Santiago com upgrade

W Santiago

Como acontece com toda cidade verdadeiramente interessante, Santiago do Chile fica mais bacana numa segunda ou terceira viagem, quando você não precisa mais bater ponto em nenhum lerê. É quando você parte para descobrir os prazeres de quem mora no lugar. E sem precisar investir em passeios, pode se permitir extravagâncias nos quesito cama e mesa. Em agosto o Viaje na Viagem para um tour-dégustation da Santiago mais moderna e sofisticada. Use este post como um guia para aqueles momentos eu-mereço. [Riq]

Fiz uma paradinha estratégica em Santiago antes de seguir viagem para Valle Nevado e a cidade me pareceu cada vez melhor. Não há dúvida que merece ser mais do que uma simples escala para outros pontos interessantes do Chile como o Atacama, a Patagônia e as estações de esqui.

Santiago nevada

Para a minha surpresa, fui recebida com neve. Isso mesmo: nevou em Santiago! O evento foi tão inesperado e raro que nem os santiaguinos conseguiam me dizer ao certo há quantos anos não nevava por lá.

Depois dessa ótima surpresa, os dias seguintes foram de muito sol e de uma temperatura agradável, ótima para se caminhar sem rumo pela região de El Golf e Las Condes, na parte mais moderna da cidade.

Dizem até que a neve chegou bem na hora do meu check-in a pedido do W Hotel, um hotel que dispensa apresentações.

W Santiago

W Santiago

W SantiagoW SantiagoW Santiago

Para os fãs de decoração e design, esse hotel é um prato cheio, pois cada ambiente parece planejado para proporcionar sensações e impressões diferentes.

W Santiago

Vale a pena se presentear com ao menos uma noite no W, aproveitar os restaurantes do hotel e se esbaldar no café da manhã.

W SantiagoW SantiagoW Santiago

O W também é muito freqüentado pelos moradores da região. Eles aproveitam não apenas os restaurantes e o bar, mas também a famosa Whiskey Blue, uma balada do hotel super concorrida e, para quem curte, um ótimo lugar para ver e ser visto. Esse não é o caso da Bóia, que precisa preservar sua identidade secreta e sempre se recolhe cedo com medo de virar uma abóbora :mrgreen:

Se você saiu do hotel com aquela vontade de levar todo o setlist de músicas ambientes para a casa, você pode baixar a app para iPhone do W Hotel e ter acesso a todas as músicas que tocam simultaneamente em todos os hotéis da rede.

Coquinaria

Ao lado do hotel, não deixe de conhecer a Coquinaria, um espaço dedicado à boa gastronomia e a temperinhos especiais, uma ótima dica da Mari Campos e dos Destemperados. O ambiente é agradável, os pratos saboros e a loja ainda é repleta de produtos diferentes para quem gosta de cozinhar. Esse tipo de espaço faz uma falta danada na terra da Bóia.

As vizinhas da Coquinaria também são uma tentação, lá você encontra uma loja enorme do El Mundo del Vino e um Juan Valdez Café. É o pacote completo: dos temperos, às refeições, aos vinhos até o cafézinho no final.

Santiago para foodies

Mesmo que você não seja um chef nem da sua própria cozinha ou mesmo que você não entenda as diferenças técnicas entre as escolas internacionais de gastronomia, incluir um restaurante bacanudo no roteiro da sua viagem é uma maneira de conhecer hábitos, ingredientes e inovações da cultura local. A cena gastronômica de Santiago anda cada vez mais rica e interessante.

Osaka (El Golf)

Osaka, Santiago

Mundinho globalizado esse… Já imaginou um lugar onde a cozinha peruana pudesse encontrar a cozinha oriental em pleno coração de Santiago e ainda resultasse num ótimo samba? (ops)

Assim é a cozinha do badalado Osaka, um dos restaurantes do W. Apesar de ser uma Bóia, vivia confessando que não era muito amiga de frutos do mar e mariscos, o que era um pecado. Contudo, depois desse almoço, descobri que na verdade, eu nunca fui apresentada a pratos da cozinha litorânea tão bem preparados e saboros como esses do Osaka. Destaque para as vieiras gratinadas, uma delícia.

Se Cocina (Chicurea, a 30 min. de carro)

Se Cocina, Santiago

Aposto que muitas vezes você já se pegou imaginando como deveria ser a cozinha do seu restaurante favorito. Agora imaginem o susto que levei ao perceber que a entrada do Se Cocina era pela própria cozinha do chef e minutos depois perceber que eu não tinha apenas passado pela cozinha, mas sim iria jantar na cozinha, afinal ela fica dentro do próprio salão do restaurante 0.O

Uma super experiência: jantar e ver os chefs literalmente colocando a mão na massa bem pertinho da minha mesa. O pastel de choclo (milho verde) estava divino.

