Foi prejudicado pela Pluna? Como estão resolvendo seu caso?

Pluna

Dois dias depois de anunciada a “suspensão de vôos por tempo indeterminado”, a situação da Pluna parece ainda pior. O que se depreende do noticiário — tanto no Uruguai quanto no Brasil — é que a empresa caminha para a liquidação.

Segundo a Folha de S. Paulo, o governo uruguaio não assumirá o resgate da companhia; a prioridade é reconectar o país à malha aérea mundial, e não manter uma cia. aérea de bandeira nacional.

Assim como aconteceu com a Varig, o fim das atividades da Pluna se dá no início da temporada de férias, causando um momento de caos aéreo para turistas. O jornal uruguaio El País estima em 5.000 os uruguaios ilhados em aeroportos do exterior, sem vôos.

No Brasil a Pluna tinha se tornado uma espécie de low-cost para Buenos Aires e Santiago, levando passageiros de Brasília, Rio, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre que não se importavam com a conexão em Montevidéu.

O último comunicado oficial informa que a cia. vai dar prioridade à situação dos que estão fora de seus destinos de origem e tinham viagem de volta programada até o dia 9 de julho. Depois disso tratará do caso de quem ainda não viajou.

Citado pela Folha de S. Paulo, o Procon recomenda que os consumidores que tenham comprado passagens não usadas com cartão de crédito contactem a administradora para estornar as transações. Quem comprou por agência de viagem deve procurar a agência para reembolso.

O call-center da Pluna no Brasil é (11) 3711-9158.

Você foi pego nesse rolo? Conseguiu falar com a Pluna? Como estão tratando o seu caso? Compartilhe com a gente, por favor!

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


220 comentários

Contatei a DECOLAR.COM (onde havia comprado) para saber sobre meu regresso de Buenos Aires ao Rio de Janeiro no dia 14/07 e a resposta foi cômica: “nos contates apenas 48hs antes do vôo”.
O que fiz? Comprei logo uma passagem da GOL. Quando retornar ao Brasil resolvo com a DECOLAR.COM, amigável ou judicialmente.

    Também comprei pela Decolar, meu voo seria dia 15/07, disseram-me que a orientação é para solicitar cancelamento para devolução, mas, acreditem se quizer, que terei que continuar pagando (fiz em seis parcelas. Temos que nos unir para exigir da Decolar um tratamento mais digno, ou seja, providências diferenciadas uma vez que trata-se da liquidação da empresa já amplamente divulgada nos meios de comunicação e não cancelamento por vontade do cliente.
    MERECEMOS RESPEITO PELA PLUNA E PELA DECOLAR, O QUE ATÉ AGORA NÃO OCORREU!

    SE FOR PREJUDICADA QUERO TODOS OS MEUS DIREITOS

    Sua solução não foi a mais racional… você corre o risco de não ter o seu dinheiro reembolsado quando for comprovado que você NÃO tentou entrar em contato com eles como solicitado (48h antes do voo).

    Se eles disseram isso, você esperou as 48h e eles NÃO tomarem providências, você estaria coberto de razão. Agora… ao simplesmente adotar sua tática e ignorar a orientação deles você abriu mão da ajuda e, por consequência, do reembolso.

Olá,

comprei minhas passagens para setembro com a decolar, abri uma solicitação no site deles e recebi o retorno:

Sra Luana recebemos o comunicado que a Cia Pluna ficara de greve neste mês
de julho, e até o momento todos o vôos que são para setembro estão
confirmados.

Será que posso confiar? As passagens foram pagas via cartao de credito..

Luana.

    Olá, Luana! O mais provável é que a companhia seja liquidada e não voe mais.

Li no site do jornal El Pais de hoje 08/07 sobre um email criado pelos passageiros afetados pela Pluna. Vou colar aqui a nota do jornal, que talvez possa ajudar os prejudicados.

Un grupo de pasajeros de Pluna afectados por el cierre de la aerolínea, abrieron ayer una cuenta de correo electrónico (damnificados [email protected]) para que personas que se encuentran en esa misma situación puedan realizar consultas e intercambiar opiniones sobre los pasos a seguir.

