dica de hospedagem em Saint Germain des Prés, Paris

Europa: 25 roteiros de 9 dias prontos para usar

Muita gente aproveita promoção de passagens para ir numa sexta e voltar no outro domingo.

Não há nada de errado em ir à Europa para ficar tão pouco tempo. Só não ache que nesses 9 dias você vai conseguir correr a Europa inteira, fazendo uma versão melhores-momentos do roteirão clássico da primeira viagem à Europa. Isso não é possível. A recomendação técnica é que você pule de galho em galho o menos possível. Porque cada dia de deslocamento costuma ser um dia perdido, ou bastante prejudicado.

Aí vão as minhas dicas para aproveitar melhor o seu investimento e a sua viagem à Europa.

Se você ainda não comprou passagem

Se você teve a sorte de ler este post antes de comprar a passagem para Europa, parabéns. Você vai poder fazer uma compra muito mais acertada. Porque se você quer fazer duas capitais nesses seus nove dias — e pelo que eu percebo, é o mínimo que as pessoas querem –, o ideal é comprar uma passagem na modalidade “múltiplos destinos” ou “várias cidades“.

Funciona assim: em vez de comprar uma passagem ida e volta Brasil-Uma Cidade-Brasil, você compra uma passagem múltipla Brasil-Uma Cidade com volta Outra Cidade-Brasil. Dando nome às cidades: se você quer dividir a sua semana entre Amsterdã e Londres, em vez de comprar uma passagem Brasil-Amsterdã-Brasil ou Brasil-Londres-Brasil, você compra, usando a função “múltiplos destinos”, ida Brasil-Amsterdã e volta Londres-Brasil. E o preço — pode conferir — vai ser bem parecido com o que você pagaria pela ida e volta por uma capital só (mesmo em época de promoção!). Eu explico o passo a passo aqui.

Que vantagem você leva? Ora: ao não precisar voltar para o lugar onde você desembarcou, você economiza uma passagem e evita os riscos de fazer conexão com duas passagens desvinculadas. Nesse nosso exemplo: em vez de comprar uma passagem avulsa de Londres a Amsterdã para pegar o vôo de volta — correndo o risco de um vôo atrasar e você perder o seguinte –, você volta com tudo garantido por uma mesma companhia aérea, não importa se o vôo for direto ou tiver conexão.

Se você já comprou passagem

Pela minha experiência, é bem provável que você tenha comprado com ida e volta pelo mesmo lugar. Nesta situação, se você quiser dividir a sua viagem em mais de uma base, o mais importante é reduzir a possibilidade de perrengues do dia de voltar. Não invente nenhuma conexão apertada (afinal, suas passagens não estarão vinculadas, e uma cia. aérea não se responsabilizará pelo atraso da outra) nem perca o dia inteiro na sala de espera, ao programar uma conexão totalmente à prova de furos.

O ideal, nessas circunstâncias, é que você regresse à cidade onde vai pegar o vôo de volta com um ou dois dias de antecedência. Assim você aproveita até o último minuto, sem se estressar.

Aí vão alguns roteirinhos de 9 dias bem factíveis para cada um dos destinos europeus com vôos desde o Brasil:

9 dias na Europa, chegando e saindo por Lisboa

Bairro Alto Hotel

  • 6 noites em Lisboa (uma ou duas na volta; faça um bate-volta a Sintra, 45 minutos de trem; passe um dia no litoral entre Cascais e o Guincho, de carro; considere uma ida a Batalha e Fátima, de carro ou tour organizado), intercaladas por duas noites em Évora (2 horas de carro; tire um dia para zanzar pelo Alentejo — Monsaraz, Extremoz, Marvão).
  • 4 noites em Lisboa (3 na chegada, uma na volta), intercaladas por 4 noites no Porto (300 km). Alugue um carro ao sair de Lisboa; no dia da ida faça visite Batalha e Fátima, no dia da volta visite Coimbra. (Em Lisboa, vá de trem a Sintra. No Porto, faça um passeio de barco pelo Douro.)

9 dias na Europa, chegando e saindo por Madri

Madri: o que fazer

 

  • 5 noites em Madri (quatro noites ao chegar, uma noite na volta; faça bate-voltas a Toledo e a Segovia, 30 minutos de trem, em dias diferentes), intercalados por três noites em Sevilha (vá de trem, 2h30; na ida, faça pit stop em Córdoba, para ver a Mesquita — deixe as malas na estação de ônibus, que fica atrás da estação de trem)
  • 3 noites em Madri (duas na chegada, uma na volta) intercaladas por quatro noites em Barcelona (2h30 de trem).

