o elevador e desça no último andar). Outros centros comerciais verticais estão próximos. A Zona T é animada de dia e de noite e efervescente nos finais de semana.

Considero um bônus pessoal ficar hospedado nesta área, que é delimitada pelas Carreras 11 e 15 e Calles 80 e 85. Muitos mapas indicam erroneamente a Zona Rosa. Fique atento: ao buscar qualquer informação na web, digite “Zona T Bogota DC”.

Nas área estão também os hotéis B.O.GAndino RoyalCharlestonMorrison 84Bohème Royal, GHL Hamilton, BH El Retiro e GHL Bioxury.

A razão de não citar aqui hospedagem na Carrera 15, próxima à Zona T, é porque achei a rua com trânsito excessivo para um sono reparador.

Recepção

Sofitel Victoria RegiaSofitel Victoria RegiaSofitel Victoria Regia

Profissional , atenciosa e ágil. Aqui foi o único lugar onde compreenderam o portunhol e, como um mimo, chamaram o Alejandro, um simpático colombiano que fala português. O espaço é amplo, confortável e charmoso. Flores frescas, velas acesas no lobby à noite, duas jarras com suco natural, iluminação aconchegante, uma biblioteca com notebooks e lareira, e áreas de estar e do concierge completam o ambiente, que dá acesso aos dois elevadores e ao restaurante, também usado para servir café da manhã.

Estrutura

O Sofitel foi construído em 1994 e totalmente remodelado em 2009. Tem 102 apartamentos distribuídos em 8 andares. O edifício é um clássico de tijolos a vista, as aberturas são acústicas, o mobiliário é de qualidade e está em perfeito estado de conservação.

A portaria é eficiente e simpática e a segurança é permanente e visível.Salas de convenções, fitness 24 horas e concierge sempre disponível.

Sofitel Victoria RegiaSofitel Victoria RegiaSofitel Victoria Regia

O café da manhã não está incluído na diária.

Apartamentos

Sofitel Victoria RegiaSofitel Victoria RegiaSofitel Victoria Regia

São muito confortáveis e de quatro tamanhos, as acomodações que variam de 24m² a 50m². A reserva com o Booking foi para o apartamento Queen clássico, pelo qual paguei 400.280 pesos a diária (excluindo impostos, veja considerações abaixo; aproximadamente R$ 460).

Confesso que fiquei surpresa com o espaço do apartamento, e achei que poderia ser um upgrade pela chegada tardia. Armários espaçosos, espelhados e bem iluminados no acesso ao quarto. Paredes cor de beterraba dão a falsa impressão de escuridão mas a iluminação é correta, com poucas áreas de sombra.Duas poltronas grandes na mesa de trabalho, colchão muito confortável, roupas de cama de qualidade.

O banheiro é compacto mas não apertado. Box grande com janela para a rua, chuveiro muito bom, flores frescas e amenities Lanvin. No nosso quarto não havia banheira, apesar de constar uma nas imagens do site do hotel do apto Queen clássico. A climatização funcionou perfeitamente, e as janelas do quarto (711) e do banheiro podem ser abertas.

Duas garrafas de água mineral e dois chinelos para usar e levar estão incluídos na estadia. Tudo o que a gente nem imagina que vá poder precisar está nos armários: roupões, tábua e ferro de passar, kit costura, cesta com bebidas, frigobar cheio, guarda chuva, sacola de compras, etc. etc. etc.:D

Leve em conta que no Sofitel:

As toalhas de banho são duras, duríssimas 🙁 ( espero que apenas tenham esquecido do amaciante);

Como em quase todos os hotéis do grupo, um Duvet é usado no lugar do lençol; ou seja, é provável que seja preciso usar o ar condicionado frio para dormir ;

O free wi-fi funciona perfeitamente, mas solicite instruções na recepção sobre a forma mais rápida de reconectar todos os dias.

