A Bóia

A partir de agora, o Viaje na Viagem passa a responder com moderação :-)

A Bóia

A última grande mudança na área de comentários do Viaje na Viagem foi no início de 2011, quando deixei a caixa de comentários nas (ótimas) mãos da Bóia.

Só que agora, com o expressivo aumento da audiência (o número de visitantes nos dois primeiros meses de 2015 está 60% maior do que nos dois primeiros meses de 2014), nem a Bóia está dando conta.

Chegou a hora de pôr em prática uma idéia que me persegue há algum tempo, mas que sempre tive receio de implementar. Ainda que seja um passo arriscado, vamos lá: em caráter experimental, desde a zero hora de 1º de março, a caixa de comentários do Viaje na Viagem passou a ser moderada.

Mas não se preocupe. Todas as suas opiniões, relatos, correções, atualizações, contra-argumentações e pitacos em geral continuarão sendo publicados (tão logo a Bóia modere). Suas contribuições e intervenções continuam bem-vindas — aliás, são mais bem-vindas do que nunca.

As perguntas, porém, passam a ser selecionadas. Vamos continuar respondendo muitas perguntas por dia, com a presteza de sempre. Só que não todas.

O sistema está explicado neste post, que vem linkado no enunciado da caixa de comentários. Dentro deste post, um segundo post ensina o leitor a encontrar o conteúdo que procura no blog em dois passos simples.

Por que essa medida extrema?

Porque o tempo e o esforço que dedicamos a responder perguntas repetidas, especulativas ou desnecessárias prejudicam a produção de novos conteúdos e a atualização do conteúdo já publicado.

E também porque, desde a implantação do novo layout do blog, no segundo semestre do ano passado, o Viaje na Viagem está razoavelmente bem organizado. Já dá para ensinar o público a procurar a informação por conta própria.

(Se bem que a Elisa, minha sócia e CEO, acha que oferecer tutorial a leitor que pergunta sem ler não vai ser muito eficaz. Mas ó: estou fazendo a minha parte.)

Não é falta de consideração pelos novos leitores do blog. Nos últimos anos o site mudou muito, e sempre no sentido de facilitar o encontro da informação. Todos os posts são escritos já pensando nas perguntas que podem ser feitas. Os textos estão cheios de links externos para checar informações que podem desatualizar. Ou seja: o site foi todo reformatado pensando nos perguntantes. Não faz sentido continuar respondendo perguntas repetidas, especulativas ou desnecessárias.

Veja bem: a gente vai continuar respondendo perguntas (e compartilhando no Perguntodrómo!). Mas só as perguntas inéditas, que contenham a dúvidas razoáveis, que não estejam respondidas pelo conteúdo já publicado, e que de preferência sirvam a outros leitores que venham a pesquisar no mesmo post.

O tempo que a gente gastava para repetir “desculpe, mas não temos como fazer roteiros individuais” será usado para fazer mais posts de roteiros que podem servir de base para todos os leitores (como este e este).

O tempo que a gente gastava encaminhando leitores perdidos para outros posts e para dizer “desculpe, não podemos decidir por você” será usado para acelerar a transformação das páginas de destino simples (como esta) em páginas de destino completas (como esta).

Além de tornar o nosso trabalho mais eficiente, o novo sistema deve elevar bastante a qualidade da interação. Com o tempo, as caixas de comentários vão ficar mais interessantes e úteis, porque não aparecerão mais conteúdos fora de contexto ou que desafiam o senso comum.

(Só entre nós)

Aproveitando que estamos sozinhos aqui ao pé do post (meio mundo já debandou no terceiro parágrafo), vou dar aqui um exemplo alegórico (mas com um final verídico) do que é o drama do lado de cá do balcão de perguntas.

Digamos que, num post, eu dê a dica: “Para aproveitar de verdade, vá de amarelo, laranja ou vermelho”.

A primeira pergunta provável seria: “Mas dá pra ir de verde?” Resposta da Bóia: “Olá, Fulanx! Você não vai aproveitar tanto se for de verde. É melhor ir de amarelo, laranja ou vermelho”.

Algumas perguntas mais tarde, apareceria: “Eu só posso ir de verde. Posso ir mesmo assim?”. Resposta: “Olá, Fulanx! Poder, pode, mas você aproveitaria muito mais se fosse de amarelo, laranja ou vermelho”.

Um outro perguntador perguntaria: “Eu não costumo ir de laranja a lugar nenhum, mas então na sua opinião se eu for de laranja eu vou aproveitar?”
R: “Olá, Fulanx! Sim. É a dica que o Ricardo Freire dá no texto”.

E um outro: “Posso considerar abóbora como sendo laranja?”
R: “Olá, Fulanx! Pode, sim, claro”.

E outro: “Vou com a minha filha de 8 anos. Nesse caso, podemos ir de verde?”
R: “Olá, Fulanx! Como está escrito no post, acreditamos que para aproveitar de verdade é melhor ir de amarelo, laranja ou vermelho”.

E mais um: “Na sua opinião, é melhor ir de amarelo-canário ou amarelo-ouro?”
R: “Olá, Fulanx! Infelizmente não podemos decidir por você. Mas não há razão técnica para desrecomendar nenhuma das opções”.

E ainda: “Estava pensando em ir metade verde, metade laranja. É uma boa idéia?”
R: “Olá, Fulanx! Conforme está no texto, a gente não recomenda ir de verde. Você vai aproveitar melhor quando puder ir só de amarelo, laranja ou vermelho”.

E outro: “Eu li por aí na internet que o bom é ir de azul. Procede?”
R: “Olá, Fulanx! Recomendamos ir de amarelo, laranja ou vermelho. A justificativa está no texto”.

Até que (num domingo às 11 da noite) aparece: “Que cor vocês recomendam para ir?”
E a Bóia: “Olá, Fulanx! A informação está no texto. O texto é para ler… experimente!”

Pra quê? Dois anos depois, vai aparecer um Fiscal de Resposta™ e mandar um: “Tantas formas para dizer que a leitora deveria ter lido o texto, e a Bóia sempre opta pela forma mais grosseira e irônica. O site é ótimo, mas a Bóia me enoja“.

Sempre grosseira. Sempre irônica. Que nojo!

Pronto, moça: pode catar o seu nojinho e ir fiscalizar outra freguesia. A Bóia nunca mais vai precisar mandar ninguém ler o texto com atenção. Aleluia!

Leia também:

148 comentários

Demonstrando meu apoio. Continuo sempre aqui. Lendo muito e perguntando pouco 🙂

Boa tarde Ricardo!

Achei uma boa mesmo essa medida do Viaje na Viagem. Afinal as dicas as vezes estão na cara da pessoa e eles não querem ter o trabalho de pesquisar mais sobre o conteúdo dentro do site. O legal é focar em novas dicas de viagem para todos nós viajar ainda melhor!

Boa sorte!

Abs!

Bela iniciativa Riq, amei o “só entre nós”… rrrssss.

Taí, gostei! Riq, admiro a lucidez e o amadurecimento e a coragem. bj grande

Melhor moderar mesmo, ” dá nojinho” de quem não ler e fica no círculo vicioso.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.