9 dias na Europa, chegando e saindo por Barcelona

barcelona sagrada família

 

  • 4 noites em Barcelona (uma na volta) intercaladas por quatro noites em Madri (2h30 de trem).
  • 6 noites em Barcelona (quatro na chegada, duas na volta), intercaladas por duas noites em Valencia (3h de trem) ou duas noites de carro na Costa Brava (faça base em Cadaqués, 170 km)

9 dias na Europa, chegando e saindo por Paris

Les Deux Moulins, rue Lepic, Paris

  • 8 noites em Paris (juro que você não vai se arrepender. Se enjoar, dá pra dar uma chegadinha a Reims (1h de trem) — para ver as adegas de champagne –, a Bruxelas (1h20), a Bruges (2h30), ou até mesmo, em última hipótese, pegar um tour organizado de um dia pelo Vale do Loire)
  • 4 noites em Paris (3 na ida, uma na volta), 4 noites em Londres (vá e volte de trem, 2h30)
  • 5 noites em Paris (quatro na chegada, uma na volta), 3 noites em Amsterdã, 3h20 de trem (na ida, pare em Bruxelas, 1h20, deixe as malas na estação, vá a Bruges, 1h, volte, 1h, pegue as bagagens, siga viagem, 2h)
  • 6 noites em Paris (4 ou 5 na chegada, uma ou duas na volta), duas noites no Vale do Loire (monte base em Tours, 240 km)
  • 5 noites em Paris (4 na ida, uma na volta), três em Veneza (vá e volte de avião, 1h40)

9 dias na Europa, chegando e saindo por Zurique

 

 

  • 3 noites em Lucerna, 1h de trem (bate-volta a Berna, 1h), duas noites em Interlaken (2h de Lucerna), duas noites em Lausanne (2h de Interlaken; bate-volta a Montreux, 20 minutos); durma na véspera da volta em Zurique (2h de trem)

9 dias na Europa, chegando e saindo por Milão

Milão

9 dias na Europa, chegando e saindo por Roma

Roteiro Roma 3 dias: Piazza di Spagna

 

  • 4 noites em Roma (3 na chegada, uma na volta), alugue o carro na saída, passe duas noites de carro nos arredores de Siena (250 km), devolva o carro em Florença, passe duas noites em Florença (1h30 de trem de Roma)
  • Entre maio e setembro: 4 noites em Roma (3 na chegada, uma na volta), duas noites em Capri (1h10 de trem a Nápoles, 1h de travessia), duas noites na Costa Amalfitana

9 dias na Europa, chegando e saindo por Frankfurt

Frankfurt

9 dias na Europa, chegando e saindo por Munique

Munique

  • 6 noites em Munique (quatro na chegada, últimas duas na volta), intercaladas por dois dias numa base da Rota Romântica.

9 dias na Europa, chegando e saindo por Amsterdã

Onde ficar em Amsterdã

  • 4 noites em Amsterdã (3 na chegada, a última na volta), intercaladas por 4 noites em Paris, a 3h20 de trem (na volta pare em Bruxelas, 2h, deixe as malas na estação, passeie, pegue as malas, continue a Paris, 1h20).
  • 5 noites em Amsterdã (3 na chegada, as duas últimas na volta), intercaladas por três noites em Bruxelas (faça bate-voltas a Bruges e Ghent; na volta faça um pit stop em Antuérpia).
  • 4 noites em Amsterdã (3 na chegada, a última na volta), intercaladas por 4 noites em Berlim (1h15 de avião; faça um bate-volta a Dresden).

9 dias na Europa, chegando e saindo por Londres

 

torre de londres e tower bridge

 

  • 8 noites em Londres, com bate-voltas a Bath (1h de trem), Stonehenge (via Salisbury, 1h30 de trem), Oxford (1h), ou mesmo Liverpool (2h40)
  • 6 noites em Londres (4 na chegada, duas na volta), intercaladas com duas noites em Edimburgo (4h30 de trem)
  • 6 noites em Londres (4 na chegada, duas na volta), intercaladas com duas noites em Dublin (1h20 de vôo)

Leia mais:

Passagens mais baratas para a Europa no Kayak

Encontre seu hotel na Europa no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Allianz Travel

Alugue de carro na Europa na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões pela Europa com a Viator

221 comentários

A primeira vez que fui para a Europa fui exatamente por esse tempo, 8 noites. Mas optei por ficar somente em Paris. Fiz bate-voltas a Versalhes, Mont St. Michel, Vale do Loire e Disneyland Paris. Foi ótimo e voltamos com uma noção muito boa da cidade e de tudo o que ela oferece. Ainda voltei mais 2 vezes a Paris, por menos tempo, mas a primeira foi sem dúvida a melhor, sem pressa.

Sensacional. É por isso que visito esse site todo dia.
Parabéns

Ricardo, muito legal o seu post! Já fiz estes roteiros que você sugeriu para Londres e Reino Unido e, de fato, são ótimas escolhas. Assino embaixo sua recomendação!

Muito boas as dicas. Realmente, viagem curta na Europa é muito difícil, pois há muito o que ver, mas o melhor mesmo é destacar alguns poucos lugares e conhecê-los bem.

Nossa, esse foi um dos melhores serviços que já vi. 😀

Formidável MESMO.

Ótimo post!

Fechei recentemente uma viagem de 10 dias p/ Europa: Brasil – Lisboa – Barcelona – Brasil.

Comprei as passagens múltiplas pelo site da TAP (opção mais barata que encontrei) e os hotéis pelo booking.com.