Na minha opinião, hotel é um clássico elegante e confortável, e o preço é justo pelo que oferece em relação à localização e ao conforto.

Leve em conta que em Bogotá:

O IVA pago em algumas compras pode ser restituído no aeroporto antes de fazer o check-in. Mas, é um perrengue, é demorado e são muitas as condições para que ocorra a devolução. Veja algumas regras aqui:

IVAIVA

* O IVA hoteleiro de 16% sobre a fatura, em princípio, só deve ser cobrado de cidadãos colombianos, de turistas há mais de 59 dias consecutivos no país e por estrangeiros cujo motivo da estadia for trabalho. O que ocorreu no Sofitel foi que no último minuto do check-out, a minha nota dez ao hotel foi rebaixada com a cobrança dos 16% de IVA. A pessoa que fechou a fatura informou que o vendedor das diárias exigia este pagamento. No formulário de avaliação enviado pelo hotel por email, solicitei a devolução do valor cobrado e, até o momento, a gerencia esta se mostrando prestativa e atenciosa , mas o processo encontra-se em andamento. Pesquisando na web, encontrei muitos turistas que foram cobrados indevidamente; encontrei hotéis que deixam claro, nas letras miúdas e também graúdas, que não cobram o imposto; encontrei divergências sobre o IVA hoteleiro em sites oficiais (alguns falam que o turista precisa estar ‘empacotado’ — comprar hotel + café e/ou hotel+translado). Ou seja, um saco-de-gatos tipicamente latino-americano.

ATUALIZAÇÃO – 9/6/2014 Depois de muitas trocas de emails com o Sofitel, finalmente obtive a restituição dos 16% do IVA. A explicação técnica é que, em hotéis que cobram o café da manhã à parte, não há a caracterização de compra de “pacote” de viagem, e com isso a cobrança de IVA se aplicaria. Para conseguir o desconto, é preciso comprar o hotel com café da manhã já na reserva.

Se você já esteve hospedado na Zona Rosa de Bogotá, conta pra gente!

Leia mais:

47 comentários

Gente, deixa eu dividir uma SUPER dica com vocês… Confusos porque (vamos usar o Sofitel) o endereço do hotel é “Carrera 13 # 85 – 80, Chapinero” (ou seja, tem dois números: #85-80)? O primeiro, Carrera 13 são as ruas/avenidas (cada uma tem a característica mais de uma que de outra, não dá pra prever) na vertical… As Carreras seguem a lógica ORIENTE (leste)–>OCIDENTE (oeste), então o número da Carrera vai aumentando de leste para oeste. Se for uma Calle (ou Avenida Calle, mesma coisa das Carreras, cada Calle tem cara de rua ou avenida dependendo do lugar…) ela será na horizontal e os números vão aumentando do sul para o norte. Então ponto 1: a lógica é Oriente-Ocidente e Sul-Norte. A coisa dos dois números é a seguinte: no caso do Sofitel – Carrera 13 # 85 – 80 –> você estará na Carrera 13, o primeiro número depois do # (coloquem esse símbolo quando for pedir uber, táxi, etc) é a Calle mais próxima da Carrera 13, no caso a Calle 85 e o segundo número, o 80 é o número do lugar em si (se for Calle XXX #YY-ZZ, você estará na Calle XXX, YY será a Carrera mais próxima e ZZ o número do edifício). Não faz todo sentido ser assim? Entendendo isso não tem quem se perca em Bogotá!!

Essa questão do imposto também se aplica em Cartagena e San Andres? Acabei de reservar um hotel pelo booking com cafe da manha e o imposto foi cobrado.

    Olá, Bruna! Vale para todos os destinos na Colômbia. O Ricardo Freire se hospedou em 15 hotéis entre Bogotá, Cartagena e San Andrés, sempre pelo Booking, e nunca foi cobrado o IVA.

