Monte Verde, romance e aventura: o relato da Letícia

Pousada do Selado, Monte Verde

A Letícia esteve em Monte Verde em junho e usou as sugestões dos nossos leitores para programar a viagem. Seu relato atualiza algumas informações (por exemplo: o preço do passeio de quadriciclo mais que dobrou desde 2009) e traz novas dicas. Diga lá, Letícia:

A estrada de Camanducaia a Monte Verde está realmente toda asfaltada e bem boa. Além disso, a paisagem em volta é linda.

Me hospedei no chalé Sanhaço, da pousada Refúgio do Selado. O atendimento lá é muito bom e o chalé além de novo é bem bonito, bem fiel ao que aparece no site. Não há calefação, mas tem lareira no chalé, que eles acendem por 20 reais. O café da manhã da pousada é ótimo.

Fiz passeio de quadriciclo na Fazenda Radical. Pelo que fiquei sabendo, é o único local onde se pode realizar legalmente o passeio. Nas ruas da cidade esses passeios estão proibidos, então tem que ser em propriedades particulares. Foi bem legal, custou 100 reais por uma hora de passeio, passando por onde fica a tirolesa gigante.

No Espaço Adélia fiz arvorismo e morri de medo. Se você for mais corajoso que eu, vale a pena! Custa 35 reais por pessoa, é um percurso que se faz em meia hora. No final tem uma pequena tirolesa. Lá também tem arco e flecha e outras atividades.

Na rua principal de Monte Verde jantei um fondue gostoso, esquema rodízio, e comprei algumas cachaças com sabor – destaque para a de banana e de canela. Vale a pena também trazer um queijo tipo Serra da Estrela, cópia não muito fiel, mas bem gostosa do seu primo rico de Portugal. O daqui não é feito com leite de ovelha, tem sabor mais suave.

Um ponto negativo, que não vi ninguém comentando, é que as ruas que dão acesso às pousadas são muito ruins. É tudo muito íngreme, cheio de buracos e pedras. Se eu soubesse disso teria ido com um carro um pouco mais robusto do que o meu Clio 1.0. Além disso, não tem iluminação nenhuma, é bem rústico mesmo. Se você não conhece o caminho para sua pousada, recomendo chegar de dia. À noite pode ser bem dificil achar e fácil se perder. São muitas ruazinhas de pedras.

Enfim, acho que vale a viagem. Mas numa próxima oportunidade ficaria numa pousada colada com a ruazinha principal, porque faz diferença. (Vi que a João & João fica bem do lado).

Obrigada, Letícia!

E você? Esteve recentemente em Monte Verde? Compartilhe seus achados, vai 😀

Leia mais:

36 comentários

Amei Monte verde! Cidade romamtica, frio gostoso! Recomendo muito a pousada que fiquei: Villa d’amore! Foi excepcional!!!! Tb recomendo muito 2 restaurantes imperdíveis: casa do founde, para comer rodízio de founde à noite, e para comer massa a Cantina Portale di Napoli, lugar típico italiano, comida deliciosa, na entrada da cidade!

