Em Sydney, procurando defeito

Manly Beach, Sydney

14 de janeiro de 2005. Já estou há três dias em Sydney. (Sim, este blog é que nem novela brasileira em Portugal: chega sempre com algum atraso.) São três dias em que tenho estado na busca incessante de algum defeito na cidade. Infelizmente, até agora, não consegui achar nenhum.

Num parque em Sydney
Por culpa do guia Time Out Sidney, estou irremediavelmente instalado no bairro mais descolado da cidade, Darlinghurst (“Darlo” para os mais chegados). A cidade é desagradavelmente limpa e bonita. Para piorar, as pessoas são extremamente simpáticas. Tudo parece ter sido irritantemente feito para você se sentir à vontade em qualquer lugar. E como se não bastasse, os dias têm sido insuportavelmente esplendorosos. E dê-lhe agüentar um céu sem nuvens, uma brisa constante e noites sempre fresquinhas, dia após dia. Assim não dá.

Praia de Tamarama, Sydney
Quer dizer: existe um defeito em Sydney que eu identifiquei logo de cara. Para mim, o defeito mais evidente de Sydney está no fato de eu não morar aqui. Eu sei, eu sei, esse não é um defeito tão relevante. Trata-se de um defeito encontrável nas melhores cidades do mundo. Veja o caso do Rio de Janeiro, por exemplo. As pessoas falam da violência, falam da sujeira, mas na minha opinião o maior defeito do Rio de Janeiro é que eu não moro lá. (Alguns dirão que esta talvez seja a única qualidade que o Rio manteve nos últimos tempos, mas enfim – cada um, cada um.) Paris, por sinal, também tem esse defeito. E San Francisco. Salvador. Trancoso. Não, esse defeito que eu encontrei em Sydney é muito corriqueiro. Haverá outros, com certeza. Por mais que eles tentem esconder, eu hei de desencavar uns podres.

Darling Harbour, Sydney
Essa cidade não sabe com quem está se metendo. Eu não saio daqui sem descobrir ao menos um defeitinho. Já estou até na pista de um. Haha! Me aguardem.

Ópera de Sydney, claro

Leia mais:

17 comentários

Olá! Parabéns pelo blog!
Vou para Australia e Nova Zelandia em dezembro e estou com muita dúvida sobre onde me hospedar em Sydney. Tenho 32 anos e vou sozinha. Não sou muito fã de lugares megaturísticos (me parece que The Rocks e o CDB é assim?) por isso pensei em Darlinghurst… Porém, tenho medo de ser um lugar isolado demais… Queria ficar num lugar com barezinhos bacanas (cozy… nada muito rebuscado, mas tb não gosto do estilo “mochileiros de 20 e poucos anos”, hahaha… ) Tô muito exigente? Acho que no fundo gosto um pouco do mundo hipster e um pouco do mundo mauriçola… me ajuda dizendo onde devo ficar meus 5 dias em Sydney???

    Olá, Isabel! Darlinghurst e Surry Hills são o seu número, vá tranqüila. Fuja de Darling Harbour e The Rocks. Pode considerar o CDB também.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.