Gostaria de saber qual o melhor período(mes) para curtir Bogota. tipo temperatura,,que roupa levar ,enfim estas coisas basicas para quem vai a Bogot´s pela pri meira vez. ficarei mto. grato se me responder.Pretendo esticar tbem a Cartagena e San Andres. Carlos -Porto Alegre/rsd

    Olá, Carlos! Bogotá é uma cidade com mínimas abaixo de 15ºC (podendo chegar a 5ºC) o ano inteiro. Leve o casaco que você usa no inverno de Porto Alegre para Bogotá e roupa de verão para a parte caribenha da viagem.

NH BOHEME Royal

Estivemos neste hotel, a localização é excelente na zona rosa, perto de muitos restaurantes, bares, casas noturnas e shoppings…muito seguro( ao lado do Andres Carne de Rés)
O quarto é espaçoso e muito confortável…Tudo muito limpo!
O café da manhã é muito bom e tem bastante opção.
Os funcionários Javier e Natália são muito simpáticos e prestativos, nos ajudaram muito com reservas de restaurantes, dicas, etc…
O hotel tem uma boa taxa de câmbio e permite trocar até 100 dólares por habitacao.

A única observação….tivemos que trocar de quarto, pois o primeiro q ficamos era nos fundos do hotel, que tem como vizinho de fundo uma casa noturna…o barulho de madrugada era insuportável…então se vc não vai para as baladas a noite e quer ter uma noite tranquila peça para ficar nos quartos da frente do hotel, que tem boa Vista e tranquilidade.

tem como nao pagar o iva nos hoteis da colombia? estou tentando reservar e aparece o imposto acrescentando na diaria. como é o procedimento para sair fora dessa cobrança?

    Olá, Cleusa! Para viagens turísticas, em hotéis que ofereçam o café da manhã incluído diária, você pode tentar a isenção. No caso da Sylvia, deu trabalho, mas ela conseguiu.

Me hospedei no Hilton, gostei muito! Paguei US$ 110,00 um pouco caro, mas valeu! Fui no carne de res de quatro andares da zona rosa e foi muito legal! Outro passeio imperdivel foi a catedral de sal , fomos de onibus e foi tranquilo ir e voltar, realmente lindo e inesquecível!

Olá Sylvia! Texto muito útil, parabéns! Gostaria de perguntar sua opinião sobre hospedar-se próximo à região da zona G, mais ou menos entre as Carreras 4 e 7 e entre as Calles 70 e 74. Alguém que teve essa experiência para compartilhar? Obrigada!

    Olá, Taís! É bastante próximo dessa região. Dê uma olhadinha sobre o que dizem do seu hotel no Booking.

Gente estou de viagem marcada para Bogotá em novembro e o casal que iria me acompanhar desistiram e meu esposo e eu resolvemos irmos sozinhos. Minha dúvida é a seguinte: da pra se comunicar bem com um portunhol arrastado? Como é a receptividade dos colombianos? Tem algo que não podemos esquecer ou fazer?

Estive em Bogotá em lua de mel em setembro/14. Fizemos Bogotá 3 dias e 4 em Curacao. Nos hospedamos no GHL HAmilton, na zona rosa e a localização não poderia ser melhor. O hotel também é ótimo, limpo, camas confortáveis, ótimo café da manhã e a equipe muito atenciosa e simpática. Pegamos a dica pelos leitores daqui. Fomos ao Museu del oro, que vale muito a visita e ao museu Botero ( entrada grátis ). Dá tranqüilamente para visitar os 2 museus no mesmo dia. Eles são próximos. A subida ao monte serrat no fim de tarde foi lindíssimo. Tem um restaurante lá em cima, Isidoro que é um charme. Fecha a meia noite, assim como o monte serrat.
Deixamos um dia para as compras. O melhor lugar que achamos foi o Titan Plaza shopping. Preço bem melhor que o Andino e boas opções.
Ah, fomos no tão recomendado Andres DC e realmente vale a visita. Lugar inusitado, comida normal.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.