Boia,

Aproveitando a promoção GOL SMILES 7.000 milhas por trecho vou até Rosário/Arg. Serão cinco dias. Quem tem dicas de ATRAÇÕES/HOTEIS/CAMBIO ?
Como diz o Daantena AJUDA AÊ, Ô.

    Olá, Viajente Oficial! A gente não pode armazenar informações de Rosário neste post da Europa. Por favor repita a pergunta em algum post de Buenos Aires ou da Argentina e a gente põe no Perguntódromo 🙂

    Boia,

    Desculpa ter postado o comentário aqui.
    Agradeço a orientação.

Excelente post.
Com tão pouco tempo, a chave mesmo é agrupar destinos próximos para reduzir os deslocamentos internos ao máximo.
Os “bate e volta” também são uma excelente ferramenta. Uma vez em Zurich, fiz bate e volta para Berna; e a partir de Amsterdã, consegui fazer o mesmo para passar o dia em Rotterdã e Haia, em dias separados. Um bate e volta importante é Fussen a partir de Munique; ou Rottenburg a partir de Stutgart.
E não adianta pensar só nas horas de võo quando da programação, deve-se considerar o tempo perdido entre check-in e desembarque, o que mesmo na Europa deve consumir umas 4/5 horas do dia.

Em passagens promocionais, a passagem-triângulo (Brasília-Lisboa-Paris-Brasília, por exemplo) provavelmente envolverá uma conexão na Europa.

Sugiro, assim, fazer a conexão logo no vôo de ida: o dia da chegada é meio inútil mesmo, e se o vôo transcontinental atrasar, provavelmente dará tempo de ser realocado no mesmo dia. Deixe a segunda metade da viagem para a cidade da qual parte o vôo de volta para o Brasil, reduzindo perrengues.

Exemplo: promoção KLM para ir a Amsterdam e London. Faça primeiro o vôo Brasil-London (com conexão em Amsterdam), depois voe London-Amsterdam, ficando ali até o dia de voltar ao Brasil.

Essa opção também costuma aumentar as opções de horários e preços pq muitos vôos Europa-Brasil são diurnos (ou seja: não dá pra partir de outra cidade na Europa no mesmo dia), ao contrário de vôos Brasil-Europa que são quase sempre noturnos.

Riq, simplesmente demais.
Vc realmente é um patrimônio nacional!!
Fiz ano passado Londres, 7 dias. Apesar de não gostar muito de excursões, pegamos uma de um dia que fazia Windsor, Stonehenge e Oxford. Corrida, claro, mas valeu à pena. E para uma visita assim tão express, valeu tb estarmos com um guia e o ônibus à espera porque cada minuto contava. Eu diria que para Windsor e Stonehenge o tempo foi super suficiente, para Oxford que já era o último destino faltou.
Agora, puxando a sardinha pro meu lado e explorando um pouco… Queríamos muito ir a Berlim, mas atualmente só consigo sair 7 dias por vez. Vi Berlim combinada com Amsterdam, que já conheço. Imagino que seja factível tb por Frankfurt. No roteiro entre as duas cidades tem algo interessante a ponto de ir de trem para parar ou melhor avião mesmo? Trips?
Obrigada

    Frankfurt e Berlin estão separadas por 5h30 de trem. Os lugares mais interessantes entre as duas cidades estão fora da rota rápida de trem.

    Prezada Xará,
    Berlim já é uma cidade maravilhosa com muita coisa para se fazer.
    Se a sua passagem não for por Frankfurt escolheria ir a Colônia.
    Frankfurt é uma cidade legal, mas não tem muita coisa para se ver. Em 1 dia inteiro se conhece os pontos turísticos da cidade.

    Olá, Patricia! Justamente por não ser uma combinação boa com Frankfurt, Berlim não está naquele tópico.

    Você pode combinar Berlim com a sua capital favorita, não há nenhuma necessidade de chegar pela Alemanha.

    Thanks, pessoal! Revisitar alguma capital pra combinar com Berlim tb não vai doer 🙂
    Se alguém se interessar pelas day-excursions from London, fomos com a http://www.goldentours.com/ e deu tudo certo. Comprei pelo site no dia anterior e fomos pegar o ônibus no local combinado. Não optamos por comprar o pacote já com os tickets incluídos pois não estávmos em época de alta temporada e foi mesmo a melhor opção: o preço era da entrada era o mesmo, não tinha fila alguma e com isso acabávamos conseguindo entrar antes de quem já tinha comprado com a empresa.
    []´s

    Patricia, obrigada pela dica da goldentours. Estou tentando montar meu roteiro e fico até com vergonha, já que muita gente se virou nos 9 dias. Vou ficar 17 e ainda não resolvi tudo. Chego por Lisboa, onde fico 3 dias. Dali pra Londres. Saio por Amsterdam ( pelo menos 2 dias pra lá né?) . O meio da viagem é que me pega. Queria ir a Belgica (cervejas!) e a Edimburgo. Mas Londres é um desejo antigo, por causa do futebol. E Liverpool, Oxford, Cambridge, coisas que dá pra fazer de bate-volta a partir de Londres… Enfim, sei que se conselho fosse bom não se dava, quantidade não é qualidade e que cada um deve escolher por si mas, se alguém tiver um palpite, agradeço.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.