Como viajar sem despachar bagagem: a dica da Maria das Graças

Mala de mão, 4 rodinhas, alça

O Riq acaba de passar um aperto danado — fez uma viagem inteirinha sem a bagagem, que foi extraviada e só apareceu depois de ele ter voltado pra casa. Aproveitou para dar dicas de como resolver o problema e aproveitar a viagem mesmo com a bagagem perdida. Na caixa de comentários, uma leitora revelou nem se preocupar com isso: a Maria das Graças viaja só com bagagem de mão, sem despachar mala nenhuma. Uma lição de desprendimento, praticidade e, quem sabe, de origami:

Independente da duração das minhas viagens, levo apenas uma pequena mala de cabine (carry-on, nas medidas citadas no post), onde vão as roupas, e uma sacola de mão onde levo remédios, documentos, sapatos e as tranqueiras da modernidade. E a malinha não vai estufada, longe disso.

Viajar com mala de cabine é uma tranquilidade e um conforto sem igual. Nada melhor que chegar e sair direto para pegar o seu táxi. é um sonho realizável, mas requer desprendimento e senso prático.

Para começar, vamos entender como funciona. Temos direito de levar na cabine uma mala nas dimensões 55 cm x 40 cm x 20 cm e uma sacola de mão. Se a mala pesar o mínimo possível, melhor ainda. A minha pesa 2,5kg e tem quatro rodinhas. Uma beleza! O peso máximo estipulado parece-me que é 5kg. Mas, como a aparência da minha é de mala vazia, ela nunca foi pesada.

As roupas, de cores neutras que combinem entre si, que não amarrotem demais e que sejam fáceis de lavar e secar. As minhas são assim. Roupa íntima levo 3 peças, mas passo toda a viagem só com uma. Lavo à noite e pela manhã está sequinha. Minhas blusas também.

A mudança no visual fica por conta dos acessórios (bijoux, echarpes, etc). Sapatos e chinelo também levo o mínimo necessário na sacola de mão.

Não levo shampoo, creme dental e nenhum creme. O primeiro contato que tenho com o lugar de destino é sair para comprar esses itens. Pense no peso que deixamos de carregar. E, na volta, deixo tudo lá.

Viajamos eu e o marido e cada um leva a sua mala e apenas uma sacola de mão. Cabe tudo com folga.

Para começar, sugiro que na próxima viagem vá como sempre viajou. E observe o que usou de roupa e o que voltou intacto.

Outra coisa: quando viajamos de trem é que vemos a vantagem de carregar bagagem leve.

Que lição, Maria das Graças! Obrigada!

Leia também:

Como sobreviver ao extravio da sua mala em 4 passos

Volta (Crônica de uma mala extraviada)

Final feliz: ela voltou

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


106 comentários

Ótima dicas da Maria da Graça! eu sempre que arrumo a mala tento me concentrar em coisas importantes e o resto (o que eu esquecer ou não levar) compro no destino.

Também lembrei deste vídeo onde o cara consegue enfiar vários itens de viagem numa pequena mala de mão. Exemplo de organização! – http://www.youtube.com/watch?v=IR2Xg1aT0Tg

Aprendi muito e hoje viajo só com mala de cabine mesmo para mais de 20 dias na Europa, máximo 10/12 quilos e sempre que o custo benefício permite, prefiro Air France. Minha esposa ainda não conseguiu essa façanha mas mesmo assim leva uma mala pequena, mas não de cabine.Acho que é uma questão de entender o objetivo da viajem. Para as mulheres é sempre mais difícil !!! Se você tem mais de 60 como eu, vai entender melhor os benfícios de uma mala pequena!!!!

Aprendi com a Sylvia a levar 12 kg no inverno europeu. Mas a mala de mão sempre vai com algo entre 5 e 10 kilos (se eu tiver um motivo forte para levar 2 malas de rodinhas, uma na cabine e outra despachada pois não acho prático arrastar 2 malas de rodinha). Talvez na próxima vida eu consiga o que a Maria das Graças faz…rsrs

Eu depois de muito penar carregando malas aprendi e vim passar 42 dias de viagem na Europa e consegui a proeza de trazer somente uma mala média com 21kg e uma mala de mão que veio praticamente seca e para ser usada mais nas viagens de fim de semana que fiz entre os países da Europa. Roupa intima optei por não lavar e trouxe 60 calcinhas e 5 soutiens!! E já estou no 33º dia e não precisei lavar uma blusa sequer e nem repetir as roupas nas fotos ;))
Uffaaa … acabei de chegar de Ibiza e Valência e vi as meninas desembarcando em Ibiza com malas enormes e pesadíssimas que olhava e achava um absurdo!! Enfim, asseguro que é possivel sim viajar com pouca coisa!! Mas dos meus creminhos ainda não consegui desapegar ;)) Kakakakaa

Já tinha lido o ótimo relato da Maria das Graças e só me lembrava do mote da Sylvia (@sylviatravel)”Viajar sem despachar” 😉
Outra que é craque em viajar sem despachar é a @camilanavarro.
Tô tentando entrar para o club!