Sukalde (Vitacura)

Sukalde, SantiagoCeviche no Sukalde, Santiago

Apesar da música ambiente Rod Stewart mode on, o almoço no Sukalde foi muito agradável. Aliás, essa é uma novidade: agora você também pode desfrutar do cardápio oferecido pelo tímido chef Matías Reyes na hora do almoço. Assim como no Se Cocina e no Casa Mar, o Sukalde também procura valorizar elementos e pratos típicos do Chile.

Vieiras no Sukalde, SantiagoCaldillo de côngrio no Sukalde (com poema de Neruda impresso na massa)

E quem disse que eu já tinha encerrado a minha cota de surpresas? Um dos pratos oferecidos durante o almoço era composto por uma poesia do Neruda, impressa com tinta de lula numa fina massa, que descrevia o quanto o autor gostava do côngrio, peixe típico da costa chilena. Isso não é mágico? É lindo de se ver e, confesso, uma delícia também.

Casa Mar (Vitacura)

Casa Mar, SantiagoCasa Mar, SantiagoCasa Mar, Santiago

Save the best for the last? Pois bem, essa frase nunca fez tanto sentido pra mim. Em um final de semana digno de Destemperados, onde o ponto alto sem dúvida foram todas essas belas refeições que eu fiz, já estava me acostumando com a idéia de que a culinária chilena é realmente especial e que, assim como o Brasil é abençoado por inúmeros ingredientes únicos e especiais (mandioquinha, eu te amo!), o Chile é abençoado por um litoral rico em peixes muito saborosos e chefs criativos que capricham em seus menus.

Casa Mar, Santiago

Casa Mar, SantiagoCasa Mar, Santiago

Mas o chef Tomás Leiva resolveu me proporcionar um jantar impecável. Era inevitável me lembrar da cena do Remy, daquele simpático desenho Ratatouille, em que ele provava um pedacinho de queijo e um pedaçinho de morango e fogos de artifício começavam a explodir na sua cabeça. Essa sensação se repetia comigo a cada novo prato, e foi assim até o final do jantar. Acho que dessa vez não vou conseguir eleger meu prato favorito. Preciso de um tira-teima, que tal? 😉

Leia mais:

24 comentários

Desculpe por postar em local errado que foi no post do EUA é que vi este site https://www.viajenaviagem.com/2011/06/chile-valle-nevado-adia-abertura-mas-ha-neve-para-ver/ e estarei indo ao Chile entre 12/06/2012 chegando as 12 horas a 15/06/12 saindo as 12 horas. Bem tenho vontade de ir em Cocha y Toro, Valparaiso e Viña del Mar, e ver neve, não esquiar, mais ver o que vc me indicaria pois estou muito perdido no que fazer. Mais uma vez desculpe por postar aqui e agradeço se puder me responder como montar um roteiro legal. Esqueci de dizer que tenho 39 anos e é primeira vez que viajo de avião e estou um pouco nervoso pois primeira viagem ainda para outro pais… Mais mesmo assim agradeço a paciencia comigo e as dicas xD

Feedback 5: Coquinaria=> simplesmente o que mais gostei de Santiago!
Se tiver que escolher um local apenas,seria esse.
A loja é linda o atendimento excelente.
A oferta de produtos é variada e com muitas coisas bacanas tipo a flor de sal e o tempero que indicaram aqui merken (dica da Cinthia Rangel).

Ficamos na Providência (hotel orly) e almoçamos no Mamute,comemos bife com batatas e arroz espanhol…saiu 17.000 pesos chilenos (com bebidas) e lembrou um pouco o nosso Outback…achei que valeu e recomendo.

Olá Bóia, estou indo pela segunda vez em Santiago, mas um casal que nos acompanham é a primeira vez, eles estão ansiosos para ver neve, será que neva em novembro??? Estaremos indo dia 24/11.
Obrigada!

    Alô, Ana! As estações do ano são como aqui no Brasil! O inverno acaba em setembro. Em novembro não tem mais neve, não.

    (Peço que por favor não repita perguntas em posts diferentes, para que possamos arquivar todas as respostas em um lugar só! Obrigadinha :mrgreen:)

Adorei as dicas! Como sempre, vcs são minha bíblia pra Santiago.

Estou morando em Viña del Mar e, sempre que possível, passo finais de semana na cidade para explorar novos bairros, com as dicas do Ricardo. Só que, no meio, tenho que colocar uns programinhas infantis para minha filha de 5 anos…

É realmente mravilhoso ter o privilégio conhecer Santiago aos poucos, sem a pressão do tempo.
Obrigada
Cinthia
http://chileparacriancas.blogspot.com

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.