Vai ao Brooklyn? Pegue carona com a Lu

dumbo

Na última ida a Nova York, a Lu Gomes (também conhecida pela alcunha chic de ‘Lu Maldivas’) resolveu dar uma geral no bairro mais hypado do momento — o Brooklyn. As dicas foram inicialmente postadas na caixa de comentários do post do lado B de Nova York pro Lucas, mas são tão práticas que merecem um post próprio. Siga a Lu:

Bem: em primeiro lugar,o Brooklyn é imeeeenso!!! Portanto, esqueça tentar fazer tudo de uma vez. Antes de tudo, ainda em Manhattan, consiga um mapa do Brooklyn, com as linhas de metrô (eu consegui o meu na Grand Central). Seguem algumas sugestões:

– Quando atravessar a ponte (ou antes de, caso você vá atravessar do Booklyn pra Manhattan), existem duas lojas legais pra quem gosta de doces, na parte do bairro conhecida DUMBO (Down under Manhattan and Brooklyn Bridges): Jacques Torres, que tem um chocolate quente apimentado bem interessante, e Almondine Bakery, loja de doces deliciosos. Por ali também fica a Pizzaria Grimaldi, que tem fila o tempo todo. Metrô: High St.

Esquilo no Prospect Park. Foto: Lu

– Outra área interessante por ali é o Prospect Park, que é o equivalente brooklyniano ao Central Park. Numa das extremidades fica o Brooklyn Museum, que é muito bom, porém enoooorme! Seria o equivalente ao Met. Dá prá chegar lá de metrô,vindo de Manhattan (linhas 2 e 3, estação Eastern Parkway-Brooklyn Museum). No momento está passando aquela expo do Tutankamon que esteve em São Paulo. Você salta no museu, entra se quiser, depois dá uma passeada pelo parque, e desce para a 5th Ave., que tem algumas lojinhas alternativas. Aí você estará em Park Slope, equivalente ao Upper East Side de Manhattan. E, se por acaso estiver na hora do almoço, aproveite para comer no Al di La, italiano bem gostoso, com preços médios, que não aceita reserva, mas vale a pena. Fica na Carroll St., esquina com 5th Ave. De lá você também pode voltar ara Manhattan de metrô, na 4th Ave. com Union St. tem uma estação. Eu falei das comparações com Manhattan porque li em algum lugar, mas eu não concordo, Manhattan é única!!

Loja no Brooklyn e a Lu

– Williamsburg: eu diria que é uma extensão do Lower East Side. É um sub-bairro do Brooklyn que está bem badalado no momento.Você pode pegar a linha L que passa embaixo da 14th St, em Manhattan, e saltar na primeira parada do Brooklyn – Bedford Ave. Adorei essa avenida,é como se fosse um Village de antigamente, tem um monte de lojinhas, barzinhos e restaurantes — bem legal! Eu cheguei lá umas 6 da tarde e achei muito animado. Li numa placa que aos sábados essa rua fica fechada para carros, o que significa que deve ter muuuuita gente passeando, isso se não tiver uma feirinha… Subindo na direção oposta ao rio,por qualquer rua (por exemplo, a N 6th St.), você passa por brechós simpáticos e uma parte bem agradável do bairro. Depois de passar por baixo de um viaduto, você estará perto da Lorimer St., que é uma área que está “bombando”, mas só que as coisas não estão assim evidentes. Descobri um café chamado Second Stop que achei uma gracinha, com uma decoração meio louca, e super simpática, onde tinha vários locais fazendo hora,estudando ou trabalhando, todos coma cara enfiada nos seus notebooks e os iPods nos ouvidos, e alguns outros seres, como eu, a fim de descobrir novidades. É mais ou menos como no LES, você vai fuçando e encontrando lugares (bares, cafés, restaurantes) interessantes. Estive lá à tarde, mas fiquei coma sensação que à noite ou happy hour deve ser mais legal. Pode andar até a Grand St. ,que é uma rua meio feiosa, mas tem um restaurante que foi indicado pelo time out em fevereiro (mês dos namorados) como um dos mais românticos de NY (não me lembro o nome, mas é francês), o que vem a confirmar que por lá você vai descobrindo os lugares … e é exatamente aí que está a graça da história.

