Melbourne: um rolezinho de bike (com mapa!) 1

Melbourne: um rolezinho de bike (com mapa!)

Melbourne

Enviado especial | André Urso

A nossa primeira parada na Austrália é Melbourne, capital do estado de Victoria e segunda maior cidade do país. Melbourne é uma espécie de ONU: aqui você pode encontrar gente de todo mundo. E a cidade se orgulha de ser um caldeirão cultural ou um multicultural hub, como eles dizem aqui. Pelas ruas é fácil encontrar centenas de restaurantes chineses (país que possui uma das maiores colônias na cidade), italianos, gregos, coreanos, tailandeses, indianos e até, imaginem, australianos.

Melbourne

Melbourne foi eleita em 2013 a cidade que possui a melhor qualidade de vida no planeta, e para galgar essa posição com certeza contou com estilo de vida tranqüilo, amigável e mais relaxado dos moradores daqui, que fazem questão de viver o que a vida tem melhor.

Mas não se engane. Essa não é uma cidadezinha bucólica do interior e sim um grande e próspero centro financeiro e industrial, extremamente dinâmico, moderno, com mais de 4 milhões de habitantes.

Melbourne

Melbourne não é o tipo de cidade que esconde os seus segredos. Muito pelo contrário, a cidade se abre com prazer para os visitantes e faz questão de facilitar a sua estadia e a sua locomoção. Para ir onde quiser, conte com os trams (bondes) e ônibus que ligam a cidade de ponta a ponta. Para andar, basta comprar um Myki Card, cartão que você carrega em diversos locais pela cidade, incluindo as redes de conveniência 7Eleven. Mas não esqueça de passar o seu cartão na maquininha que fica dentro do tram, junto à porta, cada vez que for fazer uma viagem. Basta observar os nativos e fazer igual.

Flinders St. StationFederation Square

Chinatown

Mas o bom é que a maior parte das grandes atrações está no coração da cidade, dentro ou ao redor do CBD, Central Business District — os australianos não usam “downtown” –, e pode ser tranqüilamente alcançada a pé.

 

 

Nessa categoria se incluem a Federation Square, Chinatown, a Catedral de Saint Patrick, a Estação Flinders Street, a Eureka Tower (segundo edifício residencial mais alto do mundo), a Bourke St. (rua das compras e das grandes lojas), Collins St. (a rua da riqueza), o Treasury Gardens, o Fitzroy Gardens e o Melbourne Park — o complexo esportivo onde estão os estádios de rugby, futebol australiano e tênis (sede do Australian Open) e mais uma infinidade de atrações. Se não faltarem joelhos e um pouco de disposição, como disse antes, dá pra fazer tudo a pé e com calma.

Rentabike

Mas existe um outro meio de conhecer a cidade. E muito mais legal: a bicicleta. Apesar de algumas ladeiras, Melborne é em sua maior parte plana, bem sinalizada, tem uma grande rede de ciclovias e possui um trânsito civilizado. Os únicos cuidados a serem tomados é com o vaivém dos trams, o fato da direita ser livre e a percepção de que eles dirigem no lado direito. Mas em pouco tempo pedalando você já está acostumado a tudo isso.

Federation Square

Para alugar uma bike dê um pulinho na Rent a Bike que fica bem central, na margem do rio Yarra, embaixo da Federation Square (você desce da praça para a margem do rio. Fica perto da embarcações turísticas). Eles têm diversas opções de passeio para os mais diferentes níveis de experiência.

St. Patrick's CathedralRoyal Arcade

No meu tour, que tinha nível médio, pude dar a volta por uma boa parte da cidade, conhecer o Parlamento de Victoria, a Catedral de Saint Patrick, a região de Fitzroy (que atualmente é o bairro mais badalado da cidade), a região de Little Italy (Lygon St.), a Universidade de Melbourne, o Queen Victoria Market, o Treasury Gardens e o Fitzroy Gardens (nos parques é proibido montar, tem que levar a bicicleta na mão) e muitas outras atrações.

Bourke St.

Fitzroy Gardens

Fitzroy

Royal Exhibition Building


Universidade de Melbourne

O passeio inclui uma cervejinha nos bares descolados da Brunswick Street, lanche no Café Brunetti e almoço no Queen Victoria Market com as comidas vendidas no lugar.

Queen Victoria Market


O nosso guia no tour foi bastante simpático, explicou bem a história de cada ponto por que passamos e mostrou cuidado com os participantes. Com esse passeio bastante divertido, dá pra você ter uma boa noção de Melbourne e apreciar muitas das belezas que ela tem para oferecer.

Rio Yarra

Viagem feita a convite do Tourism Australia

Leia mais:

2 comentários

Que saudade de Melbourne!! E que belo relato, parabéns! Alô Boia, quando teremos mais coisas sobre a Aussieland??

Nossa… a Australia é tudo de bom!!! Melbourne é realmente incrível, na minha opinião a cidade mais cosmopolita da Aussieland!!!! E o legal é que vcs publicaram o texto hoje que é Australia Day 🙂

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.