Santo bumba (minha crônica no Divirta-se do Estadão)

Expreso Bávaro-Santo Domingo na única parada em um restaurante de beira de estrada

Punta Cana não existe. Quer dizer: o lugar é provavelmente a maior Costa do Sauípe do mundo – uns quarenta resorts postados lado a lado numa praia sinuosa, de areia branca e mar perfeito azul-bebê. Mas basta sair do seu resort para descobrir que não existe um centro. Nem sequer uma vila cenográfica, como em Sauípe. Perto de Punta Cana, Porto de Galinhas é uma metrópole.

Tá bom. Existem dois microvilarejos junto à praia, El Cortecito e Cabeza de Toro, mas nenhum digno do seu footing noturno. Na tabela dos táxis, todo endereço que não é resort é descrito como um “cruce” – cruzamento.

A estação de ônibus do Expreso Bávaro-Santo Domingo, onde eu precisava comprar uma passagem para o dia seguinte, fica num tal “Cruce Friusa”. Friusa, vim a descobrir, é o nome de uma loja bem na esquina. O endereço oficial da rodoviária é “perto do posto Texaco”.

A agência do Expreso
Ao chegar à estação – de mototáxi — eu compreendi porque o Expreso Bávaro-Santo Domingo não vende passagens pela internet. O Expreso Bávaro-Santo Domingo não vende passagem antecipada de espécie alguma. Eu teria que comprar no dia da viagem. Mas pelo menos eu já sabia que o ônibus (a) existia, (b) partia dali mesmo e (c) tinha uma saída confirmada para as 10 da manhã.

A passagem

Corta para o dia seguinte. O ônibus era parecido com os que eu andei pegando no verão na Bahia – mas tinha ar condicionado e televisão. Me instalei e logo depois passou o cobrador – que, em vez de me pedir a passagem, tentou me dar um santinho. Não, não era o cobrador: era o pastor. E ia animar os primeiros noventa minutos da nossa viagem.

Teve de tudo “nesta gloriosa manhã”. Várias salvas de palmas ao Senhor. Orações para proteger-nos dos perigos da estrada e para afastar “el cáncer, la tuberculosis y la Sida” do seio de nossas famílias. Quiz: quem foi o homem de vida mais longa na Terra? Um livrinho pra moça que respondeu Matusalém! Arrependei-vos, irmãos, ainda é tempo!

O pastor desceu em Higüey, a cidadezinha de verdade mais próxima. E então ligaram a televisão. Era um filme americano de perseguições em alta velocidade e desastres estrepitosos. Mas com a graça do Senhor, às duas da tarde eu estava são e salvo em Santo Domingo.

Serviço . A passagem custa US$ 10, só ida. A viagem leva 4 horas. Tem só uma parada no meio do caminho para comprar comida e ir ao banheiro. Para fazer a mesma viagem, os táxis cobram US$ 170 porta a porta. Eu gastei US$ 25 de táxi até a estação, US$ 10 da passagem e US$ 10 de táxi entre o lugar onde desci (embaixo de um viaduto, horroroso) até o hotel, sem taxímetro (acho que dá para fazer por menos, mas é muito difícil negociar embaixo de um viaduto).

72 comentários

Olá Ricardo,
estou pensando em ir para punta cana na primeira semana de agosto. e como vi que conhece bem lá gostaria de lhe fazer algumas perguntas.
como está o clima? e se esse periodo dá para aproveitar bem.

obrigado

    Sempre dá pra aproveitar bem. A época mais seca é de dezembro a abril. Entre julho e novembro existe a possibilidade de haver furacão. A probabilidadade de isso acontecer justamente na sua vez é bastante remota, mas existe.

HAHAHAHA!!! Este pastor deve ser o dono da linha.

    kkkk, essa é a tática dele pra pegar pra quem não tem como escapar…. e o Riq ainda não contou que no final ele passa uma caixinha né?
    De certo na volta ele pega um ônibus no sentido inverso e faz a mesma pregação… todo mundo já sabe a resposta de Matuzalem…rs

    Menina, eu enfiei minha cara numa Piauí e não vi nada do que se passou à minha volta. Só ouvi. Então não percebi o lance da caixinha não…

Kkkkkk, Ricardo, parece que vc estava contando a minha experiência na semana anterior, exatemente a mesma.
Na chegada em Sto Domingo pegamos um taxi trash , indescritível.
Ah e o pastor do ônibus quando vinha para o meu lado eu tirava proveito dos meus enormes óculos escuros e fingia que estava dormindo…rs…
Inesquecivel

Muito legal… Até parece uma viagem do pato economico..

Por sinal, como voce avalia a Rep Dominicana em termos de segurança para este tipo de passeio?

Quando estive em Punta Cana, peguei um transfer para fazer um mergulho em Isla Catalina, no lado Caribenho, e numa destas paradas para água e baños, os Europeus desceram e começaram a fotografar um poste de Luz, que estava repleto de Gatos (ligações clandestinas). Virou o comentário do trajeto.
E ali achando normal. Tem coisas que só saindo do Brasil, para valorizarmos, até nossos gatos são melhores que o deles, rsrs

Valeu !!!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.