Itacaré: leitores relatam dois assaltos na Tiririca no feriado

Praia do Resende, Itacaré

Post de 2012

Depois de um ano sem registrar novos depoimentos sobre assaltos nas trilhas, a questão da violência em Itacaré volta em cartaz aqui no site.

Dois leitores foram vítimas de assaltos semelhantes, no mesmo lugar, com diferença de dias, agora no feriadão de 1º de maio. Ambos estavam hospedados em pousadas na praia da Tiritica e foram interceptados por um encapuzado armado de revólver quando iam no fim da tarde para a Pituba (a rua dos bares e restaurantes, perto do centro).

A primeira foi a Bia, na sexta dia 27. “A polícia nem apareceu. Todo mundo sabia e ninguém avisou do perigo para a gente deste trecho no fim da tarde”, conta ela.

O segundo relato foi do Ari e da Mariana, que são portugueses e escolheram se hospedar na Tiririca para estar na praia e ao mesmo tempo perto do centro. Eles foram assaltados no 1º de maio. “Embora uma senhora no centro tenha nos avisado do perigo, o caminho era curto e facilitamos”, diz o seu relato.

Realmente, a distância é curta: 10, no máximo 15 minutinhos a pé. As pousadas na Tiririca são rústicas e são as únicas pé-na-areia na zona urbana de Itacaré. Durante o dia, tanto a Tiririca quanto a sua vizinha Resende (na foto do alto) são movimentadas; no fim da tarde é que a região fica erma.

Agora: se todo mundo na cidade sabe que acontecem assaltos no fim da tarde na região, por que raios não há policiamento?

Não dá para entender.

Leia mais:

Trilhas em Itacaré: perigo de assalto mesmo com guias

De ônibus pela Costa do Dendê

42 comentários

Gostaria muito de saber como anda a segurança em Itacaré nos dias de hoje, estou planejando viajar pra lá e gostaria de saber se alguma coisa mudou em relação a segurança ou se continuam tendo relatos de assaltos.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.