Mercado de Natal em Munique: quase uma Dezemberfest

Marienplatz, Munique

Ouço falar há muito tempo dos mercados natalinos da Alemanha (e também da Áustria, da Alsácia, das Dolomitas). Sempre intuí que seriam uma grande atração para temperar férias no frio europeu (e lamentei que acabassem no Natal, antes das férias do povo do Patropi).

A caminho de Marienplatz

Christkindlmarkt, Munique

Ao vivo e a cores, gostei ainda mais do que imaginava. Não sei se posso tomar todos os outros mercados pelo de Munique, mas o que vi na capital da Baviera foi muito, muito mais do que uma feirinha de Natal. Sei que vou ser criticado pelas meninas #loucasporpapainoel, mas adorei ter visto muito pouco Papai Noel (ou presépio, reis magos e quetais).

Christkindlmarkt, Munique

O que vi foi uma festa ao ar livre no inverno, com comilança e bebelança de primeira. À diferença da Oktoberfest, no mercado natalino a estrela não é a cerveja, mas o Glühwein, o vinho quente/quentão alemão. E o pessoal não bebe até cair, mas até esquentar.

Servindo Glühwein

Tomando Glühwein

Tá bom — algumas das barracas de enfeites me impressionaram pela qualidade. E as de chocolate e amêndoas confeitadas são escandalosamente irresistíveis.

Christkindlmarkt, Munique

Christkindlmarkt, Munique

Christkindlmarkt, Munique

De novo: não sei como são as feirinhas das microcidades que têm mais turista do que gente. E mesmo em Munique só fui à principal, o Christkindlmarkt de Marienplatz e arredores, bem no centro. (Há inúmeras outras espalhadas pela cidade.) Mas a que vi me pareceu um grande happy hour com comidas e bebidas de Natal. Sensacional tanto para quem volta do trabalho para casa como para quem volta do passeio para o hotel.

Christkindlmarkt, Munique

Christkindlmarkt, Munique

(Se o seu hotel ficar na região da estação central, no caminho você vai passar por um ringue de patinação no gelo com um bar anexo. Vai um Glühwein aí?)

Rinque de patinação no centro de Munique

Ringue de patinação no centro de Munique

Só não entendi uma coisa, pessoal. Freqüentando um mês inteiro uma feirinha dessas, O QUE SOBRA PRO NATAL? Só a Missa do Galo, mesmo. Ou um spa…

Cantem comigo: Quando eu morrer, me enterrem na Lapônia / Quando eu morrer, me enterrem na Lapônia! Hic!

Christkindlmarkt, Munique

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire


65 comentários

Riq, que legal! Obrigada pela pronta resposta. Eu acho que ficar em Nuremberg é realmente melhor mesmo. Coincidentemente estava olhando o blog da Ângela agora. Muito bacana mesmo. Se essa viagem vingar esse ano, vou precisar da ajuda dela e de vocês. beijao

As idéias desse post são excelente. Queria tirar mais algumas dúvidas em relação a essa viagem no mês de dezembro, com objetivo de curtir a Alemanha pré Natal mesmo. Quem puder ajudar (tem vários experts em Alemanha aqui), agradeço. Dá pra ficar mais ou menos centrado em Munique e fazer algumas das pequenas cidades da Rota Romântica de trem? Não estou muito afim de alugar carro e encarar nevascas na estrada e correntes em pneus, etc. Dá pra “turistar” em Munique no inverno? Quais cidades mais bacanas perto de Munique recomendam conhecer? Também não tenho pressa nem preciso conhecer tudo na mesma viagem. Só quero curtir mesmo o clima natalino. Obrigada Paula

Amei as fotos e a feira!
Estou até pensando em ir para lá em dezembro do ano que vem. Quem sabe em mais uma promoção de emissão de passagens pela TAP, com milhas pela metade?
Ab,
Cinthia.

Ai, deu muita vontade de ir, que delícia! Não conheço muitas mas sou super fã de feiras de Natal. Conheci as de Viena (tem várias) e de Salzburg e o astral é meio parecido. Vinho quente, barracas com enfeites lindos, pista de patinação… Aproveite, nós ficamos lendo e sonhando acordados!

