Nova York: uma caminhada por Village, Soho e Lower East Side

Prince St., Soho

Quando os néons e LEDs de Times Square começarem a cansar a vista e você precisar tirar uma folga das multidões das calçadas de Midtown, é a hora de passear em Downtown. Na parte baixa de Manhattan os prédios são baixos e a densidade demográfica é mais encarável. E se você é desses/dessas que curtem garimpar lojinhas diferentes, bares e cafés transadinhos, talvez não queira nunca mais sair daqui…

Este é um roteirinho para começar entre o meio e o fim da manhã. Sem muitas paradas, em duas horas tá tudo feito. Mas se você se entusiasmar, um dia inteiro não será o suficiente.

Greenwich Village

Washington Square, Village

Comece na Washington Square, uma praça com status de parque que fica no final (ou melhor: no início) da 5a. Avenida, à altura do que seria a rua 8 (mas no Village as ruas não são numeradas). É fácil de reconhecer pelo arquinho do triunfo bem em frente à 5a. Avenida. A New York University (diga sempre NYU — “enuaiú”) tem seu campus principal nas redondezas, então a praça está sempre animada.

Washington Square, Village

Washington Square, Village

Desde os anos 60 o Village é um reduto alternativo em Manhattan. Hoje a boemia do bairro já migrou para o East Village (para lá da Broadway, em direção à 3a. e 2a. Avenidas). O lado mais bonitinho é o West Village (melhor visitado num passeio combinado com o Meatpacking District; vou fazer um post sobre isso).  Mas esse miolinho histórico é superdivertido de percorrer, pois conserva lojinhas, cafés e restaurantes cheios de personalidade.

Greenwich Village, Nova York

Thompson esquina Houston

Dê uma voltinha pelos quarteirões ao sul da praça (do lado oposto ao do arco do triunfo) e use a Thompson ou a Sullivan como eixo para atravessar a Houston e chegar ao Soho.

Soho

Prince St., Soho

Soho é a abreviatura de “south of Houston” — ou seja, ao sul da rua Houston (diga: Ráuston) que você acabou de atravessar. O bairro surgiu no meio do século 19, com prédios que faziam uso de estruturas de ferro fundido. Nos anos 70, decadente, o lugar foi adotado por artistas, que inventaram ali o conceito de “loft”. No fim dos anos 80 se tornou endereço de galerias de arte e grifes de vanguarda.

Prince St., Soho

Prince St., Soho

Hoje em dia o Soho tem um comércio mais convencional, com lojas de rede e restaurantes comportados. Mas continua um lugar interessante para passear e ver vitrines. Use a Prince como eixo principal e bata em revista as transversais e paralelas.

Nolita

Broadway no trecho entre Soho e Nolita

Cruze a Broadway (que neste trecho está cheia de lojas que oferecem marcas como Levi’s e Converse a preços parecidos com os dos outlets) e em três quadras você chega a Nolita (“North of Little Italy”). Nas ruas Mott e (sobretudo) Elizabeth você vai encontrar lojinhas, restaurantinhos e barzinhos no estilo que encontraria no Soho de quinze anos atrás.

Noho

Prince St., Nolita

Elizabeth St., Nolita

Querendo aproveitar a viagem para dar um rolezinho por Little Italy, é só andar uma ou duas quadras para a direita. (Na esquina de Mott e Spring fica a Lombardi’s, primeira pizzaria de Nova York.)

Bowery

Bowery visa de Prince

A Prince termina na Bowery, uma rua onde não param de abrir lugares da moda. Um endereço que se mantém é o DGBG, primeiro restaurante de Downtown de Daniel Bouloud, especializado em lingüiças e hamburgers).

Lingüiças no DBGB, Bowery, Nova York

Deve ser por isso que eu cruzei acidentalmente por ali com nossos foodies prediletos, os destemperados Diogo e Rê.

Bowery, Nova YorkDiogo e Rê dos Destemperados

Fica também na Bowery o modernoso New Museum — este cubo assimétrico brancão da foto mais acima (visto da última quadra da Prince).

Lower East Side

Segunda Avenida

Use a Stanton como seu novo eixo. Cruze a segunda avenida e seja bem-vindo ao Lower East Side.

Lower East Side, Nova York

Abreviado como LES (mas nunca pronunciado desta forma), o Lower East Side é um antigo reduto de imigrantes que vem se transformando vertiginosamente. A noite de lá já é uma das mais animadas de Manhattan. De dia vale a pena caçar lojinhas independentes, com pit stops para reabastecimento no café ou barzinho que lhe apetecer.

Lower East Side, Nova York

E se quiser terminar a caminhada com um programa cultural, reserve antecipadamente uma visita guiada ao Tenement Museum, que reproduz as condições de moradia dos imigrantes do início do século 19.

O clássico do bairro é a Katz’s (Ludlow esquina E Houston), gigantesca deli judaica cujo que serve o melhor pastrami da cidade.

Leia mais:

90 comentários

Obrigada Boia pela resposta!