Olá Ricardo adoro seu blog! Bom estive em monte verde no final de semana dos namorados. Felizmente consegui um contato de um Chale Dolce Vita fui com o meu marido pagamos R$ 70,00 a diária totalizando R$ 280 por casal o preço baixo é porque o Chale tinha acabado de inaugurar estão divulgando… O Chale que ficamos acolhe até 2 casais, ambiente super agradável não tem calefação/aquecedor mais tem lareira a primeira fornada é cedida pelo chalé. Fica a 1km do centro. Chegamos na sexta por volta das 21:30 como já tínhamos jantado optamos pela Casa do Fondue ficamos uns 40min na esperadas valeu a pena o pessoal da casa foram bem educados e nos atenderam super bem. Preço razoável com garrafa de vinho gastamos uns 240,00. No sábado fomos tomar café na Casa da Vovó antiga residência do fundador de Monte Verde lugar lindo e super acolhedor 20,00 o casal (queijo, bolos, frutas, geleias caseiras etc) adorei! Como já estava perto das 13:00 optamos por um pouco de aventura Fechamos passeio de quadriciclo com a Monte Moto na rua Rolinha R$ 100,00 1hr o casal foi bem legal e divertido. Super recomendo! Pós passeio almoçamos no restaurante talismã comida boa mas acredito que tenha melhores! De sobremesa vale super a pena apreciar o Strudel do Saborearte bom d+! Para um chocolate quente na medida indico o Cressoney delicia! Para comprar queijos e vinhos fomos no A Pioneira Queijos. A cidade estava cheia e bem gostosa. Não esqueça de levar gorro, lenço e luva estava um frio de 5 graus a noite! Com certeza voltarei amei este lugar! As ruas do centro são asfaltadas mas para chegar até as pousadas geralmente são de terra.. Então não estranhe leve galochas! Só encontrei Banco Bradesco então já leve dinheiro algumas vendinhas não passam cartão. Espero ter contribuído! Bjs

Adoro Monte Verde! Vamos pelo menos 2x ao ano para lá, apesar de ser do interior de SP. É simples, rústico, mas muito aconchegante. Perfeito cenário para quem curte sossego, frio, vinho, lareira e tb esportes radicais (completamente opcionais). Para quem gosta de trutas, o Paulo das Trutas além de ser delicioso, é um passeio a parte. As trilhas tb são várias, e com vistas incríveis. A noite os barzinhos são aconchegantes, casas com doces gostosos (struddels muito bons) e recentemente abriu um novo Café (asa de chá) que adoramos: Trem das cores, logo depois da rotatória na entrada da cidade, à direita – super aconchegante o lugar e as pessoas! Doces e caldos ótimos! Vale a pena… Sou suspeita, mas adoro a cidade!

Meu irmão foi levando os cachorros! Não me lembro o nome do hotel agora, mas parece uma opção divertida para quem opta com viajar com o pet 🙂

Passamos o último feriado em Monte Verde. Há algumas opções de atividades, especialmente para quem gosta de trilhas como nós; também tem patinação no gelo (R$ 50,00 1/2 hora). O passeio de quadriciculo ainda está 100,00 a hora, porém achei meio tosco, sem graça, por isso não fizemos.
Há muitas lojinhas e empórios para passear a passar o tempo; há tambem muitos restaurantes e bares com música ao vivo, o preço é menor do que em Campos do Jordão (talvez o lugar mais caro do planeta), mas ainda assim são caros. O que me desgostou um pouco é que quase todos os restaurantes são iguais, ou seja, servem as mesmas coisas e têm aquele maldito fondue que estraga qualquer ambiente, deixando todas as suas roupas com aquele cheiro para o resto da viagem. Tudo bem que muita gente gosta, mas acho um absurdo ter o rodízio de fondue em todos os restaurantes da cidade.
Com relação às pousadas, assim como nas cidades serranas vizinhas o valor cobrado é absurdo, sendo que você cria uma expectativa muito grande, mas se for minimamente exigente vai sempre se decepcionar um pouco durante a estadia.
Para os cervejeiros como eu, o melhor custo/benefício é a chopperia do Fritz.
As ruas de Monte Verde são quase todas de terra e em péssimo estado de conservação, precisa ter muito cuidado, com exceção da avenida principal que é asfaltada.
É uma viagem para quem realmente gosta de ar puro, belas paisagens e ecoturismo; Já áquelas pessoas que buscam apenas frio e charme, vão preferir Campos ou SFX.

Amo Monte Verde! Uma ótima dica para conhecer as hospedagens do local é o Portal Pousadas em Monte Verde ( http://www.pousadasemmonteverde.com.br ). Além de ter excelentes opções de hospedagens, tem um rico conteúdo sobre o ” O que fazer em Monte Verde “. Ficamos hospedados na Pousada Carícia do Vento, que fica pertinho do Centro, apenas 600Mts.

Abraços,

Raul.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.