Riq, muito bacana o post sobre o mercado de Natal em Munique! =) Eu descobri a existência desta tradição desde que vim morar em Viena (há dois anos) e me tornei fã. O espírito de celebração toma conta das ruas durante todo o período do Advento e as pessoas participam, mesmo com neve, chuva e temperaturas abaixo de zero. É muito bom! Como você disse, é um ótimo pretexto para um happy hour…
A propósito do tema, há alguns meses eu pedi sugestões de lugares legais para se visitar na Europa durante a época do Natal. Minha ideia era aproveitar as feiras de Natal, tomar Glühwein (ou seu similar), experimentar comidas e vivenciar o “espírito de Natal”. Gentilmente, você e o Oscar sugeriram a Alemanha. Sabiamente, eu e meu marido acatamos a sugestão. Como acabamos de voltar, vou deixar neste post o feedback, já que me parece apropriado ao tema. =)
Ao todo, ficamos 8 noites na Alemanha: 2 em Munique (que já conhecíamos), 3 em Nuremberg (com bate-volta a Bamberg), 2 em Rothenburg ob der Tauber (com bate-volta a Würzburg) e 1 em Augsburg (com uma passadinha em Dinkelsbühl). Como você pode ver, algumas das cidades fazem parte da famosa Rota Romântica. Todas elas têm um centro antigo (Altstadt), algumas têm castelos e muros. Todas são encantadoras.Ah, claro, todas têm feiras de Natal! =)
O preço a pagar pela época escolhida é o clima: pegamos neve, chuva e muitos dias nublados. Só nos encontramos com um sol muito tímido em um dos dias em Rothenburg. De qualquer forma, adoramos a experiência! Apesar do frio e da chuvinha fina, tentamos aproveitar os mercadinhos de Natal ao máximo!
Minhas impressões: Nuremberg parece receber mais turistas por causa do Natal do que outras cidades que visitamos. Vimos muitos japoneses, espanhóis e americanos. Os italianos estão em toda parte (inclusive em Viena!), então só posso concluir que eles também amam o Natal germânico! =)
Para mim, a cereja do bolo foi Rothenburg, que é uma das cidades mais românticas que já conheci. Pequenina e murada, com construções medievais muito bem preservadas e um mercado de Natal muito fofo. O cenário de contos-de-fadas ficou completo com a neve. Lindo mesmo! Pretendo voltar a esta cidadezinha charmosa em outra época do ano.
Aviso àqueles que nunca foram a Munique: dois dias é pouco. Acrescentem mais um dia para ir até Füssen e conhecer o o Neuschwanstein (um castelo belíssimo). Como já havíamos feito este passeio anteriormente, aproveitamos para ver atrações da cidade que não conhecíamos (o castelo de Nymphenburg e a Neue Pinakothek) e curtir bastante os mercados de Natal.
Em tempo, Riq, acho que quase nos esbarramos por lá. Estive em Munique nos dias 4 e 5 de dezembro. Pena! Eu teria adorado uma mini-ConVnVenção regada a Glühwein! =)
Mais uma vez, obrigada a você e ao Oscar pelas sugestões.
Um beijão

    Fabíola
    Que legal que voce aproveitou as dicas e curtiu bastante estes 9 dias na Alemanha. Nesta época do ano o clima as vezes atrapalha um pouco, mas é muito de sorte também..
    O Mercado Natalino de Nürnberg é juntamente com o de Dresden os mais famosos da Alemanha. Isso acaba se transformando num verdadeiro imã para os turistas. Todas as cidades sejam elas pequenas médias ou grandes tem seu charme e algumas peculiaridades. Mas o Glühwein é algo que não pode falatam em nenhum deles 😀

    Fabíola, estaremos em Viena de 19 a 22! De repente a gente se encontra!

    Riq, eu adoraria! =) Eu não sabia da sua passagem por Viena! Vem conferir o Natal austríaco? Vou avisando que hoje nevou pra caramba (tanto que minha sacada está repleta de neve!). Se precisar de algo aqui em Viena, sinta-se à vontade em pedir. Você pode me contatar no Twitter, se preferir: @fabi_pe.
    Nossa, encontrar o Comandante… Que honra! =)
    Beijos

    Oi, Fabíola!
    Gostaria de saber como é a época de Natal em Viena. Moro em Londres e pretendemos viajar com nossos dois filhos (de 5 e 10 anos) para curtirmos os mercados de Natal. O frio é brabo demais pras crianças? Alemanha ou Áustria, o que você acha mais bacana? Obrigada!!! Um beijo,
    Simone.

    Olá, Simone! Faz zero grau todas as noites, e a temperatura máxima vai a 6, 7 graus… tanto na Áustria quanto na Alemanha.

adoro as feiras de Natal da Alemanha! tem umas bem legais na Suiça também! com comidinhas, bebidas e artesanatos. Fui em umas em Berna e arredores.
Viva o gluwein para dar aquela esquentada!

PS: Nikolaus (ou Papai Noel) tem seu próprio dia de comemoração, que é dia 06 de dezembro. Neste dia, os pais enchem as botas natalinas de doces, chocolates e algumas lembrancinhas para a criançada. Cantam músicas natalinas. A árvore de Natal é decorada no dia 24 (fiquei inconformada com isto….rsrrss). A sala é fechada, enquanto pai ou mãe decora a árvore e somente será aberta à noite para a troca de presentes e ceia (a minha não foi à meia noite como costume no Brasil). Não tem aquela fartura como nós temos, nem exageros em presentes. Foi isto que vivenciei, e no dia seguinte, todos se enfiam no carro e, no meu caso e de meus amigos alemães, fomos para os Alpes, onde passamos o reveillon.

Que lindo é o Christkindlmarkt de Munique! Olhando as fotos me bateu uma baita saudade dos tempos que residi aí. Comprou um Lebkuchen enorme? CarlaZ… o Glühwein é o nosso quentão e, realmente, neste frio é delicioso tomá-lo acompanhado com bolachinhas típicas desta época em formas de enfeites natalinos.
Ric, se for neste período a Nürnberg, visite o Christkindlmarkt deles, pois é famosíssimo! O que gostava também é o festejo do Advento que as famílias fazem, convidando os amigos para café da manhã em casa ou chá da tarde com bolo, Stollen ou Apfelstrudel + bolachinhas assadas em casa, chá e/ou Glühwein. O cheirinho de castanhas assadas no ar é inesquecível!E a neve dá o toque final a tudo isto. Curta bastante!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.