Já passou o Natal em viagem? Onde? Conte como foi! 1

Já passou o Natal em viagem? Onde? Conte como foi!

Mercado de Natal em Viena

Dia sim, dia não (e daqui até o fim do ano, cada vez mais) aparece alguém perguntando o que fazer na noite de Natal na cidade x, no destino y ou no país z.

Eu já escrevi um post sobre isso, lembrando que a festa de Natal só é possível em casa, com a família e amigos. Fora de casa nunca vai ser igual; não há ceia de restaurante, por mais cara que seja, que venha com crianças abrindo presentes tarde da noite e espalhando brinquedos novos pelo salão.

Meu conselho — dei , repito aqui — é montar uma ceiazinha no quarto do hotel com coisas gostosas que você achou em mercados e delicatessen. Daí você abre o laptop, faz uma videochamada por Skype e… pronto, fala com a família inteira, beijos, risos e lágrimas.

Nos Estados Unidos, é bom lembrar, a noite de 24 de dezembro é normal. O Natal é comemorado no almoço do dia 25, então você não terá dificuldade encontrar restaurante aberto na véspera de Natal.

Já nos países em que a comemoração é na véspera (a maioria), você terá bastante dificuldade para achar um restaurante que funcione nesta noite (restaurantes de hotéis normalmente abrem). Ou seja: mais um argumento pró ceia no quarto + Skype.

Mas a intenção deste post é ajudar quem quer saber objetivamente o que acontece em vários lugares do Brasil do mundo nesta noite.

Você já passou a noite de Natal no meio de uma viagem? Onde foi isso? Como se virou? Quais perrengues enfrentou? E que coisas bacanas descobriu?

Conta pra gente! Obrigado! E Feliz Natal!

Leia também:

Noite feliz para viagem: como passar o Natal fora de casa

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


45 comentários

Ano passado estávamos eu e meu marido em Berlim no Natal e na noite do dia 24 como não planejamos nada saímos a pé para comer alguma coisa. Como estava quase tudo fechado terminamos num trailler de Kebab e foi uma delícia. Comemos e batemos papo com o rapaz dono do trailler, descendente de turcos. Nada convencional, mas por isso mesmo divertido!
Da parte “clássica” do natal nos esbaldamos nos outros dias nos mercados de Natal, que em Berlim são muitos e funcionam até o ano novo.

Esse anos vamos novamente para a Alemanha, mas nos dia 24 e 25 estaremos em Dresden, cidade bem menor que Berlim…então acho que desta vez a “ceia” será mesmo no hotel 🙂

Eu já passei o Natal em Roma e em Bangkok.
Em Roma assistimos à Missa do Galo (basta mandar um e-mail para o Vaticano alguns meses antes pedindo os convites). Após a missa, brindamos e abrimos os presentes.
Na Tailândia, país que tradicionalmente não comemora o Natal, fizemos reservas para a ceia do hotel. Foi diferente, legal, mas concordo que Natal tem cara de Natal quando celebrado com família, peru e CD da Simone. São as lembranças da infância.

Já passei o Natal em Búzios. Vários restaurantes ofereciam menu especial de Natal e alguns até deixavam levar o nosso próprio vinho sem cobrança de taxa de rolha!

===
Boia, sei que estou postando algo off-topic, mas não ando conseguindo usar a caixa de buscas do Vnv!

=========
Deixo um ALERTA: devido a impasses políticos nos Estados Unidos, TODAS as atrações gerenciadas pelo National Park Service estão fechadas até que termine o “government shutdown” que começou hoje.

Entre essas atrações se incluem todos os parques nacionais (como Death Valley, Yosemite, Grand Canyon, Yellowstone, Everglades) e também monumentos nacionais como Liberty Statue, Lincoln Memorial, além de tudo o que é ligado ao Smithsonian Institute incluídos os seus museus.

Em Barcelona, muita gente na rua até próximo à meia-noite, na região do Paseig de Gracia, o que rendeu um bom programa. Na própria região, havia um bom número de restaurantes abertos até perto das 23 horas e outros que trabalhavam com ceia de natal, sendo tranquilo escolher algum na hora mesmo.

Em Punta del Este, na noite de natal, restaurantes lotados e impossível conseguir lugar sem reserva prévia. Total falta de táxis. mas belos fogos na Playa Mansa.

Eu passei o último natal em Koh Lipe, Tailândia. Foi bem tranquilo e o hotel organizou um menu com diversas brincadeiras, música e até papai Noel asiático! O único ponto é que a festa foi na noite do dia 25. Foi diferente e nossa filha de 3 anos na época adorou tudo.

Abraços a todos.

Eu já passei várias vezes. Uma das vezes foi na Praia do Espelho, na Bahia. A pousada fez uma linda e deliciosa ceia para os hóspedes. Fizeram um caminho iluminado com velas até a praia. Não poderia ter sido melhor.

Também passei em Santiago, com ceia de Natal no hotel. Cheguei no dia, vinda do Atacama, que havia sido um passeio espetacular. A ceia em si não foi grande coisa, mas ainda estava com o encanto do Deserto do Atacama que fez tudo ficar maravilhoso!

Em Madri fizemos a ceia no quarto, com sanduichinhos comprados no “100 montaditos”, champagne e vinho. E o hotel distribuiu mantecal aos hóspedes (um mimo que me fez lembrar da minha avó).

Em João Pessoa teve uma ceia simples no hotel e festas religiosas pela cidade. Nada memorável.

E Bogotá é uma surpresa nessa época. Festas por toda a cidade, tudo enfeitado, as praças cheias de atrações. Nunca vi energia igual!! Dá vontade de ir pra lá todo ano passar o Natal (chegando uma semana antes, claro!).A “noche de las velitas” também é imperdível! Vale a pena!

Olá!
Eu nunca havia viajado até dois anos atrás quando resolvemos ir para um Resort com a família.
Fomos para o Vila Galé Marés, em Guarajuba, litoral norte de Salvador.
O hotel providencia uma bela ceia servida ao ar livre, no gramado. Um clima maravilhoso de festa e confraternização, com atracões para todas as idades. As crianças sempre contam com alguém da equipe de animação, inclusive com Papai Noel que entrega o presente que a família comprou para as crianças. Ao término uma fanfarra leva todos a um cortejo e em seguida houve a festa na boate.
Adoramos não ter que preparar nada para a ceia e o clima proporcionado pelo o hotel valeu.
Este ano vamos repetir a dose!
Cezar

Há mais de 30 anos eu passo o Natal em NY. Seja enquanto eu ainda morava aqui, e minha filha passava Natal com a família do pai, seja enquanto eu morava na Itália. Acho – sem querer puxar a sardinha pra cidade onde hoje moro! – que NY fica mágica, nesta época do ano.
Há uns 4 anos resolvi sair de NY e passar o Natal na Europa, entre Paris e Roma. Afinal, eu nunca tinha ficado lá durante os 15 anos que por lá morei. Detestei. Nunca mais.
Natal sempre foi uma data ambígua, pra mim, comemorada em parte por pressão social (sou judia!) e ignorada em parte pelo mesmo motivo. Ficar fora, em viagem, foi uma solução que achei para não me aborrecer. 😉

(too much information? 😉 )

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.