“La idea es recibir información de cada uno de los damnificados para tener contacto con todos y hacer circular posibles soluciones”, dijo a El País el contador Darío Martínez, uno de los organizadores.

Martínez dijo que quienes adquirieron sus pasajes por internet o por tarjeta de crédito tienen mayores posibilidades de recuperar su dinero. En el primer caso, la ley de Relaciones de Consumo prevé que las personas que realizan compras por la web pueden pedir la devolución en los siguientes cinco días; en el segundo existe la posibilidad de no reconocer la compra porque el servicio no se prestó.

Pero quienes pagaron sus pasajes al contado “tienen menos derechos”, y en ese caso deberán hacer gestiones ante Pluna, señaló Martínez. Mañana lunes, las personas afectadas asistirán al local de Pluna ubicado en Colonia esquina Avenida del Libertador.
El País Digital

http://www.elpais.com.uy/120708/pnacio-650722/nacional/crean-un-mail-para-realizar-consultas/

Tenho passagens compradas para o feriado de outubro. Comprei pela Submarino Viagens. Hoje, quando finalmente consegui contato, me disseram para contactar a Pluna. Mas, além de impossível, quem tem que me reembolsar é a Submarino, não? Vou aguardar até segunda, quando o governo uruguaio deve ser pronunciar e esclarecer mais dúvidas.

Tenho 4 passagens compradas para Buenos Aires no dia 6 de setembro, com retorno em 10 de setembro. Foram pagas em 5 parcelas no cartão, sendo que a primeira vence agora no dia 10. Tentei contactar a administradora do cartão (Visa), que disse que a solicitação de estorno deve ser feita pela própria Pluna. Consegui falar hoje com o call center da Pluna, que orientou aguardar até segunda. Nem eles sabem o que vai acontecer. O que faço???

    Se VC não pagou nada ainda, VC pode simplesmente contestar a cobrança junto à operadora de cartão.

    Peça para fazer o pagamento da fatura, desconsiderando o valor da passagem aérea.

    Como a empresa não existe mais, e, não irá prestar o serviço, eles não tem como te cobrar por isso.

Não consegui falar no call center da Pluna (fiquei na espera e caiu!! E o pior, ainda anunciava venda de passagens). Minha viagem seria dia 24/08. Como não confio no reembolso, gostaria de uma reacomodação em outra cia aérea, mas, tô achando difícil. Acho que vou ligar no cartão para tentar estornar, apesar de já ter quitado um parcela. Comprei via agência, o que seria mais prudente: o reembolso (apesar de demorar e não saber se a cia vai honrar) ou ligar na administradora do cartão para estornar? A agência tem como tomar alguma outra providência?

Pessoal,
tenho acompanhado do VnV diariamente, pois estou indo para Buenos Aires na próxima 5ª feira, dia 12/07….
Vi a notícia no site da Folha de São Paulo que a Pluna tinha paado de operar e iniciei minha saga…. 40 minutos esperando no callcenter (que ainda anunciava a venda de passagens) até que a ligação caiu e, depois, só dava sinal de ocupado….. Com hotel e tranfer pagos, me restou ir a uma agência e comprar novas passagens via Aerolineas Argentinas e esperar pelo Pluna….

comprei as passagens para o chile para 03/09/12 paguei dia 4/07/12 e no dia seguinte acontece isso e ate agora nao resolveram nada de reembolso e qdo fui ao aeroporto disseram que nao tem informaçao de qdo começaram a pagar aas passagens de quem ainda nao foram viajar .

Esta com viagem marca para o Montevideo no dia 5/7, no dia 4 iniciou a greve, como a passagem foi comprada pela Tam, mas o trecho SP Montevideo seria operado pela Pluna, liguei para Tam que prontamente me colocou em outro voo!!!

    Também tive esse problema, tenho viagem marcada para Montevidéu para o dia 06/09, metade do trajeto TAM, metade Pluna.
    Liguei na TAM, e sem muitos problemas, fui realocado para um voo direto.

Olá!!!
Fui pega de surpresa com esse problema da Pluna.
Estou no Chile e meu voo do volta seria amanhã. Não consigo falar no call center da Pluna. Só dá ocupado…
Estou considerando comprar uma nova passagem de volta.
Bjs, Anna

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.