    Eu quero entrar pra esse clube. Normalmente conseguia em viagens a trabalho!

Nossa, o dia que conseguir viajar assim… Sou o avesso disso. A minha última viagem foi p/ Paris, onde ficamos por 8 dias e consegui a proeza de levar 10 pares de sapato…rs. Juro que não havia contado, até desfazer as malas no hotel. É que a falta de tempo de arrumar a mala me fez ir colocando sem pensar, nem planejar. No final, nem me lembrava mais o que tinha posto. A lição que tiro disso é que uma mala pequena é inversamente proporcional ao tempo de arrumá-la, pois temos que pensar bem e visualizar toda a viagem p/ decidir o que merece ser levado. Qdo não temos este tempo, é mais fácil simplesmente transferir todo o guarda-roupa para a mala…rs. Foi quase o que fiz com meus sapatos. Voltei com o maior medo de pagar excesso de bagagem e com 8 pares de sapatos intocados durante toda a viagem. Usei apenas uma bota e um tênis… Na próxima, quem sabe aproveito estas dicas…

Estou achando que a ordem seria origami (genial), praticidade e desprendimento. Mas eu ainda precisaria de outro item a meu favor, a mágica do encolhimento, porque tenho 1,80 e calço 39 e qualquer combo de calça + casaco de manga comprida + sandália já enchem qualquer malinha. Snif

Estou no final de minha volta ao mundo e fiz tudo com uma baita mala. Uma estupidez, desperdício!!!

Aprendi na pela os benefícios de bagagem leve e compacta.

Certamente farei diferente em minhas próximas viagens.

Até + !!!

fiquei impressionada com o desapego pra viajar com tão pouco da Maria das Graças, está de parabéns.. rs
mas o peso é só de 5kg mesmo, Riq? se não me engano, vi no site da KLM e da Air France que o limite é de 12kg, incluindo um acessório (camêra ou notebook ou bolsa de mão, etc)

    Olá, Mariana! Aqui quem responde é A Bóia. Creio que a Maria das Graças está se referindo ao peso da mala sem roupas.

    Mariana,
    Depende da cia área, mas normalmente, o peso permitido varia entre 8 e 10Kg. Na LAN, por exemplo,é de 8Kg.

    Eu não tenho certeza do peso total permitido e como eu disse a minha mala nunca foi pesada. A minha mala vazia pesa 2,5kg. A do marido é mais antiga e um pouco mais pesada (uns 3,5kg).

    A TAM me enquadrou nesses 5kg mesmo o meu vôo doméstico sendo parte de uma conexão internacional. Ódio mortal!

    Luciana Bordallo Misura, na minha última viagem à Belém, no final de junho, na ida eu e o marido chegamos com as nossas duas malas, a uma sacola de mão, e, na volta, com mais uma cesta de palha, e eles nem nos olharam.

    Luciana,
    Falaram aqui que mesmo em vôos internacionais a TAM só deixa subir com uma mala de 5 quilos. Ela é péssima!

    Isso é verdade. Foia Miami pela TAM e eles queriam pesar a mala de mão dizendo que ele não tinha 5 kg. A empresa, mesmo em viagem internacional, usa os critérios da ANAC e não da autoridade local. No próprio Aeroporto de Miami existiam avisos quanto ao peso das malas de mão e estes apontavam para mais do que 5kg.

Acho que minha maior dificuldade é justamte a roupa íntima. Sempre acho que não vai secar se lavar, tenho nojinho mesmo e pronto. Acabo sempre levando ao menos uma por dia e geralmente aidna compro por lá…

    Voces nem imaginam a surpresa quando vi esse post. Se eu conseguir mudar o jeito de viajar de apenas um pessoa já vou considerar uma grande vitória.

    Maria, concordo com você!
    Na minha última viagem levei 4 peças, lavava no chuveiro com sabonete ou shampoo e deixava secando no lugar mais arejado do quarto. De manhã, se a peça não estivesse bem seca, eu terminava o serviço com o secador de cabelo. A mesma coisa com as meias!

    Credo, ficar lavando roupa íntima no banheiro todo dia e secar com secador de cabelo???? Isso para mim não são férias!!

    Quando viajamos já ficamos longe casa, e ainda vamos aturar esse tipo de desconforto? Siceramente, o custo benefício não paga.

    Ai gente, por favor! Secar a peça íntima com secador é só se você for viajar logo de cara no dia seguinte. Se levar três peças dá pra esperar secar sem problema nenhum!! É tudo questão de senso!!
    Maria das Graças, seu modelo de bagagem será o meu objetivo de vida!! Pensa numa pessoa que leva a casa dentro da mala!!! Afff….

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.