Atravessando a ponte do Brooklyn - sentido Manhattan. Foto: Lu

– Encerrando a minha epopéia brooklyniana, tenho a dizer que quem não quiser gastar muito tempo no Brooklyn, deve pelo menos atravessar a Brooklyn Bridge a pé (num dia bonito, de preferência), e ir à Bedford Ave. — em dias distintos,naturalmente.

Afinal, ninguém deve fazer o que eu fiz, tudo no mesmo dia … foi uma maratona!

Obrigado, Lu!

Leia também:

Nova York pro Lucas: o melhor do lado B

Página de Nova York no Viaje na Viagem, com links quentes para dentro e fora do site

61 comentários

Oi…Rosana, eu fiquei num apê que tinha um quarto livre nos dias que eu fui e estava anunciado numa pagina web, dividia com mais dois meninos que moram lá! Foi barato e super legal, mas algumas vezes pode ser um pouco incomoda. Agora este quarto já está livre porque já tinham alugado por 2 meses! Mas se vc buscar hotéis pela zona de Williamsburg ou Berford, vai encontrar uns pequenos e baratos, alguns com vistas para a ponte de Williamsburg e para Mahanttan!! Compensa porque está a poucas paradas do centro, e se animar na ponte pegar o ferry e ir direto a wall street, passando por debaixo das pontes de Brookyln e Mahanttam por apenas 4 dólares!! Sinto eu não pode ajudar mais, se vc quiser posso dar dicas de restaurantes e lojinhas legais!!!

    Fabiana, vc pode me dar dicas de onde se hospedar no broklin para que eu possa ir para manhattan? Estou com 2 criancas pequenas. Lendo seu post, fiquei interessada, mas não conheco nada do broklin. Grata

Oi, Rosana…eu não vi nada de perigoso, nem me senti insegura em algum momento! O bairro esta cheio de jovens e artistas descolados! Saí de noite e sempre havia alguem, mesmo numa rua escura! Na verdade, não é muito bonito mas é super legal e barato!

    Oi, Fabiana.
    Será que vc pode me dar o contato desse lugar que vc ficou{{
    Me animei com a sua resposta e pretendo ir dia 20 de outubro de 2012.

olá Fabiana,não é perigoso como dizem…como faço para ter o contato desse lugar que você está….estarei indo no final de outubro,,

Eu e meu marido español…chegamos a Ny faz 5 dias. Alugamos 1 quarto ao lado da Av. Berford por 500 dólares por 20 dias! Estamos amando a zona. Os bares, brechós…a comida muito mais em conta que em Manhattan! A experiencia no Brookyln está merecendo muito a pena, sobretudo porque é barata e a estamos a uma parada de Manhattan!!

Oi gente, sei que é uma pergunta meio subjetiva, mas só pra me programar… quanto tempo mais ou menos pra pegar o trem, descer no Brooklyn, dar uma volta e tirar uma fotos no DUMBO e voltar a pé pela ponto pra Manhattan?
Vocês acham que devo reservar quantas horas pra fazer isso tranquila?

    Olá, Nova Viajante! Uma manhã ou uma tarde. Manhattan fica a favor da luz de manhã nesse trecho.

Olá!
Estou indo p Manhattan agora em agosto e dessa vez vou dedicar um tempinho pra descer da Brooklyn Bridge e conhecer um pouquinho ao menos a região do Brooklyn. Já vi que tem várias opções, mas gostaria de saber, o que vcs me aconselham. Passear pelo Promenade, Dumbo ou Brooklyn Heights, pq na verdade pretendo atravessar a ponte depois do almoço e voltara Manhattan ao anoitecer ou a noite mesmo, pela ponte.
Obrigada!!

    Olá, Cássia! Dumbo, que é a região que está exatamente embaixo da ponte do Brooklyn, não é tão interessante assim. Se você quer ver a parte mais chique do bairro, continue de metrô a Brooklyn Heights.

    Mas se quiser complementar a sua visita passeando pela área mais descolada, pegue o East River Ferry e desça duas paradas adiante, em Williamsburg. Passeie por ali entre as ruas 6 e 11, da Bedford à Kent.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.