Só mais uma dúvida: O Hampton In Soho (na Watts) fica muito próximo de do roteiro indicado acima, certo? Pelo que andei olhando no google maps…

O “Viaje na Viagem” já me ajudou bastante em outras viagens! Com dicas excelentes!!! Valeu novamente 😉

Olá Ricardo,

Antes de mais nada, seu site é incrível e já me ajudou em muitas viagens!!!!
Pode me ajudar mais uma vez? 😉
Estamos indo agora em Dezembro para NYC e estamos prestes a fazer uma reserva no Hampton Inn Soho…é minha dúvida é: estamos bem localizados para usufruir do roteiro acima, além disso é uma região segura para andarmos à noite?

Muitíssimo Obrigada!

    Olá, Luciana! Manhattan é segura mesmo nas ruas ermas ou nos lugares que você se sinta insegura.

Bóia,
Vou ficar poucos dias em NY, depois da minha road trip pela Nova Inglaterra. Alguma dica para juntar a Tribeca a esse roteiro do Soho e LES? Eu já conheço a Washington Square, então poderia começar o passeio pelo sul…
Obrigada!!

    Olá, Maíra! Venha pela West Broadway e você entrará no Soho pelo outro lado.

Sempre que vamos a NY ficamos próximos à Times Sq por causa da sensação de segurança para andar à noite. Gostaria de saber se podemos andar sem susto ficando hospedadas em West Village ou na região da 37/39 St à noite. Grata pela ajuda.

    Olá, Jussara! Nova York não é uma cidade perigosa. Fora dos lugares movimentados você pode ter a sensação de insegurança quando andar por ruas com comércio inexistente ou fechado. Mas não há perigo.

Gente,
Fiz uma proposta de roteiro para NYC. São 7 dias, e tem um dia para SoHo e Village e outro para o LES.

Meu objetivo maior é ajudar é oferecer mais informações culturais sobre a cidade cidade. Qualidade e de uma maneira agradável. Algo que fique na cabeça, afinal de contas a gente sempre tem um pouco aprender quando viaja. Nada pior do que olhar para aqueles prédios lindos em NYC e não saber nada sobre eles. Se alguém estiver querendo algo assim… estou esperando vocês lá no Raphinadas.

Abraços.

SoHo
http://raphinadas.blogspot.com.br/2013/04/roteiro-de-7-dias-para-nova-york-dia-3.html
LES
http://raphinadas.blogspot.com.br/2013/03/roteiro-de-7-dias-para-nova-york-dia-2.html

Olá,

dá pra fazer Village, Soho, Chinatown no mesmo dia, a pé?
e parando em lojas, pq vou minha filha consumista de 16 anos?
Abraço

    Olá, Ana Maria! Que dá, dá; o cansaço vai depender mais de quanto tempo vocês vão passar nas lojas 🙂

Parecer dos trips.

Vou para NY pela primeira vez. E planejei assim:

manhã no MoMa – 10 as 13h – metrô para Union Square com almoço na Eataly + ABC Carpet e descer a Quinta curtindo lojas da região. Daí quero fazer Washington Square com voltinha no East Village (St Mark’s Place + paradinha no Butter Lane para cupcake). Segurir para NolIta (estimo que serão 17-18h) p ver brechós e daí para o LES. Dúvidas: até que horas as lojas ficam abertas no LES e NoLIta? Será que estarei um caco para curtir alogo no LES? Seria melhor deixar a ABC Carpet para outro dia?

Valeu!

    Olá, Simone! Cada pessoa tem seu ritmo. Como você parece ter um outro dia sobrando, cumpra seu roteiro e o que não couber deixe para o dia seguinte.

Bóia, sabe qual câmera o Ricardo Freire usou nesta viagem? Qual câmera ele rotineiramente usa em suas andanças pelo mundo? Estou em busca de uma nova câmera para minhas viagens

    Olá, Fernando! Nessa época ele usava uma Canon T1i. Agora ele usa uma Canon 3Ti.

Olá pessoal!Estou amando todas estas dicas de passeio, como vou estar em NY em dezembro, gostaria de perguntar para os mais experientes, se fica muitoo desconfortável(pela temperatura)para fazer estas caminhadas pelos bairros? Meu hotel é próximo do Madison Square Garden, a melhor opção para” chegar nos pontos de partidas para estes passeios” é via metro?E alguma dica de ordem de roteiro para incluir um passeio por chelsea, meatpacking e west-villageno também? Muitooo obrigada!!

    Olá, Brenda! Vá de metrô até o ponto de partida deste e do outro passeio. Faça pit stops em lojas e cafés para reaquecer em rota.

Olá Riq.
como vc fala muito bem, estou desempacotando NYC e coletando muitas dicas sua e das boias q te seguem.

Pretendo ir ao show do Stomp, no Orpheum Theatre, e estou hospedado no Edison Square Hotel. Devo pegar o show das 20h, queria saber se podemos voltar eu e minha esposa tranquilo de metro, ou se é melhor voltar de taxi, devido ao horário.

um gnde abraço

    Olá, Fabio! Quem responde é a Bóia. Nova York é mal encarada mas é segura.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.